História Roommates-Kim Taehyung (BTS) - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~coldgirl123

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Kim Taehyung, Romance
Visualizações 122
Palavras 3.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIII
Não demorei
Fiquem com o capítulo!

Capítulo 9 - Girls Night Out


Me sentei em frente da porta e comecei a mexer no meu celular, tentando me distrair até que ele chegasse, não estava dando muito certo, mas continuei tentando.

***

Eram duas e meia da manhã, e eu permanecia no mesmo lugar, não, eu não consegui dormir. Ouvi um barulho na porta, me levantei rapidamente e fui abri-la, dando de cara com Taehyung todo machucado, com cortes no rosto e sangue escorrendo.

-O que é isso Taehyung!-Falei o puxando com cuidado para dentro e fechando a porta logo em seguida.

-Nada-Ele falou com certa dificuldade, se sentando no sofá e colocando a mão no rosto, o deixei ali e fui pegar um gelo no freezer, o enrolando em um pano de prato e correndo de volta para a sala, colocando no rosto dele, que se afastou, mas depois arrancou o gelo da minha mão-Não precisa cuidar de mim-Ele falou.

-Preciso sim-Falei virando o rosto dele delicadamente, olhando os macucados dele-Onde você estava?

-Não te interessa-Ele falou.

-Sim Taehyung-Falei-Me interessa. Você chegou em casa as duas e meia da manhã, todo machucado, e aparentemente um pouco bêbado, e eu, babaca que sou, me importo com você, e não quero te largar bêbado e todo fodido por ai-Falei irritada-O que tem de errado com você? Eu faço de tudo para ser legal com você, e você, sempre é grosseiro comigo!-Falei um pouco triste ainda colocando o gelo no rosto dele.

-Eu fui em um bar aqui perto, e acabei me envolvendo numa briga-Ele falou sem me olhar nos olhos.

-Taehyung...-Falei ainda olhando seus machucados-Você não pode ser assim-Falei-Você tem que ser responsável para saber quando é a hora de parar, entendeu?

-Sim s/n-Ele falou cruzando nossos olhares.

-Vou pegar uns band-aids-Falei me levantando e indo ao banheiro, voltando e cuidando dos machucados dele, ele fazia caretas, me fazendo rir baixo-Deu-Falei assim que terminei.

-Obrigado-Ele falou abrindo um pequeno sorriso-Acho que preciso dormir-Ele falou se levantando.

-Tem certeza que está bem?-Perguntei organizando as coisas numa caixinha.

-Estou sim s/n-Ele falou. Eu me arrepio toda vez que ele fala meu nome-Boa noite-Ele falou indo para o quarto dele e fechando a porta, então assim eu fiz, dormindo também.

***

--Quarta-feira--

Os dias estavam indo bem, entre eu e meus colegas de trabalho, estava tudo ótimo, parecia que nos conhecíamos a tanto tempo, de tão próximos que estamos, e já recebi meu dinheiro da minha primeira aula, a segunda é hoje.

E entre eu e Taehyung, nada. Ele não parou de ser grosseiro,e continua sendo irritante. E adivinha só, a babaca continua gostando dele.

Me despedi de HyungWon e Mi-Cha e aguardei por JungKook, que não demorou a chegar.

-Olá-JungKook falou assim que eu entrei no carro.

-Olá-Falei-Ainda não cansou de me dar carona?

-Não-Ele riu-Acho que não vou cansar cedo, você é legal.

-Obrigado-Sorri sem jeito-E Ji-Woo?

-Ah-Ele falou rindo-Vai bem.

-O que tem?-Perguntei rindo também.

-Ela passou um bom tempo enchendo meu saco para que eu admitisse que você era minha namorada-Riu sem jeito

-Sério?-Perguntei controlando minha risada.

-Sim, e quando ela finalmente acreditou, começou a me convencer a te pedir em namoro.

-Ela gostou tanto assim de mim?-Perguntei feliz.

-Acho que sim-Ele falou parando na sinaleira.

-Que bom-Falei-Eu acho-Ri assim como ele, descendo na casa dos Jeon.

...

--Sexta-feira--

Finalmente a sexta-feira chegou, minha semana foi cheia e eu e Mi-Cha resolvemos que merecíamos um tempo para nós. Michael trabalha até mais tarde, e HyungWon nos disse que não estava no clima para sair, então iriamos só eu e Mi-Cha mesmo.

-Já sei onde podemos ir-Mi-Cha falou sorridente.

-Onde seria?-Perguntei.

