História PAIXÃO (segunda temporada ) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Kankuro, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, Tsunade Senju
Tags Gaara, Hinata, Naruto, Sakura, Sasuke Ino Yamanaka
Visualizações 5
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei desculpe a demora.

Capítulo 7 - Proposta


Fanfic / Fanfiction PAIXÃO (segunda temporada ) - Capítulo 7 - Proposta

Ele se dirigiu a sala de Tsunade, as pessoas o olhavam de indignadas a assustadas.
Abre a porta ela já vem le chingando, por toda as suas decisões de passadas.
__Vamos parando com esse teatro. Você não pode me matar. Então se sente e vamos conversar.
__Como ousa desdenhar dos meus poderes de luta.
__Você está acabada e não me venha com truques.
__E o que vai fazer moleque justiceiro, me matar?
__Não antes de qualquer coisa, quero que todos saibam que meu irmão Itachi Uchiha era um herói. Quero reconstruir meu nome.
__E quer que eu acredite nisso?
__Não. Eu não quero. Mas posso pagar pela sua boa vontade e defender os limites de Konoha. Fico bem longe da cidade.
__Você não sabe de quanto precisamos.
__De muito.
Sasuke joga uma parte insignificante de Gaara lhe deu, diante de uma muito chocada Tsunade.
__Minha herança muito bem guardada pelo meu irmão. Acha que podemos começar com isso. Sei que precisa importar equipamentos. E remédios e comida. Essa é a oferta de boa vontade. Se aceitar muito mais de onde veio esse chegará às suas mãos.
__Quer reconstruir Konoha?
__Não quero me reconstruir, se tiver que colaborar com essa merda de vila que seja.
Tsunade avaliou Sasuke sem saber o que fazer era óbvia a falência de Konoha e era óbvio que não sobreviveria a uma invasão que Naruto não podia arcar com a defesa da vila junto com os poucos que restaram sem remédios, sem comida.
__Acho bom me aceitar como aliado por que ainda posso matar você me tornar o Hocage e fazer o que quiser, mas de fato esse não é o meu desejo. Não gosto de papeladas prefiro o campo de batalha. Podíamos ficar com o que nos cabe não acha?
__Está me ameaçando?
__Esperou o quê? Que dissesse o quanto te admiro e babasse seus peitões?
__Seu moleque atrevido.
__São belos peitões, mas não me interessam, achei que eu queria Sakura, mas quero Ino Yamanaka, ela é uma delícia de surpresa.
__Sabe que ela tem um rolo com o Sai?
__Sei percebi pelo casaco, mas eu descobri que não sou ciumento.
__Mentiroso.
Dou risadas, ela ri também.
__Não quero ser seu aliado, e não quero governar essa merda, e você está falida. Mantemos o trato em segredo. Pode dizer que me deixar trabalhar nos limites da cidade foi um pedido de Gaara.
__Ele me esfolaria viva.
__Não conhece o Gaara, ele é extremamente político, quero que saiba que ele me visitou e ele me disse que eu devia ficar, que ele precisa de um rival a altura. E eu serei esse rival farei meu melhor.
__Então as fronteiras? É isso?
__Sim, preciso da Ino, médico e comida farão maravilha nas pequenas vilas. E depois emprego primeiro farei habitações dignas, sem que saibam que estão construindo suas próprias moradias. Ruas limpas, banheiros, uma pequenas escola, um posto médico. Terra bem dividida bem cuidada insumos agrícolas cada um produzindo determinado produto sendo o provedor dele para a comunidade. Elevamos o orgulho de um homem perante os seus e ele será grato e leal.
__Você cresceu moleque, graças a Deus.
__E aí? Temos um acordo?
__Sim senhor Uchiha. Sigilo absoluto quando tiver implantado as primeiras vilas torno o nosso acordo público, não terei mais um esqueleto Uchiha  no armário. Eu não farei isso, não serei responsável pelo fim da família mais leal a essa terra que já pisou aqui. Será um aliado como todos os outros.
