História Os opostos se atraem - Incesto (Kim SeokJin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin
Tags Bts, Jin
Visualizações 76
Palavras 623
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey babys, olha quem veio com uma one shot novinha em folha.
Ontem de madrugada, estava eu vendo vídeos, e tive essa idéia.
Não sei se ficou bom, não sei se vão gostar (espero que sim, amém)

É isso, boa leitura

Capítulo 1 - Capítulo único.


  - Pare de ser tão babaca, Jin. - falei pela milionésima vez à meu irmão. Ele sabia ser irritante quando queria.

[...]

Jin e eu somos irmãos gêmeos, mas apesar disso, somos o oposto um do outro.

Esse pirralho adora bagunçar, zoar e principalmente, me perturbar. Já eu, prefiro ficar calma, na minha.

Apesar de sermos gêmeos, nasci minutos antes dele, o que me torna sua "noona".

Eu odeio que me chame assim, ao menos que nós estejamos fodendo.

Sim, somos gêmeos, mas temos uma relação proibida.

Eu sempre o desejei, nunca o vi apenas como um irmão. O tempo foi passando, e meu corpo evoluiu, fazendo com que muitos ao meu redor me desejassem, inclusive ele.

Eu estava em meu quarto, lendo pela décima vez A marca de uma lágrima. Eu já havia lido e relido aquele livro, mas a história de Isabel era realmente surreal.

De fundo, tocava Small Doses. Aquela música me acalmava, assim como também me dava tesão. Isso é muito contraditório, porém era maravilhoso. Com certeza, essa era minha música com Jin.

- Noona... - o mais novo disse manhoso, entrando em meu quarto e se sentando ao meu lado. Eu já sabia o que queria.

Ele só me chama de noona, quando quer transar.

- Hum? O que foi, Jinnie? Eu estou lendo. Não está vendo, não?!

- É que... Você sabe o que eu quero... - mordeu os lábios, encarando meus seios fartos.

Ajeitei minha blusa decotada, fazendo com que meus seios ficassem um pouco mais a mostra

- Hum... Sei é? Então fale novamente, pois eu acho que não me lembro - subi em seu colo, rebolando lentamente.

- Eu quero sentir meu pau pulsar dentro da sua boceta. Eu quero te foder com força.

Outras pessoas com certeza achariam aquilo estranho. Afinal, são dois irmãos transando.

Já eu, acho maravilhoso. SeokJin sempre estava por perto, então caso estivesse com vontade, era só o chamar. Simples!

Continuei rebolando, agora com mais intensidade. O vi tombar a cabeça para trás e apertar minha cintura.

Seu membro já estava ereto, eu podia o sentir entre minhas nádegas.

Tirei nossas roupas devagar, revelando nossos corpos nus.

O beijei. Durante o beijo, segurei seu membro, apertando a glande com o indicador. Vesti seu pênis com uma camisinha e o encaixei em minha entrada, sentando lentamente.

Aos poucos, comecei a calvagar, indo rápido em fundo.

Nossos gemidos já não eram mais controlados, provavelmente toda a vizinhança saberia seu nome.

- De quatro, agora! - falou autoritário, saindo de dentro de mim.

O obedeci, ficando na posição que queria. Minhas pernas estavam trêmulas - na verdade, todo meu corpo estava - e minha respiração ofegante.

Ele pegou uma algema, que estava guardada em minha gaveta, e voltou até mim.

Pegou minha destra, e me prendeu contra a cabeceira da cama. Porra, agora eu estava literalmente fodida.

Após fundas e fortes estocadas, meu corpo inteiro entrou em êxtase, me fazendo sentir uma enorme onda de prazer. Eu havia gozado.

Caí na cama, sem forças, enquanto ele ainda ia e vinha dentro de mim.

Mais algumas estocadas e ele se joga ao meu lado. Seu ápice também tinha chegado.

Levantou-se e foi até o banheiro, jogou a camisinha fora e veio até mim. Me soltou e deitou novamente ao meu lado, me puxando para deitar em seu peitoral.

- Acho que agora você realmente ficou arrombada. - Riu anasalado, me fazendo lhe dar um tapa

- Pare de ser tão babaca, Jin. - falei pela milionésima vez à meu irmão. Ele sabia ser irritante quando queria.

Ele riu novamente, e fez carinho em meus cabelos. Me entreguei por completo ao sono, e dormi em seus braços.

Era maravilhosa nossa conexão. Nossa conexão de irmãos.


Notas Finais


Então é isso, eu realmente espero que tenha ficado bom, até por que a ideia foi tipo, DO NADA!

sigam meu perfil: @gatacorniaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...