História Shifter Since Always - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon, Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Alain, Ash Ketchum, Bianca, Blue, Cheren, Dawn Hikari, Red, Sawyer, Serena
Tags Amourshiping, Drama, Revelaçoes, Romance, Tragedia
Visualizações 37
Palavras 5.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!!

Capítulo 32 - Desordem na muralha Rose


Fanfic / Fanfiction Shifter Since Always - Capítulo 32 - Desordem na muralha Rose

[...] QUEBRA DE TEMPO, DUAS SEMANAS DEPOIS

DISTRITO STOHESS, BRIGADA DA POLICIA MILITAR, QUARTEL

 

Bianca: “...A missão de amanhã é... me infiltrar no grupo de elite da policia militar e... capturar... Red Arlert”.- pensou

Blue: Pronto! Parece bom!- disse terminando de passar o batom- Hoje com certeza o Red vai-

Bianca: Blue... dá pra parar de falar sozinha na frente do espelho?- disse chamando a atenção da mesma- Além do mais... por que eu tenho que ir comprar roupas com você? Você já não tem roupas demais? E o que é isso que você tá botando no cabelo?- disse com uma gota na cabeça

Blue: Hah!? Do que cê ta falando? Você está sempre usando as mesmas roupas quando não está usando o uniforme da policia. Você nunca tem vontade de se arrumar ou algo assim? E você poderia usar um enfeite de cabelo igual ao meu... garotos tem um ponto fraco por esse tipo de coisa, sabia?

Bianca: Hm...

Blue: E você também devia trocar esses óculos.

Bianca: Hah!? O que há de errado com eles?

Blue: São muito bregas... você devia usar algo que está na moda de hoje em dia.

Bianca: Eu não sei muito sobre o que está na moda na muralha Sina.- suspirou- Bem, de qualquer forma, eu tenho um favor para te pedir.

Blue: Ah... mesmo?- perguntou sorrindo

Bianca: Você poderia relatar... que estou doente para a patrulha de amanhã?- perguntou séria

Blue: Não me importo. Mas por quê?- perguntou preocupada

Bianca: Eu tenho algumas coisas pra resolver.

Blue: Você pode fazer isso hoje. Não está livre também?

Bianca: A pessoa com que me encontrarei tem seus próprios horários.

Blue: Hum... então tá! Mas você vai ficar me devendo uma, então.

Bianca: Sim, que seja.- disse e pensou- “Se tudo ocorrer bem, não precisarei voltar. Então nem faz sentido pedir que Blue faça isso por mim, mas, se eu falhar, terei que voltar pra cá novamente. E quando isso acontecer, eles irão perguntar por que eu estava ausente sem permissão. Se eu inventar uma desculpa qualquer, eles manterão um registro disso. Mas eles não registram dias de doença. Não tenho certeza se esse método funcionaria em outras divisões... mas muitos veteranos da policia militar residentes de Stohess, usam o mesmo truque para escapar do serviço. O menor buraco na história poderia se tornar uma falha fatal... nunca se sabe quando alguém com um bom faro para essas coisas começará a vasculhar por ai. Cuidado nunca é dema-”.- foi interrompida por Blue que puxou seu braço

Blue: Vamos lá, hora de ir as compras!!- disse sorrindo arrastando Bianca- Então, quem é o cara?

Bianca: Hã?

Blue: Suas “coisas para resolver amanhã”. Vai se encontrar com alguém, não é? Como ele é?

Bianca: Bem... err... um... titã de 12 metros...?

Blue: ... Você precisa melhorar esse seu senso de humor.- disse com uma gota na cabeça, logo após rindo

 

[...] QUEBRA DE TEMPO, EM OUTRO LOCAL NA CAPITAL

Comandante Cynthia: Aqui está.- disse entregando uma foto de uma garota para Red

Red: Quem é essa?

Comandante Cynthia: Uma fugitiva.

Red: E?

Comandante Cynthia: Carlie Stratman, 22 anos de idade, nascida em 830. Uma das filhas do presidente da fundação Aether. Esse pedido de busca foi feito há oito dias... e ficou mais dois arquivado.

Red: Droga... e você quer que eu cuide disso?

