História Prison Love ❀ l.s - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags 5 Seconds Of Summer, Boyxboy, Connor Franta, Gay, Harry Styles, Harrytops, Larry Stylinson, Liam Payne, Louis Tomlinson, Troye Sivan, Zayn Malik
Visualizações 63
Palavras 1.286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


❄ CONTÉM SMUT ❄

Capítulo 34 - Treinta y cuatro


Louis saiu as pressas da sala do Sr. Healy, com uma carranca pelo showzinho que Harry fez na frente do conselheiro."O palco do auditório faz mais meu estilo. A secadora é muito apertada.". Mas que porra ele estava pensando?! Por sorte Sr. Healy não entendeu o que ele disse. O menino de olhos azuis estava querendo fazer as pazes com Harry, mas ele faz questão de continuar tirando uma com sua cara. Ótimo.

Continuando a caminhar em passos longos pelo corredor quase vazio, Louis sabia que Harry estava logo atrás de si. Nem fez questão de virar-se para ele para conferir.

Harry franziu as sobrancelhas, e cerrou os olhos irritado. Quem Louis pensa que era para lhe dar as costas assim? O cacheado sentiu o sangue ferver ao que Louis fez uma careta rancorosa em sua direção, antes de entrar na biblioteca batendo a porta. Harry foi atrás do garoto, e o encontrou de braços cruzados ainda com a mesma cara de criança birrenta.

Louis não sabia o quanto seu namorado ficava irritado quando resolvia ficar imaturo de uma hora para outra.

Os dois se encararam por dez segundos, pensando em como quebrar a cara um do outro.

- Qual a porra do seu problema? - Harry quase berrou, assim que ficaram frente a frente.

- O meu problema?! Acho que estamos falando do seu problema! - rebateu Louis.

- Vai se foder, Louis! - o cacheado o empurrou, fazendo com que batesse as costas na mesa.

- Vai se foder você! - Louis sobressaltou e empurrou o outro com mais força ainda, seu rosto vermelho o fazendo se encher de raiva. - Já faz dias que você só fica me provocando, e me testando, então foda-se você!

Por um momento, Harry achou divertido a situação em que se encontravam. Louis era como um gatinho raivoso. 

O garoto parou de gritar no momento em que Harry tirou a própria camiseta, expondo todo seu peitoral e músculos tatuados. O cacheado sorriu safado, ao que Louis o encarou de cima abaixo, parecendo criar autocontrole. Louis o empurrou com força antes de levar suas pequenas mãos até os cachos de seu namorado, puxando-os com raiva enquanto selava seus finos lábios com os carnudos e rosados do maior. 

Harry desceu suas mãos pelas costas do garoto, as arranhando até agarrar sua fina cintura e colar os corpos um no outro. O beijou com força, invadindo a boquinha dele com sua língua áspera. Agarrou as coxas volumosas, o colocando sobre a mesa sem muito cuidado antes de ficar por cima e beijá-lo com uma pitada de raiva que vinha sentindo á dias. 

- Eu 'tô com raiva de você, mas o meu tesão é maior. - Harry disse entre dentes, em seguida chupou a pele lisinha do pescoço de Louis, arrancando um gemido baixinho do garoto.

- Seu cretino. - Louis praguejou, empurrando Harry com força, fazendo com que ele deitasse no carpete gastado da biblioteca.

O garoto sentou sobre o pênis duro do namorado, rebolando levemente antes de atacar os lábios já inchados do cacheado. Louis levou sua mão direita até o cinto de Harry, desafivelando depressa e não tardando a puxar o cós de sua calça.

Geralmente, Harry sempre ficava no controle, mas estava adorando o seu menino todo esquentadinho.

Louis se afastou por um segundo, apenas para tirar a própria camisa. Harry aproveitou a oportunidade pare inverter as posições, ficando por cima enquanto prendia os dois punhos do garoto acima de sua cabeça. Louis não conteve um gemido escandaloso quando Harry beliscou seu mamilo direito, em seguida o rodeou com a língua, deu uma leve mordida e traçou chupões por todo o abdômen lisinho.

Harry puxou com brutalidade o shorts e a cueca de Louis, liberando seu membro duro e rosado. Sorriu sacana para o mais novo, antes de se inclinar e passar a língua por toda a cabecinha inchada. Louis revirou os olhos, enquanto gemia e puxava os cabelos do namorado. Segurou a base do pênis de Louis, masturbando-o com a boca e bombeando com a mão o que não coube.

