História Sexo com compromisso - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Personagens Originais
Tags Chat Noir, Hentai, Lady Bug, Magia, Mistério, Porno, Romance, Sexo
Visualizações 159
Palavras 692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii meus gatos e joaninhas.
Hoje Mari vai ao cinema acompanhada...

Capítulo 6 - Café da manhã.


Fanfic / Fanfiction Sexo com compromisso - Capítulo 6 - Café da manhã.

" Você aceita,

Eu aceito

Nós aceitamos,

Nós escolhemos juntos"


Marinette Dupain-Cheg


Eu acordei em cima de uma cama macia, tão fofinha.

Mas espera,onde eu to!!!

Eu abri logo os olhos e estava em um lugar luxuoso... Me lembrei... Na casa do Adrien.

Eu levantei, por que não vi nenhum sinal de vida do Adrien, me espreguicei e fui em direção ao espelho gigante,que ficava do lado esquerdo da cama,pra poder arrumar os meus cabelos que estavam bagunçados.

— E aí princesa,dormiu bem— era o Adrien chegando atrás de mim,eu virei em sua direção e dei um sorriso.

— Da pro gasto— eu respondi a ele com um sorriso.

— Quer ir ao cinema?— ele perguntou olhando pra mim.

— Mas eu não tenho roupa— eu disse indo em sua direção.

— Sua amiga Alya é tão preocupada que trouxe duas mudas de roupa pra você — ele respondeu olhando para uma bolsa ai lado da cama.

Posso dizer que acho que sei a " preocupação" da Alya. Por que na verdade conserteza ela não se preocupou da forma como o Adrien pensa.

Eu fui em direção a bolsa e dei uma olhada. Fala sério,ela acha que eu só o que. Ela trouxe um vestido super sexi,e a outra é uma saia vermelha de bolinhas pretas com uma camiseta branca com um gato preto de olhos verdes desenhado no meio. Tá, não que ela não tenha escolhido bem a roupa mas,caramba ,ela quer que eu e o Adrien tenhamos uma noite? Agora,que escolha eu tenho?

Eu peguei o conjunto da saia e foi em direção ao banheiro, é cinema,não balada,mas bem que aquele vestido iria provoca lo bastante.

Eu entrei e percebi que ele olhou a cada passo que eu dei. Eu fechei a porta,e lá dentro,lavei meu rosto prossessando tudo... Ontem eu o encontrei, tivemos um encontro inesquecível,e hoje,eu já estou em sua casa,em seu banheiro,me trocando... Foi tão rápido... E agora ele quer que eu vou ao cinema... Com ele... Está indo longe de mais.

Eu terminei de me trocar e saí, ele logo entrou no banheiro, e eu peguei meu celular pra ver as minhas mensagens,da Alya tinha um monte,mas eu tava num momento em que: Não quero saber de nada da sua vida Alya.

Ele saiu com uma blusa verde,uma calsa jeans e com um casaco leve.

— Então minha gata, vamos tomar café?— ele disse pegando o seu celular.

—Adrien... É... É que tá indo tão...—eu queria dizer a ele que estava tudo indo muito rápido mas ele me enterropeu.

— Mari— ele posicionou o dedo indicador sobre meus lábios em sinal de ficar quieta e deu um sorriso.

Aquele toque era tão macio,tão provocante,tão picante, eu queria pegar aquele dedo pra mim,espero que ele tenha noção do que causa em mim.

Ele tirou o seu dedo maravilhoso minha boca e me abraçou por trás, me deu vários beijinhos em meu espeço e cupões,que fez eu me arrepiar toda e uma corrente enorme de energia envadir o meu corpo,o seu toque,aquele jeito tão bom...

Um barulho nos enterropeu naquele momento,adivinha,a MINHA barriga estava roncando de fome!!! 

— Vamos!— ele disse agora me dando um abraço por trás e eu segurei suas mãos e as acariciei.

— Vamos,mas só porque a minha barriga está pedindo— eu terminei de dizer e nós damos risada.

Ele me pegou no colo,eu abri a porta pra ele,pois estava me segurando.

Ele me pos no chão e começou a dançar comigo,damos voltas sem rumo pelos corredores que passavamos e não paravamos de dar risada até a sala com uma mesa enorme com bastante comida.


Adrien Agreste


Convidei a Mari pra sentar,puxando a cadeira pra ela.

Ela sentou e eu sentei ao seu lado.

Ela pegou uma fruta e eu o mesmo.

Nós começamos a comer e conversar um com o outro,e assim,dando risada.

Nós brincamos com a comida,um servindo o outro e se divertindo,eu dava na boca da Mari e ela na minha,pra brincarmos um com o outro.

Quando terminamos de comer, nós deixamos a mesa uma bangunça.

Vi uma das empregadas sair da cozinha,peguei a mão da Mari e saímos de fininho, logo após damos risada pelo o que tinha acabado de acontecer.

— O que achou do café da manhã — eu perguntei pra ela dando risada.

— Digamos que foi DEMAIS— ela disse olhando nos meus olhos,dando risada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...