Comandante Cynthia: Exatamente.- disse sorrindo deixando Red com uma gota na cabeça-  Bem... mobilizei uma equipe para auxiliá-lo na busca.- disse apontando para as pessoas que estavam atrás de Red

Red: É eu imaginava que tinha um motivo para eles estarem nessa sala desde que eu cheguei. O Tracey e a Yelow eu já conheço, já aquela menina eu nunca nem vi.

Korrina: Me chamo Korrina, prazer.

Red: Prazer...

Comandante Cynthia: Vocês devem dar continuidade a busca... pra falar a verdade nós nem começamos ainda... bem, esqueça o que eu disse, apenas tome cuidado Red. Apenas as pessoas do alto escalão e alguns soldados sabem sobre o seu poder e eu espero que continue assim. Isso é tudo. Estão dispensados.

Todos: Sim, senhora.- disseram saindo da sala

 

[...] QUEBRA DE TEMPO

Korrina: Por onde nós devemos começar...

Red: Devíamos ir até a casa do senhor Stratman e colher algumas informações sobre a garota. Droga, essa investigação já deveria ter começado há dias e já que ninguém se habilitou a procurar pela garota, sobrou pra gente consertar toda essa merda.

Yelow: Concordo.

Tracey: Sem objeções.

Red: Certo... vamos então.- disse fazendo sinal para uma carruagem parar- De qualquer jeito vai demorar um pouco até chagarmos lá...

 

[...] EM OUTRO LOCAL, SUL DA MURALHA ROSE

Flashback Onn:

Dean: Essa é a formação que o antigo comandante da tropa de exploração, Hajime , desenvolveu. Graças a essa formação, conseguimos aumentar muito o índice de sobrevivência nas expedições para fora das muralhas. E vocês, novatos, terão um mês pra decorar essa “formação de batimento à longa distância”.

Flashback off

Black: Ah cara... quanto tempo se passou desde que começamos esse treinamento?

Gary: Só se passaram duas semanas...- suspirou olhando pro lado de fora da janela

Black: Hah... parece que eu já estou aqui há meses.

Misty: Sinto falta da minha família...

May: Pensando bem, Ragako, a minha vila, não é longe daqui. Eu gostaria de poder ir visita-los agora mesmo...

Brendan: Fala sério, nós viemos até a parte sul da muralha Rose, mas você não tem nem sequer permissão para visitar sua família... sendo que não tem nada pra fazer aqui, além de ficar sentado o dia todo aprendendo coisas que nem sabemos se ficaremos vivos para por em prática...

Black: May... você quer tanto assim voltar pra sua vila?

May: Bem... eu sinto falta da época em que a minha família se reunia e fazia festas e também do meu irmão mais novo... as vezes eu penso “o que aquele idiota deve estar fazendo numa hora dessas, será que ele está bem sem mim...”, eu... sinto falta de quando eu podia acordar sem pensar que esse novo dia poderia ser o último da minha vida... mas e você? Não tem vontade de voltar pra sua cidade natal?

Black: Sabe... me disseram pra voltar apenas quando eu me tornasse uma pessoa decente... e ainda me disseram que não tinha jeito de um cara idiota como eu me tornar um soldado... mas acontece que eu sou um gênio. Me tornei um soldado de verdade e até consegui ficar no top 10 no treinamento da nossa divisão, mas... eu gostaria de voltar lá, mesmo que só por um momento... enquanto ainda estou vivo.

Dawn: Há algo de estranho acontecendo aqui...- pensou em voz alta

Black: Hã?

Alain: Eu também acho isso. Sermos ordenados a ficar com roupas civis... eles até especificaram a não usarmos nossos uniformes ou equipamentos... somos soldados pelo amor de Deus! Por que iriam nos ordenar isso?

White: Mas o que realmente importa, são os nossos superiores.- disse chegando junto com Serena se juntando a conversa

Serena: Diferente de nós eles estão totalmente equipados e preparados para batalha. Mas esse lugar não é nem linha de frente, estamos em território dentro das muralhas!

Gary: Hm... ouvi dizer que tem ursos na região...

Black: Ah, sim ursos.

Cheren: Se fosse contra ursos, armas de fogo já bastariam...

