História Popcorn Love (Haimila) - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Hailee Steinfeld, Taylor Swift
Personagens Camila Cabello, Hailee Steinfeld
Tags Adaptação, Cailee, Caminah
Visualizações 75
Palavras 2.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Plan


Fanfic / Fanfiction Popcorn Love (Haimila) - Capítulo 24 - Plan

Hailee P.O.V

“Espera, espera!” Taylor acenou com as mãos interrompendo a história. Estávamos sentadas na cama uma em frente uma da outra com as costas contra as paredes e jogando uma bolinha de tênis. O cabelo loiro de Taylor encontrava-se em um coque desarrumado, esmagado contra a parede, ela usava apenas uma camisa cinza larga e calcinha rosa neón. Seu traje na maior parte correspondia ao meu, com exceção da calcinha box e meias felpudas. “Então está me dizendo que não poderia nem mesmo passar por um encontro sem a mãe aparecer?”

“Não," disse. “Isso não é o que estou dizendo. O nosso real encontro deveria ser apenas a coisa do zoológico, então nós o estendemos e foi incrível. Eu apenas, fiquei por lá depois que o encontro acabou."

Taylor fez um alto som de chicote estalando. “Um encontro e já está laçada. As chances não estão em seu favor, Hailz. Você está chicoteada.”

“Ah cale a boca.” Lancei a bola um pouco mais forte do que o habitual. Taylor pegou-a com uma arfada e uma gargalhada. “As pessoas supostamente não ficam um pouco mais obcecadas com as outras do que o habitual no início de um relacionamento? Quero dizer, é aquela coisa toda nova e emocionante, certo?”

“Uh-Huh.” A loira jogou a bola de volta. “Eu vou sair e comprar as bebidas para seu casamento na próxima semana.” Ela inclinou-se para mostrar a língua para sua companheira de quarto. “Diga para latina que eu cuido disso.”

Revirei os olhos e lancei a bola de volta. “De qualquer maneira!”

“Certo, certo, de volta para o que diabos eram que estávamos falando.” Taylor esfregou em seus olhos com um bocejo, deixando a bola cair no chão.

Olhei para a janela e vi os primeiros raios de luz da manhã estriar o céu. Cristo, nós estivemos acordadas pela noite toda. Não tinha percebido, no entanto.

“Sinu.” Deitei sobre seu travesseiro aninhando para ficar mais confortável e virando seu lado para enfrentar a sua companheira de quarto.

“Certo.” Taylor bocejou. “De qualquer forma, não é culpa da mãe de que você está tão obcecada por sua filha para ir embora uma vez que o encontro já tivesse acabado."

“Ei! Não é como se Camila tivesse tentado me trazer para casa ou mesmo mencionou sobre querendo que eu fosse. Ela nunca sugeriu. Assim, tenho certeza que queria que eu ficasse.”

“Eu tenho certeza que ela queria que você passasse a noite.” Taylor fez sua observação maneando as sobrancelhas.

Gemi em frustração. “Nós podemos explodir se não dormirmos juntas; então depois, explodimos se fizermos isso.”

Taylor bufou. “Você é a única que está mantendo isso em espera.”

“Foi o primeiro encontro! Você sabe como sou sobre essas coisas. Eu estou tentando ser como um cavalheiro, Uh, dama.”

Taylor riu e sacudiu a cabeça. “Seja um cavalheiro e dê aquela dama um orgasmo, por que não?”

Sentir meu rosto esquentar.

Camila P.O.V

As borboletas ainda agrediam meu estômago depois do encontro que sobrevivi no dia seguinte. Enquanto Peter e eu fazíamos o caminho pelas várias galerias de arte no nosso passeio de domingo, e mais de uma vez encontrávamos falando sobre Hailee. Peter apontou para todas as obras que incorporavam brilhantes salpicos de vários tons de verde e o quanto Hailee gostaria deles. O meu sorriso crescia a cada menção, as borboletas se agitando, e tinha que forçar-se a não mandar uma mensagem de texto para Hailee se juntar a nos.

