História Red - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Asuma Sarutobi, Chiyo, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Izuna Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Metal Lee, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Utakata, Yamato
Tags Naruto Romance
Visualizações 7
Palavras 1.696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom eu já tinha postada mas tirei, por que estava insegura com a fanfic não sabia muito bem , agora eu trago de novo vamos contudo espero que gostem boa leitura .

Capítulo 1 - Capuz vermelho


Fanfic / Fanfiction Red - Capítulo 1 - Capuz vermelho

Red

Capuz  vermelho

Essa época do ano sempre  faz tanto frio a neve caindo e um cenário lindo para felicidade para uma pequena criança que brincava na neve, fazendo boneco de neve pensando quanto isso era bom essa época ficava mais próxima da sua família, que sempre quando chegava em casa sua mãe preparava um leite quente e fazia carinho em sua cabeça. Com esse pensamentos nem tinha reparado que pessoas estranhas passava ao seu lado estava tão distraída brincando, quando sua mãe chamou para almoçar no pequeno estabelecimento que seus país tinham entrou com um sorriso em seu pequeno rostinho estava coberta com um casaco grosso gorro e botinhas vermelha tirou seu casaco e gorro entregou para sua mãe. Sua mãe sorriu e passou a mão em seus cabelos curtos de cor de mel, dizendo que sua comida estava na mesa naquele inverno sua mãe adorava fazer “suupu para sua pequena, sentou na cadeira o cheiro estava deixando com fome estava parecendo delicioso, enquanto se deliciava com a comida da sua mãe perto da sua mesa os adultos conversavam sobre um assunto que ela não entendia e achava que era uma lenda de lobos e garotinha de capa vermelha mas adorava escutar sobre o assunto .

    

     _ Dizem que a vila está deserta que o acontecimento foi assustador coisa estranha estava acontecendo lá uma família foi encontrada morta em casa, pessoas estavam sumindo sem explicação _ O homem barbudo tomando sua cerveja ao lado de outros amigos do senhor enquanto tomava sua sopa e viu sua mãe servindo os cliente com um sorriso voltou a prestar atenção na conversa ao seu lado.

 

      _ Eu escutei que depois desse acontecimento ele contrataram os hunters _ Os outros encaram o homem barbudo sem acreditar no que ele falava _ E pela cara que vocês estão fazendo já sabe de qual hunters que eu estou falando, sim são eles os piores os mais frios e cruéis não deixa nada para trás sempre limpando tudo .

     

        Em um canto afastado um moreno estava com um sorriso de malícia ouvido tudo que aqueles homens falava e não se preocupava em falar baixo sobre o ocorrido naquele vila a rosada a sua frente revirava aquelas esmeraldas que ela chamava de olhos não se cansava de ver ela fazendo isso, sempre que alguém contava sobre suas “aventuras” , mal sabia eles que aquilo parecia um inferno não que eles já tivesse enfrentado coisas piores mas quando chegaram lá não tinha mas o’que salvar e quem salvar. As pessoas daquela vila já estava condenadas a morte  e só tiveram o trabalho de limpar aquele lugar sem deixar nada para trás .

    

  _ Pode tirar esse sorriso da cara, eles não sabe da metade do que aconteceu lá _  Falava enquanto bebericava seu chá, tinha parado para descansar estava a dias viajando a pé já que alguém estava de implicância com ela.

 

       _ Mas e engraçado da forma com eles nos ver acha que somos a morte em pessoa  mal sabe eles oque passamos toda vez que somos contratados _ Levantou a mão chamando a garçonete para fazer o seu pedido.

   

       _ Pois não _ sempre sorrindo para seu clientes conhecia a maioria deles mas seu estabelecimento sempre recebia viajantes.

   

 _ Qual e o  prato do dia _ sorriu para senhora.

   

      _ Bom com esse tempo o que seria uma “suupu de tomate _ viu os olhos daquele rapaz brilhar tinha acertado em cheio com esse cliente _ Pelo seu olhar saberei que isso que você vai querer _ olhou para moça que estava sentada de frente par para o rapaz _ E você minha flor?


    _ O mesmo que do dele e mais “ocha, sim _ a senhora a sua frente concordou com a cabeça , voltou para sua frente encarando o moreno era um “baka mesmo


 _ Você tem que para de ficar com essa cara quando falam em tomate.


      _ Ah você sabe que eu amo “suupu de tomate _ sorriu para sua rosada gostava daquele pingo de gente ainda sorrindo reparou na garotinha sentada tomando aquela “suupu deliciosa de tomate que ele tanto amava, reparando melhor naquela pequenina fazia lembrar de alguém voltou seu olhar para rosada reparando com ela cresceu mas para ele ainda seria sua pequena flor de cerejeira, amava sua rosada podia até crescido como irmãos treinaram juntos, olhou de novo para menina que tomava “suupu e reparandando nas botinhas vermelhas e riu.

  _ “Nande está rindo você me assusta as vezes sabia _ sorriu sem graça para ele.


   _ Ela se parece com você, vermelho combina com vocês duas _ apontou para garotinha que estava terminando com sua “suupu.

Deu um sorriso fraco, se lembrando de quando era mais nova sentia saudades de casa. Estava preste a fazer um comentário a senhora se aproximou com seus pedidos depositando na mesa.