Serena: Francamente, ninguém sabe o que está acontecendo, e todos estão ansiosos, enquanto vocês dois são os únicos que ainda estão despreocupados

Dawn: Pessoal eu... tenho um mal pressentimento.

...

Aria: Você realmente pensa... que entra aqueles novatos... está o cúmplice do titã Colossal?

Dean: Bem... eu não sei... é só uma hipótese, mas não podemos descartar essa possibilidade, segundo o comandante N.- disse observando o horizonte com um binóculo, quando... o mesmo consegue ver algo longe dali se aproximar em alta velocidade...- Hã? Tenma!

Aria: Dean?

Tenma: Senhor?

Dean: Pegue o cavalo mais rápido que você achar e passe isso para o comandante! “Eu não consegui identificar nenhum titã entre os novatos da tropa de exploração... e além disso tem um vasto número de titãs invadindo pelo sul! A muralha Rose foi invadida!!”- disse assustando Aria e Tenma

Tenma: O quê!?

Dean: Vá rápido, se você quer que todos aqui sobrevivam!!

Tenma: Si-sim, senhor!!- disse descendo do topo da torre de vigia indo em direção a um cavalo

Aria: Dean, quer que eu-

Dean: Cuidado!!- disse empurrando a mesma

...

Serena: Como assim, Dawn?

Dawn: Eu não sei dizer, eu apenas...

Brendan: Ei pessoal... olhem ali!! O quê é aquilo!?

Black: Um... titã!?- disse assustando a todos

Gary: Mas aquela porra se parece mais um animal!- quando Alain e Cheren viram a criatura os dois ficaram espantados

Cheren: Alain aquele não é o...

Serena: Ei o que é aquilo na mão de- nesse momento o titã arremessa uma enorme pedra na direção da torre de vigia

BOOOOM!!!- a enorme pedra colide contra a torre de vigia causando um imenso estrago

...

Aria: Dean!!

Dean: Calma, eu to bem...- disse usando o seu DMT para se prender na torre de vigia

Aria: Que droga foi essa?

Dean: Aquilo...- disse apontando para um titã que mais parecia uma fera gigante

 

[...] QUEBRA DE TEMPO, QG DA TROPA DE EXPLORAÇÃO

Pastor Andrei: Mas o que é isso!? Você me enganou, Ishida!!- disse após ver que estava em uma sala com membros da tropa de exploração

Ash: Err... por que nós temos um pastor do culto à muralha aqui?- disse apontando para o homem que aparentava fazer parte da seita religiosa

Ishida: Esse cara é um antigo amigo meu e... eu tenho certeza que ele sabe de algum segredo obscuro, mas ele parece continuar firme em manter a boca bem fechada sobre os segredos por trás da muralha, mesmo que tenha que morrer por isso... aparentemente, os membros da sua seita, também sabem um monte de coisas sobre a muralha.

Ash: Huh... nem eu sei muita coisa sobre as muralhas...

Ishida: Eu estava indo perguntar a outros membros da seita, mas eu pensei que seria melhor tentar convencê-lo a falar alguma coisa.

Ash: Ah, cara. Isso é estranho sabe? Se você sabe de alguma coisa que eu não saiba, por favor conte para nós...! O que pode ser mais importante do que prevenir a total aniquilação do nosso povo?

Ishida: Eu também me pergunto sobre isso... mas o Andrei é uma pessoa honesta e íntegra para mim... e por isso eu acho que talvez... apenas talvez, deva ter uma causa mais importante... do que prevenir a queda de nosso povo.

Comandante N: Bem, daqui onde eu estou posso ver que esse cara tem alguma coragem, mas e quanto aos outros fanáticos da sua seita? Eu duvido que todos eles possam se vangloriar deste tipo de força de vontade. Certo, vamos te dar um tempo para pensar se quer ou não falar, mas já vou logo lhe avisando que existem diversas maneiras de fazer uma pessoa falar.- disse colocando uma arma em cima da mesa fazendo o pastor suar frio- Bem, devíamos pensar em como reconstruir o caminho para Shiganshina...

Karen: A abordagem padrão usada hoje exigia que os soldados da tropa trouxessem muita matéria prima primeiro... então houve a necessidade de vários soldados para construir e planejar uma rota de suprimentos, todo progresso adiante poderia ser feito somente depois de estabelecer pontos de abastecimento ao longo da via. Esta á a abordagem que se levaria 20 anos para se concretizar... mas se a necessidade de trazer carroças for eliminada, então acredito que possa ser feito um caminho mais curto para o distrito de Shiganshina.

