História Rocket - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~MiyukiM

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Lee Seokmin "DK"
Tags Seoksoo, Verkwan
Visualizações 44
Palavras 1.482
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Fui ter a ideia no começo da madrugada e acabamos passando horas nisso, mas foi divertido e simples de fazer. Só imaginamos como eles lidariam com a situação com uma mistura de Rocket que estamos muito viciadas e é isso.
Esperamos que gostem <3

Capítulo 1 - Capítulo Único


Joshua estava animado, muito animado. Depois de tanto tempo nos Estados Unidos, voltar para encontrar Seokmin de braços abertos e um sorriso no rosto, era reconfortante. Agora, eles estavam no meio de um parque de diversões e ele não poderia estar mais feliz. Seokmin segurava sua mão com um sorriso que ia de um canto ao outro, nada alegrava Joshua mais do que isso, ele beijou sua bochecha e os dois sorriram envergonhados.

- Então, vai querer ir naquele brinquedo agora? – Rocket tinha sido inaugurado há pouco tempo e Joshua não via a hora de ir.

- Eu adoraria, mas eu sei que você não está muito animado, você não precisa ir, Seok. – Joshua disse enquanto tirava uma poeira dos cabelos do namorado. – Você não precisa fazer nada que não queira, sabe?

- Eu sei. – Ele disse, abaixando a cabeça e ficando vermelho. – Mas você realmente quer ir, e se você realmente quer isso, eu também quero.

Joshua respirou fundo. Ele estava feliz em ter Seokmin o apoiando e fazendo tudo o que ele pode pra deixá-lo à vontade, mas um incômodo no peito o dizia que ele só fazia aquilo por não se sentir confortável o suficiente para dizer não, ainda mais porque Joshua voltaria pros Estados Unidos em não muito tempo, aquilo doía seu coração. Ele assentiu e os dois foram para a fila.

 

Vou construir um foguete, ultrapassar as nuvens

 

Vernon nunca havia se sentindo tão à vontade com uma pessoa como se sentia perto de Seungkwan. Inúmeras pessoas já passaram pela sua vida, já deixaram a sua marca e ninguém conseguiu o fazer se sentir tão bem e especial como aquele garoto pequeno das bochechas fofas e um sorriso adorável.

Sorriso esse que era mantido no rosto de uma maneira forçada enquanto tentava conter o medo do que estava por vir.

Seungkwan era a pessoa mais teimosa que tinha conhecido em toda a sua vida.

- Estou falando sério, não precisamos ir...

- Você esta me enchendo para ir nesse brinquedo idiota desde que chegamos então nós vamos sim – Seungkwan me interrompeu – Na verdade, nem sei o que você viu demais nesse treco. Isso é coisa de criança, você entra e balança girando em uma velocidade acima da que deveria ser permitida para sair tonto e com vontade de vomitar.

 

Você vai voar comigo?

 

Uma voz levemente alta chamou a atenção de Joshua e ele virou para encontrá-la, não que ele fosse fofoqueiro ou algo do tipo, mas a pessoa estava falando realmente alto, ou melhor, reclamando. Seokmin veio para perto, curioso.

- O que está olhando?

- Ah, nada. Esse casal na frente da gente, o garoto não parece muito feliz de estar vindo ao brinquedo. – Joshua respondeu com um riso contido. Seokmin sorriu pra si e pegou em sua mão. – Você tem certeza que quer ir? Se não quiser, tudo bem, Seok.

- Joshua, eu amo você, mas confia em mim, se você quer ir ao brinquedo, não tem problema de eu ir também. – Joshua sorriu, mas seu sorriso não chegou aos olhos, Seokmin não o percebeu porque Joshua tirou os olhos dele para o casal na frente deles, abraçando-o.

- Também amo você, Seok. – "Só queria que você fosse mais incisivo sobre o que você quer", ele completou em pensamento e suspirou.

 

Estou nessa, se eu estiver com você

 

Vernon começou a rir baixinho enquanto Seungkwan continuava falando sem parar. Adorava irritar o mais velho para ver ele descontrolado desse jeito. Ele se atropelava com as palavras, às vezes ficava até sem ar e tentando fazer cara de sério, o que para Vernon deixava ele a pessoa mais adorável do mundo.

Ele puxou o namorado para um abraço apertado, o fazendo ficar quieto e sussurrou em seu ouvido – Eu estou com medo também.

- Não esta não. – Seungkwan resmungou retribuindo o abraço. – E eu também não estou.

- Estamos sim e só vou se você for comigo. Se estou nessa fila é para ir ao seu lado porque isso me faz bem. Quero muito experimentar a sensação que dever ser estar no alto ao seu lado.  – Se afastou o bastante para poder o encarar. – Imagina o vento batendo em nosso rosto, as luzes dos outros brinquedos no por do sol... Não estrague minha vibe e vamos. Você não quer decolar comigo?