-Simplesmente, o melhor bar de Seul-Ela falou sorrindo-Não sei se você bebe, mas é um lugar muito legal.

-Claro que eu bebo!-Falei-Deve ser legal mesmo, certamente vamos nos divertir.

-O lugar começa a ficar bom pelas nove, é quando as pessoas chegam.

-Já são sete horas, eu demora pra me arrumar-Falei.

-Vamos pegar umas coisas na sua casa, aí nos arrumamos lá na minha, é mais perto do bar-Mi-Cha disse rindo.

-Claro-Falei sorrindo-Vamos direto pra minha casa então, não sei como devo me arrumar para ir a um lugar assim, então você poderia me ajudar!-Sorri.

-Obvio que eu vou te ajudar-me acompanhou ao caminho de volta a minha casa.

-Sabe uma coisa que me impressiona?-Perguntei para ela

-O que?-Ela Perguntou.

-Que nos falamos como se fôssemos amigas a anos-Falei sorrindo.

-Isso é realmente muito bom, fazia um tempo que não conversava assim com alguém-Ela sorria-Com um a garota pelo menos-Ela riu

-Pelo menos com alguém já falava-Falei rindo e entrando no prédio, sorrindo para Kwan e entrando no elevador.

-Falando sério, fico realmente muito feliz que sejamos amigas, como já disse, eu tenho os garotos, mas é sempre bom ter uma amiga, sabe como é.

-Eu fico muito grata por ouvir isso-Falei abrindo a porta do apartamento e percebendo que Taehyung não estava ali-Pode entrar, ele não está-Mi-Cha não vai muito com a cara do Taehyung.

-Eu ouvi um amém irmãos?-Ela riu me seguindo até o meu quarto.

-O que eu pego de maquiagem?-Perguntei.

-Use as minhas, nossa pele tem um tom parecido-Ela falou-Só pegue uma roupa.

-O que você me recomendaria?-Perguntei.

-Algo ousado, se é que me entende -Ela falou rindo.

-Entendo sim-Ri- Mas um vestido, uma saia, um short...

-pode por um vestido justo, você tem quadril pra isso-Ela falou com uma expressão boba.

-Ok-Falei-Vou usar esse vestido preto e essa meia calça-Fui pegando as roupas no armário e mostrando para ela-Ah, é esse tênis.

-Adorei-Falou-Eu também vou de tênis, não gosto muito de saltos e sandálias.

-Te entendo-Falei rindo-Vou pegar meu perfume também-Fui colocando tudo em uma mochila-Acho que peguei tudo.

-Pegue um pijama também, pode ficar lá em casa se quiser-Ela falou sorrindo.

-Claro, gostei da ideia-Falei indo com ela até a saída do apartamento, fechando a porta e seguindo até o primeiro andar.

-Não me espere-Falei rindo para Kwan, que riu do meu comentário.

-Se divirtam então-Ele falou rindo e fechando a porta para nos duas.

-Pode deixar-Mi-Cha falou rindo.

-Então, vamos logo-Falei indo com ela até a parada.

...

-Vou escolher o que vou vestir, pode ir se vestindo.-Falou assim que chegamos em seu apartamento.

-Está bem- Falei- Volto logo.

Fui ao banheiro e ajeitei minha roupa, meu vestido era curto, tinha um decote em v na frente é uma renda nas costas, me dando um ar "sexy" além disso, combinou bastante com a meia calça, gostei de como fiquei.

Voltei ao quarto de Mi-Cha e bati na porta, ela avisou que eu podia entrar.

-Wow-Falei olhando para sua roupa-Você está linda!

-Você acha?-Ela perguntou sorrindo-Esse e meu vestido preferido, eu gosto bastante desse tom de vermelho.

-Ficou ótimo em você, me sinto até mal agora...

-Não fale assim! Você certamente está mil vezes melhor que eu!-Ela falou-Eu invejo suas curvas.

-Pare!-Falei rindo

-Tá-Ela riu-Vamos nos maquiar, pode usar o que quiser, só não recomendo aquele blush, ele é muito forte.

-Tudo bem-Falei olhando as maquiagens e decidindo o que iria usar

...

-Mi-Cha!-Exclamei-Quando eu falei que demorava não imaginei que existisse alguém tão perfeccionista quanto você!

-Demorei mas valeu a pena-Ela falou dando uma última checada no espelho-Não ficou bonita?

-Sim, está linda-Falei rindo a seguindo até a saída do prédio.

