História Reflection - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Rap Monster
Tags Amor, Bts, Kim Namjoon, Park Jimin, Romance
Visualizações 34
Palavras 1.455
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA BOLINHOOSSS! 😍😍

Capítulo 8 - Bipolaridade


Fanfic / Fanfiction Reflection - Capítulo 8 - Bipolaridade


"Eu realmente queria que o tempo comgelasse naquele abraço, para que eu sempre pudesse estar com seu cheiro e colado ao seu corpo."


Saindo do transe pude colocar meus pés nos chão. Sinto lágrimas caírem em meu ombro. O frio que estava de congelar, só nos fez sentir mais quentinhos com esse abraço apertado e necessitado. 

Era a minha primeira vez vendo Namjoon chorar, digamos que me doeu u pouco. 

Desfazendo do abraço ele me olha nos fundo dos meus olhos, logo senti uma lágrima escorrer e o mesmo passou seu dedo indicador em minha bochecha. O silêncio e a conexão dos olhares se mantiam, deixa do um clima de mais tensão. 

Namjoon: S/N... Eu realmente não queri te magoar... - diz dando pausas com sua voz rouca. 

- Mais magoada que eu já estou não tem como piorar... - o deixo sem fala, o fazendo desviar seu olhar. 

Namjoon: Nosso casamento é a três dias, não quero mudar minha opinião sobre nós... 

- É uma farsa, Namjoon! - sprrio forçado. - Dando o praso acabamos com essa mentira e eu irei para o Japão, trabalhar na empresa de lá. - o vejo me fitar com um olhar preocupante. 

Namjoon: Bom, você está correta. - se levanta. - Já é tarde, boa noite. 

- Boa noite. 

Eu o avistava deitada, caminhando para fora do meu quarto em passos lentos fechando a porta lentamente. 

Com dificuldade me levanto indo trancar a porta. 

Voltando para a minha cama, fico fitando o teto sem sono nenhum. 

Só queria ele aqui ao meu lado, novamente. 


S/N off


Namjoon on 

Voltando para o meu cantinho, deito-me e começo a fitar o teto, ouvindo o vento bater contra a janela, revelando em seguida uma chuva. 

Por quê eu não tiro o abraço da minha mente? Posso lembrar de todos os detalhes até o mínimos. Seu cheiro, seu corpo juntinho ao meu... Queria excessivamente sentir o frio na barriga, os "arrepios" perto dela. Mas cada dia que passo eu pioro, fazendo com que eu não consiga amar nem mesmo a ela. 

Me desculpe S/N... 

Aceite, você a ama.

Queria poder afirmar essa frase, mas é impossível. Desde que perdi meus pais não consegui sentir sentimentos de amor muito menos retribuir para alguém. 

Eles estão em um lugar melhor, e é a sua felicidade que querem.

Não consigo, não adianta... Meu coração é obscuro demais para sentir felicidade ou o amor... 

Saindo dos meus devaneios, colo meus olhos me cobrando a pegar no meu sono sagrado. 

Namjoon off


No dia seguinte...

Domingo, 7:00 AM. 


S/N on 

Ouço repetitamente batidas em minha porta me causando uma dorzinha de cabeça logo pela manhã, que no caso eu deveria estar dormindo. 

- QUEM É? - grito, me sentando na minha cama, com dois edredons por cima de mim. 

Namjoon: Acorda S/N! Arrume uma mala com o necessário e desça. Iremos para a China, hoje mesmo. 

- Mas por quê? Não iríamos um dia antes. - resmungo. 

Namjoon: Mudanças de plano, ande logo. - diz se distanciando da porta. 

- Desgraça... Aish... - suspiro 

Com frio e preguiça, saio da cama e seguindo para o banheiro o mais rápido possível. 

Tiro minha roupa quentinha e tomo um banho relaxante. 

Término do banho, faço minha higiene bucal e em seguida vou para o closet. 

Visto meias pretas que iam acima do joelho, uma saia preta e por dentro uma blusa quentinha de manga cumprida branca com listras vermelhas e por cima coloco uma enorme casaco que ia pouco abaixo da saia, da cor marrom claro. Coloco uma botinha preta com um pequeno saltinho. 

Penteio meu cabelo e em seguida opto por um gorro rosa bebê, deixando-me com um ar fofinha. 

Ou melhor, tentando me deixar com um ar mais cute gótica. 

Após finalizar meu look vou para frente do espelho e preparo uma maquiagem básica. E por fim, pego uma pequena mala e inicio adicionando alguns pares de roupas na mesma, mais alguns itens necessários. 

Terminando de arrumar exatamente rudo, desço as escadas, dando de vista Namjoon tomando seu café da manhã. 

Deixo minha mala na sala e me dirijo para a mesa logo se sentando. 

O mesmo me olhou de relance. 

Jully: Bom dia, S/N. - disse sorridente servindo uma xícara de chá. 

- Bom dia Jully... Obrigada. - sorrio retribuindo. 

Enquanto tomávamos café, algo me matutou, então quebro o silêncio. 

- Nam... - ele me olha. - Por quê estamos indo hoje para a China? 

Namjoon: Vamos aprpveitar um pouco... Juntos... - dá uma breve pausa. - Vamos em um parque e minha irmã chegará na China no fim da tarde. 

