História Side to Side - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~LeeBlue

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Luna, Lutteo, Matteo
Visualizações 226
Palavras 1.098
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura!!!

Capítulo 4 - O Beijo


Fanfic / Fanfiction Side to Side - Capítulo 4 - O Beijo

-Eu não quero, Rafael… me larga. -dizia Luna sonhando- EU JÁ NÃO TE AMO!!- grita ela

 

Tenho que confessar que adorei aquele sonho se calhar ela pensa em terminar com o Rafael. Uma felicidade que fez o meu corpo se arrepiar. Eu saí de lá em direção á parte de fora e vejo que Luna se tinha levantado pois passado algum tempo vi-a na cozinha com um pijama fofo e sexy.

 

Nina P.O.V

 

Estava andando com o Xavi para ver se conseguimos continuar a nossa relação já que nós temos andado muito separados, mas eu só conseguia pensar no miúdo novo, o Gastón ele era lindo…pera...o que eu estou pensando eu tenho namorado… se bem que ele era um deus em pessoa…queria muito conhecê-lo pessoalmente vou ver se consigo o número dele ainda hoje.

 

Valentina P.O.V

 

Fui falar com a galera para irmos dormir mas primeiro fiz um convite:

 

- Eu vim vos convidar para irmos num parque de diversões amanhã pelas 14:00, quem puder digam hoje ainda, para pegar os bilhetes com o dinheiro certo.

 

Logo quase todos se reuniram para ir, eu contei 16 pessoas: Yam, Jim, Delfi, Eu, Nina, Luna, Joana, Matteo, Ramiro, Nico, Pedro, Rafael, Xavi, Lucas, Michael, Gaston. As outras disseram que, infelizmente, não podiam.

 

Fomos todos dormir, pois havia alguns que já não se aguentavam em pé de tão bêbados que estavam e dormiram na cozinha. Tenho muita sorte que os meus pais foram viajar e que o meu irmão já não tem a chave de casa senão tinha castigo durante 40 anos.

 

Luna P.O.V

 

Estava muito calor no quarto já que eram cerca de 10 garotas todas a respirar. Decidi ir apanhar um pouco de ar. Adorei estar lá fora só se ouvia o barulho dos grilos então pus os fones e comecei a ouvir música sentada num banco. Chegou uma música que eu adoro então comecei a cantar, obviamente não cantei alto para não acordar as pessoas todas, mas quem tivesse fora de casa ouvia:

Estoy cerca de alcanzar mi cielo
desafiando la gravedad
nada puede detener este sueño
que es tan real

Sé que no existe el miedo, oh
si no dejo de intentar
la emoción que me mueve
es la fuerza de un huracán

Esto que hay en mi interior
es mágico por que todo puede suceder
y si caigo vuelvo voy yo voy
y vuelvo y voy

Y si no hay vuelta atrás
hay que arriesgarlo todo
bajo mis pies no hay gravedad
sólo hay alas

Nunca hay que dudar
no está prohibido nada
cuando un sueño es real
sólo hay alas

Y no espero más de lo que siento
es un reto para enfrentar
algo quiere despertar
mi destino es tan real

Sé que no existe el miedo, oh
si no dejo de avanzar
la emoción que me mueve
es la fuerza de un huracán

Esto que hay en mi interior
es mágico por que todo puede suceder
y si caigo vuelvo voy yo voy
y vuelvo y voy

Y si no hay vuelta atrás
hay que arriesgarlo todo
bajo mis pies no hay gravedad
sólo hay alas

Nunca hay que dudar
no está prohibido nada
cuando un sueño es real
sólo hay alas

Es real sólo hay alas
Con un puente en mi interior
deslizándome lejos, lejos
es real sólo hay alas
en mi mundo libertad
deslizándome lejos
cada vez más lejos

Y si no hay vuelta atrás
hay que arriesgarlo todo
bajo mis pies no hay gravedad
sólo hay alas

Nunca hay que dudar
no está prohibido nada
cuando un sueño es real
sólo hay alas
hey hey.

 

Matteo P.O.V

 

Não consegui dormir então fui buscar água até que oiço uma voz linda e afinada no exterior da casa. Saí para ver quem era e me deparei com a minha morena, quer dizer “minha” não do Rafael- resmunguei ao pensar no nome dele.

Começei a bater palmas e ela assustou-se o que me fez dar uma risada.

 

Matteo: Calma, eu não mordo- eu digo e ela revira os olhos

 

Luna: Ok…Mas o que fazes aqui?

 

Matteo: Vim nadar- eu minto mas na realidade tenho mesmo vontade de nadar eu reparo na cara de admiração dela e digo- Porquê há algum problema?

 

Luna: Não, só o fato de seres maluco em nadar ás 3 da manhã- ela verifica as horas no celular e dá uma risada nasal

 

Matteo: Fala a pessoa que começa cantar num banco- digo e cruzo os braços fingindo estar chateado e ela ao ver a minha reação dá uma grande risada.

Luna: Ok, ganhaste podes ir para a piscina. Eu vou dormir!- ela diz e eu a puxo fazendo os nossos corpos ficarem colados vejo ela mordendo o lábio e não me aguentei.

Os nossos lábios selaram-se numa forma carinhosa, ambos cedemos ao beijo e as nossas línguas dançaram numa sincronia incrível. Eu agarro na cintura dela e o beijo fica cada vez mais quente, mas ela desfez o beijo correndo até a casa.

 

-Porra Matteo o que fizeste- eu pensei- Afastaste a miúda de vez…-voltei ao quarto e acabei num sono que sabia que ia acabar rapidamente.

 

Luna P.O.V

 

Após aquele beijo eu corri até o banheiro e tranquei-me lá, adorei o beijo mas tenho namorado e amo-o, eu engulo a seco como se estivesse a mentir a meu pai quando digo que vou estudar com as minhas amigas e vou ter com o namorado.

Passado alguns minutos eu saio do banheiro voltando ao quarto quando adormeço começo a ter um sonho:

 

Luna, está descendo as escadas com o vestido de noiva atrás dela está Vale e Nina, seu pai e Mônica estão juntos, até aí tudo bem, o noivo está falando com o padre ela repara na sua barriga e viu que estava grávida, caminha até o noivo que quando mostra a cara vê-se Matteo, o garoto que ela beijou á pouco tempo, muito provavelmente estava grávida de Matteo quando o Padre diz que eles se podem beijar e Luna acorda.

 

Logo agora que o sonho estava ficando bom- eu penso- Luna o que está pensando ficou louca!!?- Eu afasto esses pensamentos e tento pensar em Rafael não consigo pois sempre que penso em algum momento privado com Rafael aparece Matteo. Eu acho que Matteo pensa que eu sou mais uma na lista dele mas não sou, a partir de agora vou ser curta e grossa com ele. Ele já deve até ter esquecido o beijo….

 

“Mal sabe Luna que isso é mentira porque Matteo não consegue pensar em outra coisa sem ser no beijo que teve com Luna”


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem se quiserem que continue!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...