-Vamos pegar um táxi, assim chegaremos mais rápido-Ela falou sinalizando para que um táxi parasse.

...

Chegamos na boate, muitas luzes coloridas, vidros e música alta, simplesmente maravilhoso. Combinamos que eu pagaria a ida e ela pagaria volta, então estava tudo resolvido.

Paramos na entrada do estabelecimento e olhamos para o rapaz que cuidava da entrada, Mi-Cha me olhou e piscou de canto, entendi o recado e sorri para o rapaz, assim como ela, o rapaz retribuiu e nos deixou entrar na frente da pequena fila, sem pagar a taxa de entrada, logo ouvimos uma reclamação das pessoas que estavam na fila.

-Temos charme, só temos de usa-lo- Mi-Cha falou sorrindo.

-Fase um completada-Falei rindo, assim como ela.

-Vamos pegar uma bebida, preciso de álcool-Ela falou me puxando até o bar, e rapidamente um lindo barman veio nos servir.

-Olá meninas-Ele falou e um pequeno sorriso se formou em seu rosto-O que vão querer.

-Vamos querer dois shots de vodka-Mi-Cha falou-Acredite, a primeira dose deve ser pura, pra preparar-Falou rindo.

-Aqui está-Ele falou logo após servir nossa bebida- Vou fingir que não percebi que não estou com a pulseira de bebida gratuita, essa noite, estou de bom humor-Sorriu.

-Muito obrigada-Falei retribuindo seu sorriso e virando de uma vez meu pequeno copo de vodka, senti o líquido queimando pela minha garganta, amo essa sensação.

-Desculpe, vamos acabar com suas bebidas-Mi-Cha falou rindo para o garoto, que retribuiu.

-Não tem problema -Ele falou.

-Voltamos logo, vem Mi-Cha, vamos dançar!-Falei levando a garota para a movimentada pista de dança.

Fomos para o meio daquela gente, a música alta mexia com nossa cabeça e nosso corpo, seguia o ritmo, balançando com a batida. Não reconheci a música, mas as pessoas em volta dançavam animadas, garotas rebolando e rapazes mordendo o lábio enquanto observavam seus movimentos. Apenas fingi que não havia ninguém ali, e dancei seguindo ao ritmo, junto de Mi-Cha.

Percebi o olhar de um garoto sob mim, prestei atenção e percebi o quão lindo ele era, aquele sorriso de canto e o olhar sedutor me trouxeram mais vontade de dançar, dessa vez, de uma maneira mais "sexy".

-Não finja que não estou vendo-Mi-Cha falou rindo para mim.

-Vamos aproveitar-Falei rindo e continuando com a minha dança, eu precisava encontrar alguém nessa noite. Eu simplesmente não conseguia esquecer Taehyung. Eu não sei o que ele tinha, mas só o fato de olhar seus olhos me causava arrepios, e toda vez que ele ficava brabo, tinha vontade de  dar uma tapa bem forte na cara dele, depois beija-lo... O que estou falando?? Estou falando de Kim Taehyung, eu tenho que parar de gostar dele. Pare, pare agora s/n.

-Quer outra bebida?-Ela perguntou.

-Quero sim, pega uma pra mim?-Perguntei afastando os pensamentos da minha cabeça assim que ouvi a voz de Mi-Cha.

-Claro, volto logo.

Continuei com meus movimentos, mordendo o lábio e olhando de canto para o menino, eu precisava esquecê-lo, precisava me distrair, e aquele garoto parecia uma boa opção.

Descia e subia conforme a batida, e seus olhos apenas me acompanhavam. Logo percebi ele vindo em minha direção.

-Não pude deixar de te notar-Ele falou se posicionando atrás de mim, acompanhando meus movimentos, com um sorriso no rosto-Qual seu nome?

-S/n-Falei me virando para ele e olhando em seus olhos.

-Muito prazer-Ele falou pegando em minha mão-Sou Park Jimin-Ele falou beijando a mesma.

-Cavalheiro-Falei sorrindo.

-Todo beijo deve começar por um lugar-Ele falou com seu olhar sexy.

-Gostei-Falei colocando meus braços em torno de seu pescoço, e dançando colado a ele, que mordia o lábio. Pude ver com o canto do meu olho Mi-Cha com um dos copos de bebida na mão e um sorriso com aquela cara de "vai logo", sorri para ela.

-Então S/N, o que faz aqui?-Perguntou.

-Acho que procurava por um rapaz, sabe, como você-Falei uma meia verdade.

