História Reunidos - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Ella_Uchiha

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Revelaçoes, Romance, Sasusaku
Visualizações 69
Palavras 3.824
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Depois de muitooo tempo estou de volta hehe
Mil desculpas por ter parado com a fanfic, mas prometo que de agora em diante vou voltar com tudo.
Bom, sem mais delongas. Boa leitura ❤

Capítulo 4 - Capítulo 4



O sol estava começando a desaparecer, terminando o primeiro dia de sua missão ainda por completar. Mesmo que os três se movessem o dia todo, ninguém parecia estar atrasado ou reclamando que seus músculos estavam queimando, implorando por descanso.

Seria preciso mais dois dias para alcançar o país do Arroz, apesar de voar através de infinitas fileiras de árvores idênticas retardou o tempo drasticamente, tanto que um minuto parecia como uma hora.

Também não ajudou que eles não tivessem encontrado um único inimigo.

Nenhum.

O que só aumentou sua pressa, para se certificar de que essa tendência continuaria.

Sasuke estava em alerta constante, a cada cinco minutos, ativando seu Sharingan procurando o menor lampejo de chakra desconhecido, mas é claro que ele não encontrou nada, apenas os chakras tranquilizadores de seus companheiros de equipe.

Naruto era o mais dominante, mas era de se esperar. Afinal, ele tinha algo maior do que ele contribuindo para o seu chakra. A Kyuubi sempre estaria por trás dos níveis de chakra de Naruto, como qualquer jinjuriki, emitindo uma aura sinuosa e poderosa de chakra. Mas por trás da raposa, o chakra de Naruto sempre foi brilhante e forte, o oposto do Bijuu.

Depois, havia Sakura.

Seu chakra nunca antes havia sido notoriamente perceptível, Sasuke sempre sentiu sua assinatura, mas para ele era apenas chakra, nada especial. Mas agora seu chakra se sentia acolhedor e caloroso, uma fonte escondida de vontade e poder finas para explodir e ser liberada. Quando ela o curou após sua partida, ele ficou quente e quase feliz com seu chakra atravessando seu corpo. Ele sentiu conforto nisso, tanto que continuou engolfando seus sentidos em sua assinatura.

Foi só quando ele sentiu uma pequena gota em seu chakra que ele virou a cabeça para a esquerda para olhar para ela.

Ela estava olhando para a frente, totalmente absorvida em seus padrões de viagem alternando cada pé que empurrava cada ramo. Seus olhos estavam abertos em uma posição normal, seu corpo estável e confiante. Para seus olhos, ela parecia bem e em forma, mas ele suspirou quando sentiu outra queda no chakra, desta vez menor. Ele a viu alcançar um bolso de sua mochila e puxar um pequeno recipiente de plástico cheio de muitas pequenas contas. Ela abriu e pegou um, jogando-o entre os dedos enluvados.

Foi então que Sasuke percebeu que não eram contas, mas pílulas de soldado, costumavam dar rajadas de energia e a força necessária para continuar com seus deveres.

Sua mão subiu em sua boca.

"Esperem." Sasuke disse de repente, pousando em um ramo que se aproximava.

Sakura acabou de colocar a pílula perto dos lábios quando a mão dela caiu e ela agarrou habilmente um ramo aéreo, balançou, virou o ar e pousou em seu ramo.

Naruto pousou e rapidamente se virou para encarar Sasuke.

"Por quê nós paramos?" Ele perguntou com urgência em sua voz. Sasuke observou surpreendentemente enquanto Naruto ofegava levemente, colocando o braço fora contra a árvore para obter apoio.

Então, mesmo Naruto estava começando a sentir exaustão, não que ele deixasse isso transparecer, pensou Sasuke.

Sasuke olhou para Sakura mais uma vez, seus ombros agora se moviam para cima e para baixo a uma velocidade mais rápida com a respiração.

Mesmo ele estava começando a sentir os efeitos de sua viagem sem parar, calor correndo em seu corpo por falta de movime


“Seria melhor nós parar para a noite. Todos nós precisamos descansar". Sasuke simplesmente disse.

A respiração de Naruto diminuiu, e ele virou a cabeça para a floresta.

"Realmente, não nos matará parar pra descansar". Disse Sakura, apoiando as costas contra a árvore dela.

Naruto continuou a olhar em frente, mas finalmente voltou para Sasuke e Sakura.

"Tudo bem, mas só porque não quero ter que levar vocês dois comigo nas costas". Naruto disse com artilharia.

