História Quente como a lareira - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, V
Tags V-hope
Visualizações 15
Palavras 3.516
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie amores desculpe a demora mais aqui está especial Halloween v-hope
Espero que gostem

Capítulo 1 - Especial Halloween


Fanfic / Fanfiction Quente como a lareira - Capítulo 1 - Especial Halloween

Halloween não é? Uma noite que deveria ser especial não é?

Bom, não para mim basicamente essa é a história de como eu morri porém, não foi algo triste então acho que vocês também não deviam se sentir tristes pois, eu estou bem onde eu estou e também estou observando cada um. Agora vou contar como tudo terminou nesse trágico porém feliz final.

- Taehyung, fala logo querido - Sua mãe exclamava já que taehyung havia chamado os pais para uma conversa que dizia ser séria mas, não havia conseguido falar nada - Vai desembucha!

- Filho diga o que você quer logo - O pai de taehyung já estava quase perdendo a paciência que já o faltava

- Bom, pai mãe - Taehyung olhou para os dois os encarando sério - Descobri uma coisa recentemente que me deixou com medo de contar a alguém e principalmente a vocês sobre isso porém depois de muito o que pensar digo que não devo prender isso a mim mesmo então.. - Suspirou pesado - Eu sou gay

- O que? - A feição de seu pai mudou completamente

- Isso mesmo pai, eu sou assim

- Eu não criei filho para isso - O pai praticamente gritou com ele

- Você deve criar uma família como fará isso assim? - Sua mãe era a única que estava tentando manter a calma nesta situação - Você não deve ter encontrado a mulher certa ainda

- Não, mãe eu sou assim espero que vocês me aceitem e sobre família já ouviu falar em adoção?

- Como te aceitar desse jeito? - O pai de taehyung fechou os punhos estava se segurando para não agredir o filho

- Pai eu continuo sendo seu filho, taehyung - Sorriu inocentemente - Pense que eu só mudei meu gosto

- Seu gosto? - O pai perguntou suspirando pesado e recebeu um "uhum" - Você é desprezível

- Fique calmo, filho você não pode ser assim é errado

- Errado é eu me prender a isso e isolar meus sentimentos só por que gosto do mesmo sexo

- O QUE VOCÊ DISSE MENINO - E então taehyung só escutou um estalo do tapa que havia levado em seu rosto e o gosto metálico em sua boca, aquilo foi o auge da paciência de sua mãe

- EU SOU GAY MESMO, GOSTO DE MENINOS E SE VOCÊS NÃO PODEM ME ACEITAR DESSE JEITO VOCÊS NÃO SÃO PAIS DE VERDADE

- NÃO FALE ASSIM COM SUA MÃE - Seu pai se levantou em sua direção com o punho fechado pronto para dar um soco no próprio filho mas, taehyung desviou

- VOCÊS SÃO UNS IMBECIS, EU ODEIO VOCÊS - Sua mãe a essa hora já estava chorando muito e seu pai tentando a consolar porém com muita raiva do filho - ESPERO QUE VOCÊS MORRAM - Bateu a porta com força logo andando pelas ruas de Seul sem destino algum. Lágrimas desciam de seu rosto pois, era o certo a se fazer mas por que seus pais não puderam o aceitar? Por fração de segundos Taehyung achou que que ele estava errado mas não era, era a sociedade.

- BU! - Uma menininha saiu de um arbusto vestida de bruxa tentando assusta-lo - Oppa o que houve? - A menininha se sentiu triste ao ver que ele estava chorando - Não chore eu vou ficar triste - Ela fez um bico fofo

- Oi

- Oi, oq aconteceu com você Oppa?

- Nada, só estou triste com uma coisa

- Ah, a mamãe sempre diz que quando se está triste deve pensar em coisas boas - Ela sorriu sapeca - Eu penso em doces por que eles me fazem ficar feliz

- Doces? - Riu com o tamanho da fofura da menina

- Sim,doces - Ela estendeu sua cestinha com alguns doces - Toma um para você ficar feliz - Ela pegou alguns doces em suas pequenas mãos e o entregou

- Obrigado - Disse após pegar e então comeu um - Já me sinto bem melhor - Sorriu fazendo a menininha sorrir junto

- Cadê seus pais? - Taehyung perguntou olhando em volta

- Ele estão bem ali - Apontou para seus pais que estavam um pouco a frente a esperando - Tenho que ir - Ela disse e deu um beijinho em sua bochecha

- Obrigada pelos doces - Abraçou a pequena vendo logo em seguida ela correndo até seus pais

Taehyung ficou feliz pela menina ela devia aproveitar bem seus pais até o último momento então se lembrou da face de seu pai quando ele assumiu sua sexualidade isso é motivo para deixar de ser seu filho?