- Ah.

O silêncio volta.

[...] 


9:00 AM.

S/N e Namjoon já estavam e seu vôo. A garota se encontrava com ansiedade e nervosismo, por estar ao lado do mesmo e logo ela verá sua família.


Macau, China 10:25 AM. 

Finalmente nosso vôo já tinha acabado e já nos encontrávamos em um táxi seguindo para o hotel que ficaríamos. 

Estou super maravilhada com essa cidade, é tão linda! - penso olhando tudo através da janela do carro.

Namjoon estava normal. Também, aposto que ele já veio aqui trilhões de vezes. 

Pegamos um breve trânsito chato mas logo chegamos ao nosso destino. 

O hotel era muito chique e bem moderno com um toque sofisticado. Bem a cara do Kim Namjoon. 

Descemos as malas e fizemos check-in. Sendo assim, nos dirigimos para o nosso quarto. Que era no vigésimo segundo andar. 

[...]

- Uau! - falei dando avistando a sacada que dava vista ao lindo mar. 

Deixei minha mala em um canto do enorme quarto e segui para ver aquela linda paisagem. 

Apoei meus antebraços na grande da sacada. O vento soprava contra meu rosto dando a sentir uma brisa refrescante. 

Namjoon logo apareceu ao meu lado com um risinho de canto. 

Namjoon: Gostou? 

- É lindo. 

Namjoon: É, eu sei... Já vim aqui várias vezes. 

- Hum. E o senhor Wang? 

Namjoon: Ele está em sua casa... Se quiser mais tarde posso te levar para ver onde será o casamento. - assenti. - Está com fome? 

- Sim. 

Namjoon: Vamos almoçar, então. - afirmei com a cabeça o seguindo.

Me sentei na beira da cama e Namjoon na poltrona que tinha. 

Logo em seguida o vejo iniciar uma ligação pedindo comida para nós. 

[...]


S/N e Namjoon se alimentaram. Depois de uma pausa para o descanso os dois se encontravam no quarto repousando.


13:30 PM. 

Namjoon: Quer ir no parque ou ver o lugar do casório?

- Vamos no parque primeiro... - digo sorrindo fechado. 

Passei um batom e peguei minha bolsa. 

[...]

O dia estava linda, mas ainda continuava frio. 

Namjoon: Em qual brinquedi iremos? 

- Você esvolhe... 

Namjoon: Hummm... - disse pensativo com seu dedo indicador em seu queixo. Estávamos parado na entrada no parque. - Vamos na montanha russa? 

- Adoro, vamos! - o puxei. 

Namjoon: O certo era você falar que teria medo, que nem nos filmes. 

- Mas estamos na realidade e não sou igual todas dos filmes ou seriados. 

Namjoon: Uh, ok. - rimos. 

Ficamos um tempinho na fila esperando... Até que foi divertido, Namjoon estava me fazendo rir quase o tempo todo. 

Nossa vez tinha chegado então fomos. 

Ao lado do Namjoon, sinto um frio na barriga quando o brinquedo começa e automaticamente entrelaço nossa mãos e mordo meu lábio inferior. 

Namjoon me encara e cuidadosamente retira sua mão. 

Enfim, foi muito engraçado pois depois quem pegou na minha mão foi o mesmo, ele não parava de gritar e depois disse que não tinha medo. 

Brincamos em  brinquedos, o parque era enorme e não estava com muitas pessoas. 

15:48 PM. 

Estava quase no finalzinho da tarde e eu e Namjoon já nos encontrávamos com arcos fofinhos do mickey e da minnie e pulseiras de tema de unicórnios.

Confesso que o Namjoon tem umas covinhas muito fofas quando ri e ele estava encatador. 

Aish S/N, para!

- Vamos na roda gigante? 

Namjoon: Claro, mas antes... Quer algodão doce? 

- Sim! - ele assente e vai comprar. 

O mesmo logo volta com dois algodão doce, um rosa e outro azul. 

Caminhamos até a roda gigante e logo adentramos ao brinquedo.

A vista era incrível lá de cima, Namjoon estava do meu lado. 

Por um momento pensei em beijá-lo...

Namjoon: Abra a boca. - faço o que se pede.

Ele coloca um pedaço do seu algodão doce em minha boca.

- Porra, é muito Namjoon. - ele começa a rir de mim. 

Namjoon: Você ta fofa. 

- Talvez eu morra engasgada. 

O silêncio tinha tomado conta e acabei inclinando minha cabeça em seu ombro, pois estava cansada. 

Namjoon: S/N... - o encaro ficando próxima o bastante. 

- Hum? 

O mesmo segura levemente em meu queixo e dá um selar demorado. Coloquei minhas mãos em sua nuca fazendo um suposto carinho. 

Queria entender Kim Namjoon...


                  COTINUA...



Notas Finais


Esse casal é mais indeciso doq qualquer um sksksksksksksks aiaiai, mt fofo...

Foi isso, espero que tenham gostado MUITO OBRIGADA PELO CARINHO DE TODAS!

SE SINTAM ABRAÇADAS* ❤

FIQUEM COM DEUS E ATÉ A PRÓXIMA!! 😍😍😍😍😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...