-Boa resposta-Ele falou sorrindo, seu sorriso era realmente muito bonito, assim como o resto de seu rosto e de seu corpo, que era lindo-Posso?-Ele perguntou e eu sorri concordando.

Ele juntou nossos lábios e colou seu corpo ao meu, seus lábios carnudos tomaram os meus de uma maneira incrível, sua língua ligeira explorou todos os cantos da minha boca, uma sensação muito boa. Ele separou nossos lábios e me olhou com um sorriso malicioso, retribui, mas primeiro, olhei para trás, notei que ele estava ali, Taehyung, junto com Hoseok e uma garota, pude perceber Hoseok sinalizando para Taehyung, que se virou rapidamente e olhou pra mim.

-Algum problema?-Jimin perguntou.

-Claro que não-Falei sorrindo e voltando a prestar atenção no mesmo-Posso?-Falei e ele logo juntou nossos lábios novamente, dessa vez, mais vorazmente, sim, eu realmente estava tentando fazer Taehyung ficar com ciúme. Estupidez minha, causar ciúme. Ele realmente prestava atenção. Ele se importa? S/n! Pare agora!

-Quero beber alguma coisa-Ele falou-Me acompanha?

-Claro-Falei dando o meu melhor sorriso, o acompanhando até o bar, ele pediu um tipo de drink, que eu nunca tinha visto, me estendeu uma outra taça e bebeu calmo, assim como eu. Tinha um gosto delicioso de morango.

Acabamos a bebida e notei Mi-Cha conversando com o barman no canto do bar, ufa, não queria deixa-la sozinha, eles parecem estar se dando bem.

Nós levantamos mas não voltamos para a pista de dança, eu o guiei até uma das poltronas, que ficava próxima a Taehyung. Porque estou fazendo isso? Merda.

-Não quer mais dançar?-Jimin perguntou com um sorriso fofo no rosto.

-Acho que aqui podemos nos ver melhor-Falei e percebi que Taehyung nos olhava.

-Aqui você também pode fazer isso-Ele falou me puxando para cima dele, me deixando sentada em seu colo, logo unindo nossos lábios mais uma vez.

Eu estava beijando Jimin, mas olhava para Taehyung. Eu pensava nele. Como posso fazer isso tendo um garoto como o Jimin aqui?

O rosto de Taehyung tinha uma expressão furiosa, e seus olhos já diziam tudo. Ele não estava nem um pouco feliz.

Continuei beijando Jimin, ele então levou uma de suas mãos ao encontro da minha cintura, a outra ele manteve em meu rosto. Passei minhas mãos em seu peitoral, causando arrepios no garoto. Ele logo separou nossos lábios e mordeu o seu, me olhando daquele jeito. Sorri para ele e voltei a beija-lo, com desejo. Ele desceu suas mãos até minha bunda e começou a aperta-la.

Taehyung ainda observava.

-Quer ir para o meu carro?-Ele perguntou.

-Seu carro?-Perguntei mordendo o lábio.

-Está ali fora, parece melhor que aqui dentro, não acha?- Ele perguntou e senti meu corpo se arrepiar. Concordei e ele sorriu-Vamos.

Ele pegou em minha mão e me guiou até a saída, Mi-Cha nem prestou atenção em mim, estava muito concentrada no barman. Agora Taehyung prestou atenção até demais, fingi não perceber e saí dali com Jimin.

Chegamos na frente do seu carro e ele abriu a porta de trás de uma camionete preta, estendendo a mão para que eu entrasse na mesma. Eu entrei e ele entrou logo em seguida, fechando a porta e me pressionando contra o banco, levando seus lábios ao encontro do meu pescoço, onde deu vários chupões, eu acompanhava cada movimento dele, passando minhas mãos em suas costas ainda cobertas pela camisa social que ele usava. O puxei para cima e o olhei nos olhos, desabotoando botão por botão, assim que todos estavam soltos, tirei a mesma e coloquei no banco da frente.

-Parece que agora ficou injusto-Ele disse me olhando em reprovação, e logo, foi puxando meu vestido para cima, tirando o mesmo é o jogando em algum dos cantos do carro.

Ele me olhou de cima a baixo, com um sorriso bobo no rosto.

-Sabia que vermelho é minha cor favorita?-Ele perguntou se referindo a cor da lingerie que eu usava.

-Não sabia, mas posso usá-la mais-Falei novamente puxando o garoto, mas agora, me ajeitei em seu colo, juntando nossos lábios.