Em meio a pensamentos taehyung percebeu que havia andado muito e estava em um bairro desconhecido mas que não lhe parecia estranho pareceu já te ido naquele local

- Onde eu estou? - Taehyung continuou andando e a cada vez que andava parecia que mais se lembrava de algo bom, ele conhecia aquele lugar mas como?

Taehyung parou em frente a uma casa que aparentava abandonada foi quando escutou alguns gritos de crianças correndo na rua com seus pais afinal era Halloween não é?

A casa tinha um caminho de pedrinhas que levava a uma casa de madeira que já estava um pouco desgastada e ao lado parecia que havia um jardim pois, agora as flores há estavam murchas, Taehyung se lembrou de algo

            FLASH BACK ON

- Oi - Sorriu

- Oi - Respondeu o menino um pouco assustado pois havia acabado de se mudar e não conhecia ninguém

- Meu nome é Taehyung prazer, eu estava passando para ir ao parque brincar um pouco quer ir comigo? - Sorriu quadrado

- Prazer Taehyung, sou Hoseok eu posso sim só devo avisar a mamãe antes - O menino correu para sua casa para avisar sua mãe enquanto Taehyung apreciava o jardim que possuía flores de diferentes tipos. - Ela deixou

- Que bom - Sorriu novamente - Você que fez? - Disse se referindo ao jardim

- Bom, eu plantei com a mamãe - Sorriu satisfeito olhando para o jardim - São lindas não é? - Apontou para as flores

- Sim, são muito - Riu - Vamos brincar - Saiu correndo sendo seguido de Hoseok para o parque

             FLASH BACK OFF

- Hoseok? - Seus olhos encheram de lágrimas ao se lembrar de seu amigo mas por que havia o esquecido? Taehyung decidiu entrar na casa a procura de alguém que sabia que provavelmente não existia mais. A casa ainda tinha seus móveis não eram todos mais havia os móveis eram desgastados pelo tempo e a casa empoeirada, cheia de teias provavelmente lá haveria alguns insetos

- Acho que ninguém mais mora aqui a muito tempo - Taehyung disse para si mesmo porém escutou algo no andar de cima sabia que podia ser algo perigoso, porém ele queria ir lá, sua curiosidade estava te matando então em um segundo Taehyung já estava no andar de cima procurando algo ou alguém que queria muito que fosse Hoseok

- Tem alguém aqui? - Nada, só ouviu o silêncio porém Taehyung continuou até o final do corredor onde havia uma porta entreaberta então ele ouviu um choro um choro que não era mais de uma criança mas parecia que ele reconhecia então abriu a porta devagar encontrando um homem de costas chorando olhando um retrato com uma família ali, Taehyung reconheceu era Hoseok no retrato

- Hobi? - Pensou alto e rapidamente o homem virou para si com os olhos arregalados ainda com algumas lágrimas

- Taehyung? - O homem só o abraçou o que ele logo retribuiu porém ainda estava muito confuso contudo - É você mesmo? Que bom que me vê

- Como assim te vejo? - Taehyung perguntou confuso e Hoseok só negou - Que saudade! - Disse ainda em meio ao abraço - Por que sumiu?

- É q-que e-eu não lembro - Hoseok sorriu de tensão

- Nós somos melhores amigos - Taehyung sorriu e seus olhos se encheram de lágrimas - Não faça mais isso! - Ele o abraçou novamente - Você quase me matou!

- Podemos não falar mais nisso? - Hoseok perguntou sorrindo

- Eu vou tentar - Disse rindo e só agora percebeu o quando seu amigo estava pálido e gelado - Você está muito gelado!

- É?

- Vamos acender a lareira - Taehyung disse e ele assentiu - Aqui está muito frio - Disse se encolhendo um pouco, Ele desceu sendo seguido de Hoseok logo eles procuraram pela casa e acharam um porão onde havia lenha muito velha.

