História Pokémon: Les quatre de Kalos - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~Matam

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Articuno, Ash Ketchum, Calem, Charizard, Eevee, Gardevoir, Gary Carvalho, Gyarados, Looker, Lucario, Luxray, Moltres, Personagens Originais, Professor Sycamore, Ralts, Red, Riolu, Serena, Snivy, Xavier "X", Xerneas, Yveltal, Yvonne Gaabena "Y", Zapdos
Tags Bts, França, Jornada, Jovens, Kalos, Pikachu, Pocket Monsters, Pokémon, Região
Visualizações 30
Palavras 2.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


(Lana na capa)

Opa! Depois de várias eras feudais sem nenhum capítulo, aqui estou eu novamente! Dessa vez um com bastante Plot sobre vilões, mistérios e coisas assim! Aproveitem! Ah! E também tem o Matan sendo útil!

Capítulo 12 - Um encontro problemático!


Fanfic / Fanfiction Pokémon: Les quatre de Kalos - Capítulo 12 - Um encontro problemático!

— Comecem! — Thiago ordenou.

Flare e Diggy avançaram usando Flame Wheel e Take down, respectivamente. Eles se chocaram e uma disputa de forças começou, na qual os dois pareciam bem equiparados.

Blade assistia ao longe, e parecia concentrado no que os seus "superiores" faziam.

Os dois se repeliram e voaram para trás, Flare conseguiu fazer um pouso estável, mas Diggy acabou dando de cabeça no chão.

— Mais cuidado vocês dois! — Thiago chamou a atenção deles — certo, Diggy venha descansar um pouco, Blade eu quero que você treine com o Flare.

O pequeno Ralts assentiu, e então foi até o canino de fogo. Diggy veio até o seu treinador e deitou em seu colo, Thiago pode sentir o suor saíndo dele."Vou ter que tomar um banho mais tarde" ele pensou, rindo.

— Podem começar! — Thiago ordenou.

Flare encarou Blade profundamente, tentando conhecer melhor o seu parceiro de equipe. O seu olhar acabou fazendo o Ralts recuar, estava usando sua habilidade Intimidate.

Blade projetou sua sombra para frente e atacou usando ela, mas Flare desviou facilmente do golpe, estava em um nível mais alto e ainda havia intimidado o "adversário".

— Pega leve com ele, Flare. — Thiago avisou seu Pokémon.

O pequeno cachorro de fogo assoprou algumas brasas de sua boca, elas estava um tanto mais fracas que o normal. Blade desviou delas usando o Teleport, e então começou a concentrar energia em sua boca e disparou um pequena onda sonora de cor rosa, que acertou Flare com tudo mas não causou muito dano.

Lana e Matan chegaram após o pequeno treino deles.

— Voltamos — Lana anunciou.

— Percebi, e então, vai falar agora o que você quer fazer? — Thiago perguntou a Lana, que desviou o rosto.

— Não, e não adianta insistir.

Thiago fechou o rosto.

— Bom, vamos embora agora? — Lana perguntou.

— Okay. — Thiago concordou.

— Sem objeções — disse Matan.

— Certo, chega de treino por hoje pessoal. Venham beber uma água, nós vamos embora agora!

Os Pokémon fizeram como o garoto pediu.

— E então, onde é o próximo ginásio? — Matan perguntou.

— Cyllage City, o Ginásio do Tipo Pedra! — Thiago respondeu.

----€----

Romulo estava sentando em um dos bancos de espera do Centro Pokémon, estava mexendo no seu celular ao mesmo tempo em que girava a Pokébola de Mask nos dedos.

— Onde essa garota tá!? — o garoto parecia realmente bravo.

Ele já estava quase se levantando para ir embora sozinho, quando ele viu alguém descer as escadas.

Kate estava totalmente diferente, seu cabelo estava com a cor rosa, e as pontas que antes eram lisas, agora estavam totalmente cacheadas. A garota também estava toda maquiada, com batom e tudo mais. Ela estava vestindo um short jeans desfiado, juntamente com uma blusa preta de manga longa que mostrava a barriga e um vans da mesma cor.