Comandante N: Entendo... com um grupo pequeno, nós poderíamos fazer todo o caminho para a muralha Maria em pouco tempo...

Ash: Isso é simples... vamos cuidar da operação para retomar a muralha Maria, durante à noite.

Karen: À noite?

Ash: Sim. Titãs não podem se mover durante à noite. Estou ciente de que luzes e tochas não são o suficiente como fonte de luz para conseguirmos usar os cavalos a velocidade máxima durante a noite... mas mesmo em ritmo mais lento, um grupo pequeno... tem chance de chegar a muralha Maria antes do amanhecer!

Karen: Entendo... então, mesmo com essa nossa situação atual sendo desesperadora... ainda existe uma esperança...

Ambar: Sim... tudo está apenas na aposta de que o Ash seja capaz de consertar a muralha Maria...

Ishida: Beleza, mas chegando lá, como ele vai consertar a muralha?

Ash: Com isso.- disse fazendo um tipo de blindagem afiada envolvendo seus dedos

Ishida: Que porra é essa!? Você consegue usar seus poderes de titã mesmo em forma humana!?

Ash: Ah... sim...

Ambar: Então deixe que eu explique...!- disse com os olhos brilhando

Comandante N: Vá em frente- disse com uma gota na cabeça

Ambar: Então, eu pedi um pedaço da pele endurecida do Ash e a comparei com um dos fragmentos da muralha e as estruturas são bem semelhantes. Em outras palavras, ele pode usar a habilidade titã de endurecimento para consertar a brecha na muralha Maria- disse surpreendendo os demais

Ishida: Você vai consertar a brecha com o corpo dele?

Ambar: As propriedades materiais são idênticas... então depois de fazer a transformação, o que vai ser deixado para trás é uma enorme estátua fossilizada que não vai evaporar nem desaparecer.

Karen: Incrível...

Comandante N: Mas como a Ambar disse antes, tudo vai depender do Ash...- disse olhando para o mesmo

Ishida: Bem, eu duvido que ele consiga nos dar uma reposta definitiva agora, mesmo se nós perguntássemos... mas mesmo assim, você acha que conseguiria?

Ash: Não se trata de conseguir ou não... eu estou ciente da situação que todos nós estamos em relação ao governo... eu... tenho que fazer, eu não tenho outra escolha.- disse sério

Comandante N: Hm... boa resposta- disse sorrindo sarcasticamente e logo ficou sério outra vez- Falando em governo... vamos falar sobre o nosso plan- foi interrompido por um soldado que entrou chutando a porta da sala

Tenma: Comandante N!! Más noticias!! Os titãs...!! A muralha Rose foi invadida!!- disse fazendo todos arregalarem os olhos

 

[...] QUEBRA DE TEMPO, 18:00 pm, MURALHA SINA, CAPITAL

Cocheiro: Chegamos, senhores e senhoritas.- disse parando na frente de uma mansão (Nota: Cocheiro é o cara que "pilota a carruagem").

Red: Ca... ralho.- disse impressionado

Mordomo: Senhores Red e Tracey e senhoritas Yelow e Korrina, correto?

Todos: Sim...

Mordomo: Sou um criado desta casa. Por favor, venham comigo.- disse os levando até uma sala de reuniões- Senhor Stratmann. Os membros da brigada da policia militar do distrito de Stohess, estão aqui para vê-lo.

Juan: Deixe-os entrar.- disse sério e os jovens da pm entraram na sala

Red: “Então esse homem é... o presidente da fundação Aether, Juan D. Stratmann.”- disse vendo a figura de um homem com aparentemente 40 e poucos anos sentado em uma cadeira e fumando um cigarro- Vocês três apenas anotem as informações, eu faço as perguntas- cochichou para seus colegas

Juan: Então?

Red: Estamos aqui hoje para saber as circunstâncias por trás do desaparecimento de sua filha.

Juan: Ou seja, vocês não a encontraram ainda?

Korrina: Sentimos muito...