- Vai ser essas - Os dois levaram para a sala e acenderam a lareira com a ajuda de um isqueiro

O que será que aconteceu com ele?

Ele está tão misterioso...

- No que tanto pensa? - Hoseok perguntou confuso

- No que aconteceu com você nesses anos, e por que sumiu deixando essa casa assim do nada - Taehyung fala tudo de uma vez não aguentando mas essa curiosidade

- Vamos fazer uma promessa? - Hoseok pergunta estendendo seu mindinho

- Do que?

- Não vamos comentar sobre isso agora - Suspirou - Eu te conto tudo amanhã - Encarou Taehyung com um olhar de tristeza então Taehyung colocou seu mindinho que logo foi entrelaçado com o de Hoseok como selo da promessa

- Tudo bem então - Taehyung disse desanimado - Quer sair para pegar doce?

- Não acha que somos grandes demais? - Hoseok ri

- Falou a esperança - Taehyung disse rindo - Literalmente Hope - Sorriu para o amigo, ele sabia que quando eram adolescentes ele sentia uma atração pelo Hoseok só que desde então não se assumia pois tinha medo de ser rejeitado e da sociedade também e desde que seu amigo simplesmente desapareceu ele nunca gostou tanto de alguém como ele.

- Taehyung eu senti muito sua falta

- Eu também Hobi - Taehyung diz se lembrando de como seu amigo havia sumido

             FLASH BACK ON

- Hobi! - Gritou chamando o amigo que estava mais a frente - Você está bem?, saiu cedo do colégio.

- Eu acho que estou bem - Hoseok disse

- Por que acha? - Taehyung perguntou confuso

- Não me sinto muito bem esses dias - Disse tossindo, Taehyung percebeu que havia um pouco de sangue em sua mão

- Isso é sangue? - Taehyung perguntou Hoseok arregalou os olhos olhando sua mão

- D-desculpa mas preciso ir, te ligo mais tarde - Hoseok correu deixando Taehyung confuso

             FLASH BACK OFF

- Do que se lembra de mim? - Hoseok perguntou o observando

- Eu lembro que éramos amigos,de como nós conhecemos e frequentamos a mesma escola - Taehyung suspirou - De como a gente fugia junto e fazia besteira na adolescência - Taehyung sorriu mas logo seu sorriso se fechou - E de como você tossia sangue e se sentia mal as vezes depois sumiu

- Vamos falar das partes boas - Hoseok falou tentando trazer esperança para seu amigo pois sabia que ele não fazia ideia do acontecido - O que aconteceu com você?

- Como assim?

- Eu sei que algo aconteceu com você anda me fala

- É que eu briguei com meus pais,por que me assumi - Falou rápido demais

- Assumiu? - Hoseok arqueou a sombrancelha

- Sim, eu gosto de meninos mas meus pais não me querem mais como filho eu sou uma merda mesmo - abaixou a cabeça se permitindo chorar

- O que isso tem de errado? - Hoseok o perguntou - Isso não é uma doença, é só um gosto e se seus pais podem te aceitar da maneira que você é você não deve se sentir uma merda por eles por que eles são a merda- Hoseok disse e Taehyung riu quando perceberam já estavam em uma distância estranha e o clima começou a ficar tenso pois eles se olharam no fundo dos olhos e Hoseok se aproximou

- Hoseok eu sempre gostei de você - Taehyung disse o encarando - Não conseguia admitir mas, quando você sumiu uma parte minha foi com você e eu percebi o que eu perdi

- Eu também gosto de você Taehyung, desculpa não estar aqui para te fazer feliz - Hoseok se aproximou e Taehyung ouviu sua respiração ofegante - Hoje eu te faço feliz - Então Hoseok o beijou calmamente suas mãos foram de encontro com a cintura de Taehyung o aproximando mais dele porém o ar faltou então tiveram que se separar

- Eu te amo - Taehyung exclamou antes de voltar a beijar Hobi que diferente do outro foi um beijo com desejo e luxúria onde as mãos de Taehyung foram de encontro com a camisa de Hoseok que logo foi jogada aos ares

- Tem certeza? - Hobi perguntou - Quando eu começar eu não paro - logo Taehyung subiu no colo de Hoseok se mexendo em seu colo fazendo Hoseok gemer baixo algo.

O clima aumentou e o volume de suas calças já eram completamente visíveis Taehyung continuou se movendo em cima do tecido porém a velocidade foi aumentando.