— E então, o que achou? — ela deu um giro para Romulo ver.

— Acho que você demorou demais pra se arrumar! Dá próxima eu vou te deixar pra trás! — Romulo respondeu num tom extremamente irritado.

A garota quase caiu de cara no chão.

— Não sei se percebeu, mas eu tô tentando te impressionar aqui!

— Bom, então não está conseguindo! — ele se virou e parou na porta — vamo logo!

— Pode ir você! Eu não quero mais te acompanhar!

Romulo deu ombros.

— Que seja — ele saiu, sem dar muita bola.

Kate deu um grito.

— Por que ele é tão insensível assim!? Que droga!

Ela subiu de volta para o quarto, sem se importar com as pessoas olhando a volta dela.

----€----

Lana, Matan e Thiago estavam seguindo a estrada da Rota já a algumas horas, e finalmente, eles puderam ver Camphrier Town ao longe, quer dizer, uma parte dela. Um grande castelo antigo que tinha na cidade, que era cercada por muros como a grande maioria das outras cidades de Kalos.

— Estamos chegando — disse Thiago — e então, vai dizer por que você tá tão nervosa pra chegar aqui?

Lana engoliu seco, e então olhou para Matan.

— Você vai descobrir quando a gente chegar.

— Então vamos logo!

Thiago começou a andar.

— E aí, o que você vai fazer? — Matan perguntou — vai se inscrever lá no Concurso de lá mesmo?

— Claro! — ela sorriu — Preciso fazer isso antes que meus pais venham atrás de mim — ela pensou.

— Tudo bem, então vamos, antes que você acabe perdendo a hora e não conseguindo treinar ou algo assim.

Eles foram atrás de Thiago, que estava ao longe, e eu chegarem perto de onde ele estava, Lana viu um homem de terno, e ela reconheceu quem era.

— Droga! — ela puxou Matan e os dois se jogaram atrás de um arbusto.

— Por que você fez isso? O que foi?

— Guardas…. — ela suou frio — não achava que eles iam vir tão cedo.

— Guardas de terno? Estamos em algum filme do James Bond?

Thiago conversa com ele, pelo menos, era o que parecia de longe, mas estava mais pra uma intimidação.

— Diga onde ela está! — o homem de terno pegou o garoto pela gola da camisa — nós vimos você com ela, não insista em a esconder.

— Olha cara, eu não sei de nada! Tô te falando! — ele tentou disfarçar — isso deve ser por causa da fuga dela de casa, mas não parece nada bom. Esse cara não é confiável! — Thiago pensou.

Lana estava suando frio, não pensou que eles viriam tão cedo.

— Você já está me tirando a paciência! — ele levantou Thiago pela gola da camisa e colocou o punho na frente do rosto dele — está afim de apanhar?

— Eu estou aqui! — Lana se revelou, surpreendendo a todos a alí — deixe esse garoto em paz, ele não tem nada haver!

O homem encarou Thiago, e logo depois o jogou no chão.

— Não tente nenhuma gracinha! Ou eu te mato! — o homem assobiou, e um gato bípede roxo (Purrloin) apareceu, com suas garras prontas para atacar — senhoria Lana, o seu pai está solicitando que volte para casa — ele disse num tom sério — não me obrigue a usar a força.

— Eu não vou voltar! Ninguém lá me respeita ou me ama, e ele aquele maldito só faz o que ele quer, não se importa nem um pouco com a gente!

— Não fale assim dele! Ele é chefe ótimo que o ofereceu emprego para todos nós quando a nossa cidade estava em crise, ele é um homem bom que quer apenas o melhor para você.

A garota mordeu o lábio.

— Foi ele quem causou a crise na cidade! Para a dominar! E mesmo que essa história fosse verdade, ele apenas está usando eu e todos vocês para os objetivos dele!

