História Saint Seiya DxD - O Dragão dos Sete Céus - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias High School DxD, Saint Seiya
Personagens 666 (Trihexa), Akeno Himejima, Albion, Baraqiel, Cao Cao, Ddraig, Gabriel, Grayfia Lucifuge, Irina Shidou, Issei Hyoudou, Kuroka, Michael, Ophis, Personagens Originais, Rias Gremory, Rizevim Livan Lucifer, Rossweisse, Seiya de Pégaso, Serafall Leviathan, Shemhazai, Sirzechs Lucifer, Vali Lucifer
Tags Anjos, Anjos Caídos, Diabos, Seiya
Visualizações 106
Palavras 2.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Saint Seiya e Highschool dxd não me pertencem. Desculpem os erros de português. Espero que aproveitem.

Capítulo 20 - Capítulo 20


Capítulo 20

Templo de Michael - Sexto Céu

No escritório principal do templo, o líder da facção dos Céus, Michael estava revisando alguns documentos com uma expressão pensativa.

Michael: Gabriel… - Sussurrou suspirando levemente. Ele estava preocupado com o que estava acontecendo com a sua irmã, ou melhor, o relacionamento dela com Seiya e o seu harém. Dentro dele havia uma parte, que não conseguia admitir uma relação de tanta luxúria, que estava envolvendo a sua irmã, uma Serafim. A cada instante mais pensamentos estavam passando por sua mente. Mas de repente, ele interrompeu os seus pensamentos, quando sentiu uma energia aproximando-se e a sua porta sendo aberta abruptamente.

MICHAEL, NÓS PRECISAMOS CONVERSAR! - Esbravejou uma furiosa Serafim, entrando no seu escritório possessa de raiva.

Michael: Gabriel? O que está acontecendo? - Indagou olhando para a recém-chegada, que não tinha expressão muito amigável.

Gabriel: O que está acontecendo? - Rebateu levantando uma sobrancelha - Eu que deveria perguntar, meu irmão! - Exclamou cruzando os braços abaixo dos seios.

Michael: Gabriel, eu não estou entendendo o que você… - Foi interrompido pela Serafim.

Gabriel: MICHAEL! - Gritou estridente, rangendo os dentes levemente. Ela estava querendo iniciar uma batalha contra o seu irmão, mas estava controlando-se mentalmente. Michael estava atribuindo várias tarefas ultimamente para ela, que nunca foi de sua responsabilidade. No entanto, o que estava realmente deixando ela mais irritada, era a vigilância do seu irmão nos seus movimentos nos Céus.

Michael: Eu estou fazendo isso para o seu próprio bem, Gabriel… - Sussurrou levantando-se da cadeira - Você é uma das líderes dos Céus e possui as suas responsabilidades - Completou com os olhos brilhando intensamente, ocultando o fato dos guardas nas sombras da sua irmã. Ele desconfiava que ela tinha conhecimento disso, mas resolveu manter isso fora da conversa.

Gabriel: Michael, não seja hipócrita! Você está fazendo isso para me afastar do meu marido! - Exclamou levemente, apertando o punhos fortemente.

Michael: Você está certa! Eu não posso vê-la numa relação tão promíscua, minha irmã! - Exclamou manifestando as suas doze asas douradas - Ele está aproveitando-se da sua situação e está manchando você! Uma Serafim dos Céus - Completou com os olhos brilhando intensamente. Ele estava desabafando o que tinha na sua garganta e que não conseguia mais esconder.

Gabriel: Michael… - Sussurrou movendo a sua mão direita e acertando um tapa no rosto do seu irmão - Nunca mais fale algo assim! A decisão foi minha e eu não me importo! - Completou uma frieza na voz, manifestando as suas asas brancas.

Michael: Eu sou o seu irmão mais velho, Gabriel! O sucessor do nosso Pai nos Céus! - Exclamou manifestando uma luz dourada - Ele não nunca admitiria uma relação dessas! Você está somente seduzida pela luxúria - Completou apertando o punho fortemente.

Gabriel: Luxúria!? Você acha que é somente esse sentimento? ISSO NUNCA! - Gritou a última frase, porque ela tinha certeza dos seus sentimentos e não poderia ser descrito unicamente como um dos sete pecados capitais.