Red: “Bem, ninguém estava procurando ela até agora...”- pensou

Juan: Vocês devem ter encontrado alguma pista.

Red: ...Não.

Juan: Nenhuma?

Red: Nenhuma.

Juan: Devo ter trabalhado demais. Não consigo compreender o que você acabou de dizer. Já faz dez dias desde que solicitei um pedido de busca pela minha filha.

Red: Sinto muito, senhor. Mas nós cinco só fomos colocados nesse caso hoje de manhã.

Juan: Esses desgraçados da policia militar... por acaso eles compreendem o que está em jogo aqui?

Red: Senhor?

Juan: Sempre que pergunto sobre o progresso... vocês sempre respondem que estão investigando. Mas, apesar de toda investigação que vocês supostamente estariam fazendo, você me diz que você não obteve nenhuma pista sequer. Está querendo me dizer... que você é um incompetente?

Red: Você é livre para achar o que quiser.

Juan: Não. Não é isso. Você está mentindo. Isso não é o que você, de fato, acha. Eu consigo dizer quando as pessoas mentem. É uma habilidade valiosa no mundo dos negócios. Vocês... a policia... não houve busca durante esses dez dias. Você não é incompetente. Você é negligente como os seus colegas. Vocês não fizeram nada. Estou certo?

Red: ... “Está meio certo...”- ficou em silencio e apenas pensou- É como você diz- disse ao homem

Juan: Não. Você continua mentindo pra mim. Se você fosse mesmo uma pessoa negligente, você nunca teria vindo aqui. Ainda assim, você aparece depois de dez dias perguntando sobre minha filha. É por isso que estou perplexo.

Red: “E agora ele percebeu a segunda metade também. Puta que pariu, esse cara é um gênio.”- pensou- Você está completamente certo, senhor Stratmann. Seu pedido de busca foi ignorado por oito dias. E depois ficou mais dois dias arquivado antes de chegar nas minhas mãos.

Juan: Hunf. Então... vocês são os únicos que vão procurar por minha filha?

Red: Está correto, senhor.

Juan: Quanto tempo de experiência em buscas vocês tem?

Red: Eu tenho um mês e pouco, enquanto os outros três aqui tem cerca de duas semanas...

Juan: Ha, ha, ha, ha! Então é isso que eu recebo em troca de tudo o que eu fiz por aquele desgraçado! Dez dias de negligência... e quando finamente penso que a busca começou, me mandam 4 recrutas recém-formados há menos de um mês. Eu, com certeza devo ter trabalhado muito hoje! Não sei nem por onde começar a responder.

Red: Se tem condições financeiras para tal, você não poderia nos chutar para fora de seu escritório... e contratar um investigador particular para fazer a busca?

Juan: Eu confio nos meus próprios olhos. Eles são bons julgadores de caráter. Investigadores particulares são todos uns vigaristas que não fazem nada além de pensar em qual é o melhor modo de arrancar o meu dinheiro. Contudo, ainda que vocês sejam novatos, meus olhos dizem que você é alguém... digno de minha confiança. Eu espero que vocês... encontrem minha filha.

Red: ... Esse é o meu trabalho.

Juan: Agora. Vocês estão aqui para saber sobre as circunstâncias do desaparecimento de minha filha?

Korrina: Sim...

Juan: Não há nada que valha a pena ser mencionado. Aconteceu dois dias antes de eu enviar o pedido de busca. Naquela noite, minha filha não apareceu para o jantar. Eu e minha filha sempre jantamos juntos. Contanto que mantivéssemos esse hábito, nenhum de nós se intrometia na vida do outro. Era o nosso acordo.

Korrina: Quando você a viu pela última vez?

Juan: No jantar do dia anterior.

Red: “Ei... eu que ia fazer as perguntas...”- pensou encarando Korrina

Korrina: O que vocês dois conversaram naquela noite?

Juan: Sobre o legado de nossa família. Antes que você pergunte do que se trata, já vou lhe avisando que é algo confidencial.

Korrina: Entendo... o que sua filha fez nesse dia?

Juan: Não tenho ideia.

Korrina: Você sabe com quem sua filha socializava?

Juan: Não tenho ideia.

Korrina: E sobre suas atividades habituais?

Juan: Não tenho ideia.

