História Professor ou algo mais? - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Brandish μ, Cana Alberona, Capricórnio, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Flare Corona, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Happy, Ichiya Vandalay Kotobuki, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Kyouka, Laxus Dreyar, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Personagens Originais, Rogue Cheney, Scorpio, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Tauros, Taurus, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jelza, Nali, Nalu, Stilu
Visualizações 130
Palavras 2.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora.
Boa leitura. 💞

Capítulo 9 - Capítulo 9 - Momentos ao seu lado apenas começaram..


Fanfic / Fanfiction Professor ou algo mais? - Capítulo 9 - Capítulo 9 - Momentos ao seu lado apenas começaram..

- Bom, espero que tenha lhe ajudado. - Estávamos no balcão enquanto eu estava pegando os dados dele e cadastrando ele no sistema para poder alugar e comprar mais livros.

- Sim, me ajudou sim, as crianças vão adorar as histórias. - Ele diz aquilo enquanto guarda seu RG dentro de uma carteira preta e arrumava a sacola entre os braços enquanto soltava um sorriso para mim.

- Bom, tenha uma boa noite. - Após eu dizer aquilo ele sai da biblioteca e eu torno a me sentar na cadeira do balcão enquanto Áries vinha em minha direção com duas xícaras de café.

- Tendo um longo dia? - Ela me pergunta enquanto me entrega uma xícara de café, e encosta no balcão.

A biblioteca estava vazia por hora.

- Sim, nem te digo.. - Dou um gole no café e sorrio para ela. Áries é muito gentil e vergonhosa, mas é uma boa funcionária, ela pode até ser comparada com Levy.

- Bom, café resolve tudo, vou arrumar uns livros do estoque. - Ela diz aquilo e sai da bancada, saindo da minha vista.

- Vamos voltar a ver os livros de literatura. - Continuo a ler até me deparar com outro cliente.

- Senhorita Lucy.. - Era Gildarts, ele estava com um roupa super simples, parecia que estava voltando de comprar pão.

- Professor Gil? - Me espanto.

- Quem mais seria? - Uma ruga cresce nele e dá um tique nos olhos dele, mostrando sua irritação.

- Por que o senhor não está dando aulas? - Pergunto enquanto passo os livros dele na máquina de códigos.

- Minha filha Cana está doente, preciso cuidar dela. - Termino de passar os livros e digo o valor e claro ele me dá o valor estimado contado.

- Tenha uma boa leitura, volte logo, preciso de irritar alguém naquela faculdade. - Brinco com ele que solta um quase sorriso.

- Até mais. - Ele sai de minhas vistas saindo da biblioteca com certeza.

- Lucy e Capricórnio, escritório agora. - A voz de Aquarius ecoava na biblioteca pelo pequeno rádio.

- Hai hai. - Eu e Capricórnio subimos juntos até o segundo andar indo até a sala de Aquarius como desejado.

- Então, vamos ser diretos pois tenho um encontro, diferente de algumas encalhadas. - Aquarius se gabava.

- Vocês vão para a convenção amanhã, pois é sábado e tenho certeza que não tem planos, certo, certo. Vocês vão de carro, vou pagar a estabilidade de vocês lá, vão diversos estudantes de literatura e professores quero que representem bem está biblioteca e que adquiram experiência. - Ela dizia aquilo gesticulando, sempre era assim.

- Bom, certo, eu mantenho contato com Capricórnio para irmos. - Aquarius me parou.

- Você vai sozinha. - Ela diz aquilo e eu suspiro.

- Certo, encontro Capricórnio lá. - Ela emburra a cara mas continua calma.

- Lucy, não perca sua oportunidade. - Ela diz fazendo "xispa" com a mão para mim enquanto Capricórnio já havia saído da sala.

- Já estou indo. - Saio da sala e vou até o balcão. A biblioteca já estava vazia e hoje era o dia em que eu fechava ela.

Todos ali se despediram de mim, me deixando sozinha.

Saio de lá pegando minhas coisas e troucando de roupa. Fecho tudo corretamente e dirijo até meu apartamento, chegando nele apenas passo em casa para trocar de roupa e correr para a piscina em plena meia noite.

Corro na direção da piscina e mergulho, ela era iluminada e funda, estava aquecida então nem me importei tanto.

- Loiraaaa! - Gajeel correu na minha direção e pulou na piscina fazendo um grande estrondo e espalhando meio kilo de água ( risos ).

- Gajeel! - Engulo um pouco de água mas ignoro.

- Você pegou minha mania ? - Ele nada até meu lado e começa a boiar junto comigo.

- Bom, eu preciso relaxar não acha? - Observo as estrelas que estavam muito brilhantes naquela noite.

