História Rock In Rio - Amor Inesperado - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Rock In Rio, Romance, Shawn Mendes, Viagem
Visualizações 195
Palavras 2.599
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá. Bom não sou de dar avisos mas hoje preciso Hahaaa.
Primeiro, desculpem pelo sumiço, mas como sabem teve o Enem e eu estava ocupada com ele, aí acabei ficando sem tempo por conta da correção.
Segundo, não gosto de dar spolier mas como vocês podem ver nos comentários da fic, me pediram uma treta, então, eu realmente já tinha (e tenho) em meus planos briga por ai sim, mas tenham calma porque não dá pra enfiar uma confusão e discussão assim do nada kkkkkkkkkkkkkkkk preciso desenrolar a história mas já tá próximo sim, a fic não vai ficar só nessa melancolia toda não, prometo que nos próximos capítulos ( talvez não no próximo ) terá discussão.
Bom o capítulo ficou pequeno eu sei, mas é porque estou realmente sem tempo, tanto que estou postando a essa hora. Vou tentar não atrasar tanto ok? Perdão pela demora. ❤ Amo vocês e boa leitura 😘

Capítulo 33 - Insegurança


Fanfic / Fanfiction Rock In Rio - Amor Inesperado - Capítulo 33 - Insegurança


Luiza Monteiro narrando

Sentia o vento gelado batendo suavemente no meu rosto, por um momento me perdi em pensamentos, era tão bom estar ali. Shawn dirigia calmamente observando atento a estrada, vez ou outra ele batucava com os dedos no volante no ritmo da música que tocava baixinho no carro. Estávamos indo para Pickering e eu mal podia descrever o que estava sentindo. 

- O que foi?

Shawn perguntou se virando rapidamente pra mim e voltando a olhar a estrada. 

- Nada. Só observando

Falei dando de ombros e ajeitando meu cabelo. 

- Já estamos chegando

Ele disse sorrindo e eu concordei voltando a olhar as belas paisagens canadense. As casas tipicamente canadenses iam aparecendo com bastante frequência, até entramos em uma rua bem bonitinha, cheia de árvores e casas lado a lado, era uma das ruas mais bonitas que já tinha visto. Shawn estacionou o carro enfrente a uma casa de dois andares, iguais aquelas de filmes americanos. Me senti em um filme daqueles da sessão da tarde. 

- Uau. Ta friozinho aqui 

Falei abraçando meus braços e agradecendo por ter vindo com o casaco que Shawn havia comprado pra mim no Brasil. Observava a rua atenta, eram tantos detalhes, tudo tão lindo e bem cuidado. Me virei vendo Shawn com seu celular virado pra mim, ele estava tirando fotos.

- Que foi? Sua mãe disse que queria que eu registrasse cada momento seu, tô só fazendo o que ela pediu 

Ele disse sorrindo. Ouvi uma porta se abrir e Aali apareceu descendo os pequenos degraus da entrada de sua casa e caminhando apressada até nós. 

- Olha eles ai... Bem vinda ao Canadá 

Aali falou animada e me abraçando 

- Obrigada 

Falei sorrindo 

- Porque ainda não entraram?

Ela perguntou sorrindo e abraçando o irmão 

- Seu irmão bancando o fotógrafo aí 

Falei rindo vendo Shawn todo fofo nos observando. 

- Ah, falando nisso. Aali, tira uma nossa aqui 

Shawn disse entregando o celular pra irmã e me empurrando para o meio da rua, fazendo Aali tirar várias fotos nossa, acabou que no final até ela entrou na onda e tirou umas fotos também. Após a sessão de fotos ali, Shawn foi até o porta malas do carro e pegando nossas mochilas, entrelaçou nossas mãos e então seguimos para o interior da casa. Quando pisamos o pé na sala, senti uma vontade enorme de fazer um buraco e me esconder. Os primos e primas do Shawn estavam todos ali. 

- Hey pessoas essa é minha cunhada Luiza... Deem boas vindas pra ela

Aali disse me fazendo ficar vermelha de vergonha, enquanto alguns deles se apresentavam, eu estava nervosa e envergonhada demais pra decorar nomes, mas sorri como se estivesse. Após os breves cumprimentos, Shawn me levou até a cozinha, de acordo com ele, seus pais estavam com toda certeza lá. Assim que pude observar o início da cozinha, vi Manny sentado em um balcão ao lado de um outro homem, Karen de costas mexendo no armário e várias mulheres que deduzi ser às tias de Shawn, sem contar na senhora que arrumava a mesa, essa eu tinha certeza, era a avó do Shawn.

