História Perfect For Me - Camren (G!P) - Capítulo 165


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Ally Brooke, Ariana Grande, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Norminah, Vercy
Visualizações 1.112
Palavras 1.313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiii
Mais um hoje pra vocês ficarem felizes... E também porque estão merecendo.
Quero agradecer à todos que comentaram, estou lendo todos, só não consigo responder e peço perdão por isso. Mas estou gostando da opinião de vocês e estou tendo algumas ideias com base neles.
Então... Vamos lá !!!
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 165 - Reciprocidade


Fanfic / Fanfiction Perfect For Me - Camren (G!P) - Capítulo 165 - Reciprocidade

P.O.V Ally

Camila me ligou chorando dizendo que precisava da minha ajuda, em toda minha vida sendo sua amiga e agora esses meses sendo sua psicóloga nunca tinha visto ela tão pra baixo quanto agora, nem mesmo quando Lauren à deixou. Antes era diferente porque mesmo sofrendo ela ainda tinha esperanças de que sua noiva voltasse pra ela, estava disposta a lutar pra recuperar a Lauren, mas agora é diferente, parece que ela está cansada de tudo e de todos...Ela não estava bem.

Pelo pouco que me falou, parece que Lauren mais uma vez a regeitou, pra variar.

E dessa vez me surpreendi porque foi ela quem fez o favor de ir no quarto da Camila, eu não sei o motivo, não tive tempo de perguntar.

Sinceramente, eu acho que já passou da hora de ter uma conversa com ela, não posso trabalhar na cabeça da Camila e deixar a Lauren de lado, ela também precisa ouvir umas boas verdades.

Assim que cheguei na casa da Camila subi direto para o seu quarto. Abro a porta e entro logo voltando a fechar a mesma atrás de mim, minha amiga que até então estava sentada no chão encolhida aos pés da cama e abraçada em seus joelhos assim que ouve o barulho da porta se levanta e vem correndo para me abraçar.

- Me ajuda Ally, me ajuda por favor, eu já não estou mais aguentando.

- O que foi que ela te fez? Mila, me fala.

- E-ela, ela não me quer mais, ela não me quer Ally.

- Mila, olha, calma, eu estou aqui para te ajudar, me conta tudo certinho, do início ao fim da conversa de vocês. _ Ela assente um pouco atordoada. - Vamos sentar aqui meu anjo, vem. _ Pego em sua mão à induzindo a sentar na cama, então me sento de frente pra ela. Enxugo suas lágrimas e dou um sorriso para ela se sentir bem, sentir que eu estava ali e que tudo iria ficar bem, então ela respira fundo e depois de soltar todo ar dos pulmões começa a falar.

***

Deixei que ela contasse o que de fato aconteceu e fiquei apenas ouvindo, então quando terminou falei o que eu realmente achava disso tudo.

- Você sabe que fez errado não sabe, Mila? Sabe que não podia ter pedido pra voltar outra vez... Lauren não pode achar que não tem culpa nessa história porque ela também tem e você não precisa assumir todo esse peso. Coloca na sua cabeça que você já fez a sua parte, ou melhor, está fazendo. Você procurou ajuda para tratar do seu problema, e está indo muito bem, você está 9O% recuperada Camila. Agora, se a Lauren não quer ver isso é problema dela. Só não fique se rebaixando mais. Olha como você fica depois.

- Eu sei Ally, mas quando eu tô com ela, sinto... sinto uma vontade enorme de abraçá-la, de beijá-la de sentir que ela é minha... Eu acho que por mais que eu procure um tratamento não existe um que me faça deixar de amar a Lauren. _ Seus olhos enchem de lágrimas e em menos de um segundo já estam molhando seu rosto. - Tem ideia de como é ruim isso? ... E-eu, queria tanto que isso tudo fosse um sonho e que eu acordasse com ela do meu lado, cuidando de mim e dos nossos filhos... Eles...eles também sentem a falta dela, Ally.

- Eu sei que sentem, mas o que você não pode é continuar assim... Não é fácil, eu sei que não é, mas se quer que a Lauren veja que você mudou... Pare de demonstrar fraqueza na frente dela.

