História Overcome - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Tags bts romance darkfic
Visualizações 0
Palavras 1.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não tenham medo de comentar~~~~<3

Capítulo 3 - Cap.2- Carteira vaga


- Olá, você deve ser a garota dos Jung,-uma garota sorriu me estendendo a mão-, eu sou a Kim Daewan,representante do grêmio estudantil feminino.

- Ah, olá.- Eu acenei com a cabeça timidamente, tinha sido apresentada a tantas pessoas em um dia só que sentia que não conseguiria acabar gravando nenhum nome. Sentia-me tentada a correr até um aeroporto e voltar para Portland e meus amigos, pensei nervosamente o que Lizzie pensaria de mim naquele momento. Provavelmente diria o como eu era ridícula por ser tão tímida e envergonhada de tudo, Lizzie estar conversando com os garotos e procurando por alguma festa.

A ruiva não era a melhor amiga que eu já tivera,mas ás vezes ela me faz falta.

- Acredito que NamJoon já tenha te falado todas as informações relevantes da escola no intervalo,- A garota comentou me observando.- Não fique muito tímida, moramos numa cidade pequena, logo. você conhecerá todo mundo rapidinho.

- Eu espero.- Respondi com um sorriso amarelo.

- Qualquer coisa sinta-se a vontade para me chamar, tenho que voltar grêmio agora.- Em um piscar de olhos a veterana desapareceu pelos enormes corredores da escola.

Eu suspirei olhando em volta, perguntando-se onde ficaria o banheiro da escola. Por sorte, deparei-me com a garota pálida que se sentou no fundo da sala na primeira aula.

- Hum, olá eu sou a Jung Eun... e-eu...- Parei de falar assim que percebi que a garota pálida passou reto por mim sem demonstrar uma expressão sequer.- Yah! Unnie!

Mesmo assim a garota foi completamente ignorada pela garota que seguia reto pelo corredor com os olhos perdidos em algum pensamento distante.

- Aish, que Unnie rude.- Resmungou virando-se na direção contrária a tempo de ver um garoto ruivo a encarando como se tivesse acabado de matar alguém.

 

[...]

 

- Como foi o seu primeiro dia de aulas?- A senhora Jung perguntou curiosa quando os dois filhos entraram no carro, Hoseok digitava algo no celular enquanto a irmã punha o cinto.

- Normal.- Ambos responderam ao mesmo tempo.

- AJUMMA!.- A voz animada de Kim Taehyung chamou a atenção dos dois.- Eu e Hoseok temos de....

- Pode entrar criança, só não me chame de ajumma.- minha mãe fez uma careta, ela detestava ser tratada como alguém mais velha do que aparentava.Destravou a porta do carro permitindo Taehyung sentar-se ao lado de Hoseok, os dois comentaram alguma coisa entre eles que eu não pude ouvir.

Desviei meu olhar para a rua da escola distraidamente, deparei-me com um vulto ruivo de cabelos longos cacheados vestindo aquele vestido. Uma sensação de pânico percorreu o meu corpo, aquela era ela? Então ela não estava desaparecida?

Por algum motivo que eu não sabia meu coração acelerou e eu senti como que algo "trancasse" a minha garganta, meu corpo tremia.

- Lizzie!- Exclamei com os olhos cheios de lágrimas, puxei a porta do carro com força. Queria correr até ela e abraça-la.

- EunJi-ah?- Hoseok me olhou preocupado e antes que eu conseguisse destravar a porta do carro, minha mãe deu partida me olhando sombriamente pelo retrovisor.- Não tem ninguém ali...

- Lizzie...- Sussurrei com a voz fraca.- ela estava ali, viva. Lizzie...

Minha mãe engoliu em seco no banco da frente, mexeu no porta luvas jogou uma cartela de comprimidos para Hoseok enquanto eu tremia.

- Dê uma pílula para ela,- O olhar dos dois cruzaram.-não ouse em questionar.

Taehyung me olhou preocupado enquanto meu irmão me dava um calmante, algumas lágrimas desceram pelas minhas bochechas enquanto minha vista se transformava em diversos pontinhos pretos.

- EunJi-ah você vai ficar bem?- ouvi a voz de meu imão antes de apagar por completo.

Acordei numa cama cor de rosa bebe, semicerrei os olhos confusa. Aquele definitivamente não era o meu quarto em Portland. Olhei em volta assustada quando finalmente me dei conta do que tinha acontecido nos últimos dias, novamente lágrimas quentes desceram pelo meu rosto. Apanhei meu celular ansiando por uma única mensagem de Harry, não importava que fosse uma mensagem a dizer " Bom dia" ou simplesmente "hm", eu só queria uma mensagem dele...

Os soluços finalmente chegaram quando percebi que nenhum deles me tinha contactado, nem Dana, nem de Harry e muito menos meu pai. Abafei os soluços no travesseiro tornando a me encolher na cama. Nunca tinha me sentido tão sozinha antes. Era como se nenhum dos meus amigos quisesse saber de mim de verdade, e aquilo me atingiu como uma facada desprevenida. Por que eu tinha de ser tão sensível e ingénua?

