História Pretty Little Liars - O Fim é Apenas O Recomeço - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Ella Montgomery, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jenna Marshall, Lucas Gottesman, Melissa Hastings, Mike Montgomery, Mona Vardewaal, Paige McCullers, Pam Fields, Personagens Originais, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Emison, Ezria, Haleb, Pll, Pretty Little Liars, Spoby
Visualizações 43
Palavras 752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heey
Desculpa ter ficado tanto tempo sem postar
Estou super ocupada, então espero que não liguem se eu estou meio que sem ideias para as notas.
Espero que gostem!
Beijos!
-A

Capítulo 12 - Estou pronta


Melissa

Estava tudo acabado. 

Eu estragara tudo. De novo.

Por um tempo, eu tinha conseguido ter uma vida normal. Um cara legal. Trabalho legal. Cidade legal.

Por um tempo, eu consegui fingir que nada tinha acontecido e simplesmente viver minha vida sem culpas. 

Mas então isso aconteceu. Agora eu estava grávida. E eu não queria esse bebê, porque ele me trazia inúmeras lembranças que eu queria esquecer. 

Ian. Aquela época obscura e cheia de segredos da minha vida. 

Eu estava lutando para cuidar de mim. Não aguentaria, não conseguiria cuidar de outra pessoa também. Aquela criança não merecia me ter como mãe.

Mas eu também não conseguiria fazer um aborto. Não de novo.

Então eu estava ali, naquela rua quase deserta, chorando. Porque eu não sabia o que fazer. 

 Melissa: Spencer, eu não sei.... eu não sei o que....

Spencer: Shh, tá tudo bem. Vamos dar um jeito nisso, ok? Nós vamos. 

 

 

Spencer 

Melissa estava grávida. E não é que ela não fosse querer aquele bebê. Mas ela não conseguiria fazer isso. 

Uma ideia maluca me veio à cabeça. Não. Absolutamente não. 

Spencer: Escute, agora você tem que ir pra casa. Descanse. Nos vemos amanhã. Você precisa descansar.

Melissa: Spence... Não ache que eu sou um monstro. Ok? Eu não sou. Eu só... eu não espero que você entenda, mas... Eu não vou conseguir criar e amar uma criança. Toda vez que eu olhar pra ele ou ela, vou me lembrar do bebê de Ian, da criança que eu nunca tive, e de todos os meus erros. E ninguém merece isso. Ter uma mãe que mal pode olhar pra você... Essa criança merece mais do que isso. 

Spencer: Eu sei, eu sei... Agora vá pra casa. Conversamos depois.

Ela enxugou as lágrimas, se virou e foi embora. A ideia maluca veio à minha cabeça de novo. 

De jeito nenhum, Spencer. 

Voltei à casa torcendo para que ninguém tivesse notado a minha ausência. 

Que ingênua. 

Toby estava esperando no portão.

Toby: O que aconteceu? Spencer? Você está bem?

Spencer: Depois conversamos, Toby. Eu realmente preciso de um banho. 

Subi as escadas, sentindo o olhar dele em mim. 

A ideia maluca continuava a se infiltrar na minha mente, e apesar de eu fazer todos os esforços possíveis para bloqueá-la, ela começava a dominar meus pensamentos. 

Spencer... onde você está se metendo? 

Deixei que as gotas d’água caíssem sobre minha pele. Lavassem meus pensamentos. 

Quando saí do banho e me troquei, Toby entrou no quarto.

Toby: As meninas estão perguntando por você.

Spencer: Você pode dizer a elas que eu não estou me sentindo bem? Por favor?

Ele acenou com a cabeça e se virou. Quando já estava indo embora, porém, em um impulso, eu chamei:

Spencer: Toby? 

Toby: Sim?

Pense no que vai falar, Spencer Hastings. 

Spencer: Ehh... nada. Esquece. 

Ele pareceu meio desconfiado, mas foi embora mesmo assim. 

Deitei na cama e fiquei olhando fixamente para o teto. Não conseguia dormir. Ainda era cedo, porém. Mas eu não queria ficar acordada e ter que conversar. Por isso, quando Toby entrou no quarto, eu fingi que estava dormindo. 

Ele se deitou e começou a ler o livro. 

Spencer: Melissa está grávida. 

Até eu me surpreendi com que tinha acabado de falar. 

Toby: O quê?

Spencer: Melissa. Fui atrás dela hoje. Ela está grávida. – houve uma pausa em ninguém sabia o que dizer, então eu continuei: - E ela não quer o bebê. 

Toby: Eu sinto muito, Spence, deve ser difícil pra você ver sua irmã as...

Spencer: Eu quero ficar com a criança, Toby.

Aquilo foi um choque até pra mim. A ideia maluca parecia menos maluca na minha cabeça. 

Toby: Ahn...uh.... Eu...

Spencer: Eu estou pronta. Ela precisa que alguém fique com a criança... E eu pensei... Porque não nós? Seríamos bons pais. É o que você sempre diz. Podemos adotar um Golden Retriever e chamá-lo de Hércules ou Newton. Podemos comprar uma casa maior. Podemos... Eu só estou dizendo que poderíamos tentar... se você quiser... Acho que pode dar certo.

Toby: Spence... Se você está fazendo isso pra me agradar...

Spencer: Não estou. Aquele bebê é minha família. E poderia ser o nosso bebê. Eu quero isso, Toby. 

Toby: Achei que tinha dito que não estava pronta.

Spencer: Talvez eu nunca vá estar. É, a vida é assim. Você acha que nunca vai estar pronta, e de repente se dá conta que sempre esteve. 

Toby: Spence...

Spencer: Você aceita?

Com os olhos marejados, ele me beijou.

Toby: É claro que eu aceito. 


Notas Finais


E aí? Gostaram? Esperavam por isso?
Digam o que acharam!
Beijos,
-A


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...