  _ “Arigato _ disseram juntos, a senhora agradeceu com aceno e se retirando _ “Itadakimasu _ levaram a colher até a boca como aquilo estava bom não tão quanto de uma certa pessoa que sentia saudades, assim que terminaram a “suupu. Perguntaram para dona do estabelecimento a onde poderia em contrato um quarto para passar a noite se surpreenderam quando a mesma disse que tinha quarto para alugar.


        O quarto era amplo uma cama de casal no meio, e melhor de tudo vinha com banheiro estavam cansados da viajem seu ponto de encontro era na próxima cidade, mas optaram de passar a noite e o tempo também não favorecia para eles continuou ali só existia eles dois não tinha perigo do mundo para enfrentar Sakura retirou seu casaco de sua cor preferida Sasuke tinha razão vermelho combinava com ela retirou pos algo melhor poderia te proteger e esquenta-la melhor, sentiu uma respiração em seu pescoço e um beijo delicados fechou seus olhos para aproveitar dessa sensação que o moreno lhe proporciona.


      Com sua mão firme na cintura de sua pequena rosada a puxando para mais perto do seu corpo, a virou e viu ela lentamente abrir seus pequenos olhos para ele seu mundo iria a loucura com aquele olhar mirou seus olhos para para aquela boca carnuda de uma tonalidade avermelhada aqueles lábios doce que só ela quem tem aquele gosto, se aproximou vagarosamente sentiu sua respiração em sua pele tocou em seus lábios no primeiro ato era calmo sua mão que estava na cintura puxava para mais perto de si enquanto a outra estava presa na nuca dela sentiu os braços em volta de seu pescoço e o beijo estava se aprofundando cada vez mais, sua língua pedia mais espaço para encostar na tua, sentiu ficar sem fôlego mordeu seus lábios se afastou um pouco para ver o brilho naquela esmeraldas e fazia perde a sua linha de raciocínio, sem perder o contado seus dedos foram para barra da blusa sentiu a pele encostar na tua levantou a blusa e quando a mesma já estava fora do corpo admirou aquela pele leitosa e aquele rosto angelical, o olhar de fera que ela tem tomou seus lábios mais uma vez agora ferozes a puxando passivamente.


      Suas mãos foram até as coxas roliças que ela tem a suspendeu para que circulasse em sua cintura caminhou pelo quarto até a posiciona na cama e ver o quanto ela ficava linda com os cabelos esparramados no contraste dos lenços brancos  com seus lindos cabelos cor de rosa .


       _Sasuke …_ sussurrou seu nome lhe chamando, se posicionou em cima dela se sustentando em seus braços que estava ao lado da cabeça dela não queria machuca-la com seu peso, alisou seu rosto contornando em seus lábios, seu queixo passando pelo seu pescoço apertou um dos seus seios por cima do sutiã, que foi retirado depositou no chão do quarto seguiu sua mão para calça abrindo o botão e baixando o zipe só a deixando de calcinha estava fodidamente linda naquela cama, seu lobo uivou em seu interior seu lado animal gritava para saciar seu desejo por ela, se levantou se livrando de suas roupas voltou a beijar com mais desejo e luxúria apertando seu corpo ao dela ouvindo seus gemidos voltou aperta seus seios que cabia perfeitamente em sua mão seu corpo estava quente ao ponto de achar que ele era o próprio sol do mundo de sua pequena, tirou a única peça que lhe faltava. Podia ficar hora admirando sua flor, mas sentia saudades do seu corpo de se unir e ser um só de corpo e alma.

   

        _ Preciso de você minha flor  _ foi serpenteando com sua mão ate chegar em seu membro e guiou até a intimidade úmida de sua rosada, sentiu como estava quente e adentrou de uma única vez e ofegante no processo. Ouviu um gemido e enterrou o rosto em seu pescoço inalando seu cheiro, começou a movimentar, investida curtas e potentes o suficiente para ajudá-la a se abrir _ Você é tão quente, minha flor _ tomou o seio esquerdo dela na mão e começou a estimulá-la apertando a carne e resvalando no mamilo sensível. Sentiu ela arfa e agarra suas costas conforme os movimento ficava mais rápido.

     

         Não podia descrever completamente a sensação de estar dentro dela, sua mente nublada e seu lado selvagem gritava  seu corpo entrava em torpo. Era das melhores prazeres do mundo em um só, seus instinto queriam dominar aquilo queria te-la ainda mas queria ir mais fundo, mas forte, mais intenso. Um gemido mais alto saiu da garganta de Sakura quando meteu mas fundo e ainda aprofundando o ritmo prosseguiu daquele jeito ele explorava seu interior, sentiu ela colocar as mãos em seus cabelos negros e puxava fazendo-o encarar suas esmeraldas era tão bela parecia uma deusa em seus braços era seu mundo.

    

       Sentiu aquela sensação familiar um formigamento crescendo quente entres as coxas e a base da coluna e ficando cada vez mais duro sua respiração ficar descompassada seu membro cada vez mais rígido enquanto se derramava dentro dela, sua beijou sua testa suada aspirou seu cheiro saindo de dentro dela para deitar ao seu lado e puxando para seu peito acariciando seus cabelos olhando para o teto se recordando de como conheceu o seu mundo.

___________\\__________


Notas Finais


Bom vou tentar não demorar a postar os capítulo se tiver algo errado mande mensagem toda ajuda e bem vida obrigado por ler .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...