História Save-me Now... - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Personagens Originais, Rob Bourdon
Visualizações 3
Palavras 1.667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - 7.


Lily On
É os meninos quase que conseguiram que eu confessase o que estou pra fazer, que será feito amanhã sem falta. Estou voltando pra casa do show, já está amanhecendo quando chegarmos já vai ter amanhecido e minha mãe já estará acordada, ótima oportunidade pra que eu faça o que eu tenha que fazer.
-Você está bem Lily?
-Sim Brian, só estou pensando. O show foi ótimo não acha?
-É foi sensacional! Agora só falta conhecer eles.
-Eu já conheço são ótimos, o orgulho que tinha deles aumentou em 100%.
-Como vocês os conheceu? Não me contou?
-É uma longa história, talvez um dia possa ser compartilhada. Bem já chegamos.
-É, posso ficar aqui? Estou com muito sono e falta muito pra chegar até minha casa.
-É claro,fica no quarto ao lado do meu tá vazio.
-Valeu Lily.
-Vamos entrar? -O chamei.
Então entramos e como tinha previsto minha mãe já estava acordada, ela veio passar uns dias na Cidade e hoje é o último dia, antes dela ter que ir novamente.
-Bom dia filha, Brian.
-Bom dia Sra.Ericka.
-Bri? Pode ir dormir, você disse que estava com sono.
-Eu vou Lily!
Então ele subiu...
-Então mãe tem um pequeno tempo pra mim antes de viajar?
-Claro filha, sente-se.
-Não é nada demais mãe, é só que...Eu quero dizer que eu amo você...
-Eu também te amo, tá tudo bem?
-Claro mamãe tudo ótimo, tive uma ótima noite com uns amigos e com meus ídolos, estou começando o dia dizendo que amo você, estou bem.
-Que bom filha, tem mais algo a dizer?
-Não nadinha.
Então ela me abraçou e disse: -Então já vou indo, até breve filha.
-Até...mamãe.
Nesse momento estava me segurando pra não chorar, então o táxi que a leva pro aeroporto chegou, ela me abraçou de novo e saiu.
Eu subi pro meu quarto, agora tenho que ligar pro meu pai.
Tomei coragem e liguei.
-Alô?-minha madrasta que atendeu.
-Sheila?
-Oi Lily querida tá tudo bem?
-Sim Sheila, como está meu irmão?
-Ele tá bem quer falar com ele?
-Sim, mas primeiro eu quero falar com meu pai ele tá aí?
-Sim ele tá sim...bem ao meu lado.
-Passa pra ele por favor? Mas antes, muito obrigada por tudo que fez...
-De nada Li. Tá tudo bem?
-Sim... Passa pro meu pai agora.
Demorou uns segundos, e ele atendeu.
-Filha?
-Oi pai, estou com saudades.
-Também estou meu amor...
-Papai eu só  liguei pra dizer uma coisa...
-Quê?...
-Eu amo você!
-Também amo você, e você está bem?
-Sim estou, tive uma ótima noite ontem, fui no show da minha banda favorita,o passei a noite inteira com amigos, vi minha mãe antes dela viajar novamente... Estou bem pai e vocês ai?
-Fico feliz por ouvir isso filha, tudo o que eu quero é que você seja feliz viu? Posso não ter sido o melhor pai pra você, e agora que eu tenho o Lucas eu vi o quanto errei contigo, mas eu amo você, só me perdoa tá?
-Tudo bem pai, todos nós cometemos erros. Eu perdoo você.
-Obrigado filha. Enfim chega desse assunto ou vamos ficar o dia inteiro chorando, quer falar com seu irmão?
-Claro. Estou com saudade desse pirralho.
-Mana???
-Oi maninho como você está?
-Bem, só com saudades.
-Eu também meu anjo.
-Quando você vem me ver maninha?
Meu coração se apertou tanto...
-Não sei meu amor, tem muita coisa pra fazer.
-Ahhh. Eu te amo.
-Também amo muito vocês! Lucas?
-Hm?
-Se cuida tá?
-Tá bem você também...
-Até breve irmão.
-Até...
Então ele desligou, eu sentei na cama não acreditando que deu tudo certo até aqui, agora só esperar o Brian e a Sophia sairem de casa.
-Soph?
-Lily! Você está bem!?
-Sim amiga, só cansada de ontem.
-Entendo e como foi?
-Perfeito foi até melhor do quê eu imaginava.
-Estou feliz por você, não vai a escola hoje não é?
-Não amiga, estou com muito sono se eu for vou acabar dormindo.😂
-É eu entendo, então descanse aí. Até mais tarde.
-Tchau Soph.
Então ela saiu, agora só faltou o Brian sair mas ele não acordou, então peguei os remédios e a corda e sair, fui pra uma casa abandonada, joguei tudo no chão peguei minha caixa de som e liguei no máximo, ela era pequena mas o som super alto. De qualquer forma precisava ouvir as vozes deles mais uma vez, começou com Crawling, então peguei a escola que eu tinha guardado com tudo preparado, mas estava em dúvidas no que usar, remédios? Corda? Ou lâmina? Então trouxe tudo, depois de pensar achei melhor tomar remédios! Tomei e fui perdendo a consciência aos poucos, tudo ficou preto.