Red: Então você absolutamente não tem ideia... do que sua filha normalmente faz, estou certo?

Juan: Minha filha voltou a esta cidade após se formar na universidade de Einrich há alguns meses atrás. Ela não tem feito nada desde então.

Red: “Universidade Einrich. Uma universidade federal para a qual os filhos e filhas dos nobres e aristocratas são enviados.”- pensou

Korrina: No que ela se formou?

Juan: Direito. Como eu disse, contando que minha filha dê as caras uma vez no jantar, eu não ligo para o que ela faz. Mesmo se fosse para caminhar pelas ruas após o jantar.

Red: Você é o presidente da fundação Aether... e é rico também. Não há a possibilidade de que ela esteja envolvida em alguma situação problemática?

Juan: Quer dizer, um sequestro? Isso deve ser bem improvável. Eu não recebi nenhum pedido de resgate.

Red: “O que significa que há uma grande chance de ela ter desaparecido por vontade própria.”- pensou- O senhor tem um bom relacionamento com sua filha?

Juan: Está me dizendo que ela saiu por algum tipo de ressentimento, desconsideração ou decepção? Não posso dizer com certeza. Nós temos vivido juntos desde que sua mãe morreu... cooperando um com o outro, estou certo de que nos damos bem... mas talvez minha filha não se sinta da mesma forma. De verdade, eu não tenho ideia do que há na mente de minha filha.

Red: Duvido que haja algum pai que saiba. Você disse que você e sua filha cooperavam. Poderia ser mais especifico?

Juan: Eu já te disse... não nos intrometíamos na vida um do outro e essa é a melhor cooperação que poderíamos ter.

Red: “Isso não se encaixa. As coisas que ele diz. O jeito como ele diz. Ambos parecem ligeiramente estranhos...”- pensou

Mordomo: Senhor Stratmann.

Juan: O que é?- disse e o mordomo lhe entregou uma carta... quando o mesmo a leu se surpreendeu, mas logo se recompoz- Entendo... bem, não vou precisar mais do serviço de vocês.- disse surpreendendo os quatro.

Red: Como assim?

Juan: Minha filha acabou de ser encontrada por meu assistente pessoal.

Red: Mas você disse que ninguém além de nós estava a sua procura...

Juan: Ele a encontrou por um acaso... pode-se dizer que foi sorte.

Red ficou em silêncio por alguns segundos e disse

Red: Entendo... bem se não precisa mais de nós, vamos nos retirar.- disse se levantando junto de seus companheiros e indo em direção a porta

Juan: A propósito, Red, por que você se juntou a brigada da policia militar?

Red: Bem, como todos os outros, para obter uma vida segura na capital.

Juan: Sei. Suponho que seja isso...

Red: “Este homem... ele sabe que estou mentindo... mas, eu poderia dizer o mesmo para ele. Eu sei que ele está escondendo algo.”

Red: Mais alguma pergunta?

Juan: Não. Se quiser já pode se retirar.

Red: Certo... se precisar de mim pode me encontrar na brigada da policia.- disse se retirando

Juan: Red Arlert, hm... não está com ele.

 

[...] QUEBRA DE TEMPO, BRIGADA DA POLÍCIA MILITAR, SALA DE DOCUMENTOS

Shauna: Informações da família Stratmann?

Red: Sim, por favor, me dê tudo o que você tiver.

Shauna: Bem, ele é o presidente de uma fundação. Devemos ter algo sobre ele considerando a sua importância. Mas não estou certa se temos algo sobre a filha dele.- disse procurando na prateleira de livros- Hm... não, nada sobre a filha... aqui.- disse entregando alguns documentos sobre Stratmann

Red: Obrigado...- disse abrindo os documentos-  “Juan D. Stratmann. Nascido no ano de 804. 48 anos de idade. 17 anos atrás, após a morte repentina do presidente anterior, Hans Georg, ele assumiu, se tornou presidente transformando a antiga companhia Plasma na fundação Aether.”- pensou lendo os documentos- Shauna, poderia me dar as informações sobre a companhia Aether?