- Sim, eu vou subir só pulei aqui porque queria lhe irritar, mas vejo que precisa mesmo relaxar, boa noite. - Ele sai da piscina todo molhado e anda na direção das escadas saindo de minha vista.

- Tolo, vai levar uma bela muta por molhar o condomínio. - Sorrio e mergulho até o fundo, prendo minha respiração e fico olhando para cima.

Vejo alguém mergulhando e vindo até minha direção e percebo que era Natsu, não me surpreende ele por aqui já que sempre aparece nos mesmo locais que eu.

Meus cabelos estavam levitados pela água e Natsu ficou parado prendendo a respiração em minha frente.

Subi para recuperar fôlego e ele também.

- Não me surpreende você por aqui.- Jogo meus cabelos para trás e ele faz a mesma ação.

- Oh.. - Ele se aproxima, e então começamos uma grande sequência de guerrinha de quem jogava mais água um no outro e por fim nos abraçamos.

- Como foi o trabalho? - Ele pergunta.

- Foi cansativo, realmente cansativo. - Digo aquilo arrumando o cabelo dele.

- Deveria ir descansar. - Ele diz.

- Eu vou, tenho uma convenção amanhã, nada demais, mas preciso mesmo descansar.

- De literatura?

- Sim.

- Também tenho uma amanhã, se for a mesma, te dou uma carona. - Ele diz aquilo e conversamos sobre o local e descobrimos que era o mesmo local.

- Então, vamos sair cedo, quer dormir lá em casa? - Pergunto a ele, que se surpreendeu.

- Claro. - Quando ele diz aquilo já me solto do abraço nadando até a escada de saída e andando até minhas coisas as pegando e me cobrindo com uma toalha.

- Te espero lá em cima. - Começo a andar até às escadas perdendo Natsu de vista. Chego em meu apartamento e tomo um banho de banheira um pouco demorado, quando saio coloco uma roupa de ficar em casa e passo um creme de cereja.

- Entrando.. - Natsu abriu a porta quando eu estava arrumando os lençóis da cama.

- Pode deixar suas coisas na sala. - Grito a ele que após deixar as coisas na sala vem até meu quarto, e arruma seu lado da cama, e se deita.

- Descanse bem pois você vai começar dirigindo amanhã. - Deito na cama no lado oposto dele, e ele também se deita porém me abraçando de costas e deixando seu rosto perto de meu cangote.

- Certo, certo.. Bons sonhos. - Ele alisa meu cabelo e o sono vem até a mim, me fazendo adormecer com o carinho recebido, aos braços de Natsu, e com o carinho dele, nunca esperei aquilo, mas posso dizer que é uma das coisas que eu não irei trocar por nada.

Acordei e minha visão já foi para Natsu que estava me observando e alisando meu cabelo.

- B-Bom dia.. - Meus olhos se fecham sozinhos, e sinto algo me abraçar.

- Bom dia. - A voz parecia estar sorrindo enquanto dizia aquilo mas tornei a abrir o olhos para me levantar, mas antes recebo um beijo simples na testa e me levanto, olhando ao relógio vendo que estava atrasada.

- Vamos nos atrasar! - Grito me virando para Natsu.

- Você estava tão cansada que fiquei com pena de te acordar.. - Natsu começou a rir, foi uma risada tão gostosa que eu ri junto com ele.

- Certo, dez minutos para se arrumar. - Corro até minhas roupas e me troco em segundos, faço minhas necessidades higiênicas no banheiro passo creme e perfume, uma maquiagem rápida e casual, e corro para arrumar tudo em minha bolsa.

- Estou pronto. - Natsu estava de jaqueta e blusa sem bolso de frio, e uma bolsa no ombro junto com as chaves do carro na mão.

- Eu vi, rápido demais até, me assusta como pontualidade é seu forte. - Digo aquilo andando até a porta e esbarrando nele de propósito que ri.

- E como você é tão despontual. - Ele zomba de mim e saímos de meu apartamento indo até o carro dele, dessa vez no carro dele, pois era mais espaçoso era um Mazda RX-vision vermelho.

- Bom, se quiser dormir, fique a vontade são dez horas de viagem por sorte chegaremos lá de noite. - Entro no carro e abro as janelas sentando de pernas de índio e tirando meu tênis para não sujar o estofado de coro do belo carro.

- Não se preocupe, vou ficar aqui, acordada. - Ele começa a dirigir e visamos a bela paisagem que a viagem nos oferecia.

Paramos em um pequeno posto para abastecer o carro e para comprar café, e chá também, água e tudo o que precisaríamos em uma viagem.