- Eu vou pedir demissão da empresa.

- Acha que chegou no seu limite? _ Eu à encaro atenciosa e ela assente desanimada.

- Não dá mais, Ally. Eu só vou continuar me ferindo, já se passaram sete meses e ela não me procurou em nenhum deles. Eu mudei, mas a Lauren não acredita ou simplesmente não faz mais diferença pra ela e... o gelo que ela está me dando dói muito.

- Camila, você sabe que o essencial para a sua recuperação é que você seja forte pra conseguir enfrentar os seus problemas. Eu confesso que estou orgulhosa do resultado que obteve até agora. _ Seguro a mão esquerda dela e sorrio de leve. - Mas eu sempre te alertei sobre o fato de conviver perto da Lauren. Você sempre soube que seria a parte mais difícil desse processo e é o que vem acontecendo. Tenho certeza que você já passou todo o tempo necessário lá dentro e você foi forte o bastante. E essa sua atitude de sair da empresa só comprova que evoluiu ainda mais no seu tratamento, você deve se sentir feliz por isso.

- Eu evoluí?

- Sim. Olha, você se lembra da primeira vez que eu te propus que deixasse de trabalhar com ela? Lembra o que você me repondeu? _ Pergunto tranquilamente vendo ela assentir devagar. - E o que foi? Repete pra mim. _ Eu precisava que ela dissesse, é importante, até para ver como ela se sente em relação à isso nesse momento.

- Eu disse que não iria dar esse gostinho pra ela, que não iria deixar ela pensar que saí de lá por causa dela e que... iria infernizar a vida dela se fosse preciso.

- Você acha que faria o mesmo agora? Se não estivéssemos iniciado o tratamento?

- Tenho certeza que sim. _ Diz segura me fazendo assentir uma vez. - Se eu ainda fosse aquela Camila egoísta e insegura de antigamente, eu com certeza responderia o mesmo. Mas hoje não, eu penso diferente agora. _ Completa e eu sorrio de leve. - Eu sei que ainda sou um pouco insegura em relação à Lauren, não vou negar isso. Mas, eu sinto que não sou mais como antes. Acho que agora sou insegura em um nível considerado... normal. Mas eu não sei, não tenho como ter certeza disso. Às vezes eu tenho medo de voltar a ser quem eu era e quando estou perto da Lauren, quando sou rejeitada por ela, alguma coisa dentro de mim muda. Sinto vontade de confrontá-la, de... sei lá, tenho vontade de exigir que ela fique comigo. Entende? Mas aí eu tento me controlar, digo pra mim mesma que ela não é uma propriedade minha, eu não posso exigir que ela fique comigo só porque essa é a minha vontade.

- Muito bem... você está certa agindo dessa forma! _ Falo apertando sutilmente sua mão.- E na verdade você tem sim como saber qual o nível da sua insegurança, mas só vai descobrir isso com a Lauren, na prática.

- Quando, Ally? Eu ja nem sei mais se ela me ama, eu só sei que ela me trata e foge de mim como se eu fosse a pessoa que ela mais despreza no mundo. _ Ela fala enquanto seus olhos enchem de lágrimas novamente. - Eu não quero mais presenciar isso. Eu acho que cheguei no meu máximo.

- Agora vem a parte em que você precisa pensar em você.

- Pensar em mim?

- Você buscou um tratamento não só por você, mas pela Lauren e os filhos de vocês também. Você demonstrou que se importa com eles, que quer proporcionar uma vida com uma estabilidade emocional apropriada para a criação deles e para o seu relacionamento com a Lauren. Já se passaram quase oito meses, nós finalizamos esse ciclo, onde você buscava o melhor pra todos, Camila. Posso dizer que você está mais que pronta pra retomar o relacionamento com ela. Mas você não pode querer por ela também, então apenas deixe de se maltratar.

- O que você quer que eu faça, Ally?

- Seja recíproca em tudo que fizer daqui pra frente, Camila. Se você considerar o melhor pra você, saia da empresa. Mas se optar por ficar, dê à Lauren a mesma importância que recebe dela. Faça isso e verá o que acontece.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...