História Por Amor - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Caleb Rivers, Emily Fields, Hanna Marin
Visualizações 28
Palavras 2.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Desconfiança


Fanfic / Fanfiction Por Amor - Capítulo 4 - Desconfiança

Por Alison

Por mim, eu não levantava da cama nem tão cedo, muito menos depois de ontem, queria continuar sonhando com aquele momento o resto do dia. Mas assim que me virei, o Elliot estava me olhando, como se tivesse observando algo em mim.

- Bom dia Elliot, achei que já tivesse de pé.

- Preferi ficar aqui te olhando. Gostou do jantar de ontem?

- Sim, foi otimo. 

- Alison, o que acha da senhorita Emily?

Será que ele percebeu alguma coisa? Por que está me perguntando o que achei da Emily.

- Por que a pergunta Elliot?

- Apenas curiosidade. Não posso saber as opiniões da minha esposa?

- Ela é muito gentil, parece ser uma pessoa do bem.

- E muito bonita também, você não acha? Claro, ela não chega aos seus pés meu bem, mas ela sem duvidas é uma mulher belissima.

- Ela é muito bonita sim Elliot.

- Mas agora chega de falar desse assunto. Que tal agente começar a providenciar nosso futuro herdeiro? Acho uma excelente oportunidade agora. 

- Você sabe que te amo não sabe? Vem cá, vem. 

- Elliot, não estou muito bem, estou indisposta, com dor de cabeça. Preciso de um banho.

- Dor de cabeça? Ultimamente você tem tido muitas dores de cabeça, você não acha? 

- Acho que foi o uisque de ontem, você sabe que não tenho tanto costume de beber.

- Ok. Mas não esqueça que sou homem Alison, tenho minhas necessidades. 

- Vou tomar banho Elliot.

Corri pro banheiro e tranquei a porta. O que vou fazer meu Deus, chegará o momento que não terei como fugir. Não posso mas fazer amor com ele pensando em outra pessoa. Passei meia hora debaixo do chuveiro, quando ouvi a maçaneta na porta girar. Quando sai do banho, o Elliot estdifendo alguns emails e veio em minha direção me abraçar.

- Seu cheiro me enlouquece sabia? Por que trancou a porta do banheiro se nunca faz isso? Está me evitando Alison? O que esta acontecendo? Vive com dor de cabeça, agora deu pra trancar a porta do banheiro. 

- Elliot, não é de hoje que nosso casamento não anda bem. 

- Do que você precisa Alison? Você tem tudo, nunca te faltou nada e agora você vem com esse papo de que nosso casamento está um lixo?

- Eu não falei isso Elliot. Não ponha palavras na minha boca.

- E o que é? Por acaso você conheceu alguém?

Eu gelei na hora que ouvi o Elliot perguntando se conheci outra pessoa.

- Vamos parar com essa conversa por favor? O dia tá lindo, eu vou dar uma volta e resolver umas coisas. Outra hora agente conversa Elliot. 

Quando ia me retirar, ele segurou meu braço.

- Não brinca comigo Alison que você pode se arrepender depois.

- Você esta me ameaçando Elliot?

- Estou apenas lhe dando um aviso.

- Solta o meu braço por favor.

- Bom passeio querida.

Confesso que tive medo de suas palavras, nunca o vi tão chatiado. 

- Bom dia Cris, estou de saída, mas tarde agente se fala.

- Não vai tomar café querida?

- Eu como qualquer coisa na padaria, estou com pressa. 

Autora narrando

A Alison parecia estar vivendo o começo de algo novo, que a fazia a mulher mais feliz do mundo, mas ao mesmo tempo ela sabia que não seria fácil daqui pra frente, mas pra ficar com a Emily ela seria capaz de qualquer coisa e se separar do Elliot era uma das coisas que estavam em seus planos. 

Assim que a Alison saiu o Elliot tentou procurar algo de diferente sobre sua esposa, resolveu entrar em sua conta no facebook pra ver se encontrava algo de estranho, porém ela tinha mudado a senha da conta.

Que droga, até a senha ela mudou. Ah, Alison, se pensa que vai brincar comigo está muito enganada. Vou até a cozinha, a Cris deve saber alguma coisa.

- Cris, bom dia! A minha esposa já saiu? 

- Sim senhor, acabou de sair.

- Cris, me diz uma coisa, você não tem achado a Alison estranha? Tem notado algo diferente nela? 

- Não senhor, não reparei nada estranho. Mas tenho percebido que ela anda mas animada. Ela não falou nada pro senhor? 

- Não. Esquece, Cris. Obrigada!

O Elliot é daquele tipo que não suporta perder, pra ele não existia derrota. Ele se sentia o todo poderoso, não admitia ser contrariado. 

