História Secrets and lies(imagine Jungkook) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, Monsta X
Visualizações 61
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite xuxuzinhos.
Boa leitura ♥

Capítulo 9 - Capítulo 9


Eu não sabia o que responder ao meu irmão, ele mantinha seus olhos em mim e estava realmente sério, ele se aproximou em passos lentos virou minha cabeça tendo a visão perfeita do meu pescoço onde tinham algumas marcas fortes.

J- Não vou falar nada, você já está avisada. Vá se trocar, temos que conversar. - ele parecia decepcionado.

Mas os meus desejos carnais foram mais fortes que eu, não pude me conter. Eu me sentia culpada mas já foi

Fui ao meu quarto e coloquei um blusão preto e um short de pijama, coloquei metade do corpo pra fora do quarto vendo que Lisa, Hoseok e Jungkook ainda não tinham chego

Assim que sai do quarto a porta do meu apartamento foi aberta com brutalidade e não era nem um dos três, era um homem todo de preto e uma mascara que mantinha apenas seus olhos negros a mostra. Namjoon me puxou pra trás dele e pegou a minha mão me mantendo atrás de suas costas

**- Ora ora ora, o que temos aqui? Quantos troubles juntos, não? - aquela voz era tão familiar.

T- Quem é você? - Tae falou passando suas mãos nas costas e mantendo um revólver preto atrás da mesma, aquilo me assustou mas eu tentava manter a calma

**-Taehyung, não reconhece a voz de seu amigo? É muito feio quando não se lembra de alguem, sabia?

Y- O que você quer Kyungsoo?

K- Vemos que ao menos um se lembra do velho parceiro.- o garoto abaixou sua máscara, revelando seu rosto. Me encolhi atrás de Namjoon, eu não sei o porque, mas eu estava com medo. Jimin ficou ao lado de Namjoon com uma arma nas mãos, minhas pernas estavam trêmulas, sentia a adrenalina no meu corpo enquanto os garotos discutiam algo o qual eu não entendia devido ao meu nervosismo.

K- Você sabe muito bem o que eu quero! Quero a garota. Meu chefe vai ficar feliz em saber que a sua tão querida putinha é a filha de um trouble.

S/n- PUTINHA?? Kyungsoo você ta tirando com a minha cara? - falei pulando de trás de Namjoon e indo em direção a Kyungsoo. Ele apontou a arma pra mim na esperança de que eu parasse, mas eu avancei. Poucas pessoas sabiam que eu lutava, então o surpreendi com um golpe em seu braço fazendo sua arma ir ao chão. Fui pra cima dele desferido um soco forte em seu rosto fazendo o mesmo ir ao chão e minha mão doer, subi em cima dele e continuei a socar seu rosto fazendo seu nariz e sua boca sangrarem.

Minhas mãos estavam roxas e doloridas, mas eu não parava. Senti mãos grandes me puxarem, me tirando de cima do garoto, ele estava ensanguentado no chão e eu queria socar mais ainda ele. Que audácia, me chamar de PUTINHA? Quem ele pensa que é?

Eu me debatia e as mãos ainda se mantinham firmes em minha cintura. Não sabia ainda quem era até a pessoa se pronunciar

Jk- S/n! S/n para! - Jungkook me virou e olhou em meus olhos. - Para, ele está desacordado, se continuasse ia matar ele!

S/n- Ele me chamou de putinha. - falei me acalmando e olhando pra baixo.

Jk- Mas ele estava armado, já pensou se ele te desse um tiro?

S/n- Foi impulso e eu to viva, né? - falei me soltando de seus braços e olhando ao redor. Todos que estavam lá me olhava surpresos. acho que ninguem esperava que a "indefesa s/n" fizesse algo. Olhei pro garoto no chão me assustei, realmente eu tinha machucado o menino, mas ninguém mandou ele vir me xingar.

Lisa me abraçou forte.

