História Psychologist - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Exo, Mpreg, Yaoi
Visualizações 11
Palavras 712
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fanfic publicada, então realmente espero que esteja ficando boa, desculpem qualquer erro e boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Psychologist - Capítulo 1 - Capítulo 1

—Baekhyun, vamos logo, estamos atrasados! —minha mãe gritava.


—Mas omma, eu não preciso disso. —digo com voz de choro


—Meu filho, isso é para o seu bem, só vamos logo, hm?


Bufo indo até o carro, minha mãe dirige até o consultório e entramos no mesmo, olho os quadros pendurados na parede enquanto minha mãe fala com a secretária.


A mulher se levanta e pede para que eu a acompanhe, olho assustado para minha mãe que apenas sorri e faz sinal para que eu vá.


Sigo a moça que para a frente de uma porta batendo duas vezes e logo após abrindo, ela sorri dandoespaço para que eu entrasse, sorrio de volta fazendo uma pequena reverência, ela fecha a porta e sai.


Um homem alto vem até mim, faço novamente uma reverência, ele me encaminha até um sofá, e se senta numa cadeira a frente.


Me sento ainda calado, sem ao menos que eu perceba minha perna fica se mexendo em sinal deansiedade.


Aquela sessão de uma hora que mais parecia um mês, se inicia, a mesma coisa monótona, mesmas perguntas, mesmas respostas.


Aquela 'tortura' finalmente termina, estava me levantando para sair da sala quando Dr. Park me chama.


—Sim?


—Hoje eu irei sair mais cedo do consultório.


—Isso é bom, ira poder descansar mais.


—Não, eu queria saber se poderíamos ir a algum lugar.


—Como assim?


—Parte do tratamento. —ele diz sério e anota algo num pedaço de papel.


—Me ligue para confirmar, passarei em sua casa 19:00.


Peguei o papel e sai de sua sala, parte do tratamento? Já não basta a uma hora que tenho que passar aqui, ainda no meu tempo livre?


Passo pela secretária sorrindo para a mesma, apesar de minha irritação, ela não tinha culpa. Vou até a calçada para esperar minha mãe, vejo o carro parar na frente do consultório e entro no mesmo.


—E então? Como foi?


—Normal. Aliás, hoje eu vou sair as 19:00.


—Isso é ótimo! Com quem?


—Uma pessoa que eu conheço.—Eu o conheço? —apenas assenti— sabe das regras, certo? Não volte tar...


—Não fale com estranhos, não fume, blá, blá, blá. Eu sei.


Ela me olha de canto e sorri estacionando o carro na frente de casa, saio do carro entrando no local e indo para meu quarto.


18:23, ligo para Dr. Park para confirmar, após três toques ele atende.


—Alô?


—Dr? É o Baekhyun, eu liguei para dizer que vou.


—Ta certo, até mais. —ele desligou sem que eu pudesse me despedir.


Tomei um banho, coloquei uma calça rasgada nos joelhos e uma camisa branca, coloquei um tênis e fui até a sala esperar Park chegar.


Ouço alguém batendo na porta e vou até a mesma a abrindo.


—Boa noite, Byun Baekhyun.


—Boa noite, Dr. Park.


Caminhamos até o carro preto parado na frente da minha casa, Park abre a porta para mim e eu entro, ele dá a volta no carro entrando do outro lado.


—Para onde vamos, Dr?


—Me chame de Chanyeol, logo saberá.


—Onde isso ajuda no tratamento?


—Não ajuda, mas você precisa relaxar um pouco. —ele diz sem tirar os olhos do trânsito.


—E acha que vou relaxar saindo com meu psicólogo? Por favor né. —reviro os olhos e olho pela janela.


Após um tempo o carro para na frente de uma grande casa.


—Chegamos, Baekhyun.


—Onde estamos?


—Não é óbvio? Estamos na minha casa.O olho assustado praticamente clamando por minha mãe, o maior apenas sorriu e saiu do carro, peguei meu celular discando o número da minha mãe, o que estava difícil por conta da tremedeira, a porta ao meu lado se abre.


—Não vai sair?


—Chanyeol, me leve para casa agora mesmo.


—O quê? Por quê? —ele pareceu triste. —nós vamos apenas conversar, assistir um filme ou coisa do tipo.


Eu temia o que poderia me acontecer, sem que percebesse eu já estava chorando.


—Park, p-por favor.


Ele enxuga uma lágrima que acabara de escorrer e pega em minha mão me puxando para fora do carro.


—Venha, vamos entrar.


Ele me arrasta para dentro da casa, me senta no sofá e sai. Eu tremia e chorava muito, por que eu aceitei vir aqui? Mas que merda, Baekhyun seu burro. Dr. Park volta com um copo d'água em mão e me oferece o mesmo, eu nego e ele se senta ao meu lado.


—É apenas água com açúcar, não tem nada aqui. —ele toma um gole—hm? —ele estende o braço e eu acabo por aceitar a bebida.


Já mais calmo, Dr. Park coloca um filme para assistirmos, no meio do mesmo acabo por pegar no sono.


Notas Finais


Que vergonha de estar postando isso, aaa, enfim, o que acharam? Com o tempo eu vou melhorando, paciência. Obrigada por ler, favorite e comente caso tenha gostado. 💞

Twitter: @xhrz666


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...