Por Emily

- Emily, acorda. São 8:00hs da manhã, vou preparar algo pra gente comer.

- Eu tava sonhando com a Alison você acredita? Você me acordou na melhor parte.

- Que ótimo! Assim você pára de sonhar com mulher casada.

- Não começa Hanna. 

- Aliás, Tem notícias da Paige? Vocês tem se falado? Ela não vai gostar nada de saber que você anda atrás de outra.

- Ai Hanna, não estraga meu dia. Eu e a Paige não temos mais nada, saí de NY solteira e você sabe disso. 

- Lembro que você me falou que ela não aceitou muito bem sua vinda pra Rosewood. Eu não duvido que ela apareça por aqui, maluca do jeito que é, eu não duvido.

- Ela não é louca, agente não tem mais nada, deixei isso muito claro quando fui embora. 

- Ok, você que sabe. Depois não diz que não avisei. 

- Vou tomar banho.

- Não demora que preciso resolver umas coisas, ainda preciso passar em casa e ligar pro Caleb. 

A Hanna me deixou com a pulga atras da orelha. Será que a Paige teria coragem de vim até Rosewood? Aqui não tem nada de interessante pra ela. Espero que a Hanna esteja enganada, não quero nem pensar a Paige em Rosewood. Tomei banho, coloquei um vestidinho basico e fui até a mesa, que por sinal a Hanna tinha caprichado.

- Não sabia que tinha dotes culinários, nunca vi você fritar um ovo.

- Agente muda meu amor, estamos em constante mudança o tempo todo. 

- Hummmm, isso aqui está otimo. Aprendeu direitinho em Hanna.

- Obrigada gatinha.

- Em, preciso ir, fiquei de encontrar o Caleb na fabrica de tecidos. Ah, não te contei, ele foi contratado como gerente e eu sou sua modelo preferida.

- Que maravilha Hanna, me mantenha informada por favor, depois me conta tudo.

- Ok, pode deixar. Beijo meu bem, me liga.

E agora, o que vou fazer hoje o dia todo em casa sozinha? Só me resta ver algumas séries na Netflix, fazia tempo que não assistia nada. 

Por Alison

Assim que saí de casa, dou de cara com a Hanna saindo da casa da Emily, tenho que falar com ela. Buzino algumas vezes e a Hanna percebe minha presença.

- Bom dia Hanna!

- Oi Alison, bom dia!

- Não pensei que fosse te encontrar aqui essa hora da manhã.

- Poise, dormi na casa da Emily.

- E ela está bem? Será que eu poderia falar com ela?

- Falar o que Alison? Veio terminar o que começou ontem na sua casa?

- Hanna, não me julga por favor. Você nunca se apaixonou? Pega leve, não tem sido fácil pra mim.

- Tudo bem, desculpa. É que não quero que nada de mal aconteça com a Emily, ela é como se fosse uma irmã pra mim.

- Eu também não quero que nada aconteça com ela. Por isso preciso conversar, acertar nossa situacão. 

- Seu marido sabe que está aqui? 

- Hanna, com o Elliot eu me acerto depois, ok?

- Ok, você que sabe. 

- Obrigada, vou falar com ela. Tchau

Dou algumas batidas na porta e aguardo. A cara dela de espanto ao me ver me faz rir de leve.

- Oi Emily!

- Alison? Você aqui? O que houve?

- Eu posso entrar, ou agente vai conversar aqui mesmo?

- Ah, claro entra. Desculpa! Não repara na bagunça, ainda não tive tempo de arrumar direito.

- Sua casa é linda. Bem a sua cara! 

- Obrigada, eu gosto de algo moderno com um toque novayorquino.

- Você quer comer alguma coisa? A Hanna acabou de fazer. 

- Aceito um suco por favor.

- Ok. Mas me diz, o que te trouxe aqui tão cedo? 

- Eu tava passando, encontrei a Hanna saindo daqui e queria saber se estava bem. Também precisamos conversar Emily. 

- Fala por favor.

- Ontem foi incrível, eu mal dormi essa noite. Eu preciso saber se você está disposta a ficar comigo Emily. 

- Alison, você é casada, esqueceu?

- Não Emily, não esqueci. Pra isso existe divórcio. 

- Seu marido nunca vai aceitar, eu não quero que nada te aconteça, não vou suportar se ele fizer algo contra você.

- Ele nunca sequer levantou a mão pra mim, uma hora ele vai ter que aceitar. Nosso casamento acabou Emily. 

- Vocês não tem mas intimidades? 

- Hoje de manha ele voltou a falar de filho, você sabe.

- Vocês transaram? 

- Claro que não. Eu não podia ter nada com ele, não pensando em você. Emily, o que você me fez sentir ontem foi maravilhoso e eu não vou abrir mão disso, a não ser que você não me queira. 