Michael: Gabriel… - Sussurrou olhando nos olhos da loira, que estava com um brilho diferente.

Gabriel: Eu tenho certeza dos meus sentimentos pelo meu marido, ou melhor, todas nós termos certeza absoluta desses sentimentos! - Exclamou com os olhos brilhando intensamente - Nós queremos uma relação duradoura e não somente uma sensação de luxúria - Completou referindo-se as integrantes do harém do seu marido.

Michael: Gabriel, então ele ama igualmente todas vocês? - Questionou sarcasticamente pela primeira na sua vida.

Gabriel: Não! Ele nos ama de maneira equivalente! Afinal, nós temos as nossas próprias singularidades - Respondeu sorrindo levemente.

Michael; Gabriel, você é uma Serafim! O nosso Pai… - Foi interrompido novamente pela loira.

Gabriel: Eu estou disposta a perder o título de Serafim para ficar ao lado do Seiya-Kun e não coloque o nome do nosso falecido Pai novamente na conversa - Pronunciou olhando nos olhos do Arcanjo, que arregalou os olhos levemente.

Michael: O que você está querendo dizer, Gabriel? - Indagou com um leve preocupação na voz.

Gabriel: Eu não me importo em cair, Michael - Respondeu apertando o punho levemente - Mesmo que esse não seja o meu desejo. No entanto, não vou hesitar nessa decisão, caso chegue o momento de realizar essa escolha - Completou com os olhos brilhando intensamente. Ela estava ciente que pelas leis normais dos Céus, as possibilidades dela ser expulsa do seu lar eram grandes, já que ela não estava num relacionamento considerado normal. Bahamut era quem evitava que isso ocorresse com Kuroka, Seiya e ela de tornarem-se Anjos Caídos.

Michael: Ga-Gabriel… - Sussurrou gaguejando levemente. Ele nunca imaginara ouvir essas palavras da sua irmã mais nova.

Gabriel: Michael, eu esperava que você me conhecesse, meu irmão - Falou quase inaudível - Você acha que eu aceitaria uma relação dessas, se não tivesse certeza dos meus sentimentos e daqueles ao meu redor? - Indagou com mágoa na voz, encarando seriamente o Arcanjo na sua frente.

Michael: Eu… Eu… Eu  não acho - Respondeu suspirando levemente - Você nunca aceitaria uma relação assim - Completou abaixando a cabeça levemente envergonhado.

Gabriel: Ótimo! Era isso que eu ouvir! - Exclamou levemente - Agora, eu vou terminar as minhas tarefas e visitar o meu marido - Completou sorridente.

Michael: Er… Está bem - Falou fechando e abrindo os olhos levemente.

Gabriel: Ah, eu não quero ser seguida por certos Anjos, estamos entendidos? - Questionou levantando uma sobrancelha.

Michael: Sim, minha irmã - Respondeu sorrindo nervosamente.

Gabriel: Ótimo! - Exclamou levemente, saindo rapidamente do escritório.

Michael: É, ela percebeu hahaha - Falou rindo levemente, voltando ao seu trabalho.

Templo de Atena - Olimpo

No salão principal do templo, Atena estava reunida com Azazel, o líder dos Anjos Caídos. Eles estavam conversando há alguns instantes completamente sozinhos e era possível sentir uma barreira invisível no local, para impedir intromissões.

Atena: O meu pedido é muito simples, não é? - Indagou sorrindo levemente.

Azazel: Hum… Sim, você está pedindo um favor simples - Falou fechando e abrindo os olhos - Se você fosse realmente, Atena, seria um favor muito simples de acontecer - Completou encarando seriamente a loira, que soltou uma leve risada.

Atena: Eu sou, Atena! - Exclamou levemente - Eu somente tenho um pequeno segredo, que você não pode saber no momento - Completou sorrindo levemente.

Azazel: Então, eu não posso ajudá-la! Não posso fazer o que me pede, Atena - Pronunciou cruzando os braços, fechando e abrindo os olhos levemente - Não posso colocá-la na Academia Kuoh, Atena - Completou seriamente.

