História Proposta - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Hentai, Naruto, Romance, Sasusaku, Uchiha Sakura, Uchiha Sasuke
Visualizações 138
Palavras 1.585
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um projeto e sim eu adoro escrever histórias mais de 18, espero que gostem!
Boa leitura! :)

Capítulo 1 - A proposta


A proposta

¨

¨

¨

 

Estava frio aquela noite, eu estava exausta perambulando pelas ruas de Tokyo pouco movimentada e atípica para uma sexta feira, tinha resolvido sair para espairecer um pouco, ficar trancada sozinha no meu apartamento não iria resolver muita coisa. Era estranho viver sozinha agora, não que eu nunca tenha vivido essa independência, mas fiquei por um bom tempo morando com Sasuke. Ah! Sasuke é o cara que me deu um pé na bunda inesperadamente alegando que não tínhamos nada em comum, não mais. Tsc, um verdadeiro babaca egoísta! Eu sabia muito bem disso, lá no intimo sabia que isso poderia acontecer, sua parte egoísta falaria mais alto e eu seria jogada para escanteio.  Sorri ajeitando o cachecol no meu pescoço para me aquecer, eu andava em silêncio mas com meus pensamentos a mil, se as pessoas que esbarram em mim com pressa pudessem ler meus pensamentos ficariam deprimidas por mim, ainda bem que posso poupa-las do ridículo.

Tinha ligado para a minha melhor amiga Ino para nos encontrarmos depois do expediente, na verdade, eu faltei o serviço, eu sei, uma mulher adulta birrenta. Eu trabalhava na mesma empresa que meu ex, ele era o dono daquele império e éramos sócios, pois é! Não quero mais trabalhar no mesmo ambiente, talvez eu devesse alugar um escritório ou comprar um prédio para mim ou simplesmente contratar alguém como assistente e eu só aparecer em reuniões, está opção parecia ótima e confortável para mim, até cômoda.

 

°

°

°

 

Foram vinte minutos de caminhada ate a minha cafeteria preferida, olhei o relógio no meu pulso para não ter o desprazer de estar no mesmo horário que pessoas desagradáveis, afinal de contas, além de ser meu local preferido em Tokyo era o estabelecimento de um dos nossos amigos. Kakashi foi nosso professor na faculdade, foi um pai tanto para mim quanto para Sasuke e Naruto, nosso melhor amigo. Agora Kakashi sensei se aposentou,  decidiu abrir um cafeteria, bem… já faz uns dez anos que dá certo, é um lugar lindo, muito bem feito modéstia parte! Sim,  eu sou arquiteta e meu melhor amigo e o ex namorado engenheiros, os melhores de toda Tokyo. Aviste o sensei conversando  com minha amiga no balcão e fui em direção deles com o melhor sorriso que consegui tirar aquele dia inteiro.

 

- Desculpe a demora, Ino, eu não fui trabalhar hoje. Olá, sensei. Tudo bem com você? – Sorri amarelo para ele tentando disfarçar meus conflitos internos. Era um saco ser transparente.

- Estou bem, mas você parece que não, Sasuke? – Ele olhou para Ino que confirmou com a cabeça. Bufei contra gosto, eu não queria falar sobre isso, já fazia um mês que colocamos um ponto final, quer dizer, ele colocou e eu apenas concordei e no dia seguinte todas as minhas coisas já estavam no meu apartamento.

 

- Não vim aqui para falar sobre esse babaca, vim para tomar café com minha amiga e vê-lo, por favor, Kakashi. – Sentei-me ao lado de Ino no balcão e ela me encarou brava, ela estava linda como sempre, na real, Ino sempre foi um raio de sol que iluminava tudo, era uma louca sem cura e adorava transar feito um ser insaciável mas nunca com qualquer cara, ela amava Sai e conseguiu alcança-lo, faltam exatamente dois meses para ela se casar e para minha infelicidade vou ter que compartilhar o mesmo espaço no altar com Sasuke, somos os padrinhos. Eu aceitei de bom grado porque amo Ino, nos conhecemos desde crianças e somos melhores amigas desde então, quero fazê-la feliz sempre, nunca foi do meu tipo ser ingrata com as pessoas que amo, diferente de certos Uchihas. Sorri para ela como forma de perdão. – Como está?

 

- Estou bem, mas você realmente não me parece bem, Sá, está mais magra. Estou impressionada que suas unhas estão por fazer. – Ela me olhava com preocupação. – Desculpe não ter estado aqui quando precisou de mim, céus! Soube pelo Naruto.

- Aquele idiota... – Naruto se preocupava demais e atoa, ele sempre recorria a ela, que golpe baixo. Preciso falar com Hinata para dar um jeito nesse marido cabeça oca mas tenho quase certeza que dessa vez ela vai lhe dar razão. Olhei para a  xícara de café que Kakashi tinha colocado para mim, encarei o líquido preto a minha frente por uns segundos e respirei pesadamente. – Estou bem, já faz um mês, afinal. Só ando trabalhando muito nos projetos e admito, estou comendo mal, desculpe! – beberiquei o café é fiz uma careta, estava amargo, sensei fez isso para que eu acordasse um pouco, lhe agradeci com um sorriso sincero dessa vez. – Sinto saudades dele, não vou a empresa a duas semanas, estava sendo insuportável olhar para a cara cínica dele, então pedi a Naruto para me chamar quando fosse algo realmente importante que me tirasse de casa. – Ajeitei-me no meu lugar e a analisei de canto.