- Olha quem chegou... 

Manny sorriu se levantando e caminhando até nós. 

- Bem vinda Luiza. Fez uma boa viagem?

Manny perguntou assim que me abraçou

- Muito obrigada. Fiz sim

Falei sorrindo timidamente

- Oh meu Deus Luiza, que bom que vocês chegaram 

Karen disse se virando e caminhando até mim, me envolvendo em um abraço

- O Shawn quis vir bem cedo 

Falei sorrindo 

- Muito bom, já tomaram café da manhã? Aposto que não...

Ela disse desconfiada e olhando pra Shawn que nos observava escorado no beiral da porta. 

- Já tomamos sim. Muito obrigada

Falei sorrindo sentindo Shawn me abraçar de lado 

- Que espécie de namorado eu seria se não alimentasse minha namorada, hein mãe?

Shawn falou rindo e Karen deu um leve tapinha em seu ombro. 

- Acho bom mesmo, vem Luiza, deixa me ver, como você está linda, tanto quanto da última vez que te vi 

Karen disse me olhando dos pés a cabeça com um sorriso iluminador 

- Viu, eu sempre falo que ela é linda e ela nunca acredita

Shawn disse e senti meu rosto pegar fogo, comparado com eles eu não era um bom exemplo de beleza, não mesmo. 

- Você é sempre exagerado 

Falei envergonhada e Karen riu 

- Boba né. Você é linda. Deixa eu te apresentar ao restante da família 

Ela disse me apresentando a todas as tias do shawn, ao tio e a avó dele, eram todos muitos simpáticos e bem discretos, ao contrário da minha família, se fossem as minhas tias ali, certeza que já estariam fazendo um interrogatório daqueles. 

- Vamos lá guardar nossas coisas, depois nos descemos

Shawn disse e os pais dele concordou, quanta facilidade em dormirmos no mesmo quarto, lá em casa foi difícil convencer os meus pais a deixarem Shawn dormir comigo. Subimos uma escada até o andar de cima, o quarto do Shawn era o último do corredor, ele abriu a porta e eu entrei, era o mesmo quarto dos vídeos que ele postava, ele colocou nossas mochilas em cima da cama e se jogou nela, claro que fiz o mesmo. 

- Que foi? Parece pensativo

Perguntei enrolando uma mechinha do seu cabelo, com o dedo 

- Tô pensando nos planos que fiz pra nós essa semana 

Ele disse sorrindo 

- E já pode me contar o que é? Começando pelo vestido, onde vou usá-lo?

Perguntei me virando pra ele

- Surpresa. Depois você descobre 

Ele disse me fazendo rir alto 

- Nossa que misterioso, nossa deu até medo agora 

Falei rindo e ele apertou minha cintura me puxando pra um beijo demorado. 

- Eu sou bem misterioso mesmo

Falou me encarando com um olhar sério

- Deu até medo agora, nossa, mister misterioso

Brinquei e ouvimos batidas na porta que foi rapidamente aberta. 

- Ei, vão passear um pouco, tadinha da menina Shawn, leva ela até ali no parquinho pra conhecer um pouco a rua meu filho, ficam só trancados aqui 

Karen disse fazendo Shawn rir enquanto eu sentia meu rosto esquentar de vergonha por ela ter nos pegado deitados na cama tão colados. 

- Você quer ir amor?

Ele perguntou me olhando atentamente, eu simplesmente amava essa forma dele sempre se importar com a minha opinião, sem sair me arrastando pelos lugares a fora. 

- Ah, se você não tiver cansado e quiser ir

Falei dando de ombros e ele sorriu 

- Então vamos lá. Veste o casaco que ta frio 

Ele falou levantando da cama enquanto Karen nos observava e eu tentava não olhar em seus olhos claros, que pareciam ler meus pensamentos. Levantei em movimentos rápidos, passando o casaco pelos braços e ajeitando meu cabelo. Shawn se virou e estendeu sua mão pra mim me puxando junto de si enquanto Karen continuava sorrindo. 

Descemos as escadas e novamente alguns olhares pousaram sobre nós, Shawn apenas caminhou calmamente até a porta e seguimos em direção ao parquinho. 

- Amei sua família 

Falei enquanto ele acariciava minha mão, enquanto andávamos calmamente. 