Atena: Azazel, você não está me deixando muita escolha - Falou sorrindo maliciosamente -  O que será que vai acontecer, quando o Grande Zeus descobrir sobre as suas aventuras com as Ninfas do Olimpo? - Questionou levantando uma sobrancelha, fazendo o Anjo Caído ficar completamente pálido.

Azazel: Vo-Você não faria isso… - Sussurrou engolindo em seco - Nós temos um acordo, Atena - Completou quase inaudível, relembrando das suas aventuras com várias ninfas no Olimpo, que causou a ira de vários deus, principalmente Zeus.

Atena: Sim, mas você não está cumprindo a sua parte no acordo! - Exclamou levemente - Eu lhe ajudei a sair da situação comprometedora, que a sua perversão lhe colocou, Azazel - Completou com os olhos brilhando intensamente.

Azazel: Ah, droga… - Sussurrou falando algumas coisas indescritíveis. Ele estava considerando mentalmente, o que poderia ser mais problemático no momento e lidar com a fúria de Zeus e vários deuses gregos, não seria a melhor das suas opções. No entanto, algo estava alertando-o para não ceder ao pedido da deusa da guerra.

Atena: Você pode colocar as três facções numa situação complicada, Azazel - Falou olhando nos olhos do Anjo Caído. Ela estava ciente que ele não poderia arriscar um problema incômodo desse nível para as três facções.

Azazel: Está bem! Eu aceito, Atena! - Exclamou suspirando desanimado - Eu vou fazer os preparativos para você assumir, como uma professora do terceiro ano na Academia Kuoh - Completou seriamente, olhando atentamente a reação da deusa grega.

Atena: Obrigada! Eu sabia que você agiria da maneira certa hihihi - Falou rindo levemente.

Azazel: ‘Eu não tenho tanta certeza disso’ - Pensou sentindo um mau pressentimento dessa situação. No entanto, ele teve que colocar na balança as duas opções e o que menos poderia prejudicar a atual conjuntura.

Atena: 'Eu logo vou poder revê-lo’ - Pensou com os olhos verdes brilhando intensamente.

Azazel: Agora, você pode desfazer a barreira invisível? Eu tenho que preencher alguns documentos para você ser professora - Pronunciou levando uma sobrancelha levemente.

Atena: Sim, Mas é claro - Falou manifestando uma energia dourada e anulando a barreira invisível - Ah, eu preciso disso para amanhã, Azazel - Completou surpreendendo o líder da Gregori, que piscou os olhos levemente.  

Azazel: Amanhã? Eu não posso prometer nada, mas vou fazer o possível - Pronunciou manifestando as suas asas negras - Até mais, Atena - Completou criando um círculo de magia e teleportando-se do salão do templo.

Atena: Ele foi mais fácil de convencer do que o esperado - Falou sorrindo enigmaticamente, fechando e abrindo os olhos levemente.

Palácio de Sirzechs - Lilith - Submundo

O atual Lúcifer estava andando pelos corredores do seu palácio com uma expressão pensativa, porque tinha recebido um relatório deveras preocupante.

Sirzechs: Rizevim Lúcifer… - Sussurrou suspirando levemente. Ele não estava esperando uma movimentação do descendente de Lúcifer, que tinha mantido-se neutro em muitas questões diplomáticas do Submundo. Essa poderia a informação necessária para eles agirem contra o descendente de Lúcifer, mas era um assunto demasiado delicado. Ele pretendia conversar com os outros líderes do Submundo, exceto Serafall Leviathan. Ela não poderia tomar a melhor das decisões, porque estava relacionada emocionalmente com o Dragão dos Sete Céus. Sirzechs Lúcifer estava tão distraído, que não notou a aproximação de uma mulher vestida de empregada. Ela estava observando-o há alguns instantes e resolveu aproximar-se de uma vez.  

Sirzechs-Sama, aconteceu alguma coisa? - Indagou a sua esposa e a rainha mais forte do Submundo, Grayfia Lucifuge.

Sirzechs: Grayfia!? - Exclamou levemente, ouvindo a indagação da sua esposa.

Grayfia: O que está acontecendo, Sirzechs? É raro você ficar tão distraído - Pronunciou com os olhos prateados brilhando intensamente.