— Você é teimosa como o Mestre Derek… — o homem fechou os olhos — serei obrigado a fazer isso em métodos não pacíficos, me desculpa Mestra Lana. E você! — ele apontou para Thiago — terá que morrer, não posso deixar testemunhas.

O homem assobiou novamente, e então o Purrloin dele utilizou o Thunder Wave e paralisou tanto Thiago quanto Lana.

Um pouco longe dali, ainda atrás dos arbustos, Matan olhava o que acontecia e tentava pensar em um plano para fazer algo.

"Tenho que dar um jeito da tirar a paralisação dos dois, enquanto tenho que parar aquele cara. Posso usar o Draco e o Íon, talvez a Garden. Mas eles parecem ser fortes" ele pensou.

O garoto começou a passar a mão pelos bolsos da mochila, até que encontrou algo, uma Cheri Berry.

Ele cortou metade da fruta usando suas unhas grandes (finalmente elas foram úteis para algo) , metade não séria o suficiente para curar totalmente a paralisia de seus amigos, mas pelo menos diminuiria o bastante para eles de mexerem, bem, era o que ele rezava para acontecer.

Ele liberou Draco, Íon e Garden e logo explicou o plano, um teria que ir para cima daquele Purrloin enquanto o outro usava o Thunder Wave no cara de terno.

— Prontos? — ele perguntou, e os Pokémon assentiram — ok, vamos!

----€----

Kate andava pela cidade, completamente perdida, o senso de direção dela quando não estava voando não era muito bom.

Ela tentava achar a saída de Santalune, mas mesmo com um mapa no celular e ficando numa cidade tão pequena, ainda era um desafio para a garota sair dali.

Para piorar, não havia ninguém havia a deixado subir em seus telhados para que ela saísse pelo céu junto de seu Fletchling.

— Eu não acredito! — ela parou na frente do Centro Pokémon — voltei pra cá de novo! — ela começou a gritar e pisar forte no chão, já era a terceira vez em 1 hora que ela voltava para cá sem querer.

— Já se arrependeu? — Romulo estava encostado na parede ao lado da porta do centro Pokémon, estava com os braços cruzados e uma cara de deboche.

— Nem pensar! — Kate virou o rosto — não vou mudar a minha palavra!

— Ainda bem, estou me divertindo muito com isso, sabe? — ele foi até perto da garota — vou te dar uma dica: use o seu Fletchling pra ver onde você tem que ir? Bom, é só uma dica — ele deu um toques no ombro dela e saiu — te vejo por aí.

A garota ficou parada, olhando Romulo ir embora.

— Por que eu não pensei nisso antes!? — ela gritou consigo mesma — não posso contar sempre com ele! Agora vou viajar sozinha — ela pegou sua Pokébola e liberou o pequeno pássaro dela — vamos Fly, me mostre onde fica a saída!

O Pokémon assentiu e saiu voando, com ela o seguindo logo atrás.

Um pouco longe de lá, Romulo observava com um sorriso no rosto.

— Eu realmente queria ver como você ia se sairia sozinha, mas, eu tenho outros assuntos a resolver — ele pegou algo que parecia um livro antigo e amarelado de um dos bolsos de sua mochila e começou a ler as escrituras — Primeira Parada, Pokémon Village. Mas primeiro, vamos batalhar nesse ginásio logo, preciso de todas as Badges para completar esse plano.

Ele guardou o livro e começou a andar em direção ao ginásio.

----€----

Matan e seus Pokémon andavam agachados fazendo o menor barulho possível, por sorte, os Pokémon de Thiago e os de Lana haviam saído sozinhos de suas Pokébolas e estavam tentando proteger seus treinadores. Enquanto o homem lutava contra todos de uma vez usando seu Honedge.

— Iron Head! — o homem comandou, o ataque veio na direção de Flowey, mas Flare entrou na frente e levou o dano, que não foi efetivo, mas doeu bastante — vocês são realmente umas pester!

