História ShumDario- Um voo para o céu - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~alepeglow

Postado
Categorias Shadowhunters
Visualizações 47
Palavras 1.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vou liberar logo a parte dois porque ja ta pronta, vai ter parte tres também mas como ficou pequena vou trabalhar um pouco nela depois que eu dormir porque eu to virada! hahahaha


Espero que curtam um Lemonzinho de leve ;)

Mas eu vou confessar que não consigo ser fofa gente, então vai rolar carinho e romancezinho sim, mas mais na parte 3..hahahaha

Capítulo 6 - E o céu pegou fogo - Parte 2


Fanfic / Fanfiction ShumDario- Um voo para o céu - Capítulo 6 - E o céu pegou fogo - Parte 2

Matt trancou a porta e voltou para o banheiro, encontrando o Harry boquiaberto o olhando com um sorriso malicioso. Antes que pudesse falar algo Matt o tomou novamente nos lábios e voltaram a se agarrar. Matt puxou Harry que estava encostado na porta e o colocou de frente pra pequena pia, que ostentava uma torneira acoplada e logo a cima um espelho estreito, ele começou a beijar Harry pelo pescoço e podia sentir ele totalmente arrepiado enquanto o maior investia o quadril contra o corpo dele. Matt sorriu malicioso e fitou Harry pelo reflexo no espelho.
Harry estava com os lábios entreabertos e o olhar perdido, com a cabeça levemente apoiada nos ombros de Matt.
-Você fica ainda mais lindo com essa cara de prazer, olha... -E ele  fitava com um sorriso malicioso.- Vai ficar ainda mais lindo comigo te fodendo aqui mesmo.

-Ma-m-Matt... -Harry murmurou um pouco ansioso, aquilo já era loucura de mais para um homem cuja a maior aventura foi colocar cola na cadeira da professora no ensino básico.
-O que? Você não quer? -Matt perguntou sinceramente interessado, pois eles não haviam falado sobre nada disso- Porque podemos...
-Não, eu quero...
-Harry respondeu e deu uma leve empinada na bunda, que fez o outro grunhir de leve o no ouvido dele e o pressionar contra a pia- Mas.. mas aqui...

-Relaxa gostoso, está tudo sobre controle. -Ele sussurrou no ouvido do outro e deu uma mordida na orelha dele enquanto as mãos desceram pelo abdome e alcançaram o cinto do menor, que arfou.

Matt tirou o cinto e abriu a calça de Harry, que empinava contra ele enquanto deixava a cabeça mole no ombro do homem, com o pescoço exposto e a mercê de cada beijo e mordida.
-Você é extremamente gostoso Harry, e eu to louco... -A voz era rouca e baixa ao pé do ouvido dele, a mão foi com a calça até a metade da coxa do asiático, e subiu arranhando até o membro dele. Matt segurou e começou a o masturbar, enquanto Harry tremia em seus braços e gemia de leve.
-Ah Matt, eu que...ah.. -Harry não conseguia terminar uma frase, ele rolava os olhos e ofegava, mas levou a mão para trás até a calça de Matt, que estava sem cinto, facilitando seu trabalho de a abrir.
Matt sorriu e deu um chupão no pescoço de Harry que gemeu mais alto, enquanto levava a mão que antes masturbava o outro até sua própria calça já aberta e a abaixava. Agora as peles se tocavam, e aumentavam o prazer. Harry empinava mais, e Matt se pressionava contra ele, agora com seu membro totalmente contra o corpo de Harry, que estava um pouco mais descontrolado, não conseguindo conter os gemidos de prazer pelo toque, e pela masturbação.
-Harry, Harry, meu Harry... Não pode fazer tanto barulho ou aquela aeromoça empata foda volta. -Ele sorriu contra o ouvido do homem, que parecia não ligar, cada ato dele o descontrolava. Matt sorriu maldoso. - Assim você vai me obrigar a tomar providências -Os olhos de Harry rolaram pela milésima vez e Matt notou que que ele não estava nem aí. Ele intensificou a masturbação em Harry, que já estava louco e latejando, com a outra mão Matt afrouxou o corpo do outro e levou a mão até a boca dele, a tampando com certa força. Cerrou os olhos com uma expressão contente quanto Harry assustado o olhou pelo espelho com os pequenos olhos arregalados. -Se quiser parar, aperta meu pulso ok?-