Ele realmente deve estar cansado, pensou Sasuke, suspirando.

Os três saltaram simultaneamente e pousaram suavemente no chão gramado.

O sol estava a centímetros do ajuste, fazendo com que tudo parecesse pacífico e calmo. Sakura inalou o perfume gramado da floresta quando ela pegou galhos para adicionar ao fogo, o que foi feito rapidamente graças ao famoso jutsu Uchiha katon.

Sakura se curvou para recuperar um pedaço de madeira quando, de repente, sua visão ficou turva e ela estava de joelhos. Ela permaneceu lá, frustrada, permitindo que sua visão voltasse e a tontura passar.

Ela estava realmente tão cansada? Claro que ela tinha se levantado cedo esta manhã de um pesadelo terrível e ela estava se movendo o tempo todo, mas ela passou por pior. Muito pior.

O que você tem? Recomponha-se !, Sakura exclamou internamente.

Sakura suspirou e levantou-se, continuando com sua missão de recolha de madeira.

Ela girou um pequeno galho ao redor de seus dedos, deixando seus pensamentos assumir o controle.

Ela lembrou-se de estar tão decidida a tornar esta missão um sucesso, tão determinada a não ser um fardo. Tão determinada que ela recorreu a suas preciosas pílulas de soldado que haviam sido milagrosas no passado.

Mas, claro, Sasuke a estava observando, ela tinha visto pelo canto do olho, e ele fez todos pararem pra descansar.

Ela não conseguiu descartar a sensação de que ele apenas disse isso porque ele havia notado seu rápido cansaço de seu chakra, afinal de contas, ele estava usando seu Sharingan...

Não maldição, não.

Ela não desejava que Sasuke voltasse a olhar para ela assim, não precisava ser cuidada.

O homem que ela amou a aceitaria, e ela pensou que ela havia o alcançado no outro dia no campo de treinamento. Havia algo sobre a forma como ele a olhava quando ela estava curando ele, quando ele a prendeu contra a árvore. Quando seu corpo se aproximou mais perto do dele, a mão dele passando em sua pele.

E ela queria que ele voltasse a olha-la novamente, para ele querer estar perto dela.

Sakura decidiu.

Ela mostraria um lado diferente dela, um lado dela que apenas Lady Tsunade tinha visto durante seu treinamento. Um lado feroz e poderoso.

Com um sorriso decidido, ela girou em seus calcanhares para voltar para o acampamento, mas seus pés congelaram.

Suas orelhas se animaram quando ouviu um pequeno sussurro de um gigantesco mato. Inclinou-se para largar a lenha recolhida no chão, as palhetas batalhando um contra o outro.

Ela se virou para a fonte do sussurro e seus olhos se estreitaram. Ela pegou calmamente e lentamente uma kunai da bolsa e segurou-a horizontalmente em frente ao seu corpo.

"Eu não estou com muita paciência, então, por que você não aparece e faz as coisas ficam mais fáceis". ela disse.

Ela ouviu uma voz masculina falar. "Não estou parecendo confiante?" disse a voz.

A perna esquerda de Sakura deslizou um pouco atrás dela, assumindo uma posição de luta.

"Você é muito fraca para me enfrentar, então, por que você não entrega a kunai?" ele perguntou.

"Se eu sou muito fraca, então, por que você ainda está se escondendo de mim?" Sakura perguntou, seus olhos alertas.

De repente, ela sentiu uma onda de vento e uma presença atrás dela.

"Bom ponto".

Ela girou no pé para encarar seu inimigo e suas kunais atingiram uma contra a outra, o impacto tão forte que as faíscas voaram. Ela virou para trás do estranho shinobi, recuperou o equilíbrio e avançou para a frente com o pouco chakra que ela conseguiu reunir em seu punho cerrado.

Seu movimento foi interrompido abruptamente quando ele rapidamente esquivou seu punho e agarrou seu pescoço.

Todo o oxigênio foi instantaneamente cortado de seus pulmões enquanto tentava engasgar o ar.

Ela o observou fazer sinais de mão rápidos e desconhecidos com a mão livre, Sakura se chocou com a velocidade e a habilidade de fazer sinais reais com uma só mão.

Ela olhou para os olhos de seu atacante, e seu corpo instantaneamente ficou mole enquanto ele encaixava seus dedos diretamente entre os olhos, um estranho padrão de vedação brilhando em seus dedos.