__Nossa agora me surpreendeu Tsunade. Serei apesar de tudo um aliado igual aos outros?
__Se fizer o que falou? Será ainda melhor a maioria só me aparece pra ajudar na guerra. E pedir ajuda financeira seria um suicídio.
__Vou ser seu banco por um tempo. Mas preciso de Ino Yamanaka, pode liberar ela para mim?
__Ela vai querer?
__Disso me encarrego eu.
Sasuke vai embora deixando uma muito, muito chocada Tsunade olhando os tesouros entregues pelo Uchiha, aquilo custava muito dinheiro e lhe daria pelo menos 3 meses para trabalhar duro e voltar a ganhar dinheiro, em vez de perder como uma cachoeira desgovernada.
Uchiha caira do céu tinha que admitir, apesar de não confiar nele, mas se fizesse um terço do que prometeu já seria mais do que muitos fizeram por Konoha durante toda uma vida ali.
Só restava rezar e pedir que ele não decidisse lhes trair em algum momento.
Sasuke caminhou de volta a casa da Ino, então Sai era o homem na cama dela a jaqueta era óbvia, mas esperara que fossem só amigos. Que idiotice estar com ciúmes, desse moleque pensava, mas tinha que admitir que a loira virara um furacão, e que seu desejo por ela crescia exponencialmente. Maldita loira esbravejou duro e chateado. Subiu as escadas e ela estava nua, Ino sua cretina tinha que estar nua, tremeu de raiva, se despiu e deitou-se com ela, demorou a adormecer sentindo o cheiro dela, ela se moveu aconchegando-se a ele, esticou as pernas entre as dele como uma gatinha manhosa , fazendo-o esbravejar, silencioso. Por fim adormeceu com ela moldada a seu corpo.
Ela acordou chorando, e chorando muito alto se debatendo desesperada. Dois braços fortes a seguraram, enquanto ela repetia desesperada "não vá por favor não vá, eu entendo você sei que está sozinho , mesmo cercado de pessoas por que eu também estou por favor fique. Por favor eu te amo."
Sasuke sabia reconhecer um pesadelo  recorrente quando via um a pobre menina não podia estar chorando por ele, não podia ser o responsável por aquilo também, ele não estava tentando destruir as pessoas, se sentia vazio todo o tempo, aquelas pessoas não amavam ele, amavam a lenda que ele se tornou ao ser o único sobrevivente do massacre Uchiha. Mas a garota continuava a balbuciar coisas sem sentido, por fim seu nome ecoou alto nos lábios dela, estrangulado sofrido. Ele não valia nada mesmo, fora o algoz de todos na sua aldeia, por causa de uma vingança sem nenhum propósito ou motivo. E agora ele estava cheio, cheio de dúvidas e arrependimentos.
__Ino acorde está tudo bem eu estou aqui. Por favor acorde.
Ela acordou trêmula entre soluços, e ele estava lá, não era assim que seus pesadelos costumavam acabar com ele nu lhe consolando, costumavam acabar com ela suada de cara inchada de tanto chorar e completamente sozinha.
__Me diz que você está aqui? Me diz que está aqui pra mim. Me diz mesmo que seja mentira.
__Eu estou aqui pra você, e nunca mais voltaremos a acordar sozinhos diante dos nossos medos.
E ele a beijou lento e quente, lhe abriu os lábios e invadiu sua boca de devagar.
Ela se aconchega a mim e eu a possuo devagar, ele a desejava com loucura mais ela merecia se sentir amada e cuidada , e assim ele fez, foi tudo pra ela, a cada beijo ele se movia lento dentro dela fazendo-a gemer entre os seus lábios. Quando ela arranhou as suas costas, ele fora mais fundo dentro dela fazendo-a gritar,se descontrolou completamente e penetrara mais forte e mais fundo, acabou gemendo alto quando ela se desfez entre gritos em um orgasmo profano, ele a seguiu se despejando dentro dela.
Não era possível que Ino Yamanaka fosse a resposta, para os dias de vazio que ele sempre vivera, mas agora ali ainda dentro dela parecia que tudo estava no devido lugar.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...