Shauna: Certamente...- disse deixando uma pilha de livros e documentos na mesa em que Red estava

Red: Bem... parece que vou ficar aqui por um bom tempo...- disse dando um sorriso com uma gota de suor escorrendo sobre seu rosto

 

EM OUTRO LUGAR LONGE DALI, MURALHA ROSE, DISTRITO DE HERMIHA

Ash: Por que trouxemos esse cara conosco?

Ishida: Eu mandei ele ficar no nosso QG, mas ele resolveu vir conosco por sua própria vontade. Ele disse que tem tido duvidas se ainda deve seguir as regras, então ele quis ver o verdadeiro estado da situação com seus próprios olhos...

Karen: Hm... estamos chegando, eu já posso ver o distrito Hermiha daqui...- disse avistando o distrito

Comandante N: Então, nossa parada. Isso é o máximo que eu e o pastor podemos ir com vocês... ainda tenho que informar a capital e ajudar a tropa de guarnição a manter a ordem, caso algum titã consiga chegar até aqui. Eu vou deixar tudo com vocês. Afinal de contas vocês são os membros do nosso grupo de elite escolhidos por mim. Karen, você está no comando, eu confio no seu papel.

Karen: Pode deixar.

Comandante N: Ash, use toda a sua habilidade e traga a garota para cá em segurança. Lembre-se, não podemos perde-la, ela é o trunfo para o nosso plano.

Ash: Não precisa nem me pedir isso...- retrucou

Comandante N: Mas lembre-se de se controlar... não faça nenhuma tolice.- disse sério

Ash: Sim, senhor. Eu me certificarei disto.- disse no mesmo tom

Comandante N: Eu espero...

Karen: Pessoal, estamos chegando.

Ash: Certo, pastor, prepare-se para entrar no inferno...

 

[...] QUEBRA DE TEMPO

Comandante N: Ei, continue andando. Eu não preciso de você se perdendo e dando trabalho extra pra mim...

Pastor Andrei: O quê...  o que é isso...

Comandante N: O que mais você esperava? É claro, as coisas não vão ficar bonitinhas e brilhantes... afinal, a muralha caiu.- disse observando uma multidão de pessoas evacuando a região

Criança perdida: Snif, snif... mamãe... papai...- dizia chorando

Pastor Andrei: Ah...

Comandante N: Ei. Onde você pensa que vai...? A realidade parece um tanto quanto diferente das lindas ilusões que você desenhou enquanto estava na sua pequena seita, não é? Estas são as faces daqueles que você está tentando rejeitar. Olhe bem direito para as pessoas que perderam suas casas... elas estão se sentindo ansiosas e muito inseguras agora... mas suponha que seus desejos se tornem realidade e as terras dentro da muralha fiquem cercadas por titãs... a última expressão que as pessoas terão em seus rostos não será essa. O fim será igual para todos... todos irão perder suas vidas nas mandíbulas fedorentas dos titãs, mas não antes de passarem pela pior experiência possível... todos os humanos, sem exceção.

.... 

Karen: As terras depois desse ponto são agora território dos titãs.

Ishida: Os preparativos já foram feitos para usarmos o portão oeste. Provavelmente chegaremos até lá em 3 horas.

Ash: Vamos nos apressar! Nós precisamos chegar ao acampamento no sul o mais rápido possível!

Ishida: Espere um segundo! Eu ainda nãos sei todos os nomes dos novos membros que vieram do esquadrão de recrutas 102, então vocês poderiam, uh...

Ash: Nossa prioridade é a garota de cabelos cor de mel que chegam até os ombros... e... ah, ela é bonita!- disse subindo em um cavalo

Karen: Pelas informações que nos passaram, há pelo menos 15 titãs ao redor do acampamento...

Ambar: Então, isso quer dizer que a muralha realmente foi destruída...

Karen: Sim...

Karen: Se o distrito de Trost ou o de Nedlay fossem penetrados, nós saberíamos... agora se uma parte do muro, não o portão, fosse destruída, então a escala de dano é basicamente desconhecida... em outras palavras, o pior cenário imaginável está acontecendo agora mesmo... enquanto falamos...

Ash: Que seja... devemos apenas chegar naquele inferno e caça-los, um por um.- disse sério

 

EM OUTRO LOCAL, PÉ DA MURALHA ROSE

Nate: Comandante Brock, há algo de errado?