- Você vai só de meia? ainda colorida? - Ele encara meu corpo e minha saia super curta.

- E que saia é essa..? - Ele fecha a porta do carro olhando para meu corpo.

- Volto logo... - Começo a rir e corro até o mercado, o olhar de todos vem para minha pessoa, e o olhar de Natsu para que me olhava era mortal.

Peguei todos mantimentos e voltei ao carro, Natsu parecia impaciente e estava um pouco corado, mas quando eu fechei a porta do carro ele se acalmou.

- Isso não é saia de se sair.. - Ele aponta para minha saia e eu começo a rir.

- Mas ninguém olhou para mim, ou para a saia. - Ele me olha com um olhar mortal enquanto tira o carro do local e volta a dirigir.

Estávamos quase perto do local desejado e já estava anoitecendo, até que trocamos e comecei a dirigir e ele ficou no banco do passageiro me observando. Minha mão foi até a coxa dele a segurando enquanto focava em dirigir.

- Chegamos. - Era um grande apartamento e prédios enormes.

- Vamos lá. - Saímos do carro e pegamos nossas coisas após eu estacionar no estacionamento. Pegamos nossos crachás e apresentamos na recepção onde fomos bem acolhidos por belas garotas.

- Seus quartos são juntos ou separados? - Uma menina de cabelos brancos com um broche escrito "Yukino" nos perguntou.

- Juntos. - Falamos ao mesmo tempo.

- Certo, esse aqui é o andar, no último andar cobertura, tudo foi pago pela senhora Aquarius pelos dados, aproveitem a estadia. Amanhã começaremos tudo. - Ela nos entrega dois cartões do quarto.

Subimos até o quarto e ele era de outro patamar, puro luxo, até me espantei, fiquei com medo de quando isso deveria ter sido no bolso de Aguarius.

- Aqui é bem grande. - Digo a Natsu que jogou todas as coisas na cama.

- Não seria pequena uma suíte para dois. - Me emburro.

- Engraçado, acho que vou dar uma volta com minha linda saia e meias chamativas.. - Levanto minha saia de lado e ele corre na minha direção me jogando na cama com uma expressão brincalhona.

- Eu saio sem blusa, só de cueca, vamos!? - Minha face fica vermelha de raiva pelo o que havia dito e o puxo até meu rosto.

- Não! - Ele sorri.

- Você quer brincar de provocar ciúmes comigo? - Ele segura meu queixo e aproxima seus lábios dos meus.

- Jamais. - Digo e então rimos juntos.

Com o tempo Natsu estava mudando, seu humor era mais recolhido agora é mais amplo, ele começou a se abrir comigo em pouco tempo.

- Vamos dormir? - Ele afasta seus lábios e se ergue, tirando sua blusa na minha frente, fazendo o vento mexer seus cabelos de uma forma irresistível.

- N-Natsu.. - Ele agora desabotoava as calças tirando o cinto e jogando para longe, não se importou aonde iria atingir, tirou as calças, às jogando também, ficando só de cueca em minha frente como se fosse a coisa mais normal que ele já havia feito a vida toda.

- Algum problema..? - Ele se deitou por cima de mim prendendo minhas mãos apenas com sua mão oposta esquerda, enquanto com a direita tirava minha jaqueta e blusa de frio, me deixando apenas de regatas enquanto me enchia de beijos no pescoço e fazia algumas cócegas.

- Você é perfeito sabia? claro, tirando o lado irritante e provocativo. - Ele sorri de canto mostrando ter gostado do que tinha ouvido.

- Você é perfeita, mesmo sendo irritante, e extremamente atraente. - A mão dele desliza minha cintura à contornando enquanto seu olhar vai para meus lábios.

- Eu não quero forçar nada, e para mim hoje você merece descansar.. - Ele sela nossos lábios e nos beijamos, um beijo repleto de carinho e atenção ao outro, não foi muito demorado mas acabamos perdendo o fôlego.

- Certo, vamos dormir já que amanhã é um grande dia. - Eu sorrio e bagunço o cabelo dele tendo uma careta como consequência de Natsu.

Me ergui e tirei minha saia, ficando só de calcinha, tiro meu sutiã e fico apenas de regata.

- Venha. - Ele arruma os lençóis e cobertas na espaçosa cama e os levanta esperando eu entrar deixo delas. Entro e abraço ele deixando meu rosto em seu peitoral, não demorou muito para ambos estarmos dormindo, estávamos cansados e tínhamos feito uma grande viagem, mas nada que uma noite de descanso nos traga muita diversão amanhã.


Notas Finais


Daqui dois dias próximo capítulos.
Jyaaaaa ne bbs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...