Os olhos de Harry cerraram e ele suspirou, se desfalecendo ainda mais naqueles braços. Se sentiu abandonado quando seu membro foi solto, mas logo sentiu os dedos ágeis em seu ânus. Ambos já estavam loucos de tesão. Matt segurou o próprio pênis já completamente molhado e posicionou na entrada de Harry, esfregou e lambuzou toda a entrada e nádegas do asiático que gemeu, fazendo ele apertar mais ainda a boca do mesmo, mas parecia que quanto mais Matt o segurava com força o impedindo de falar, mais o homem se descontrolava, e rebolava contra seu membro, então não demorou muito, Matt pode sentir que Harry queria aquilo tanto quanto ele, e pressionou, abrindo a entrada de Harry com a cabeça de seu membro e logo se deslizando pra dentro de vagar. Harry gemeu e cerrou mais os olhos, mas era possível ver que eles estavam rolando em prazer. Matt o penetrou com um cuidado, e esperou, fitou Harry pelo espelho e sentiu Harry se movimentando para ele. Matt sorriu e começou a entrar e sair em Harry, de vagar, curtindo cada sensação. Estava uma delícia e o próprio Matt estava suado e gemendo ao ouvido de Harry, que movia levemente os quadris acompanhando os movimentos.
-Que delícia... Você é uma delícia. -Matt disse e podia sentir os lábios de Harry formando um sorriso contra sua mão. Então Matt com a outra voltou a masturbar Harry enquanto intensificava as estocadas. -Você gosta disso? Ein? Gosta de ser fodido bem gostoso no banheiro de um avião? - Matt perguntava retoricamente enquanto sorria e estocava mais forte, ele sentia o corpo arder, tudo parecia queimar, e seu combustível era ele, Harry, bem ali na sua frente, fodendo e queimando com ele.
-S-sim. Adoro. -Harry falou com dificuldade no início, devido ao empecilho da mão de Matt, mas logo conseguindo, após o mesmo a afrouxar. Ele mantinha os dedos fincados na pia, a usando como apoio para se impulsionar rebolando para trás, sentindo Matt cada vez mais fundo.

Matt deu uma estocada mais forte já sentindo seu membro pulsar, e Harry sentiu seu ponto de prazer, sua próstata ser atingida, ele soltou um gemido rouco que teria sido um gritinho se não tivesse sido abafado pela mão forte do maior, que sorriu, e estocou mais forte enquanto o masturbava. Matt gemia e mordia o lábio que já estava vermelho. Ele entrava e saia com uma força que já havia tomado totalmente o lugar de todo o carinho e preocupação do início.
Harry já estava quase lá, a mão de Matt estava totalmente melada pelo pré gozo dele, e ele havia acabado de descobrir que além de lindo, encantador, e inteligente, Matthew fodia maravilhosamente bem. O asiático soltou algumas palavras desconexas apenas para fazer Matt abandonar sua boca, então finalmente ele pode falar
-Ma-tt..e-eu to...ah matt e to quase... -Ele falava arrastado e gemendo.-
-Aguenta só mais u-um pouco..Va..vamos juntos... -Matt pediu já sôfrego, gemendo, com uma voz totalmente quebrada pelo tesão, pelo prazer-

Matt pediu, e Harry que não era nenhum virgem e podia muito bem se controlar, atendeu. Ele sentia já explodindo de prazer, sentindo tudo ao redor queimar. Matt gemia e Harry rebolava o sentindo dentro, e Matt mais uma vez atingiu seu ponto, o que o fez reboar ainda mais. Sentia o membro do parceiro latejar e sabia que não demoraria muito para levar Matt ao auge. Harry contraiu os músculos de seu ânus, o que prendeu o membro do homem em si enquanto o próprio rebolava forte. Matt foi pego de surpresa e foi a vez dele e sucumbir e gemer enquanto cerrava os olhos e entreabria a boca em prazer. Falou qualquer coisa suja ao ouvido do homem e ele que sempre estava no controle, não se controlou, se rendeu ao asiático, veio todo dentro dele sem nem ter a opção de se controlar, sentindo no mesmo segundo Harry se derramar em jatos fortes na mão dele, e ali entendeu que fora Harry quem tivera a todo tempo no controle, e que aquela porra daquele homem delicioso poderia fazer com ele o que quisesse. Harry o havia levado a uma viagem ao paraíso e ele nem pode recusar, nem se quisesse, então Matt deixou a cabeça pesar e a testa encostar no ombro de Harry, ele virou a cabeça de lado e saiu de vagar de Harry, com todo o cuidado para não o machucar. Já Harry estava exausto, tão suado e ofegante quanto Matt, ele apoiou a cabeça nos ombros do outro. Matt envolveu os braços na cintura do homem e o abraçou, afundou a cabeça no pescoço de Harry e deu alguns beijinhos doces enquanto ambos tentavam controlar as respirações.
 


Notas Finais


É isso ai, espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...