Certamente pareceria um pouco ansioso demais querer gastar mais um dia inteiro com ela depois de ter feito isso no dia anterior. Sim, seria melhor esperar. Não queria aparentar estar desesperada ou obcecada. Não queria a correr riscos. O que tinham era novo e delicado, e se Deus ajudasse, realmente funcionaria. No entanto, isso não fez com que parasse de balbuciar com seu filho sobre Hailee. Falaram sobre tê-la com eles mais muitas vezes, a que Peter aplaudiu e concordou.

“Eu vou dividir meus dinossauros com Hailee.” disse mais de uma vez, assentindo com firmeza como se tal oferta o fizesse ter a certeza que manteria Hailee voltando para vê-los várias vezes.

Dada a quantidade de amor que Hailee parecia ter por Peter, não me surpreendeu pela reação dele. Beijei a cabeça dele. “Isso é muito generoso, nugget. Tenho certeza de que Hailee gostaria disso.”

“Ela pode dormir lá em casa.” acrescentou.

Meu estômago revirou e abri sorriso. “Ela certamente pode.”

Visitamos mais duas galerias antes do almoço. Tínhamos planos para encontrar o paps em um restaurante próximo, e Peter estava em êxtase.

“Onde está Pop?” Ele perguntou no caminho.

“Nós não chegamos lá ainda, Peter." ri.

“Oh.” ele suspirou. Esperou apenas cerca de dez segundos antes de perguntar mais uma vez: “Onde está pop?”

Hailee P.O.V

“Ela me perguntou se poderia planejar o segundo encontro.” bocejei. “Estou um pouco nervosa caso seja algo chique e eu não tenho nenhuma roupa que seja adequada para vestir.”

“Isso não importa.” Taylor disse, sabia que ela odiava a minha insegurança. “É óbvio que Camila não se preocupa com nada disso, Hailz. Ela teria acabado com um daqueles sujeitos ricos se esse fosse o caso.”

“Sim, isso é verdade.” Sussurrou de forma positiva, mesmo que minha mente ainda palpitava com preocupação.

“Ei.” Taylor disse: “pare de se preocupar. Ela, obviamente, viu algo em você, exatamente da maneira que é. Qualquer tipo de encontro que ela escolher, ele vai ser bom. Apenas seja você mesma.”

“Eu mesma é uma órfã quebrada com roupas de segunda e não tendo a mínima idéia de qual garfo é o garfo de salada e qual é o garfo de jantar.” disse a ela, rindo apesar do fato de que a voz saiu rachada.

“Quem se preocupa com essa porra de regra de etiqueta para garfos?” Taylor zombou, rolando seus olhos.

“Camila se preocupa.”

“Não,” Taylor argumentou. “Camila se preocupa com você, mesmo se é uma orfã quebrada com roupas de segunda, você é uma daquelas maravilhosas que qualquer maldita mulher seria sortuda em ter. Entendeu?”

Sorri meus olhos já encobertos com lágrimas, e assenti contra o travesseiro. “Sim, eu ouvi.”

“Bem,” Taylor respondeu, sorrindo sobre seu cobertor. “Mais uma vez, deixe-me repetir que um bom orgasmo só pode aumentar suas chances.”

Explodi em risadas altas, as lágrimas finalmente quebrando em nas pálpebras e deslizando para baixo em seu rosto.

Camila P.O.V

“Olha Peter! Pop está ali!” Observei por todo o restaurante quando cutuquei Peter que estava apoiado em no meu quadril.

“Pop!” Peter gritou, acenando dramaticamente para ele que quase caiu do meu colo. Segurei um pouco mais forte e fiz seu caminho através do labirinto de mesas para a pequena mesa na janela onde papa nos esperava.

