História Segunda chance - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Elfman Strauss, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Grandeeney, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Mavis Vermilion, Meredy, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Ur, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Visualizações 28
Palavras 690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Chegada


Fanfic / Fanfiction Segunda chance - Capítulo 2 - Chegada

        Sai de meu vagão, procurei por algum rosto conhecido mas ninguém veio ao meu encontro, nem meus país ou amigos, bom não os culpo, não mantive muito contato com eles durante os quatro anos que estive fora.

Paguei um táxi que me deixou em frente a minha antiga casa, fui até a porta e apertei a campainha, alguns minutos depois meu pai a abriu, ele paralisou ao me ver apenas ficou a me encarar.

- Eu voltei pai. - falei com um fino sorriso, na tentativa de que ele disse-se algo. Mas nada disse apenas me acolheu em seus braços. - senti sua falta. - falei retribuindo seu abraço, várias vezes enquanto estive na faculdade senti uma falta imensa de meu pai, quis várias vezes voltar para casa, mas não voltei.

- vamos entrar, está frio aqui fora. - disse me dando passagem para entrar.

A casa não avia mudado muito, eram os mesmos tapetes, quadros, o vaso brega em cima da mesa de centro e as mesmas caixas de vídeos caseiros em cima da estante, cada fita avia uma história que eu já assisti mil de vezes e assistiria mais mil.

- quer levar as coisas para seu quarto Natsu? - perguntou meu pai chamando minha atenção.

- há sim.

- então vai lá, eu irei preparar algo para você comer, enquanto isso.

Meu pai foi em direção a cozinha e eu subi para meu quarto, ao chegar na porta parei alguns segundos criando coragem para entrar, pois ali estava todo meu passado, e o garoto que um dia eu fui. Virei a maçaneta e abri a porta, foi como se eu tivesse volta do para mais dias de adolescente, meu quarto não avia sido mexido as coisas estavam exatamente no mesmo lugar que deixará antes de partir, a minha estante de livros e jogos me traziam lembranças e quando eu reunia mais amigos para uma partida de vídeo game nas tardes depois da escola, abri meu quarta roupa e lá estavam algumas das peças que avia deixado, e uma delas era o casaco que Lucy amava usar, então me veio a lembrança de quando estávamos na escola, fazia uns cinco graus e ela teve a ousadia na me pedir emprestado o casaco por falaca que o dela não estava esquentando, nos ficamos numa discussão eterna até que acabou que eu dei meu casaco para ela é passei frio, o lado bom foi que ela teve que cuidar e mim pois eu acabei pegando um resfriado. Eu gostaria e saber como ela está hoje, talvez meu pai soubesse, ele era muito amigo e jude o pai da Lucy.

Sai de meu quarto fui para a cozinha, meu pai preparava algo em uma panela, sentei na mesa e procurei algum assunto que resultaria em nos falando sobre Lucy.

- Natsu, você tem falado co seus amigos? - meu pai começou a conversa antes de eu.

- Não muito. -fui honesto.

- E com a Lucy ? - pronto ele tocou no assunto era isso que eu precisava.

- também não mas eu gostaria de reencontra-la.

- ela vem aqui as vezes, para conversar, ela se tornou uma linda mulher.

- é... vocês conversavam sobre oque?

-a vida meu filho, ela me pergunta algumas vezes de você, mas eu nunca sabia oque dizer, você quase nunca me mandava notícias.

- desculpa. - pedi, não achava que isso o magoava tanto era que eu tinha tanta coisa na cabeça que acabava esquecendo dele, esquecendo de tudo.

- não precisa se desculpar eu ja consegui me acostumar, com sua falta de comunicação. - falou em um tom e desgosto.

- pai...

- não Natsu não se desculpe comigo eu estou acostumado com isso, mas seus amigos não estavam, e com eles que você deve se desculpar.

- você sabe se eles estão morando no mesmo lugar?

- não sei, mas a pequena Lucy me falou que toda Quinta a noite eles se reúnem no café da Mira, talvez você os encontrem lá. - ao dizer isso meu pai saiu da cozinha na deixando com a decisão de ir ou não ao encontro deles.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...