Seu corpo caiu no chão, uma sensação de gelo se espalhando por sua cabeça.

Sua pele começou a brilhar entre seus olhos cruzados, e ela se espalhou por sua testa.

Ela sentiu que o gelo invadiu seu cérebro, atacando seus nervos.

O atacante sorriu. "Não se preocupe, pode não se sentir confortável agora, mas o sentimento vai passar, e você saberá o que fazer". ele disse viscosamente.

Sakura abriu a boca para perguntar o que ele queria dizer, mas sua mente de repente foi atacada mais uma vez com impulsos estranhos e maliciosos. Seus olhos se arregalaram ao imaginar matar outras pessoas, causando dor extrema, ouvindo os sons de suas vozes implorando suas vidas. Ela ouviu seus ossos arrasar sob o punho dela, ela sentiu seu sangue fluir sobre sua pele.

Algo clicou dentro de sua cabeça, algo estava acontecendo que começou a assustá-la. Os impulsos estavam se transformando em necessidades, desejos intensos. Tudo o que ela tinha considerado errado foi de repente certo, tudo o que ela normalmente seria contra ela estava de repente desejando. Lentamente, ela abandonou seu medo e, estranhamente, com confiança, saudou as imagens horríveis em sua mente. A luz brilhante entre os olhos desapareceu, junto com o remorso dela. Ela se absorveu nessas imagens horríveis.

E ela não queria nada além delas para que essas visões fossem reais.

Sasuke distraidamente olhou fixamente para o fogo, absorvendo o aroma arborizado e o calor radiante que pulsava ao redor dele e Naruto. Ele observou enquanto as chamas devoravam o último pedaço de madeira marrom, deixando-o preto. O fogo morreria em breve, Sakura teria que se apressar com a lenha. Ele franziu a testa, ela tinha ido embora por dez minutos. Realmente demorou tanto tempo para coletar lenha?

"Eu irei buscar mais". ela disse ao se levantar do chão.

Sasuke também havia levantado. "Não vá sozinha".

"Oh, não se preocupe, não demora muito para pegar simples galhos. Além disso, não encontramos nenhum inimigo, acho que vou ficar bem". ela disse sorrindo.

Ela se virou para sair, mas Sasuke agarrou seu pulso. Não havia como deixá-la ir sozinha, até mesmo para completar uma tarefa tão simples quanto a coleta de lenha. Ele não saberia o que faria se fosse atacada ou gravemente ferida. Ele se odiaria.

Ela voltou-se para ele e gentilmente colocou a mão livre sobre a dela. "Eu vou ficar bem." ela disse com tranquilidade: "É apenas uma tarefa simples. Tudo vai ficar bem". Ela sorriu para ele, girando o pulso para que a palma da mão tocasse Sasuke, e lentamente entrelaçou os dedos com os dele. Ela sorriu mais uma vez e retirou a mão, seus dedos escovando levemente contra a mão de Sasuke. Seus olhos se demoraram mais sobre ela e ela finalmente se virou e entrou na floresta. Sasuke agradeceu que suas costas estivessem para ele, caso contrário, ela o veria corar.

Sasuke olhou para Naruto, que estava ocupado com afiar um galho até um ponto com uma kunai.

Ele tinha tido o propósito de fazer uma pergunta a Naruto já fazia um tempo, e com Sakura ausente, essa era sua chance, e provavelmente sua única.

"Ei, Dobe". Sasuke disse, tentando fazer sua voz soar impassível.

Naruto sorriu. "Sim, Teme?"

"Esta manhã. O que você quis dizer com todos nós?" ele perguntou, olhando para o fogo.

O som da madeira quebrada parou.

Sasuke olhou para o seu melhor amigo, que estava olhando para o fogo, as chamas refletindo contra seus olhos azuis. Demorou um minuto de silêncio antes de Naruto finalmente olhar para Sasuke. Ele suspirou.

"Ouça Sasuke, há algo que você realmente precisa entender". Naruto começou, seu tom muito sério. Isso fez com que Sasuke estivesse nervoso com a gravidade de Naruto, e então fora de seu caráter.

"Depois que você saiu ... Sakura-chan ... nunca foi a mesma". Naruto disse.

Algo dentro de Sasuke se agitou, e ele estreitou os olhos.

"Ela vagava em torno da aldeia, não mais com seu jeito alegre, mesmo as mais simples missões tornaram-se um desafio para ela". Naruto continuou. "Algo dentro dela quebrou."