Sirzechs: Rizevim Lúcifer… - Respondeu com preocupação na voz - Ele está finalmente agindo no Submundo, mas há alguns problemas inesperados - Completou fechando e abrindo os olhos.

Grayfia: O que você está querendo dizer com isso? Não é uma ótima notícia? - Questionou com curiosidade na voz. Afinal, era o que eles esperavam para agir contra o descendente de Lúcifer, a real ameaça pelas informações do próprio Dragão da Aniquilação, Bahamut.

Sirzechs: Ele está usando a política, Grayfia - Revelou suspirando desanimado, porque foi pego de surpresa pelo movimento de Rizevim.

Grayfia: Sirzechs-Sama, você terá que ser mais específico - Falou olhando intensamente nos olhos do marido e rei. Ela estava querendo respostas claras do que estava acontecendo e não respostas enigmáticas do ruivo.

Sirzechs: Ele está nos oferecendo uma possibilidade de lidar com os Dragões de uma forma definitiva - Revelou surpreendendo a sua esposa, que arregalou os olhos levemente, ficando em silêncio por um breve momento.

Grayfia: Sirzechs, você está considerando aceitar? - Questionou olhando nos olhos do ruivo, que apertou o punho levemente.

Sirzechs: Eu… - Falou suspirando lentamente - Rizevim está em contato direto com alguns clãs de famílias no Submundo e certos panteões de deuses espalhados pela terra - Revelou colocando as mãos nos ombros da sua rainha.

Grayfia: Ele está usando o medo dos Dragões para manipular os demais - Falou fechando e abrindo os olhos. Não era muito difícil entender o plano do descendente de Lúcifer, que poderia ser simples para entender. No entanto, ele poderia causar problemas catastróficos na diplomacia construída.

Sirzechs: Sim, no momento poucas pessoas estão cientes desta informação, Grayfia - Pronunciou segurando o rosto da sua rainha - Por favor, mantenha isso em segredo por enquanto - Completou seriamente, olhando nos olhos prateados da sua esposa.

Grayfia: Entendo. Eu vou manter sigilo, Sirzechs-Sama - Falou com a sua mente processando as palavras de seu marido. Ela estava estava chegando a uma conclusão, que não lhe agradava muito e por isso, decidiu permanecer calada.

Sirzechs: Eu vou me reunir com Ajuka e Falbium para discutir essa ação de Rizevim - Falou beijando os lábios levemente da esposa - Até logo, Grayfia - Completou criando um círculo de magia e teleportando-se do local.

Grayfia: 'Eles não vão se reunir com Serafall! Isso não pode estar acontecendo!’ - Pensou apertando o punho levemente, refletindo tudo que acabara de acontecer nos últimos momentos. Ela ficou parada por alguns instantes, até que criou um círculo de magia e desapareceu completamente.

Academia Kuoh - Cidade de Kuoh

Na sala do terceiro ano, o professor estava aplicando a matéria da última do primeiro dia de volta às aulas. Os alunos estavam fazendo rascunhos da explicação do professor. No entanto, havia um que estava somente olhando para ele, como se estivesse ouvindo atentamente as suas palavras e esse era Seiya. Só que desconhecido da maioria dos alunos, ele não ouvindo uma única palavra e sim numa conversa com Bahamut, que tinha começado depois do retorno do intervalo.

Vali: 'O que será que aqueles estão conversando?’ - Indagou-se mentalmente, querendo saber o que estava acontecendo. Ele estava sentindo um mau pressentimento, que algo importante estava prestes a acontecer.

Continua >


Notas Finais


Espero que tenham gostado do desenrolar do capítulo. A conversa Michael e Gabriel estava pretendendo fazer, porque o Michael teria as duas ressalvas de tudo isso, que está acontecendo com a irmã e o harém do marido dela. Atena fazendo um movimento interessante e mais alguém está movendo as peças no jogo de tabuleiro de xadrez. Será que vai ocorrer traição de algum lado? Grayfia vai tomar alguma decisão? Ah, o que será que Seiya e Bahamut estão conversando? As respostas podem vir no próximo capítulo XD./


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...