Comandante Brock: Nós não encontramos... ao menos um titã até agora... o que é impossível... considerando o fato de que estamos chegando perto da brecha... ainda assim, está tudo quieto, sem barulho algum... na última vez, uma grande quantidade de titãs se reuniu para o eventual banquete antes de abrirem um buraco na muralha. Eu gostaria... que tudo ficasse calmo dessa forma daqui por diante, mas isso é pedir demais... e além disso o sol já está se pondo...

 

[...] EM UM LUGAR DISTANTE DALI, MURALHA SINA, CAPITAL

????: Hm... finalmente chegou, Reiss.- disse um homem de chapéu vendo Juan entrar no bar onde não havia mais ninguém além dos dois

Juan: Então... como isso foi acontecer?

????: Se você quer mesmo saber... ela bebeu até ficar inconsciente, depois aquele cara ali...- disse apontando para um cara amarrado- ... a estuprou e logo em seguida a matou... foi quando eu cheguei.

Juan: Entendo... é realmente uma pena... e eu ainda a avisei para não sair durante a noite...- disse encarando o corpo já sem vida de sua filha e caminhou até o homem amarrado

Mano fodido: Por favor... eu... me desculpe... eu não quero morrer...- disse chorando e mijando nas calças

Juan: Cara... estuprou minha filha, a matou e além disso por sua conta eu vou ter mais trabalho do que eu esperava... espero que você sofra.- disse sacando uma faca e cortando a garganta do maluco

????: Sendo frio como sempre... pois bem, e agora? O que vamos fazer?

Juan: Bom, não temos outra opção... acho que vou fazer uma visita à minha filha...

 

SUL DA MURALHA ROSE, ACAMPAMENTO CERCADO POR TITÃS

Gary: Como isso pode estar acontecendo!? Como eles ainda conseguem se mover!? Já se passaram duas horas desde o pôr do Sol!!

Serena: O que... está acontecendo...?- disse espantada

Black: Ei pessoal! Olhem ali!! Aquele titã estranho... ele está indo na direção da muralha...

Serena: “Tinham cerca de 15 titãs, mas agora esse número praticamente dobrou, só que... aquele espécime raro realmente me preocupa, tem alguma coisa estranha nele... ele tem uns 17 metros de altura ou quem sabe mais alto, em todo caso... ele é gigante!! Essa é a primeira vez que vejo um titã coberto de pelos como um animal!”- disse preocupada

BAMMM!!- batidas na porta principal

Dawn: Oh, merda!!

Gary: Huh!? Ah, fala sério!! O que é isso...? por que eles estão tentando entrar pela porta da frente?

Misty: Você só pode estar de brincadeira!- disse olhando para baixo e vendo que era verdade- Puta merda!!

Gary: Não fode comigo, porra!!!

MESMO LOCAL, TORRE DE VIGIA

Dean: Droga. Nós falhamos em descobrir a verdadeira identidade do titã Colossal e do titã Blindado... assim como falhamos em descobrir o que o inimigo tem a seu dispor...

Aria: Então finalmente esse dia chegou... nós... não, toda a raça humana perdeu...- disse observando os titãs tentando  entrar dentro do prédio onde os novatos estavam, já os novatos estavam na cobertura do prédio... todos sem o equipamento DMT.

Dean: Não... ainda não. Perderemos apenas no momento em que a humanidade parar de lutar. Enquanto lutarmos... nossa derrota não é certa! Não podemos nos desculpar o suficiente com os novatos. Por nossas duvidas, eles foram deixados sem defesas nessa situação, por que falhamos em previr que as coisas poderiam tomar esse rumo...

Aria: Ah... tem razão... não posso deixar eles me verem nesse estado patético...

Dean: Bem, então... vamos lutar!!- disse pegando suas espadas e se preparando para entrar naquele mar de titãs

Aria: Aqui vamos nós!!

 

PERTO DALI

Karen: Estamos quase chegando, fiquem atentos!!

Ishida: Hã?- disse vendo algo de longe- Ei, pessoal!! Que droga é aquela em cima da muralha!?- disse usando um binóculo

Ash: Me dá isso aqui!- disse pegando o binóculo e olhando na direção da muralha- Merda... são eles...!- disse com uma gota de suor escorrendo sobre seu rosto

 

 

 

 

Continua...

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...