História Percy Jackson: O lobo solitário. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Ares, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Calipso, Caronte, Charles "Charlie" Beckendorf, Chris Rodriguez, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Dionísio, Frank Zhang, Frederick Chase, Grover Underwood, Hades, Hazel Levesque, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Hylla Ramírez-Arellano, Jason Grace, Leo Valdez, Luke Castellan, Malcolm, Nico di Angelo, Paul Blofis, Percy Jackson, Personagens Originais, Piper McLean, Poseidon, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Reyna Avila Ramírez-Arellano, Sally Jackson, Silena Beauregard, Thalia Grace, Travis Stoll, Treinador Gleeson Hedge, Tyson, Will Solace, Zeus, Zoë Nightshade
Tags Annabeth, Annabeth Chase, Heróis Do Olimpo, Lobisomem, Nico, Percabeth, Percy, Percy Jackson, Thalia Grace, Wolf
Visualizações 106
Palavras 1.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, pessoinhas!
Espero que gostem e desculpem qualquer erro! 💙💙

Capítulo 10 - Resgate: Parte 2.


Pov: Annabeth.

Quando eu percebi que ele estava sem pulso, comecei a entrar em desespero até que lembrei de todo treinamento que tinha recebido e me recompus. Me afastei dele para atirar na corrente e no primeiro consegui acertar e elas se afrouxaram, as tirei e o deitei com o abdômen para cima, deixei a arma no chão ao meu lado e comecei a fazer as compreensões torácicas, são cem a cada minuto e quem já fez sabe que é muito cansativo, então para descansar comecei a fazer o boca a boca, mesmo sabendo que não era necessário. Quando encostei meus lábios nos dele passou uma corrente elétrica me fazendo arrepiar por completa, essa foi uma sensação estranha e boa ao mesmo tempo. 

Já faz um cinco minutos e não estava mais aguento fazer, estão resolvi apelar, dei um soco em seu peito. - Vamos cooperar!- Senti uma lágrima descer pelo rosto. - Sua mãe precisa de v...- Senti uma mão em meu ombro, antes que pudesse fazer alguma fui jogada para trás batendo a minha costa na parede.

Então você é a namoradinha dele!- A voz era de um homem, eu estava tentando me levantar mais a dor era muita. - Eu vou te ensinar a não atirar na namoradas dos outros.- Ela falou pegando no meu pescoço e me erquendo. - Até que você é bem bonitinha, eu pensei em te matar rapidamente, mas...- Fui tudo tão rápido escutei o barulho de um tiro, ele me soltou me fazendo cair quando de cara no chão e logo o cara também caiu ao meu lado. 

Quando eu olhei para frente vi Percy sentado com a minha arma na mão e um olhar de assustado. - Eu o matei?- Ele perguntou abaixando a arma. Peguei minha outra arma me aproximei do homem lentamente peguei seu pulso para ver se ainda havia algum sinal de vida e tinha. - Não!- Ele respirou aliviando e voltou a se deitar.

 - Ei! não é hora do cochilo.- Ele respirava com dificuldade. - Eu não consigo andar ainda e nem sei como ainda estou acordado.- Ele disse fechando os olhos. - Ei! Por favor, não fecha os olhos.- Ela abriu e me encarou por um tempo. - Saia daqui!- Ele disse sério. - Você precisa sair tem mais deles vim.- Peguei minha arma e apontei para porta. - Eu não vou sair e nem deixar que ninguém te machuque mais.- Eu disse e escutei uma risada. - Não adianta discutir, adianta?- Ele perguntou e eu sorrir. - Eu acho que você sabe a resposta.- Escutei passos na nossa direção, então me preparei para atirar.

Pov: Thalia.

Escutei dois tiro e sempre que corria na direção da casa vinha um e entrava no meu caminho. - Frank, pode me ajudar aqui!- Perguntei e ele assentiu, como ele era alto e forte muitos aqui tinham medo dele, começamos a correr em direção a casa e que entrava no caminha era jogado para o outro lado, ele tinha uma força que era de se impressionar, meu pai falou que ele era uns dos betas mais forte que já tinha conhecimento, quando finalmente cheguei na casa, comecei a correr para sub-solo.

