História Querido chefe . - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi nenê, espero que gostem, leiam as notas finais e boa leitura 🌸

Capítulo 27 - Capítulo 27


Anna tentava me tranquilizar enquanto estava abraçado a ela ,esperando por respostas , parecia que sua voz era um calmante para mim , apertei um pouco aa sua cintura e senti como se algo estive lá, fazendo um pouco de volume , ela levantou rapidamente.

Pov Anna

Nathaniel estava quieto demais , um cirurgião saiu de dentro da sala, ele caminhou até mim a passos lentos , sua face não apresentava nenhuma expressão o que me deixava mais apreensiva ainda:

-A cirurgia ocorreu bem.- Finalmente pude respirar, Nathaniel desabou de vez e lágrimas e mais lágrimas desciam colo pequenas cachoeiras em seus olhos.- Ele está estabilizado e pronto para ser transferido para um quarto.

-Um choro de alívio.- Minha irmã estava encostada em uma das pilastras , enquanto me observava com os braços cruzados.

Lucas o abraçou e de longe pude sentir todo o amor paternal entre eles.

Viollete e Alice chegaram ofegantes :

-Ele está bem.- As tranquilizei .

Tinha esquecido meu celular dentro do carro e fui pega-lo. Senti um pressentimento ruim mas ignorei.

-Já está tudo bem.- tentei tranquilizar a mim mesma.

Pov Alex

Já havia entregado Andy, era a minha vez de pegar Anna , esse era o trato mas como eu não sou nenhum pouco paciente , resolvi adiar alguns dias , estava quieto esperando ela aparecer pois já sabia em qual hospital eles estavam , driblar a segurança foi o mais fácil, o difícil era conseguir dopar Anna sem mata-la e conseguir levava para longe sem ninguém perceber.

Observava minha doce Anna ,com uma bela calça jeans e uma blusa preta juntamente com. seu típico casaco cinza , seus cabelos estavam maiores mas sua aparência parecia um pouco descuidada com olheiras fundas e lábios ressecados, Nathaniel é um monstro , fez minha querida chorar mas ele pagará caro por isso , ela abria o carro à procura de algo, retirei a droga de meu casaco e espetei a agulha ,quando ela conseguiu achar o que queria fechou o carro e começou a andar em direção a entrada do hospital ,a seguia tranquilamente por entre os carros até que ela sumiu da minha vista:

-Abaixa agora.- Pude sentir o metal frio da arma sobre minha nuca.- Alex abaixa essa agulha ou eu juro por Deus que esvazio esse carregador em você.

-Fez uma boa escolha , uma pistola semiautomática.

-10 segundos; 9 ; 8 .

-Você não será capaz de atirar, eu te conheço melhor do que ninguém.- Ela não seria capaz , não mesmo , eu nunca havia feito mal a ela.

-4.

-Pensa bem no que vai fazer.

-3

-Sem mim você nunca vai achar Helena.

Como se nós soubéssemos.

Eu sei.

Não, não sabe , você esquece de tudo muito rápido.

-Tem razão, por isso preciso de você vivo.- senti uma picada aguda em meus pescoço e meu corpo foi relaxando.- Parece que o jogo virou não é mesmo ?- Contra a minha vontade minhas pálpebras foram pesando.- Eu o peguei.- Foi a última coisa a escutar antes de apagar totalmente.

Pov Nathaniel

Anna já estava demorando fazia algum tempo, fui ate o estacionamento e a encontrei abaixada sobre algo , corri para tentar ajuda-la mas ela se levantou rapidamente, revelando Alex desacordado e algemado:

- O que eu perdi?- observei que em sua mão direita havia uma arma.

-Eu não o matei.- Ela tirou a agulha e me mostrou.- Só o coloquei para dormir .

- Já sabe o que irá fazer ?- A observava atentamente como se pudesse encontrar alguma resposta em sua face.

-Extrair algumas informações.

- Como.

-Ele não esta totalmente apagado , ele ainda escuta o que nós falamos e facilmente pode nos contar onde esta Helena. Onde está Helena?- Ela se abaixou suficientemente para escutar seus sussurros.

POV Anna

-Em meu corpo.- franzi o cenho , não era essas resposta que eu esperava.

-Onde especificamente?

-Um mapa.

- Assumimos daqui.- Marshall fez com que eu desse em mini pulo e pisasse sem querer no dedo de Alex.

-O mapa é a resposta.- Ele choramingou .

-Boa sorte.- Levantei e o encarei , sua postura fria não me afetava pois eu o conhecia bem .

-Eu tenho tudo o que preciso, fiquei com sua sorte.- Não havia observado que juntamente com ele havia mais dois homens , eles o pegaram e levaram ate o carro.- Te manterei informada.

Quando o carro sumiu de vista Nathaniel me enchia de perguntas:

-Quem são eles?

-CIA.- Seus olhos se arregalaram.- Alex está na lista de um dos mais procurados pelo país, eu não posso te dar mais informações.

-Por que?

-Isso é confidencial.

- A ponto de você saber?

POV Nathaniel

Como Anna sabia dessas infrações confidenciais, será que ela já foi uma agente? Não, ela não deixará a agência para trabalhar como uma secretária:

- Tem coisas que devemos deixar enterradas no passado.- Ela saiu me deixado com um milhão de perguntas e nenhuma resposta


Notas Finais


Como a desfecho da estória está se aproximando, devo fazer uma segunda temporada ou deixar apenas essa ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...