Alejandro logo ofereceu aos dois um grande sorriso, rugas formaram-se em torno de seus olhos e boca. Peter não deu nenhum aviso antes de se lançar por todo pequeno espaço aos braços de seu avô. O velho homem riu de todo o coração. “Uau, aqui está o meu garotão.” Ele apertou a criança e bateu de leve em suas costas.

Peter abraçou com seus curtos braços em torno do pescoço de seu avô gritando feliz. “Hola pop!”

Papa riu novamente. “Hola.” Ele se inclinou para me envolver em um meio abraço enquanto mantinha um braço em torno da criança ainda apegada a ele. “Kaki," cumprimentou. “Você está linda.”

Beijei a sua bochecha e bati de leve em seu ombro. “Oi papa. Obrigada.” Passei levemente a mão sobre o braço de seu terno. Sempre foi um homem muito elegante. “Você está muito elegante.”

“E eu, mama?” Peter perguntou, tirando o rosto para longe do pescoço do avô. “Eu estou elegante?”

Estendi a mão para tocar suas bochechas rosadas. “Sim, nugget. Você está muito bonito hoje.”

Peter insistiu em combinar comigo, vestiu-se com uma camisa de botões roxa escura e shorts cáqui. Combinou muito bem com o roxo escuro do meu vestido.

“Eu pedi alguns pimentões recheados como um aperitivo.” Papa informou. Ele estabeleceu Peter em uma cadeira alta ao lado dele e sentei a sua frente. “Como é que isso soa?”

Cantarolei em prazer. “Delicioso.”

“Delicioso!” Peter disse de sua cadeira alta. Sua pronúncia estava um pouco fora, mas fez uma mamãe boba e orgulhosa.

Uma vez sentada, puxei alguns dinossauros de Peter da bolsa, bem como uma caixa de suco e colocou-os na cadeira alta. Ele começou a bater os brinquedos em conjunto, enquanto eu olhava sobre o menu.

“Onde está a mamãe?” Perguntei depois que fiz o pedido ao garçom.

“Encontrando-se com uma de suas muitas organizações.”

“Você não sabe qual?”

Papa correu a mão sobre o curto cabelo. “É claro que não. Ela está envolvida com caridades e organizações demais para eu manter o controle delas. Sabe que ela só me mantém ao redor para levá-la em todos os banquetes.”

Ri alto para isso.

“Então, sua mãe parece muito interessada sobre o seu novo relacionamento amoroso.” disse, sorrindo. “Isso é raro. Eu devo assumir que você está tão interessada?”

“Quase doentiamente.” Abaixei a cabeça um pouco e sorri. “Eu quase não fui capaz de pensar em outra coisa.” Inclinei a cabeça na direção do meu filho. “Parece que Peter não tem sido capaz tampouco.”

“Não há nada de errado com isso, Kaki. O amor é uma coisa linda.”

“Eu não sei se é amor.” suspirei. “Pode ser cedo demais para tais termos.”

“Uma mente aberta é tão importante quanto um coração aberto, Kaki. O amor pode ser rápido ou mesmo imediato. Somos nós que temos de apanhar o amor, e não ao contrário.” Ele riu quando meu rosto esquentou e estendeu a mão para afagar minha mão. “Então, quando vou conhecer esta jovem senhorita?”

“Respeitosamente, papa, preferia poupá-la de ter que conhecer outro parente, pelo menos por um tempo. Mama nos pegou ambas completamente desprevenidas, e Dinah certamente não ajudou. Estou surpresa que Hailee até concordou em um segundo encontro depois disso.”

“Bem, pelo que sua mãe disse, ela parece ser uma jovem mulher persistente. Tenho certeza que está mais do que à altura do desafio.”

“Isso é verdade.” assenti. “Eu tenho certeza que vai encontrá-la em breve, mas pelo menos dar um tempo até depois do segundo encontro. Vai amá-la. Ela ama a música tanto quanto você.”

“Ah, bem, já tem o meu voto.” riu abertamente. “Ela toca algum instrumento?”