"Cronos tinhas tantos esconderijos por que escolher o mais fácil de entrar?" Essa pergunta não saia de minha cabeça. Estava seguindo os batimentos cardíacos de Annabeth que estavam acelerados, quando coloquei o pé na sala quase levo um tiro. 

Ei! Eu estou do seu lado!- Falei levantando as mãos para cima. - Que susto, Thalia.- Ela disse abaixando a arma. - Ah, graças aos deuses a bala não acertou.- Percy disse com um tom de ironia. - Olha, pelo jeito você realmente deveria agradecer, pois quem vai te tirar daqui sou eu! - Eu falei e percebi que ela tentado levantar. - O que foi?- Annabeth perguntou se abaixando perto dele. - Eu não quero a ajuda dela.- Ele fez uma cara de dor e voltou a deitar. - Mas eu quero!- Ele revirou os olhos e suspirou. - Thalia, pega ele com delicadeza.- Fiz cara de ofendida para ela. - O coração dele está batendo mais lentamente.- Ela olhou para ele.- Ei! Eu disse para não fechar os olhos.- Ela disse colocando a mão em seu sosto e não pude deixar de sorrir. Ele abriu os olhos com dificuldade e levou a mão ao rosto dela. - Eu sinto que vou perder a consciência a qualquer momento a dor é muito forte.- Ele sorriu, fechou os olhos e sua mão caiu. - Eu ainda escuto os batimentos cardíacos dele.- Disse antes dela checar. - Precisamos levá-lo para Will. - Assenti pegando ele no colo, a dificuldade que eu tive era de ser delicada já que isso não era da minha natureza.

Pov: Percy.

Acordei em uma cama confortável não sentia mais nenhuma dor, quando me virei vi Annabeth dormindo na cadeira sorri ao vê-la meu sorriso se desfez quando eu vi sua mão enfaixada. Me levantei da cama tentando fazer o mínimo de barulho, mas quando levantei e comecei a andar bati meu dedinho na quinta da cômoda. - Cacete!- Falei alto e ela se assustou e levantou rapidamente. - Ei, babão! Eu quase tive um  infarto agora.- Ela disse com um sorriso sabeca no rosto e com a mão no coração. - Você me chamou de que?- Perguntei. - Você baba enquanto está dorme.- Ela disse. - Obrigado pela informação.- Ela riu. - Tome um banho tem algumas pessoas te esperando.- Ela falou se dirigindo para porta. - Ei, quando tempo eu fiquei aqui desacordo e aonde eu estou?- Annabeth se virou para mim.- Três dias e na casa de Poseidon.- Olhei para sua mão e ela pelo jeito percebeu. - Não foi culpa sua pode ficar tranquilo.- Ela disse. - Está doendo?- Perguntei. - Não mais.- Ela disse olhando para mão. - Por que você foi atrás de mim?- Eu perguntei, eu a peguei de surpresa, ouvi seus batimentos começaram a acelerar e depois de alguns segundos eles voltaram ao normal. - Tudo será explicado assim que descer.- Annabeth disse voltando para porta. - Ah! Tem roupas para você naquele guarda roupa.- Foi quando me dei conta que estava vestido com outra roupa. - Quem me trocou da última vez?- Perguntei, sou rosto começou a ficar vermelho. - Tá tudo bem?- Perguntei me aproximando. - Sim!- Falou fechando a porta foi quando me dei conta que foi ela que me trocou e senti meu rosto começar a ficar vermelho, olhei para ver se estava pelo menos com a mesma cueca e graças aos deuses era, depois dessa eu realmente preciso de um banho.



Notas Finais


Até o próximo! 😘
A pessoa devia está estudando, mas resolveu está aqui escrevendo...😂😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...