Chester On
-Mike vou sair pra correr beleza?
-Beleza cara.
Então sai até que cheguei numa rua que sempre passo, mas essa casa é sempre silenciosa, e agora está tocando música? Mas não é qualquer banda é LP, então por curiosidade fui me aproximando, será um fã que quis ficar sozinho? Bati na porta e nada, então entrei e me deparo com Lily no chão e ao lado dela, corda, remédios e uma lâmina e a caixa de som.
Uma sensação ruim pecorreu meu corpo, uma agonia horrível,  liguei pra emergência muito rápido, eles chegaram em 3 minutos.
-Ela está viva?
-Sim... tá fraca mas está viva! Foi doses enormes desses remédios, se você não chegasse ela estaria morta a esse segundo. Você vai na ambulância?.
-Sim vou sim...
Então entramos e em poucos minutos estávamos no hospital, não me deixaram acompanhar o procedimento, então tive que ficar esperando. Meu telefone começa a tocar inúmeras vezes é o Mike.
-Que foi Mike?
-Onde você se enfiou? Esqueceu que temos um compromisso hoje?
-Não Mike, aconteceu um problema e... Então aconteceu o seguinte, um médico foi chamado na emergência e Mike ouviu.
-VOCÊ TÁ EM UM HOSPITAL? QUE FOI?
-Calma, não grita porra. É estou em um hospital...Estou com Lily.
-Ela tá bem? -falou mais aliviado.
-Não Mike...ela tentou se matar, se eu não a encontrasse ela estaria morta.
-Meu Deus, onde vocês estão vou Pra aí!
-E a entrevista pra rádio?
-Eu mando alguém da banda, essa entrevista é pra falar sobre o álbum, e todos eles sabem tudo sobre o álbum.
-Te mando o endereço por Txt.
-Beleza.

Mike On
Ainda não acredito que ela fez isso, fui atrás dos caras no estúdio para um pequeno aviso.
-Mike? Você não deveria encontrar o Chester pra irem pra entrevista? -perguntou Brad confuso.
-Mudanças de planos e estou indo encontrar com ele mas não poderemos ir na entrevista, um ou dois vai ter que ir, então quem vai ser?
-Pode deixar comigo. Falou Rob.
-Ótimo, valeu cara.
Então cheguei no endereço que ele me mandou, vou o mais rápido possível é finalmente o encontro rodando pra um lado e outro.
Chego devagare tico seu ombro, pedindo calma só assim ele se acalma.
-Sem notícias?-pergunto
-É.
-Calma, estou aqui.
-Obrigado.
Então veio dois médicos.
-Vocês que são os responsáveis pela Lilian Sophia?
-Não exatamente, mas nesse momento somos. Como ela está? -perguntei.
-Agora tá dormindo, fora de perigo, mas precisamos avisar aos pais dela.
-Sim tudo bem!-Chaz falou
-Então vou ligar pra um deles...
-Quando será permitido visitas?
-Talvez a partir de amanhã.
Então ela saiu!
-Chaz?
-Hm?
-Vamos embora?
-Pra onde Michael? Eu não posso ir pra casa ainda, eu depois da entrevista ia sair com o Jared, mas desmarquei não estou mais no clima pra isso.
-Vamos lá pra casa oras, todos vão ficar felizes em ver você.
-É... ei? Eu falei com ele hoje, ela me ligou pouco antes de você chegar.
-E aí?
-Divorcio, sairá em 1 semana.
-Por quê tudo isso?
-Não sei, advogados sabe como são.
-Chaz Leia tudo antes de assinar me ouviu né?
-Pode deixar.
-Vamos?
-Vamos!
Chegamos na minha casa e Anna estava na sala vendo TV.
-Amor? Por quê você não foi na entrevista com o Chester? Ouvi que foi o Rob sozinho.
-Amor é uma longa história,  mas resumindo uma fã nossa tentou se matar, então fomos ajudar e não tivemos como ir...
-Nossa, mas ela está bem?
-Sim.
-Chaz?
-Oi Ann.
-Tudo bem?
Ele respirou fundo então eu sabia não estava bem.
-Sim Ann, estou bem e você?
-Bem também.
Ele sorriu em falso, então:
-Vamos pro estúdio?
-Vocês querem trabalhar?
-Não vamos trabalhar amor, vamos conversar... Estou precisando descarregar também amor, eu não te contei mas aconteceu umas paradas aí e eu preciso falar com alguém.
-Entendo mas por quê não falou comigo?
-É...que eu não posso falar com você. Desculpa amor, vamos chaz.
Então caminhamos até o estúdio de minha casa, ele me olhava estranho, finalmente chegamos eu fechei a porta com chave, coloquei uma música, não quero que Anna nos escute.
-Que foi Mike? Pelo amor de Deus?
-Eu...traí minha esposa, estou arrependido e sinto nojo de mim nesse momento!
-Como? Eu estou sempre com você nos shows, foi fora?
-Não foi tipo, ela estava no último show essa semana, teve uma hora que você se distraiu cantando e não notou que eu não estava no palco, tava na platéia conversando então foi ali que a conheci, ela chamou muito a minha atenção então marquei pra nos encontramos ontem e bem aconteceu.
-Meu Deus Michael! Olha não vou te julgar, mas pisou na bola.
-O que eu faço agora?
-Quem sabe é você, vai aguentar viver com ela com uma mentira te assombrando!? A decisão é sua apoio seja qual for Okay?
-Obrigado, vou pensar e depois te conto tudo.
-Ok.
-E você Chez?
-Estou preocupado...
-É também estou. Vamos nos distrai?
-Vamos tocar umas músicas ai?
-Boa

Então foi assim até de madrugada, ele foi dormir no quarto de hóspedes e fui pro meu quarto, Ann estava lendo, então eu deitei e sorrir pra ela, mas ela me olhou seria.
-Que foi amor?
-Nada não Mike.
-Então tudo bem, vou dormir até amanhã.
-Boa noite Mike...
Foi a última coisa que ouvir antes de dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...