“Mhm.” tomei um gole de água. “Ela toca guitarra incrivelmente bem, e ainda não fez uma performance inteira para mim. Mas, pelo pouco que ouvi, seria seguro afirmar que ela tem uma voz ótima também.”

“Oh, bem, nesse caso, teremos de ter um concerto.” Pelo olhar cauteloso que recebeu, ele colocou as mãos para cima. “Eu sei, eu sei. Você quer esperar sobre os assuntos de família.”

“Eu não quero que ela se sinta pressionada. Já estou labutando sobre quando entrar em contato sobre o segundo encontro. Quero ter uma idéia em mente, porém, não tenho um indício onde levá-la.”

“Nenhuma idéia?”

“Nem mesmo uma. Você sabe que abomino os encontros de jantares clichês. Duvido que Hailee fosse desfrutar de algo como isso.”

“Então o que você acha que ela iria gostar?”

“Estou incerta. Eu odeio-me sentir tão nervosa sobre o planejamento deste encontro. O simples pensamento de estragar isso faz mal ao meu estômago.”

“Bem, você sempre foi um perfeccionista, Camila.”

“É tão errado querer planejar o encontro perfeito? Só quero que isso vá bem. Eu estou sendo ridícula?”

“Nem um pouco, Kaki. É natural ficar um pouco nervosa quando quer que as coisas funcionem com alguém novo, mas você vai ficar bem. Só precisa relaxar.”

“Isso é fácil para você dizer. Não é você tentando cortejar alguém que é inteiramente o seu oposto.” Inclinei colocando o cotovelo na mesa e pegando a sua água, descansei a cabeça na palma da mão.

“Regina, você sabe como é que sua mãe e eu temos permanecido tão fortes todos esses anos?” Ele estendeu a mão sobre a mesa para afagar-lhe a minha mão. “Nós sempre compartilhamos tudo um com o outro. Nós compartilhamos nossos gostos, bem como nossos desgostos com o outro. Compartilhamos nossas paixões. Nós compartilhamos as coisas que mais amamos um com o outro.”

“Como sua música.” Ofereci, sorrindo. Sempre achei tão agradável de ouvir a conversa de seu pai sobre sua mãe e seu casamento.

“Sim, como minha música. E a paixão e olho para a arte de sua mãe, o nosso amor por viajar, os nossos interesses no mundo dos negócios e da política, a nossa completa falta de confiança no governo.”

Ri e balancei a cabeça para trás e para frente. Meu coração derreteu quando ele acrescentou: “E o nosso amor por você, Camila.”

“E eu!” Peter baixou o triceratops de plástico para olhar para o seu avô.

Ele riu, o som crescendo para fora de seu canto no restaurante. Estendeu a mão para despentear o cabelo de seu neto. “É isso mesmo, Peter. Vovó e eu te amamos muito.”

“Amo você, Pop.” Peter abaixou a cabeça, agarrando seus dinossauros. Ele bateu seu triceratops em seu pterodáctilo ao fazer sons estridentes que fez tique nos meus olhos. Coloquei a mão sobre o braço de Peter.

“Não tão alto, nugget.”

“Desculpe mama.” Ele baixou a voz sussurrando enquanto continuava a bater seus dinossauros juntos.

“Então, o que exatamente você está sugerindo, papa?” Perguntei, voltando-se para o pai.

“Eu estou sugerindo, Kaki, que não pense além da conta.”

Resmunguei: “É mais fácil falar do que fazer.”

“Se quer algo real para desenvolver, Kaki, então pare de pensar em termos de cortejar a menina e apenas seja você mesma. Mostre-lhe a sua paixão em seu lugar. É parte do que a torna tão especial. Mostrar-lhe as coisas que você ama e o porquê. Compartilhe-as com ela.”

Eu abri um sorriso que provavelmente estava tomando o meu rosto quando olhou para cima, um momento depois e disse: “Eu acho que tenho uma idéia.”


Notas Finais


Façam suas aposta de para onde a Camila vai levar a Hailee.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...