História Siga Bem, Caminhoneiro - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Chaeyoung, J-hope, Jihyo, Mina, V
Tags Bts, Caminhoneiro, Crack Fic, Crack!fic, Mandioca, Michaeng, Twice, Vhope
Visualizações 77
Palavras 319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Lemon, Orange, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


PRESTA ATENÇÃO CARALHO
OLHA A IMAGE DISGRAÇCASAAAAAASAA

Capítulo 4 - JOYCE


Fanfic / Fanfiction Siga Bem, Caminhoneiro - Capítulo 4 - JOYCE

*Chaeyoung P.O.V*

Tínhamos acabado de voltar da gravação de nosso programa. Meu irmão estava apaixonado no caminhoneiro que entrevistamos hoje, ele não parava de falar do “caminhoneiro gostosão”.

Repentinamente, ela apareceu e disse:

–Você ficou sabendo? – Era a Jihyo. – Eu vou participar do concurso de mandioca. E eu vou ganhar.

– Como você tem tanta certeza? Nos meus 18 anos de vida eu ganhei o concurso de mandioca por 42 anos consecutivos.

– Mas eu vou. Minha mandioca tem mais vitamina M que a sua. É melhor que ômega 3.

– A minha é maior, mais grossa e mais viçosa.

– E tem quantos centímetros?

– 3 metros.

– Cachorra. – Jihyo rosnava – Ggrrrr.

– Inveja? – Eu me sentia vitoriosa, até ela pular na minha cabeleireira e puxa-lá como rédeas.

Eu girava, gritava e me jogava no chão mas ela não desgrudava dela.

– SOLTA A JOYCE. – Jihyo não soltava, ela começou a chutar e estapear a pobre Joyce, mas aí Taehyung entrou sambando com seu salto 16, tacou na cabeça da Jihyo e correu. Jihyo caiu no chão como merda, morta.

Joyce voltou para sua casa de carroça pública.

– PIRANHA. – Gritei para o corpo.

Eu tinha um ódio descomunal pela Jihyo. Desde o Sixteen, quando ela roubou o meu lugar, foi a única vez que aquela nojenta conseguiu.

Deixei ela jogada lá no chão e fui ver minha namorada. Era a Mina, famosa dançarina do Faustão.

– Mina, quer ir pro meu concurso de mandioca?

– Eu quero!

– E como você vai?

– Eu vou usar um vestido, com uma blusa aqui amarrada, com a bôta e o meu cabelo solto de prancha.

– Ata. Que horas eu te pego?

– A noite inteira.

– Ata.

Eu, Mina e Tae fomos para casa. Durante o caminho, ouvíamos minha música favorita da Loira Satanista: Digirindo meu carro - Roça Version. Tae odiava essa música, nunca entendi o porquê, era um hino.

Cheguei em casa e me deparei com alguém inesperado.

– PUTA MERDA, TIA TÂNIA!


Notas Finais


Que peripécias a Tia Tânia irá aprontar com essa turminha da pesada? Descubra nos próximos capítulos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...