- Tira essa calça - Taehyung exclamou de olhos fechados, as mãos de Taehyung foram de encontro com a calça de Hoseok quando ele vai negou

- Não, hoje você vai receber prazer - Hoseok disse desabotoando a calça de Taehyung logo a jogando longe Taehyung gemeu ao sentir as mãos gélidas de Hoseok dentro de sua cueca o masturbando.

- H-hoseok - Taehyung gemeu - essa velocidade tá me torturando - Logo sentiu a velocidade ser aumentada fazendo ele gemer mais alto logo tudo melhorou quando Hoseok usou sua boca se é que vocês me entendem - A-ah - arfou jogando a cabeça para trás

- Vamos Taehyung goza para mim - Hoseok disse aumentando a velocidade e lambendo toda a sua extensão logo depois enfiando novamente o pênis de Taehyung todo em sua boca masturbando o resto que não coube e massageando seus testículos

- Eu v-vou go- foi interrompido por seu líquido branco despejado na boca de Hoseok que engoliu tudo

- Fica de quatro - Hoseok disse e Taehyung obedeceu logo Hoseok pediu para Taehyung lamber seu dedo, Taehyung não entendeu no início porém lambeu ele todo

- O que você vai- foi interrompido novamente mas desta vez pelo dedo de Hoseok sendo enfiado em sua entrada - Puta merda! - Taehyung gemeu alto e seus dedos começaram a se movimentar

Então ele colocou outro logo em seguida mais um e a cada momento os movimentos aumentavam, Taehyung já não aguentava mais

- Hoseok seus dedos já não são mais suficientes - Taehyung exclamou

- Você é muito audacioso - Hoseok disse um pouco antes de tirar seus dedos e penetrar Taehyung - Porra você é fodidamente gostoso

- H-hoseok dói - Taehyung disse logo que desceu uma lágrima

- Vai parar acredite em mim - Hoseok esperou Taehyung se acostumar e logo que Taehyung se mexeu rebolando em seu pênis Hoseok começou os movimentos

Hoseok estava certo Taehyung deixou de sentir dor e só o que sentiu foi um prazer imenso

- M-mais - Taehyung estava sedento de toques - Puta merda mais Hobi

- Mais o que? - Se faz de desentendido

- Não me faça implorar bom- Taehyung gemeu

- Não seu do que está falando Tae

- Me fode mais Hoseok - Taehyung gemeu alto - Quero que você me foda direito - Depois do pedido de Taehyung os movimentos que era razoavelmente devagar viraram rápidos e fundos acertando o ponto "G" de Taehyung o fazendo gemer mais alto

Taehyung sentia seu orgasmo chegando e cada vez mais ficava mais tenso os movimentos de Hoseok se intensificaram logo os seus músculos se contraíram mas antes que pudesse chegar ao orgasmo Hoseok retirou seu membro recebendo um gemido totalmente em negação

- Senta - Hoseok ordenou que ele se sentasse em si

- Não, você não vai fazer isso - Taehyung não aguentava mais

- Você não ouviu? - Taehyung recebeu um tapa bem forte nas nádegas o que lhe proporcionou mais prazer

Taehyung rebolou gostoso como nunca havia feito antes ele não perdeu a virgindade com Hoseok óbvio mas aquilo era especial para os dois, Taehyung quicou de maneira literal o mais rápido e gostoso que pode

- Porra é tão apertadinho - Hoseok gemeu alto jogando a cabeça para trás colocando as mãos na cintura de Taehyung aumentando mais os movimentos agora também eram mais fundos acertando o ponto "G" de Taehyung várias vezes

- Hoseok e-eu não aguento mais

- Taehyung continua vai conseguir o que quer

Taehyung quicava do melhor jeito era sexo rude e novamente os músculos contraíram pela primeira vez, Hoseok levou sua mão ao membro até agora esquecido de Taehyung o masturbando na velocidade das estocadas levando Taehyung a loucura Taehyung revirava os olhos de prazer seus corpos quentes ao valor da lareira estavam praticamente mais quentes que ela.

- Awn Hoseok eu - Taehyung gozou tirando um peso de si, foi o melhor orgasmo de todos sendo seguido de Hoseok que logo preencheu Taehyung com um líquido branco

- Taehyung eu também te amo - Disse com a respiração ofegante logo puxou Taehyung para um beijo calmo agora

                        (...)

