História Rangers - Capítulo 48


Escrita por: ~

Visualizações 39
Palavras 630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Josei, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 48 - Névoa


O Monte Fairweather é uma das montanhas mais altas do Canadá e dos Estados Unidos da América, localizado na fronteira entre o Alasca e Columbia Britânica. Há poucos quilômetros do Parque de Reserva Nacional Glacier Bay.

Chanyeol estava em uma depressão alongada, a área entre as duas montanhas. O vale por onde circulava as água de um rio congelado. A tempestade de neve ia contra Chanyeol. Não sabia exatamente como não tinha entrado em hipotermia e congelado até a morte, mas era fato que o alien com quem dividia o seu corpo era responsável pela sua sobrevivência. Não sentia tanto frio quanto era para sentir. Havia uma camada protetora sobre sua pele. Um escudo que impedia o frio de matá-lo. Uma redoma envolta de seu corpo bloqueando a rajada de gelo.

Coberto pela estranheza de saber exatamente por onde estava indo, como se conhecesse aquele local, Chanyeol falou com o alien, depois de um longo tempo em silêncio durante a caminhada:

-É muito longe, não é?

-Não sei, diga-me você. Você é o hospedeiro, não eu.

-E você é o que?

-Seu hospedeiro.

Chanyeol balançou a cabeça, mais confuso do que estava.

-Foda-se. Só me diga o porquê eu sei onde estou indo.

-Sente que já passou por aqui, não é? Sim,  estranho pra mim também. Do vínculo que compartilhamos posso sentir isso. Você parece também possuir um com os outros hospedeiros das pedras.

Chanyeol suspirou.

-Quer dizer que eu era um hospedeiro esse tempo todo?

-Por minha causa, sim. Desde que me vinculei a você, que te salvei daquele acidente há anos atrás, a pedra que carregava comigo durante a viagem escolheu você como hospedeiro. Você é digno e forte o suficiente para ter essa pedra.

Chanyeol suspirou. Achava-se incapaz de ter aquela pedra, os poderes simplesmente por ser um inútil. Agora, no meio do nada, da geada, conversando com um ser interestelar, Chanyeol compreendia que depois das revelações ele estava mudado. Mais confiante. Apenas... diferente.

E em poucos minutos, Chanyeol e Genesis estavam sob o pé da montanha.

-Parece muito com a casa de Kyungsoo, não acha?

-Esse hospedeiro escolheu esse local justamente pelos seus poderes. Ele... se isolou.

-Você sabe quem é?

-Sei.

-Como?

-Eu sei de tudo. Tudo mesmo. Sou uma entidade, Chanyeol. Sei do passado, presente e futuro.

-Nossa, ele é um entidaaaade. Podeeeeeroso ele.

Genesis riu em sua mente.

-Por que está aqui então, Senhor Entidade?

-Porque os draconicos mataram o meu povo. E eu tive que fugir, como milhares de pessoas como eu, como Baekhyun. Nos encontramos certa vez.

-Você já conhecia o Baekhyun?

-Sim. Já. Ele e o irmão dele, o futuro Rei de Phantom, Yixing.

-Ele morreu.

-Sim. Eu já sabia disso.

-Então, o que vai acontecer, Entidade?

-Depois que eu me vinculei a você, em uma das muitas tentativas de me esconder dos draconicos, minhas visões pararam. Não tive nenhuma enquanto estive aqui. Nenhuma mesmo.

-Deve ser frustrante.

-Muito. Está tudo nublado pra mim, não consigo ver um palmo a minha frente. Nada. Absolutamente nada.

-Quer dizer o quê? Que o universo vai explodir? Que os draconicos vão vencer? O que você acha?

-Quando vi o futuro de Yixing, nada era claro, era uma nuvem. Como é o meu futuro e... o do universo.

Chanyeol engoliu a seco.

-O universo vai acabar, não é?

-Nem sempre minhas visões eram corretas. Eu nunca fui um bom arcadiano, tenho que dizer.

Chanyeol assentiu, mesmo sabendo que o alien não poderia vê-lo, pois estava em sua mente. Queria acreditar que poderia mudar o destino do planeta Terra, agora mais forte do que jamais tinha se sentido. 

A geada ficou violenta de repente. À frente, literalmente, havia uma névoa avançando em tentáculos em direção à Chanyeol. E no meio da pálida nuvem, um ser aproximava-se, acompanhado da nebulosidade. Chanyeol afastou-se, dando passos para trás, engasgado com a cena e com medo da névoa.

-É ele?

-É. 


Notas Finais


Quem é? numsei


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...