Kim EunJi

[21:23 PM]

Hey Babe, tudo bem por aí?

Vocês me estão fazendo falta (

Esperei e esperei novamente. Mas nada de Harry responder, e eu sabia que ele andava sempre com seu celular. Seu contato mostrava que estava online, ele estava me ignorando de propósito. Aquilo me magoou ainda mais.

Resolvi, levantar-me e tomar um banho, afinal, ficar chorando em meu travesseiro não adiantaria de nada. Olhei novamente o meu celular e suspirei me perdendo em uma memória antiga.

 

Kim Eunji, 2011

Portland

" O olhar maldoso de Lizzie me seguiu novamente,apenas dei de ombros,já estava acostumada com a personalidade hostil dela. Mordi meus lábios com ansiedade enquanto olhava de canto para meu melhor amigo, nossos olhares se cruzaram e não pude deixar de enrubescer.

- Então, o que você queria tanto falar comigo a semana inteira?- Era incrível em como o simples fato de eu ouvir a voz dele fazia saltar meu coração e meu corpo arrepiar.

- Uhm, eu...

- Você pensou em esconder isso de mim ?- Um sorriso malicioso apareceu nos lábios dele, o garoto passou seus dedos por seus fios de cabelo loiro os desalinhando.

- O q-quê?

Fui surpreendida por um beijo, Harry segurou minha cintura e me empurrou contra a parede da boate. Por dentro eu poderia me derreter, eu só não sabia que estava cometendo um enorme erro ao me deixar levar por ele."

 

Kim EunJi,2012

Cheongwa

No dia seguinte eu já estava mais estável, apesar de estar sendo supervisionada por minha mãe e ouvindo ela exigir que eu tomasse todos os meus remédios corretamente. Hoseok me olhou preocupado durante o café da manhã, mas apenas me deu um beijo na testa. Fiquei mais calma por saber que ele respeitava o meu espaço e não me obrigaria a falar sobre o meu surto. Fomos de carro para a escola, o Sr. Jung nos deixou no colégio e seguiu a caminho de seu trabalho.

- Vamos lá?- Meu irmão perguntou com um sorriso animado me levando pela escola.- Ainda tenho que te apresentar a muita gente, mas acho melhor te dar um tempo para você se habituar com o ambiente...

Era incrível como ele tinha a habilidade de tagarelar e preencher o silêncio constrangedor entre nós, apesar de eu não estar afim de ouvir o diálogo dele, dei um sorriso fraco. Ele estava tentando ser um bom irmão mais velho que eu nunca tive.

- Esta é sua sala, espero que você não se perca nos outros andares.Nos vemos no intervalo!- Ele acenou com a mão e eu sorri acenando timidamente de volta.

Entrei na sala e me sentei nas cadeiras do fundo ao lado da janela, comecei a arrumar meus materiais tranquilamente quando sou surpreendida por uma pessoa parada na minha frente.

- Algum problema?- Perguntei baixinho para o rapaz ruivo que me encarava.

- Sim, aqui é meu lugar.

A  sala inteira pareceu se silenciar para assistir a cena, eu realmente queria revirar os olhos e dizer para aquele garoto o quão criança era por estar fazendo fita, mas optei por ficar quieta.

- Jimin pare de importunar a garota- Um garoto de cabelos negros lisos resmungou entediado- Pegue o lugar da frente dela e pare de agir como uma criança.

Consegui identificar o olhar raivoso do ruivo para o garoto.Contudo ele deu de ombros e acabou por se sentando à minha frente contra sua vontade, resmungando algo como "Yoongi Hyung consegue ser realmente irritante,aish..." Fingi que aquela situação não tinha acontecido e comecei a me focar na paisagem através da janela enquanto a aula não começava, pelo reflexo do vidro percebi o olhar de Jimin cruzar com o meu. Nos encaramos por alguns momentos,senti algo familiar com ele.

- Vai me ficar encarando mesmo?- ele perguntou e virando para mim.

Franzi a testa.

- Era exatamente o que eu iria perguntar.

Tornamos a nos olhar por mais alguns minutos, não era um olhar de raiva nem nada desse gênero e sim de curiosidade. Logo desviei o olhar para o lugar da Unnie grosseira do dia anterior,franzi a testa ao não ve-la sentada lá. Assim que voltei a olhar para a frente percebi um estranho olhar de Jimin, o reconheci por ser o rapaz que me olhou estranho no dia anterior.

- Onde está aquela aluna que se senta naquela carteira?- perguntei para o ruivo, incrivelmente ele pareceu empalidecer e não ter nenhuma resposta prévia para me responder.

- Ninguém nunca sentou ali...- O garoto que resmungou com Jimin respondeu com a testa franzida.- É uma carteira vaga...

Olhei novamente para Jimin, algo me dizia que ele sabia de alguma coisa.E querendo ele ou não eu iria descobrir


Notas Finais


A história deve estar ficando confusa logo nesses primeiros capítulos, mas podem ter a certeza de que eu vou tentar explicar tudo ashua
Por enquanto comentem ai as vossas teorias <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...