Seungkwan se afastou rindo. – Sua vibe? Que linguagem é essa? Só você mesmo para falar essas coisas. E por que decolar?

- Rocket é foguete em inglês... – Vernon comentou sem graça e Seungkwan voltou a reclamar. Ele virou para trás dando um suspiro, sem saber o que fazer com o namorado. Viu um casal que estava um pouco atrás deles na fila. O mais alto encarava o brinquedo com certo medo enquanto o menor parecia preocupado com ele.

Seungkwan poderia admitir os seus medos, isso seria tão mais fácil.

 

Finalmente, eu percebi, durante todo esse tempo o amor estava ao meu lado

 

Vernon resolveu que sairia da fila e tentaria trocar aqueles ingressos para outro brinquedo bobo e inocente que Seungkwan quisesse. Não queria brigar naquele dia, muito menos que seu namorado ficasse emburrado. Por mais que quisesse andar, tentaria convencê-lo a ir naquele brinquedo outra vez.

- Vernonie – Seungkwan agarrou a manga de sua blusa – Onde você esta indo?

- Vamos a outro brinquedo. Podemos ir ao carrinho bate-bate outra vez...

Seungkwan o encarou por alguns segundos e então olhou para o brinquedo. Era perceptível o medo que estava sentido, então foi à vez dele de suspirar.  – Eu quero ir nesse.

- Ah, você não precisa...

- Nem vem dar uma de cínico – Ele fez uma careta – Eu sei que você esta pulando por dentro. Vou fazer isso Verny, vou nesse brinquedo idiota só para ver você sorrindo e vou confessar que estou apavorado.

Vernon se aproximou e riu baixinho – Eu também. É bem alto, não?

- Muito.

- Vou proteger você.

- Ata.

- Obrigada – Vernon sussurrou e Seungkwan o encarou surpreso, mas logo seu rosto suavizou e ele ficou totalmente sem jeito. Fez bico e encarou o chão, mas o seu namorado levantou seu rosto gentilmente e deu um longo selinho em seus lábios. – Eu sei o quanto você esta com medo e sou muito grato por você enfrentar isso.

Seungkwan não sabia o que responder e nem teve tempo, pois a fila começou a andar. Vernon segurou a sua mão e apertou de leve quanto o sentiu tremer.

 

Não se assuste, mas não sabemos aonde vamos

 

A fila tinha começado a andar, Joshua sentiu um arrepio no corpo do namorado, ele tremia levemente. Preocupado, tomou seu rosto em suas mãos.

- Seokmin, você tem certeza que quer ir? – Perguntou olhando em seus olhos arregalados em medo.

- E-eu...

- Seok, você não precisa se fingir de forte pra mim, eu sei que você tá com medo, mas eu preciso que você me conte, você está com medo, Seok? – Joshua perguntou de novo, seu olhar nunca deixando o do namorado.

- Sim. Sim, eu estou com medo, Josh. – Joshua sorriu e lhe deu um beijo na testa.

- Eu também estou, amor. Mas se a gente quer se divertir, tem que se arriscar. – Ele acariciou o rosto de Seokmin e sorriu. – Você tá comigo, eu nunca te colocaria em nenhum tipo de perigo. Eu amo você. Vem comigo, lá em cima, a gente juntinho perto da lua, das estrelas. Eu quero que você seja corajoso e venha comigo, só esvazia a mente, ela não tá dizendo nada de produtivo agora. – Joshua o puxou pra perto pela cintura e encostou a testa na dele. – Confia em mim?

- Confio, sempre. – Eles trocaram um selinho casto e os dois sorriram. – Você está poético hoje. – Seokmin caçoou, rindo.

- Você sabe, eu fico assim quando to com você. Vamos voar, baby. – Joshua disse num sotaque americano fazendo Seokmin cair na risada.

 

Construa um foguete comigo, lance ele para o céu, olhe estamos voando tão alto

 

Seungkwan se recusou a sentar no balanço da beirada e mesmo com medo, Vernon não poderia recusar também se não acabaria apanhando, então sentou e aguardou. Os balanços não eram pertos e ele precisou esticar a mão para chamar atenção do mais velho, Seungkwan o encarou e não conseguiu evitar o sorriso que costumava surgir só de encarar o namorado.

Ele esticou a mão e entrelaçaram os dedos, Vernon nunca havia se sentido tão feliz.

Nervoso, virou um pouco e viu o casal da fila sentado logo atrás deles. O com nariz fino estava dando um sorriso nervoso e balançava as pernas sem parar, mas parecia em paz enquanto encarava o namorado.

Esse acabou virando para frente e encontrou Vernon o encarando. Joshua deu um sorriso tímido que foi retribuído. As coisas haviam se acertado ali também, pelo menos na medida do possível.

E então eles decolaram. 

 

Mesmo que não tenhamos um destino, contanto que eu tenha suas mãos
 


Notas Finais


Então pessoal, foi isso. É nóis.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...