O estômago de Sasuke embrulhou. Ele continuou a olhar nos olhos de Naruto, tentando encontrar qualquer indício de falta de seriedade, mas não encontrou nenhum. Então tudo afundou. Ele foi quem a causou dor. Foi ele quem mudou a garota frágil que ele conheceu, ele a quebrou. Naruto falou novamente.

"Mas então, as coisas mudaram".

O coração de Sasuke pulou uma batida.

"Eu estava no hospital, bem, minha equipe estava, depois que ... tentamos trazê-lo para casa". Naruto começou.

Apenas a menção desse tempo fez com que Sasuke se sentisse ainda mais patético.

"E Sakura-chan me visitou ... quando viu que você não estava conosco ... algo completamente diferente a afetou".

"E isso é?" Sasuke perguntou.

Naruto olhou Sasuke diretamente nos olhos. "Determinação."

Houve uma pausa muito longa.

Naruto falou novamente. "Antes de sair do meu quarto, ela se desculpou comigo e disse que da próxima vez que ela e eu te traria de volta juntos. E no dia seguinte descobri que ela foi feita a discípula da Quinta Hokage".

Sasuke sentiu-se confuso. Toda essa informação era demais. A Sakura que Naruto tinha acabado de descrever não chegou nem perto da Sakura que ele conhecia. Mas ele pegou uma sensação esmagadora de determinação e vontade dela, de modo que combinado. Ele tinha aprendido um novo lado da Sakura que ela nem sequer o tinha mostrado, e ele tinha a sensação de que havia mais do que podia fazer. Ser treinada pela Hokage provavelmente não era uma caminhada no parque. Como se se soubesse, Naruto praticamente lê sua mente.

"E com certeza não era fácil. Eu passava para assistir às vezes e, no final de seu treinamento, ela estava exausta, e mal conseguia ficar de pé. Uma vez ela entrou na rua, tossindo sangue. Eu corri para ajudá-la, mas ela me afastou. "Não me toque". Ela havia dito. Ela se levantou sozinha e continuou a caminhar. Seu poder e força de vontade aumentaram tão drasticamente que quase não a reconheci.

"Quando eu voltei para a aldeia depois de treinar, Sakura e eu tivemos que enfrentar Kakashi-sensei e fazer o mesmo exercício que ele nos passou quando éramos genin, o exercício do sino. Em um momento, perdemos completamente Kakashi-sensei, não o encontramos em nenhum lugar, ele se escondeu bem.

"Isso foi até Sakura de repente golpear o chão, e completamente quebrou, revelando o esconderijo de Kakashi. Esse foi o mais forte que eu já vi, e ela continuou a se fortalecer. Inferno, ela teve uma kusanagi colocada através dela em seu estômago e ela continuou a lutar ".

O corpo de Sasuke estava congelado, sem movimento. Nem mesmo o calor que irradia do fogo em seu corpo poderia derreter sua posição. Ele olhou para o seu próprio kusanagi, descansando contra o tronco em que estava sentado.

Ela foi esfaqueada com isso?

A imagem de Sakura sendo esfaqueada diretamente com um kusanagi veio para a mente de Sasuke, e ele imediatamente baniu a visão de sua mente. Mas outro veio em sua ausência. Era uma Sakura mais nova, lágrimas escorrendo pelo rosto.

" Por favor, não me deixe! Eu te amo com todo meu coração. Fique comigo!" ela chorou.

Sasuke se encolheu, voltando ao presente.

Naruto riu levemente. "Está tudo bem Sasuke. Você ainda tem todo o outro lado dela para descobrir. Ela é forte e poderosa ..."

"Quem é forte e poderosa?" uma voz interrompeu.

Sasuke e Naruto viraram-se para ver Sakura caminhando em sua direção, um maço de varas envoltos em seus braços.

"Ei, por que levou tanto tempo?" Naruto disse brincando enquanto Sakura jogava as varas no fogo, a flama crescendo.

"Eu me distraí." Ela respondeu, sentada no chão ao lado de Sasuke. "Sobre o que vocês estão falando?" ela perguntou, sua voz balançando ligeiramente.

Naruto deu de ombros brincadeira. "Oh, você sabe, pessoal." ele disse piscando para Sasuke. Sasuke revirou os olhos e olhou para Sakura, que estava olhando para o fogo. Seus olhos estavam meio fechados, e ela parecia em um sonho como se estivesse em transe enquanto ela olhova para as chamas.