- Claro que eu quero, não sabe como eu quero. Mas as coisas não são tão facies assim. Você tem um processo pela frente Alison, como vai fazer pra contar pro seu marido? Vai dizer que conheceu outra pessoa e ainda por cima uma mulher e que quer se separar dele? Acha que será simples assim?

- Sei que não será, mas preciso tentar Emily, uma hora ele vai ter que aceitar. Eu só preciso saber se você está disposta a enfrentar essa barra comigo. 

- Alison, eu não sei o que te falar, não é fácil pra mim. É claro que eu quero você e ontem eu tive a certeza disso. 

- Não me responda nada agora, pense uns dias e depois me dê a resposta. 

- Tudo bem. 

- Preciso ir agora, tenho algumas coisas pra resolver na cidade, mas antes, vem cá.

A puxei em direção a meu corpo, não ia sair dali sem sentir mais uma vez o gosto doa sua boca. Dessa vez foi intenso, cheio de desejo, nossas linguas roçavam uma na outra, ela me puxou ainda mais pra perto dela, colocou uma de suas mãos em minha nuca e a outra na cintura, foi em direcão ao meu pescoço, deu uns beijinhos e acabei soltando alguns gemidos, cuchichou baixinho:

- Você me deixa louca Alison!

- Você ainda não viu nada. Vou embora, antes que eu não responda por mim. 

- Assim não vale, você me deixa desse jeito e vai embora? 

- Preciso ir, mas da próxima você não me escapa moça. Ah, antes que me esqueça, preciso do teu número na minha agenda.

- Salva por favor. 

- Pronto.

- Beijo Emily, obrigada por me receber tão bem. Meu dia não poderia ter comecado melhor. 

- Volte sempre! Beijo. 

Saí da casa da Emily quase dando pulos de alegria, ela tem esse poder de alegrar meu dia. Nos conhecemos a tão pouco tempo, que nem acredito que ela transformou meu mundo. A Emily é sinônimo de alegria, doce, meiga, brincalhona e mais um pouco, parece está sempre de bem com a vida. Meus dias nunca foram transformados dessa forma, muito menos por uma mulher. Ainda tinha que ir a cidade resolver algumas pendencias da empresa, coisa rápida, entrei no carro, coloquei um pop rock no mp3 e parti, mas com toda certeza minha vontade era ter ficado com a Emily o resto do dia.

Por Emily

- Alô, Hanna?

- Oi Em, o que houve? acabei de sair da sua casa. 

- Eu sei, eu queria te pedir um favor.

- Que favor, diz logo.

- Promete que não vai me matar?

- Não me diga que vocês transaram?

Ri alto. 

- Ãn? Eu e a Alison? Claro que não Hanna.

- O que ela queria? 

- Ela quer ficar comigo Hanna. Me disse que vai dar um jeito no casamento, falou até em divórcio.

- Vocês estão loucas. Duvido muito que o Elliot dê o divórcio assim tão fácil. Emily, você não sabe onde esta se metendo. O que quer de mim?

- Quero que fique do nosso lado, por favor.

- Eu? ficar no meio de vocês duas? Nunca no Brasil meu amor. Me tira das suas loucuras. 

- Hanna, por favor. Nunca te pedi nada tão sério como agora. A Alison e eu não temos ninguém ao nosso lado, não podemos enfrentar essa barra sozinhas. Por favor Hanna! Por favor.

- Você sabe que não aprovo essa loucura das duas, se a Alison fosse solteira tudo bem, mas é casada com nada menos que o Elliot, dono da maior empresa do País. Emily, o homem é poderoso.

- Hanna, eu não tenho medo dele. Não me importa o que ele seja. Ela me pediu pra pensar e dar a resposta dentro de alguns dias, e eu estou pensando em aceitar. Hanna, eu estou apaixonada pela Alison Dillaurents.

- Onde aprendeu a ser tão teimosa Em? 

- Hanna, você vai ficar do nosso lado ou não? Por favor!

- Sabe que não estou de acordo, mais não posso deixar você sozinha nessa, você sempre esteve do meu lado nas situacões mais difícies da minha vida. 

- Obrigada Hanna, eu te amo amiga! Agora preciso desligar, estou vendo a ultima temporada de PLL, finalmente saiu. Beijo, depois agente se fala. Obrigada amor!

- Ok, também te amo sua maluca. Beijo!

Uhuuuu, eu sempre soube que podia contar com a Hanna. Ela me chama de maluca, mas ela é maluca o dobro, fez loucuras pra ficar com Caleb, afinal de contas, quem nunca fez alguma loucura por alguém? 


💓 

💓

💓








Notas Finais


Espero que estejam curtindo. Vem mais coisa legal por aí!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...