História Papai de "aluguel" - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Naruto, Romance, Sasusaku
Visualizações 176
Palavras 1.251
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Ponto fraco


— Você...Deus! Que confusão! E o que pretende me dizendo isto?

— Pretendo deixar bem claro o quanto a amo e desejo, quero lhe deixar ciente e lhe propor algo.

— E o que seria?

— Um namoro.

Abri os olhos, pisquei, olhei em volta, voltei a olhá-lo. Eram sequências e sequências das ações que já havia feito. Se estava nervosa? Imagina, é fácil você ser pedida em namoro por alguém que conheceu à uns...três ou quatro dias, além de estar morando – provisoriamente – na casa do chefe dessa pessoa. Se estava fazendo uma cara estranha? E eu lá vou saber, devo estar com uma cara enorme de tacho!

— Caham. — Naruto pigarreou chamando minha atenção. Putz, tu quer a resposta agora?!

— Ah, Er... — murmurei olhando em volta. Ino, meu mundo, minha puta, cadê você agora?

— Sei o que dirá. — Naruto me fita cabisbaixo e eu o olho franzida. — Talvez eu não seja o homem perfeito para você. O homem que cuidará de suas feridas e...-

— Calma lá! Eu nunca lhe disse que não é o homem perfeito, não entendo por que está tão...estranho. você é alegre, atraente, sincero e gentil, por que está mendigando meu afeto? — ele arregala os olhos e põe a mão em minha testa. Oh, nossa! Fui longe demais?

— Está doente?

— Ãh? Não.

— Que estranho.

— O que? 

— Não. Nada. — diz tirando as mãos de minha testa e apertando minhas bochechas. — Acho que minha Cinderela está saindo, aos poucos, de sua carroagem dourada. — e então foi a minha vez de o olhar franzida. —  Você é mais bonita quando pensa por si.

— Ah Naruto, assim você infla meu ego.

— E não deveria?

— Não, pode inflar. Eu gosto, sabe?

— Então pode ir se acostumando. — diz olhando o relógio em seu pulso.

— E sobre o namoro? Não quer a resposta? — pergunto receosa. 

— Eu já conheço. — diz se levantando e sorrindo largamente.

— Conhece? — pergunto com os olhos apertados. Mas tu gosta de se fuder né, Sakura? minha mente alerta e eu sei que é hora de ficar quieta.

— Conheço, e tenho uma resposta. Sakura, eu sou um homem que sabe esperar. Esperei mais de um ano para falar com você, posso esperar mais um tempo. — diz e eu salto para abraçá-lo. Convenhamos, isso foi muito fofo! 

— Obrigado. — murmuro o largando.

— ao seu dispor, minha Cinderela. À qualquer hora e lugar, menos agora. — diz nervoso. — Sasuke e eu estamos atrasados. Ele deve estar cospindo fogo pela boca. — disse seguido de uma careta nervosa.

— E por que já não voou até lá? Corre, Criatura!

— Magoou. — murmura em direção à porta. — O que acha de sairmos para jantar?

— Hoje? 

— Por que não?

— Tá bom mas, fica com você o dever de avisar ao Sr.Ranzinza.

— Sasuke?

— Não, a Madonna. — digo e rimos.

— Que bom humor é esse Srt.Haruno? — pergunta-me com suas sobrancelhas levemente arqueadas.

— Tive uma boa noite. — digo e ele sai. Seu grosso! Tá, nem tanto.

Olhei ao redor do quarto e olhei para Daisuke. Tadinho, tava com um baita sono. Sabe aquele momento em que você não sabe o que tá certo e o que tá errado? Veja bem, estou tratando Naruto como amigo quando ele quer ser algo à mais. O pior? Estou feliz em tê-lo como amigo, ele é um ótimo ouvinte...! Eu poderia gostar dele? Poderia. Ah, Sakura, e por que não investi? Por que Naruto não é poupança para que eu invista. Além do mais, eu tenho um filho e um coração de gelo, como faço para o Sr.Coração aqui, me ouvir?

Deitei de bruços sobre a cama, e tive uma ideia. Ino!

Desci rapidamente e entrei no escritório do Sr.Ranzinza. Por que estou aqui? Por que estou vivendo — provisóriamente — numa casa que não é minha, e que de acordo com Karin, é necessário permissão para sair. Quero ir ao shopping com a Ino, preciso de uns conselhos...por que estou indo pedir logo à Ino? Hahaha não se inganem, a bicha tem cérebro — quando quer —.