Ele passeou com suas mãos pelo meu corpo, mordendo meu lábio e apertando minha bunda, aquilo me fez soltar um gemido baixo, parece que o garoto gostou disso. Ele me deitou no banco e começou a encarar meus seios.

-Gosto muito de vermelho, mas acho que seu sutiã ficaria muito mais bonito no chão-ele falou e eu ri, assim como ele, mas fomos interrompidos assim que ouvimos o barulho da porta se abrindo, logo eu vi Taehyung, ele rapidamente me puxou para fora, tirando sua camisa e a jogando em mim.

-O que pensa que está fazendo?-Perguntei me cobrindo rapidamente com a camisa. Não. Não pense nisso s/n

-Vista-Ele falou e eu a coloquei rápido, não queria ficar seminua na rua.

-Quem você pensa que é?-Jimin perguntou me puxando para sí, mas Taehyung novamente me puxou, eu parecia até um cabo de guerra.

-Eu não sei quem sou, mas ela, ela é minha-Ele falou e senti um arrepio percorrer meu corpo, logo após ele me puxou para ele, Jimin olhou incrédulo.

Taehyung foi me puxando por aí, descalça e apenas vestida com sua blusa. Eu não consegui dizer nada, eu estava muito perdida pra entende o que estava acontecendo.

-O que você estava fazendo?-Ele perguntou furioso parando e se virando para mim.

-E-Eu eu só-Travei, não conseguia formar nenhuma palavra.

-Não precisa me responder-Ele falou ainda raivoso, parando o primeiro táxi que apareceu-Ainda me dei ao trabalho de pegar sua bolsa que deixou na boate.

-Você não tinha que me pegar lá-Falei me recusando a entrar no táxi.

-Você queria foder com ele?-Ele perguntou numa mistura de raiva com ironia.

-Não fale assim-Falei.

-Porque? Eu estou mentindo?

-Pare Taehyung-Pedi triste.

-Queria por mais um na sua lista?-Ele falou furioso, segurando meu braço com força-Deveria ter te deixado lá mesmo, encontro putas em outros lugares.

-P-Pare agora!-Falei chorando-Não fale assim comigo!-Pedi me segurando para não chorar mais.

-Vá embora-Ele falou me soltando-Não preciso de mais uma puta-Aquelas palavras perfuraram meu coração como um tiro. Eu significava tão pouco assim para ele?-Toma essa merda-Ele falou jogando minha bolsa em mim.

Peguei minha bolsa e me virei chorando e correndo para qualquer lugar, longe dele. Eu soluçava alto e tentava segurar as lágrimas que insistiam em cair. Porra! Eu só queria esquecer que te amo Taehyung! Queria ter coragem de falar isso.

-S/N-Ouvi Jimin me chamando e tentei conter minhas lágrimas-Ele te machucou? Está tudo bem?-Ele perguntou com a voz trêmula.

-E-Eu estou bem-Falei com dificuldade, fungando logo em seguida-Preciso das minhas roupas-Falei e ele logo se virou abrindo a porta do carona e me entregando meu vestido e meus saltos-Me desculpe por tudo isso-Falei.

-Não me peça desculpas-Ele falou-Realmente está bem?-Ele perguntou.

-Sim,estou-Falei indo a um canto na rua e deixando o garoto ali sozinho.

Tirei aquela camisa e botei meu vestido, segurei meus sapatos e fiquei encarando a blusa de Taehyung. Comecei a chuta-la gritando, tentar rasga-la e pisar nela.

Voltei a chorar, pegando a blusa do chão e abraçando a mesma, tentando sentir o perfume de Taehyung.

Eu odeio tanto ele! Mas me odeio mais, me odeio por ama-lo, por pensar que posso melhora-lo e que podemos ser felizes.

Como eu posso ser tão idiota, como posso gostar dele depois disso tudo?

Eu me odeio tanto.

Me levantei bambeando e contive meus soluços, olhando para o chão e levando sua camisa em meus braços.

Andei até o lugar onde briguei com Taehyung e chamei um táxi, assim que um parou para mim dei o endereço da minha casa e esperei com o rosto apoiado no vidro, até que chegássemos.

Assim que chegamos eu o paguei e entrei no prédio, aquele senhor não estava ali, provavelmente foi ao banheiro. Melhor assim, ele não vai me ver desse jeito.

Subi no elevador e parei em frente a minha porta controlando meu choro e entrando no apartamento.

Simplesmente não acredito.


Notas Finais


...
Gostaram?
Pois é, me empolguei um pouco, 3000 palavras! :p
Vejo vocês logo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...