História Reconstruindo nossas vidas - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Saga Crepúsculo
Personagens Hermione Granger, Jacob Black
Visualizações 53
Palavras 1.029
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 15 - Mortes e nascimento Parte I


POV Diana

- O que vamos fazer? – Neville entrou em pânico na hora e senti uma imensa vontade de rir, mesmo estando com dor...todos a minha volta começaram a falar ao mesmo tempo e ninguém me ajudava...droga, desse jeito terei o meu bebê aqui na sala da minha casa.

- Ahhhhh – uma contração forte me gemer mais forte de dor e a sala ficou quieta, todos agora me olhavam com medo nos olhos...Mione respirou fundo e começou a falar.

- Todos se acalmem...Neville, Leah, Embry e Seth, vocês vão para a reserva e levem o Teddy com vocês, não fiquem aqui, pode ser perigoso...peguem algumas coisas para passar algumas noites lá – ela olhou para mim – Paul a pegue no colo, você, Jake e eu a levaremos a um hospital.

Paul me pegou no colo e todos começaram a agir...nos despedimos de todos que ficariam e nos dirigimos a nossa lareira...Mione, depois da visita dos meninos nossa lareira foi ligada a rede de flu americana.

- Como vamos Mione? – Jake olhava para Mione, enquanto ela pegava o pote em que guardávamos o pó de flu.

- Entre na lareira e jogar um pouco do pó de flu e dizer o nome do lugar em que se quer ir, mas tem que dizer claramente, senão pode-se parar em um lugar completamente diferente – Mione olhou para mim e fez um sinal para o Paul entrar comigo na lareira – vocês primeiro - Paul entrou na lareira comigo e Mione pegou o pó de flu, ela disse nosso destino – St’s Magnólia.

O St’s Magnólia era o St’s Mungo dos EUA...Paul me segurou firme e logo nós estávamos na lareira do hospital...ele saiu e se dirigiu com cuidado a recepção....Mione e Jake viam atrás.

- Licença senhora, minha namorada entrou em trabalho de parto – a enfermeira olhou para nosso grupo e rapidamente fez um sinal para outra enfermeira, que trouxe uma cadeira de rodas e nos levou a um quarto.

- Só a mamãe e o papai poderão ficar no quarto, vou chamar um médico – ela saiu e Mione olhou para mim com carinho.

- Seja forte, Didi – droga ela sabe que odeio esse apelido – Jake e eu estaremos na sala de espera, ok.

Jake e ela saíram da sala assim que o médico e a enfermeira entraram na sala.

- Olá mamãe e papai – não corrigi o médico, queria que o Draco estivesse aqui, mas nem tudo é perfeito e o Paul será um bom pai...o médico olhava o meu prontuário – Aqui papai, ajude a senhora Diana Malfoy a colocar isso e não se preocupe os exames iniciais indicam que o bebê, mesmo com um mês de antecedência, esta com um bom tamanho e não terá problemas por nascer agora.

O médico saiu da sala e a enfermeira, Stacy e o Paul me ajudaram a vestir uma camisola horrível de hospital e me ajudou a deitar na cama...as horas pareceram voar em uma lentidão frustrante e cerca de três horas depois eu estava fazendo força para dar a luz ao meu bebê...Paul parecia um pouco verde, mas tentava me apoiar, como se eu estivesse dando a luz ao seu bebê.

- Vamos, amor...força, logo o bebê estará conosco – a dor era imensa e parecia que a poção anestésica tinha se desgastado horas atrás.

- Ahhhhh!!!! Isso dói tanto...

- Vamos senhora Malfoy, mais um pouco, ele já coroou, uma cabeça cheia de cabelo loiro.

Algum tempo depois um choro foi ouvido na sala e senti o médico lançar em mim feitiços diagnóstico e um feitiço de limpeza...olhei para o lado e o Paul tinha puxado uma cadeira e parecia cansado, flexionava a mão que eu avia apertado...em algum momento o paletó do seu terno foi tirado e jogado longe junto da gravata...ele olhou para mim e beijou a minha mão.

- Conseguiu amor, agora não se preocupe com mais nada além do bebê – a enfermeira se aproximou da minha cama, carregando um pacote pequeno enrolado em um cobertor azul.

- Aqui senhora Malfoy – ela colocou o bebê nos meus braços e me ajudou a me ajeitar para a primeira alimentação – já tem um nome?

- Já tenho sim um nome – olhei para o meu bebê...ele é bem branco e tem uma cabeça ceia de cabelo loiro-branco...seus olhinhos se abriram e no momento eram do mesmo tom de cinza do Draco – O nome dele será Draco Orion Malfoy II.

Paul se levantou e me deu um beijo delicado na testa.

- Vou chamar Hermione e Jake – acenei em concordância e continuei a alimentar o meu bebê...ele é tão pequenino e delicado...a enfermeira saiu do quarto quando Paul e os outros voltaram.

 

POV Hermione

Estivemos esperando por horas até que Paul apareceu, parecendo cansado e orgulhoso, tudo ao mesmo tempo.

- Nasceu ele é tão pequeno – nossa se ele está tão emocionado pelo filho da Diana ter nascido, imagino quando fosse o filho dele – vem, podem entrar agora.

O seguimos até um quarto espaçoso, lá estava Diana embalando uma pequena trouxa azul, ela sorriu para nós e nos aproximamos. O bebê era tão pálido quanto o pai e tinha uma cabeça cheia de cabelo macio louro-branco, aposto que ele seria praticamente uma cópia física do pai.

- Ele é lindo Diana – ela me passou o bebê e o ajeitei em meus braços com delicadeza – qual será o nome dele? Você vai dar o nome do Draco?

- Sim, Hermione, Jake, conheçam oficialmente Draco Orion Malfoy II – Jake parou do meu lado e olhava o bebê maravilhado.

- Ele não terá nenhum problema por nascer mais cedo? – Jake perguntou.

- Não, o médico garantiu que está tudo bem e graças a mágica teremos alta hoje...então teremos que pensar bem no que fazer – Diana parou de sorrir – temos de agir antes da lua cheia, não queremos Greyback mais forte do que já é.

Conversamos um pouco e depois de algumas horas e algumas poções fomos liberados...usamos o flu e logos estávamos em casa...rapidamente peguei algumas coisas para o bebê e entramos no carro para ir para a reserva, precisávamos de um plano de ataque urgente e acho que já sei como pegar os monstros de uma só vez.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...