História Psicanálise. - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Beatrizalvesmcz

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Sociopata Deyseatlas
Visualizações 14
Palavras 1.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Perdão por não ter postado antes. Quem acompanha minhas fanfics sabe que eu postei mais outras histórias.
Eu também estava com falta de criatividade. Não vou dá um dia certo para postar o proximo, mas prometo continuar.
Mais uma vez, perdão.

Capítulo 3 - Monster.


Zaila


E aqui estou eu. Em uma pista de pouso a espera da minha “nova equipe ”. Estavámos juntas finalmente. Eu ( a garota que ouve vozes e muda de personalidade com facilidade ), Iv5i ( garota com uma paciência limitada ), Chiara ( outra garota sem paciência, só que dessa vez sem sentimento de culpa ) e Beatrix ( a garota... Bem.... Beatrix é Beatrix, ela é insana por natureza ).

O tempo estava nublado aqui. Cruzei os braços encaranfoo céu. Fazia um bom tempo que esperava a hora de Kevin vim. Eu gosto de ser pontual. Meus pensamentos foram interrompidos por um som de motor de moto. Olhei pra trás para vê quem era e não me surpreendi. Era Iv5i em sua moto maravilhosamente linda. Ela preta e tinha cara de ser bem veloz.

Iv5i usava uma jaqueta preta de couro, assim como sua calça que também era de couro. Sua cabelos ruivos naturais estavam curtos, na altura dos ombros, e andulados. Era estava a típica garota sexy e perigosa. 

Ela se afastou da moto se aproximando e ficando ao meu lado encarando o céu. Ela cruzou os braços ficando da mesma posição que eu. Não falamos nada. Eu ainda estava um pouco chocada com o seu pedido para o Kevin. Os chamados titãs ? Era isso que queria ? Mata-los ? Ela sabia que era errado e que eu não concordava.

Logo ouvimos um som de carro se aproximando. Me virei e vi uma BMW 24 preta. O carro parou ao lado da mota daiIv5i. Da BMW saiu Chaila.

Seus cabelos roxos que iam até a cintura, estavam presos em um rabo de cavalo. Ela usava um calça jeans preta e uma camiseta branca. Ela se aproximou de nós e ficou na mesma posição. 

Olhei o relógio, eram 14:00 horas em ponto. Logo um som e um vento forte preencheu o local. Era um jato. Ele pousou a poucos metros da nossa frente. De lá saiu Kevin. 

Kevin era um homem de seus 50 anos. Ele era sério e rabugento. Usava um terno preto elegante e andava com uma certa firmeza no chão.

Logo ele parou a nossa frente e nos encarou sério.

- Vamos ?

Foi só ai que notei a falte de Beatrix. Quando eu ia abrir a boca pra dizer algo, o som de caminhão se aproximando fez com que rodos nós olhasse - mos para trás. 

Um caminhão vermelho enferrujado se aproximava mais e mais.  Ele deu uma freira brusca e a alguns metros de distância de nós. A porta se abriu revelando Beatrix.

Ela usava um shorts curto preto, uma camisa branca maior que seu corpo e uma aba-reta. Ela desceu do caminhão se aproximou com um sorriso sínico no rosto.

- Está atrasada ! - disse ao vê ela próxima de nós.

Me encarou com o sorriso se desfazendo. Ela cerrou os punhos e ficou com ódio no olhar. Mas antes que fizesse qualquer coisa, Chiara a encarou séria e Beatrix foi se acalmando aos poucos. Ela forçou um sorriso e falou se aproximando mais :

- Eu nunca chego ma hora.


(...)


Depois de algumas horas no jato, chegamos na agência. Nada tinha mudado. Um prédio abandonado que na verdade era uma agência segreta de ante-terrorismo. Kevin falou que mandaria um avião de carga para pegar nossos alto móveis que ficaram na pista de pouso abandonado, exceto o caminhão da Beatrix.

Entramos no prédio. Tinha entulhos por toda parte. Andamos até o fim do prédio e o Kivin parou. Nós páramos atrás dele e senti o chão começar a descer. Era uma passagem secreta que dava pra agência que ficava no subsolo.

Iv5i cruzou os braços e suspirou revirando os olhos.

- Que clichê - falou fazendo nós o encaramos. - Só falta dizer que tem batom a leizer.

Ri baixo. Logo o cenário sujo deu lugar a um lugar iluminado e lotado de gente. Pessoas iam e vinham. Conversam e descutiam. 

Lar, doce lar...

Kevin nos conduziu até a uma sala. Ela ficava no meio de tudo aquilo. Era uma enorme caixa de vidro com uma mesa e cadeiras de madeira. Enquanto andávamos via as pessoas nos olhar e comentarem entre si. Entramos na sala e ainda sentia os olhares das pessoas sobre nós. Cada uma de nós sentamos em uma cadeira e Kevin começou :

- Hoje de manhã recebemos um vídeo. É o terrorista. Ele mesmo se denominou Monster - Kevin pegou um notebook e o abriu colocando a nossa frente.

O vídeo estava no pause. Tinha um homem sentado em uma mesa. Ele usava tudo preto e um pano preto cobrindo metade do rosto ( de debaixo dos olhos na baixo ). Seu olhar era frio e medonho. Transmitia frieza e ódio ao mesmo tempo.

Kevin tirou do pause e logo uma voz modificada foi ouvida. Ele modificou a voz para não o reconhecemos.

- Agência de ante-terrorismo. Se não pararem de tentar me achar eu irei matar pessoas sem a mínima necessidade - ele disse sério e determinado. - Farei uma demonstração do que lhes esperam se continuarem a tentar me achar.

O vídeo acabou aí. Encarei Beatrix e Chiara. Elas estavam mais confusas que eu. A porta de vidro se abriu fazendo um garoto entrar. Ele era branco com cabelos pretos. Usava um óculos quadrado e tinha a maior cara de nerd, mas era gato. Ele tinha um tablet em mãos estava sério.

- Kevin, recebemos uma noticia que Arkham sofreu um ataque terrorista. 

- Arkham ? - falou Beatrix chamando atenção de todos. - A maior empresa de computadores da América do sul ?

Eu, assim como todos da sala, a olhamos surpresa. Era a primeira vez que falava algo útil.

- O que ?... - falou nos encarando. - Eu sou louca mas não burra.

- Quantos mortos ? - perguntou Kevin voltando ao assunto.

- 19 mortos e 30 feridos.

Kevin suspirou e nos encarou e desviou para o rapaz, que deveria ter uns 20 anos.

- Mark, quero que leve elas pra sala de treino.

- Pra que ? - perguntei.

- Vocês estão fora de forma. Precisam treinar antes de começarem o trabalho.

- Fora de forma ? - falou Chiara.

Beatrix deu uma risada e se levantou. Levantou a blusa mostrando sua barriga sarada e em forma.

- Acha que isso é fora de forma ?

Vi o tal de Mark fica corado e desviar o olhar. Ri baixo. Kevin ainda sério disse :

- Vão pra sala de treino.

Nos levantamos e seguimos o tal de Mark. Esse caso vai dá trabalho. Treinar antes começar o trabalho ? O assunto é mais sério do que pensei.


Notas Finais


Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...