Louis nunca havia feito sexo com raiva. Nem mesmo com Stanley. Harry conseguia o excitar mesmo estando zangado.

Assim que sentiu seu próprio pré-gozo escorrer, Louis jogou Harry contra o chão e terminou de despi-lo. O cacheado não estava muito diferente de si, petrificado e vazando. Louis não se controlou e caiu de boca, sentindo a cabeça dura e molhada do pau de Harry em sua garganta. O chupou como um pirulito, fazendo contato visual com os olhos verdes.

Harry gemeu baixinho, sentando-se no chão com Louis ainda em seu colo, as pernas uma de cada lado em seu corpo másculo. Puxou o garoto para um beijo sem fôlego, repleto de sentimentos diferentes uns dos outros. Em uma mistura de paixão e raiva, Harry mordeu com força o lábio inferior de Louis.

- Chupa. - o maior levou seu dedo médio e o anelar até a boquinha de Louis, o fazendo lubrificar seus dedos com a própria saliva.

Harry procurou pela entrada de Louis, penetrando seus dois dedos de uma só vez. O mais novo gritou, cravando as unhas com força nas costas largas do namorado até que os dedos longos de Harry o preenchesse por completo. O rapaz de olhos verdes tesourou o garoto, sentindo suas paredes internas contraírem-se ao seu redor, enquanto gemia seu nome em voz alta.

Harry parou quando Louis estava prestes a gozar, e o empurrou fazendo com que deitasse no chão. Louis bateu as costas na prateleira, derrubando alguns livros que caíram em cima de si mesmo.

Nem pareceu se importar, pois os próximos minutos foram de intenso prazer.

Harry estava entre suas pernas, enquanto se apossava de seu pequeno corpo. Sentiu um arrepio por toda sua espinha, ao que seu namorado o fodia contra aquela prateleira na biblioteca da prisão. Os mamilos eriçados assim como toda sua pele, causava em Harry um tesão incontrolável. O corpinho balançava conforme os movimentos bruscos do maior em si, enquanto arranhava o carpete no chão. A franja grudada na testa suada, as bochechas coradas e os cílios compridos juntavam-se uns aos outros.

Todos os pequenos detalhes tornava Louis ainda mais adorável e excitante. E isso era mais um motivo para Harry se apaixonar novamente por ele.

Harry se inclinou sobre Louis, beijando-o agora, com amor e carinho diminuindo a velocidade das estocadas para que Louis retribuísse seu beijo. O garoto de olhos azuis tinha suas pequenas mãos na nuca de Harry, o beijando de forma apaixonada e desejosa.

- Eu te amo. - Harry cochichou no ouvido do seu garoto, deixando um pequeno beijo em sua testa.

Eles se entreolharam, e Louis fechou os olhos enquanto sorria, tendo em vista que fora a primeira vez que Harry disse isso para si.

- Eu amo você também, amor. - beijaram-se apaixonadamente, então Harry acelerou novamente os movimentos.

Louis jogou suas pernas sobre a cintura de Harry, conseguindo sentir todo o comprimento do namorado dentro de si.

Foi a coisa mais intensa que já sentiu.

Não conseguiu nem por mais um segundo, segurar o orgasmo. Todo o seu corpo tremelicou, e gemeu enquanto liberava esperma entre o abdômen de Harry e o seu. O cacheado o fodeu com mais força, até que gozou dentro de Louis. Grunhiu ao mesmo tempo que jorrava jatos de porra por toda sua entrada, assistindo escorrer pelas coxas fartas do garoto.

Os corações acelerados e as respirações descompassadas, era tudo o que podia ser escutado no silêncio que se tornou a biblioteca. Harry e Louis trocaram mais carícias e sorrisos antes de ter que voltar para os dormitórios.

E acima de qualquer outra coisa, Louis sabia que Harry o amava.


Notas Finais


oi gente :( eu nem sei se tem alguém aqui ainda, mas eu queria pedir desculpas por ter sumido todo esse tempo... é que eu ainda to sem celular e eu só atualizo por lá, eu to atualizando agora pelo pc (e é horrível)

inspiração pra esse cap: oitnb, T3EP2 (piper e alex fodendo na biblioteca KKKKK)

esse é o primeiro smut que eu escrevi então por favor não me julguem eu ainda to aprendendo kkjjkkmkkj obrigada se alguem estiver lendo ainda e que não tenha desistido de mim ☹❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...