L- Ta louca? Você podia ter morrido. Olha suas mãos, como vamos explicar isso ao seu pai?- ela falava rápido quase se embolando em suas frases. Ela pegou minhas mãos a analisando e em seguida me arrastou pro sofá, pegou um kit de primeiros socorros retirando de dentro dele um algodão úmido e passando sobre minhas mãos, o que ardeu um pouco, ela enfaixou minhas mãos e me abraçou de novo, a agradeci e me levantei. Os meninos conversavam com pessoas diferentes seus telefones.

S/n- Alguém me explicar o que ta acontecendo? Porque kyungsoo veio atrás de mim? Porque ele disse chefe? Porque ele falou sobre me levar? Porque ele tava armado? - Comecei a bombardear os meninos de perguntas e eles apenas falavam em seus celulares. Eles desligaram e me olharam

Jk- Você é realmente louca. Agora mandaram a gente levar ele para os galpões. - Jungkook falou irritado.

S/n- Galpões?

N- Sim. 

S/n- Pra que?

T- Vamos apenas ver o que e porque ele veio aqui. Mas, a partir de agora você não pode mais ficar sozinha, um de nos vai andar sempre com você pra te proteger.

S/n- Acho que não preciso de alguém andando atrás de mim como um guarda, vocês estavam armados e não fizeram nada, quem bateu nele foi eu. - falei dando de ombros.

Jm- O que você fez foi loucura, não queremos que arrisque sua vida dessa forma, seu pai mandou que sempre um de nos esteja contigo... E você deu sorte, se realmente tiverem mandado ele atrás de você, foi burrice, ele já trabalhou conosco e sabemos bem como ele ia reagir, ele não ia atirar

S/n- Ta, ta, mas o que são os galpões?

J- Você tem que parar de ser tão curiosa, sabia? - Jin falava com brilho nos olhos, fingindo estar bravo.-Mas, os galpões são pra onde a gente leva as pessoas que tentam algo contra a gente para tirarmos informações e coisas do tipo.

T- As vezes a gente tortu...- Yoongi deu um tapa em Tae fazendo o mais novo se calar e passar a mão sobre seu braço onde tinha recebido o tapa.

Y- Eu não sei como você não se engasga com uma língua desse tamanho, porque puta que pariu.

 Eu ri da reação de Yoongi, e mais ainda da cara de Taehyung. Namjoon e Hoseok levantaram Kyungsoo o colocando em uma das minhas cadeiras, amarraram suas mãos e o pegaram no colo. 

Comecei a implorar pra ir com os meninos, eu rinha medo mas a curiosidade era mais forte.

S/n- Eu quero ir

J- S/n eu já cansei de falar que você não vai com a gente, Jungkook vai ficar aqui com você é não se fala mais nisso. Papai não quer que a gente leve você ainda, somos acostumados com essas coisa, você não. Então você não vai . -Sai de perto do meu irmão e me sentei empurrada igual a uma criança. Eles limparam a bagunça que eu fiz e saíram carregando o garoto. Jungkook veio e se sentou ao meu lado.

Jk- Você as vezes parece uma criança sábia? Mas eu acho simplesmente encantador o seu jeito. - o olhei surpresa, ele nunca falou assim comigo. - Você não tem noção do quanto me dói ver você com Park Chanyeol, eu queria tanto que você me visse de outra forma, eu queria poder cuidar de ti. Mas, você só dificulta as coisas pra mim. - era a segunda vez que eu ouvia que estava dificultando as coisas pra alguém. 

Eu estava confusa e não entendia o porque dele estar falando essas coisas. Olhei para seus olhos, seu olhar era carinhoso, cheio de ternura, mas ao mesmo tempo ele era misterioso.

Me aproximei devagar de seu rosto, coloquei uma de minhas mãos em sua nuca o trazendo mais perto de mim, selei nossos lábios e senti suas mãos irem para minha cintura, sua língua pediu passagem e no calor do momento eu cedi. Seus lábios era macios e tinham gosto doce, era diferente de Chanyeol, seu beijo era delicado e cheio de amor. Aquilo era tão errado, mas pra mim era maravilhoso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...