Entrei e sentei em uma das poutronas, Sasuke estava ao telefone.

— Não, ainda não.— fala ao telefone. Ai ele me viu! — Falo com você depois, Mikoto. — diz e me aproximo.

— Quem era? — pergunto educadamente.

— Não é da sua conta.

Que rude.

— Você não viu nada. — diz com sua carranca de poucos amigos.

— Ah vai, deixa de rancor! — digo agarrando seu celular.

— Ei! O que há com você? Está drogada? — pergunta tentando tomar o celular de minhas mãos e o ergo ainda mais.

E você? Andou treinando para ser lutador de boxe? — não perco a chance de lhe alfinetar. Se eu estava louca? Oh, não! Só quero provocá-lo. Digamos assim, ele me humilhou, agora terá seu pagamento! Vou fazer você, Sasuke Uchiha, cair de amores aos meus pés e então, o dispensarei e passarei em sua cara a vergonha que havia me feito. Se sou rancorosa? Não, mas ele me tirou do sério! Vou mostrá-lo que seu dinheiro não é capaz de comprar tudo, garoto mimado! Tô puta.

— Hein...? Não, um certo alguém me golpeou. — diz apalpando a bochecha que havia bofetado.— Desculpe.— é o que?! Puta merda! Ele tá drogado! Ai meu Deus, o Sr.Uchiha virou Zé droguinha!

É o que?! — arregalei os olhos, franzi o cenho e olhei diretamente para seus olhos. Ué, não estão vermelhos. — Cara, e eu que estou drogada?

—Não eu...-

—CHIYO...! O QUE MILAGRE VOCÊ DEU AO SR.RANZINZA? — grito. — O BIXO T- — ele segurou um de meus braços o erguendo para cima, prensou meu corpo contra a parede, colocou os lábios próximos aos meus ouvidos e o roçou até o colo de meu pescoço. Seu hálito estava quente, seu cheiro amadeirado e eu impassível. Tá, ele é um tesudo! Mas não caio na onda de homem nenhum, de novo não! Não sou cachorra para mendigar atenção e nem idiota para cair em qualquer lábia.

Você é muito escandalosa! — diz me largando.

— E você muito pretensioso! Pra quê todo esse showzinho?

— Quem tem boca vai à Roma, se não aguenta, cai fora. — diz ríspido novamente. Ah, vai se fuder seu bipolar!

Sério mesmo que, tudo isso só para me fazer parar? 

— Pense o que quiser. — murmura enfiando o telefone no bolso. — O que queria comigo?

— Quero sair, passar a tarde fora.

— Pra onde vai? — murmura com os olhos presos aos meus e uma sobrancelha erguida.

— E por que quer saber? Não fui escolhida, sabe. Não lhe devo satisfações.— Só faltava esse Edward Cullen da vida, que por sinal precisa de um solzinho, querer restringir meus passos.

Ainda.

— "Ainda"? — perguntei surpresa e o energúmeno apenas sorriu de canto dando de ombros.

— Não acredita em milagres?

— Quer dizer que só um milagre para que eu seja escolhida? — perguntei esganiçada, podia sentir minha mão na cara dele a qualquer momento.

— Se a carapuça serviu!

— A carapuça do teu cú! 

— Ei! Sua...meretriz irritante!

— Seu ranzinza, asqueroso, narcisista! — tava quase rolando "porrada" quando Naruto apareceu para apaziguar a briga.

— Mas que diabos...! O que houve? — disse no meio de nós dois.

— Nada! — dissemos em uníssono.

— Vixe. — Naruto coçou a cabeça e eu olhou de mim para Sasuke. — aproveitando que está aqui Sasuke, Sakura e eu sairmos para jantar hoje à noite.

— Pra quê? — pergunta com os braços cruzados e as sobrancelhas levemente arqueadas.

— Ora, para comer! Tá drogado, Teme?





Notas Finais


Opa! É né, faz tempão. Saudades? Desculpa gente...eu sou o ó quando bloqueada. Eu poderia ter postado? Poderia, até mesmo estava pronto o capítulo, o caso é que eu não queria, de maneira alguma, redigir. E então, em uma linda noite - de faz mais ou menos quatro dias- eu vi um belo comentários e decide postar. Cara, eu sou muito insegura. Enfim, como boa —e que se preze— mendiga de comentários, deixe o seu para que eu saiba se está gostando. Kiss😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...