Ela deve estar exausta, lembrou Sasuke. "Vamos descansar, vamos sair amanhã cedo". ele disse.

Naruto levantou-se e tirou um saco de dormir bem embalado de sua mochila. Ele desenrolou-o sem esforço e o esticou na grama. Sasuke estava fazendo o mesmo, depois virou-se e percebeu que Sakura não tinha se afastado do assento e ainda estava olhando para o fogo, fascinada por isso.

"Sakura?" ele perguntou cautelosamente.

"O que?" Ela respondeu, seus olhos ainda estavam fixos nas chamas.

Sasuke foi um pouco pra atrás, mas continuou a falar. "Você deveria descansar."

"Eu vou. Apenas vá dormir". Ela respondeu com humor.

Sasuke congelou. Havia algo errado com a voz dela. Não, não era para cima ou para baixo uma oitava. Era a mesma voz que ela sempre teve. Mas algo estava errado.

E olhou os olhos imóveis de Sakura e o estômago virou quando viu o verde claro de seus olhos se derreter em um verde escuro. Ele estava prestes a abrir a boca, mas ela piscou e seus olhos tinham a mesma cor verde que eles sempre haviam feito. Ela se virou para Sasuke. Sua boca ainda estava um pouco aberta, tentando dar sentido à situação que acabava de se manifestar diante dele. Ela sorriu inocentemente para ele.

"Boa noite Sasuke-kun ..."

Os olhos de Sakura se abriram calmamente. Ela não via nada senão escuridão, o fogo agora comendo o último pedaço de madeira. Ela estendeu os braços acima de sua cabeça. Ela se sentiu bem, não, ela se sentiu incrível. Ela precisava do sono, de que outra maneira ela sonharia com ela, realizando seus desejos mais profundos?

Ela olhou para Sasuke, que estava dormindo em seu saco de dormir, com os olhos gentilmente fechados, o rosto calmo. Ele estava perto o suficiente para ela, que estendeu a mão e acariciou sua bochecha, acalmando-o para dormir. Ela então imaginou seus dedos deixando uma trilha de sangue pelo pescoço dele, o pensamento mandando arrepios de excitação pela espinha dorsal. Ela retirou o braço quando ouviu o som de um zíper. Ela se escondeu em seu saco de dormir e viu Naruto se levantar e dirigir na direção em que ela entrou para coletar lenha algumas horas antes. Ele estava passando a mão pelos cabelos sujos e espinhosos. Sakura viu-o desaparecer, e seus pensamentos foram subitamente superados.

A noite desapareceu e viu sangue, tanto sangue glorioso. Ela o ouviu gritar e implorar, música aos ouvidos. Ela viu olhos azuis horrorizados olhando para ela, e ela os entregou com alegria quando eles ficaram sem vida na mão.

" Não se preocupe, pode não se sentir confortável agora, mas o sentimento vai passar, e você saberá o que fazer". Sua voz ecoou em sua cabeça mais uma vez.

Ela sorriu, sentindo uma onda de excitação em todo seu corpo.

Ele estava certo. Ela se sentiu bem. E ela sabia o que fazer.

Ela sabia exatamente o que fazer ...

Naruto mergulhou a cabeça no rio, deixando a água fresca apressar-se em seus sentidos, acordando-o. Ele não se importou de ter mais algumas horas de sono, queria ser o primeiro a acordar, então não haveria atraso na partida.

Bāchan disse que tinham que investigar o chakra no nível de bijuu, e não havia como Naruto deixasse sua equipe ficar atrasada. E se outro jinjuriki como ele estivesse em perigo? Ele não se perdoaria se perdesse outro jinjuriki para a ganância daqueles que queriam o poder dos animais de cauda, ​​independentemente de o jinjuriki ser um completo estranho. Ele sentiu conexões com os outros como ele de uma maneira profunda, mais profunda do que qualquer conexão que ele sentira antes. Eles eram familiares para ele, mais do que familiares. Ele sacudiu o cabelo, gotículas de água pulverizando por toda parte.

Crack

Os ouvidos de Naruto se animaram, seus olhos se estreitando. Ele lentamente levantou-se e puxou uma kunai.

Ele girou, pronto para atacar, mas rapidamente se deteve quando a viu de pé ali.

"Oh, Sakura-chan! Eu pensei que você era um inimigo ou algo assim". Naruto disse com alívio em sua voz. Sakura aproximou-se de Naruto, sem dizer nada, seus movimentos diminuíram.