 

- Sabe que não pode fugir para sempre não é? Vocês tem muitos amigos em comum, tem meu casamento e são sócios. Você não é mais uma criança, Sakura! É uma mulher independente e já criada, ora! – Ino amava dar sermões e eu detestava cada palavra dita por ela, ela estava certa e eu nunca ia admitir isso publicamente. – Hinata, Naruto e eu estamos bastante preocupados com você, com o Sasuke não, ele realmente é um babaca e espero que sofra. – Dei uma gargalhada baixa. – Fico feliz que riu. Pois bem, vá trabalhar, não deixe o Naruto na mão.

 

- Certo, tudo bem! Pelo Naruto e por você, claro. – Ela riu. – Acho que vou querer um donut de chocolate agora. – Ouvi o barulho dos sinos da porta, mais clientes, a cafeteria vivia movimentada, mas mesmo assim eu me sentia em paz ali, olhei rapidamente em direção a porta e vi Sasuke. Podia ser qualquer pessoa menos aquele idiota, bem, ele também me encarou um pouco e arrumou a postura vindo em minha direção. – Vamos embora. – Coloquei o dinheiro no balcão. – Sensei eu estou indo. Obrigada pelo café.

- Está fugindo? – Sasuke falou suave porém firme me olhando de cima a baixo, o olhei brava e desviei meu olhar dos dele. – Como está?

 

- Bem, obrigada. Ino, vamos. – Ele riu debochado, ele merecia um soco bem no meio daquela cara linda, que imbecil. – Aproveite o café. – Ino se levantou calada indo em direção a porta me esperando por lá.

- Precisamos conversar. – Tocou meu ombro e me afastei. Desgraçado, maldita tensão sexual que eu tinha com ele.

 

- Se for sobre o escritório vou trabalhar amanhã, não vou decepcionar o Naruto, ele não. – Respirei fundo ajeitando o cachecol novamente. – Já vou indo. – Ele me segurou pelo pulso. – O que é agora?

 

- Fique bem, se alimente direito. – Engoli em seco, meu estômago se apertou, eu quis sorrir mas reprimir todos os meus sentimentos, não me prestaria a destruir toda essa distância que eu impus. Ele se preocupava, dava para perceber mas talvez era por Naruto, queria ser gentil pelo nosso melhor amigo, eu faria mesmo, porém, por amor a Sasuke. Confirmei com a cabeça e me soltei ríspida saindo da cafeteria.

 

°

°

°

 

O dia foi cheio, fiquei mais duas horas rodando por Tokyo para esquecer o que tinha acontecido na cafeteria, estava exausta e cá estou eu deitada no sofá com o aquecedor ligado enrolada na toalha. Foi um bom banho, o peso de todo aquele dia tinha saído das minhas costas. Fechei os olhos cansada, o silêncio do apartamento era sempre agradável para mim, eu amava o silêncio. O celular em cima da mesinha de centro começou a vibrar me tirando dos meus devaneios, saco! Eu estava quase dormindo. Peguei-o com a vista um pouco embaçada. Era ele, o que ele queria afinal? Atendi o celular já impaciente.

 

- O que quer? – Ouvi sua respiração pesada e me preocupei. – Aconteceu alguma coisa?

- Abra a porta.

- O que? Está louco? – Corri até a porta do meu apartamento e olhei pelo olho mágico, franzi o cenho com raiva. – Vá para casa, eu vou dormir cedo hoje para estar no escritório.

- Abre a porra dessa porta, mulher irritante! – O vi passar a mãos pelos seus cabelos negros. Estava impaciente. Abri a porta.

- Vá para o inferno, seu babaca! – Bati a porta mas ele a segurou com uma das mãos. – Está na minha casa, não dei permissão para entrar, espere aí fora. – Fui para o quarto me vestir.

 

°

°

°

 

Coloquei meu pijama de flanela, algo que me deixasse a vontade e algo para que aquele homem me esperando do lado de fora não inventasse gracinhas. Abri a porta lhe dando passassem para entrar e fechei a porta.

- O que quer? – Me encostei na batente lhe esperando falar, eu já estava impaciente, meus hormônios estavam em erupção, passou ideias ridículas e que poderiam sim me machucar sentimentalmente mas eu precisava transar, Sasuke era o único homem com o qual eu me sentia a vontade para isso. Balancei a cabeça fazendo esse pensamento desaparecer. – Desculpe, falou algo?

 

- Sim. – Mordeu o lábio e abriu a boca algumas vezes. – Tenho uma proposta para você.

- Do que se trata?

- Nos, sexo. – Disse indiferente.

 

- O que? – Olhei incrédula para Sasuke. – O que significa tudo isso?

- Temos o sexo em comum, nunca tivemos problema com isso. Quero que continuemos a ter relações, quero transar com você, sei que quer o mesmo que eu, podemos fazer isso enquanto estamos sozinhos. O que acha? Você aceita a proposta?


Notas Finais


Primeiro capitulo de fanfic que de cara eu escrevo muito, tive que escrever pelo celular, minha mão ta pedindo descanso. Escreve, corrige, formata. Celular e notebook trabalhando, SOCORRO! Mas é isto, até semana que vem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...