— Certo, Garden! Teleporte Draco até lá para ele paralisar aquele cara, eu e Íon vamos paralisar o Purrloin e liberar os dois.

Garden assentiu, e então começou a se concentrar para poder teleportar a ela e Draco.

Matan e Íon foram na direção de Purrloin, que queria entrar na luta e ajudar seu treinador, mas tinha que ficar de olho nos garotos que estavam paralisados.

— Vai lá, use o Quick Attack e o Thunder Wave — ele sussurrou, mas Purrloin ouviu graças e se pôs em posição de luta contra os dois — droga… mudança de planos, vamos lutar! Iron Tail!

Íon avançou com sua cauda coberta com ferro, e foi recebido por Purrloin com o mesmo golpe.

— Outro deles!? — o homem percebeu a presença de Matan — vocês são mais chatos do que eu pensei!

Ele pegou uma arma e apontou para Matan, porém, quando aperto o gatilho, Draco caiu do céu e derrubou a arma usando o Dragon Tail, o que fez com que a bala acertasse o pé do homem e ele quebrasse alguns dedos da mão no impacto com a cauda. Ele caiu e começou a gritar de dor.

— Electro Ball! — Matan comandou.

Íon formou um esfera elétrica na ponta de sua cauda e a disparou na direção de Purrloin, que acabou sendo acertado em cheio pois foi distraído com seu treinador levando o tiro.

— Idiota... — disse alguém de fundo.

Uma mulher chegou flutuando detrás de algumas árvores, era a mãe da Lana.

— Vocês não conseguem fazer um trabalho simples desses! — ela parou no chão, ao lado de Seu Sableye, e então deu um pisão no pé do homem, causando mais dor ainda — são todos uns imprestáveis, vamos embora.

Ela se aproximou de Lana e passou a mão no rosto dela, o que fez a garota começar sua frio e todo o seu corpo tremer.

— Vejo que cortou o cabelo, você ficou linda assim! Quer dizer, você é minha filha, é linda de todo jeito já que puxou a mim! — ela sorriu — vamos embora por agora, é melhor estar bem mais forte na próxima do que está agora, se não, nós vamos levar você! Ouviu? — ela deu um beijinho na bochecha da filha.

Ela olhou para Thiago.

— Nos encontramos de novo! — ela foi até ele — prazer, eu sou Lina a mãe da Lana!… você não me parece bem, apanhou pra um cara daqueles, que ruim! Isso significa que não está apto para brincar comigo ainda! Espero que esteja na próxima vez que nos vermos! — ela deu um beijo no rosto dele também.

A mulher estalou os dedos, e logo o homem e seus dois Pokémon começaram a levitar junto com ela e seu Sableye, eles foram tão alto que sumiram no céu.

Lana estava em choque, e acabou desmaiando, provavelmente de nervosismo ou medo.

— Thiago! Lana! Vocês estão bem? — Matan se aproximou e deu a metade da fruta para Thiago, mas Lana já estava desmaiada e não conseguiu comer a dela.

— Vamos para o centro Pokémon, rápido! — Thiago levantou, já consegui se mexer, mas sentia o seu corpo pesar e sua articulações travarem.

Matan colocou Lana nas costas e Thiago colocou todos os Pokémon de volta nas Pokébolas, e os dois saíram correndo para o cidade.

----€----

Romulo parou na frente de Viola.

— Eu sou Romulo Sycamore de Lumiose! — ele se apresentou e pegou sua primeira Pokébola — eu vim te desafiar!

— Percebi! Venha com tudo!

Os dois lançaram seus Pokémon para cima, e a batalha começou.

Continua…


Notas Finais


E aí? O que acharam?

Como eu tô sem criatividade, a pergunta de hoje vai ser bem simples mesmo: O que vocês gostariam de ver na Fic? Pode ser desde de uma idéia pra um personagem (rival, interesse romântico e etc) ou alguma coisa no enredo que vocês achariam legal! Enfim, vocês decidem!

Obrigado por virem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...