"Eu estava pensando, já que você está acordada, devemos acordar Teme e sair mais cedo do que planejamos". Naruto continuou. "Na verdade, eu não estou cansado mais!"

"Então deixe-me ajudá-lo com isso". Sakura respondeu, a pouca distância de Naruto.

"Ajudar-me com o q.. -" Naruto começou, mas se cortou. Seus olhos se arregalaram e seu estômago virou. Ele olhou para Sakura, uma kunai na mão. Ela começou a apontar para ele.

"Sakura Chan?" - perguntou Naruto, olhando nos olhos dela. Então ele ofegou.

Seus olhos não eram o verde brilhante que eles normalmente eram, mas um verde escuro, suas pupilas quase não visíveis. Ela avançou e agarrou a garganta de Naruto, pegando-o de surpresa e cortando o ar. Ela pressionou a kunai ao seu lado, a arma entrando em sua carne, o sangue escorrendo pelo lado de Naruto. Ele se encolheu, mas seus olhos nunca saíram de Sakura. Ele tomou os olhos penetrantes desconhecidos.

Essa não era a Sakura-chan.

Ela sorriu para ele. "Boa noite, Naruto".

Sasuke abriu os olhos para a escuridão que o cercava. Ele não conseguiu explicar isso, mas ele acordou com uma sensação terrível em seu estômago.

"Sakura. Naruto". ele disse, sentando-se. "Vamos sair. Eu tenho um mau ..." ele parou de falar quando viu dois sacos de dormir vazios ao lado dele. Ele rapidamente juntou as peças.

MERDA.

Ela foi rápida, mas Naruto foi mais rápido ainda. Ele deu uma palmada na mão dela e a chutou no estômago, mandando-a longe. Ela abriu o ar e pousou suavemente em seus pés. Seus olhos se encontraram com os dele, cheios de malícia. Naruto olhou de volta para ela, preocupação se espalhando.

Ela deve estar debaixo de um jutsu, o que explicaria sua cor dos olhos.

" E a sua tentativa de matar você". Uma voz retrucou.

Naruto fechou-se e abriu os olhos, e ele se encontrou cara a cara com a Kyuubi.

"Eu não preciso de você por isso. Eu não quero machucar Sakura-chan". Naruto disse.

"Essa é uma garota sob um jutsu, que eu não vi há anos". disse a raposa.

"Você já viu isso antes ?! O que é esse jutsu ?!" Naruto exclamou.

"Não tem nome, mas foi projetado para torcer a percepção e a moral, dando-lhes o desejo de matar". A raposa respondeu.

Um sentimento doentio entrou no estômago de Naruto. Ele sabia que Sakura nunca mataria por diversão, e isso deveria estar destruindo sua mente. "Como faço para desfazer o jutsu?" Naruto perguntou.

"Você precisa tocar sua testa para liberá-la, é a única maneira". disse a raposa.

Naruto assentiu e se virou.

A raposa desapareceu e Naruto estava de volta à floresta, de frente para o amigo.

Havia uma fome intensa nos olhos dela que o assustava.

Sem aviso, ela perfurou o chão e a terra quebrou. Naruto saltou, evitando o mini terremoto debaixo dele. Ele achava que ele estava seguro, mas então ouviu risos. Ele olhou acima dele e ao seu horror viu Sakura acima dele, e ela o bateu no chão, sacudindo a floresta. Naruto sentiu todo o seu corpo irradiar com dor intensa quando ele bateu no chão áspero. O corpo de Naruto estava paralisado, seus membros não obedecendo seus comandos para se mover. Mais dor disparou através de seu corpo enquanto ele tossia sangue. Ele fez uma careta quando Sakura agarrou seu pescoço e puxou-o para fora da terra como se não pesasse nada. Ela o segurou e estendeu a mão direita, seu chakra tornando-se visível e afiado. Naruto reconheceu instantaneamente os escapes de chakra de Sakura, como os usou em suas missões anteriores.

"Sakura-chan ... não". ele tossiu, mal era capaz de falar. A mão levantou-se estendida.

Ela sorriu. "Sayōnara, Naruto".

O braço dele pesou.



Notas Finais


Então por hoje é isso hahaha
E o que será que vai ser do Naruto - kun?? Vc verá semana que vem, no globo repórter... Tá parei hehe
Até o próximo capítulo.
Beijinhos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...