- Sério? Eles também gostaram muito de você, nunca os vi paparicar tanto uma namorada minha, não que eu tenha trago muitas aqui 

Ele disse ficando vermelho de vergonha

- Hum... Então quer dizer que sou a preferida? 

Perguntei sorrindo e ele riu concordando com a cabeça

- Own pelo menos em alguma coisa eu sou a preferida

Falei rindo e ele riu me parando 

- Ei... Você também é minha preferida e única, aqui oh 

Ele apontou pro coração e eu sorri me derretendo toda. Como ele conseguia ter esse poder todo sob mim? Voltamos a caminhar em silêncio, apenas observando o tempo. Shawn instiu para que eu me sentasse em um balanço que tinha ali e então começou a me empurrar, me sentia uma criança de 9 anos, por sinal, uma criança bem feliz. 

- Acho que vai chover 

Shawn disse olhando pro céu e eu concordei, e então senti uma gota pingar, em seguida mais uma e mais uma... Iniciando um chuva lenta, Shawn me puxou pela mão, correndo em direção a uma casinha de brinquedo na árvore, que tinha ali no parque, obviamente era de criança mas nos acomodou perfeitamente, até o Shawn com toda sua altura coube devidamente, sentado, mas coube. Sorri observando a chuva cair, eu nunca tinha entrado em uma casa na árvore, então estava amando cada mínimo detalhe. 

- Nunca entrei em uma casa na árvore 

Falei e Shawn sorriu, me puxando pra me sentar no meio de suas pernas. 

- Eu já vim muito aqui

Ele disse sorrindo 

- Aposto que pegava todas as menininhas aqui né 

Falei e ele riu negando 

- Sempre fui um bom moço

Respondeu e eu sorri, não dúvidava, Shawn Mendes é realmente um bom rapaz, cavalheiro e respeitoso demais. Seu nariz tocou meu pescoço, esquentando aquela região com sua respiração quente, não havia exatamente uma malícia naqueles seus toques, e sim carinho. Sabe quando tudo está tão bom, que parece que a qualquer momento a tempestade irá chegar e fazer um estrago? Era essa minha sensação, talvez fosse medo de perder alguém tão incrível quanto ele, mas bastava um toque dele e eu me sentia a pessoa mais segura do mundo. 

- Tenho medo de te perder 

Confessei, era angústia demais pra guardar apenas para mim. Shawn me afastou um pouco mas logo me puxou novamente, porém agora me virando de lado entre suas pernas, fazendo nossos rostos ficarem próximos, e nossos olhares penetrando fortemente um no outro. 

- Porque acha isso?

Ele perguntou sério, enquanto ajeitava uma mecha do meu cabelo, aliás, uma mania que ele havia pegado e eu sinceramente amava. 

- Não sei. Ta tudo bom demais pra ser verdade, tudo muito calmo. Na minha vida as coisas nunca ficam calmas e boas por muito tempo. 

Falei dando de ombros

- Na vida sempre vai haver coisas boas e coisas ruins, na maioria das vezes acontece em decorrer das nossas decisões. E bom, eu escolhi ser feliz, com você, com meus fãs... Com a minha família. É normal que coisas ruins aconteçam para coisas boas vir. 

Ele disse calmamente, me olhando nos olhos de forma seria porém não rígido, tinha carinho envolvido em seu olhar. 

- Você sempre tem as palavras certas. Você é tão maduro, tão seguro de si. Às vezes me sinto a pessoa mais infantil do mundo perto de você 

Falei sorrindo, o que era verdade. 

- Não te acho imatura, nem infantil. Te acho uma pessoa batalhadora, luta pelo que quer, é sensível, chora com facilidade mas isso não quer dizer que você é fraca, muito pelo contrário, você é forte. Tem inúmeras responsabilidades. Às vezes toma atitudes precipitadas, mas isso todos nós fazemos. Até eu. 

Ele disse e eu sorri, ele não é humano, é um anjo esculpido da melhor maneira possível. 

- Acha que a gente tem mesmo futuro? Você consegue enxergar uma relação mais adiante? Ou acha que isso tudo pode acabar... 

Perguntei sentindo uma aflição, não que eu quisesse que o nosso relacionamento chegasse ao fim, muito pelo contrário, queria que durasse. Desde quando era apenas uma fã, meu maior sonho era me casar com ele, ter filhos. Mas antes era apenas um sonho distante, hoje talvez nem tanto. 