Taehyung levantou-se pela manhã percebendo a ausência de Hoseok logo procurou ver se havia água naquela casa quando achou o banheiro percebeu que estava imundo mas mesmo assim tudo era melhor que sua casa então abriu o chuveiro e percebeu que ainda havia água, tomou um banho rápido logo vestindo suas roupas procurou por Hoseok pela casa inteira logo achou em cima do sofá uma carta logo abriu para lê-la

" Querido Taehyung,

me desculpe por não poder estar com você nesta manhã saiba que a noite de ontem foi a melhor noite de todas para mim bom, eu estou aqui para te explicar tudo o que aconteceu nesses anos bom para resumir tudo eu morri, sim isso mesmo eu estou morto me desculpe eu não poder te contar pessoalmente você tem que acreditar, a noite de Halloween é o único dia em que os mortos podem se comunicar com os vivos e vagarem pela terra em carne e osso bom é muito estranho e medonho eu sei mas eu estava doente e naquele dia que sai da aula cedo bem eu fui direto para o hospital lá me diagnosticaram com uma doença incurável onde eu fiquei isolado não pude me comunicar com você e seus pais me proibiram de te ligar, no final deste dia eu entrei em óbito por isso não te respondi e simplesmente sumiu não quis aparecer nos Halloweens recentes pois, ainda não tinha coragem de entrar em minha casa e ver você sabendo que nunca iria poder mais conversar ou te abraçar pessoalmente a não ser neste dia a partir de hoje infelizmente eu não poderei te ver mais só no ano que vem mas, não fique triste por mim eu não sou infeliz e sempre estou de olho em você e em tudo o que você faz espero que seja feliz na sua grande jornada da vida e se reconcilie com seus pais antes que seja tarde demais.

                               Com amor Hoseok."

As lágrimas insistiam em cair do rosto de Taehyung como assim Hoseok estava morto?, ele queria que fosse uma brincadeira mesmo sabendo que não era sentia muito por tudo ele amava Hobi ele era sua esperança.

- Ele morreu? - Taehyung soluçando saiu da casa ainda tonto com tudo

Ele saiu correndo e foi para um lugar muito importante na sua vida isso mesmo ele foi ao parque bom chegando la ele se lembrou de como chamou Hoseok para brincar 1 segundo após de o conhecer e de como foi bom sua adolescência com suas brincadeiras e palhaçadas ao lado do amigo Taehyung nunca mais havia voltado naquele lugar bom ele estava o mesmo de antes. Observou cada centímetro do parque logo vendo um balanço ele se lembrou que havia se machucado uma vez ali por Hoseok o empurrar forte demais então ele viu uma pessoa sentada naquele balanço muito parecida com Hoseok.

- Olá, tudo bem? - Taehyung perguntou se aproximando ainda com algumas lágrimas nos olhos que logo foram limpadas mas a pessoa não se virou ela não sabia que estava se referindo a ela - Tudo bem? - Tocou o ombro da pessoa fazendo ela tomar um susto e se virar com os olhos arregalados impossível era ele Hoseok - Hobi? - Taehyung perguntou e o abraçou forte

- Taehyung? Como pode me ver - Hoseok então o olhou sério com os olhos cheios de lágrimas - Ah não...

             FLASH BACK ON

- ESPERO QUE VOCÊS MORRAM - Bateu a porta com força logo andando pelas ruas de Seul sem destino algum

- SAI DAÍ MENINO, O TREM - A moça gritava em meio ao desespero - O TREM

             FLASH BACK OFF

- Eu morri - Taehyung perguntou com o a cabeça enfiada no pescoço alheio e logo sentiu Hoseok assentir - Não - Taehyung não chorou simplesmente ele cansou de se sentir como um menino assustado ele sorriu

- Está feliz? - Hoseok perguntou sério

- Agora posso viver ao lado de quem eu amo - Taehyung sorriu

- Basicamente não é viver né

- Até que a morte nos separe - Taehyung disse irônico fazendo os presentes rirem

Como eu disse não fiquem tristes ou algo assim eu morri mais pelo menos estou com o meu amor. Oi meu nome é Kim Taehyung e essa é a história de como eu morri.


Notas Finais


Escrevam nos comentários sugestões
Amo vcs ^^

Ignorem os erros

Bjs S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...