- Vejo. Luiza, não sei se você percebeu, mas as nossas vidas já estão completamente ligadas, eu já não consigo mais planejar nada sem te encaixar no meio, sem pensar em você antes. O meu futuro é o meu daqui a pouco, o meu amanhã, o meu depois de amanhã e até onde sabemos, você está incluída nesse meu futuro próximo. Claro que temos o futuro um pouco mais distante, mas acredite, você está incluída nele até o meu último suspiro

Ele disse olhando cada detalhe em meu rosto. Seria bobagem chorar agora? Seria, mas mesmo assim chorei. Shawn me puxou pra um abraço ainda mais apertado, nos deixando completamente colados, eu apoiei meu rosto em sua curvatura e chorei, chorei de felicidade, de tristeza adianta por logo não estarmos tão próximos pois seria apenas uma semana antes de voltar ao Brasil, chorei por ser sortuda e ter ele ali comigo, e ele? Ele me aconchegou em seu peito, afogou seus dedos em meu cabelo e os acariciou enquanto cantava uma música bem baixinho, eu sinceramente havia tirado a sorte grande de ter ele comigo. 


Shawn Mendes narrando

Vê Luiza chorando era a cena que mais partia o meu coração, eu a amo tanto e vê-la assim é que me deixa preocupado, sabia que ela assim como eu tinha planos para o nosso futuro, mas não sabia da enorme insegurança que ela carregava em seu peito sobre tudo poder dar errado. Sei também que passo uma segurança enorme pra ela, e era isso que me fazia ser forte, querer ser forte e não demonstrar fraqueza. Os obstáculos são muitos mas isso não vai me fazer desistir dela, sei que ela não tem noção do quanto me mudou, pra melhor claro, do quanto me faz feliz, mesmo estando a quilômetros de distância. Ela foi se acalmando e recuperando o ar, ficamos em silêncio por um bom tempo, apenas ouvindo a chuva cair, era um pouco incômodo, todo esse silêncio me deixava com mil ideias infelizes na cabeça, será que a barra estava pesada demais pra ela? Toda essa história de namoro a distância talvez esteja agonizando ela, talvez ela não esteja tão bem assim com isso, e o que mais me deixava desesperado era pensar que talvez ela queira por um ponto final em tudo e não saiba como. 

- Shawn. Eu te amo, muito. Desculpa por isso, é que... Eu tenho medo de te perder, isso me machuca só de pensar 

Ela disse e eu sorri, então isso queria dizer que ela não pensava em terminar, o que foi como se um peso de toneladas saíssem das minhas costas. 

- Eu te amo. Você não vai me perder, eu prometo

Falei beijando seu nariz 

- Promete nunca me deixar só?

Perguntou e eu sorri 

- Prometi isso pra mim mesmo a partir do momento em que te conheci e sabia que era você

Falei e ela sorriu me beijando, era um beijo calmo, me arrisco a dizer que um dos melhores beijos das nossa vidas. 

A chuva foi parando aos poucos, logo dando início a um mormaço quente, é, esse é o verão canadense. Voltamos pra casa e Luiza parecia bem mais reconfortada, até mais leve diria, mais solta, mais feliz... Foi bom termos essa conversa. Assim que entramos em casa minha mãe disse que iríamos almoçar. Subimos até o quarto e deixamos nossas coisas, descendo em seguida para o quintal de casa, onde tinha uma mesa grande posta, Luiza conversava animadamente com minha mãe como se fossem amigas de longa data, e eu não conseguia parar de sorri com aquilo.

- Essa moça te faz bem né filho

Minha avó disse se aproximando, me dando um leve susto, nem tinha notado sua presença. 

- E como

Falei observando ela que agora ajudava minha mãe com os pratos 

- Notasse por esse sorrisinho bobo, gostei dela

Minha avó disse e eu sorri, ela sempre foi bem protetora e ciumenta com os netos, pra estar me dizendo que gostou de Luiza só podia ser verdade.

- Ela é incrível vó, vocês ainda não viram metade do que ela é 

Falei e ela sorriu

- Então não a deixe escapar. Amor assim só se vive uma vez, nunca deixe de tentar reconquistar ela todos os dias, mesmo sem motivos, tente sempre amar ela mais do que hoje, é isso que move um relacionamento

Disse sorrindo e eu concordei levemente envergonhado, jamais esperei ouvir conselhos amorosos da minha avó, mas ela tinha razão. 



Notas Finais


Comentem o que acharam, isso me deixa bem feliz ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...