História Simplesmente Um Anjo - Capítulo 73


Escrita por: ~ e ~Cyene

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Alexy, Ambre, Amor Doce, Armin, Barbara, Castiel, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Lysandre, Marilyn, Melody, Nathaniel, Rosalya, Violette
Visualizações 20
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiie

Capítulo 73 - Retorno


Fanfic / Fanfiction Simplesmente Um Anjo - Capítulo 73 - Retorno

Amanhã será o casamento da Rosa e eu estou vendo ela colocar o vestido pela milésima vez, mesmo com os acontecimentos dessa semana Leigh e Rosa não adiaram o casamento. Aos poucos acabei voltando ao normal mesmo que existissem pequenos flashs sanguinários na minha mente, ver Lysandre daquele estado fez com que eu recobrasse a minha consciência e voltado ao meu estado normal... Acho que nunca irei me perdoar...

- Mary... - Rosa diz. - Eu sei como você se sente... Mas você estava fora de si... - Ela se sentou ao meu lado e me abraçou.

- Eu sei... - Respirei fundo. - Eu sei...

- Sabe, as vezes esse tipo de coisa acontece, coisas que precisamente não temos culpa, mas isso faz parte da vida... Temos que aproveitar o agora... Vá vê - los, além de que não quero os meus padrinhos com discórdia no altar! - Ela sorriu.

- Eu sou a pior amiga do mundo... Hoje deveria ser o seu dia de descanso pro dia mais importante da sua vida e eu estou aqui com essa cara de enterro... Desculpa... 

- Só te desculpo se você for e chegar aqui às 21:00 pra minha despedida de solteiro, espero o Alexy nao contrate nenhum cara pelado pra sair de dentro de um bolo de noiva. - Nós duas sorrimos e pude perceber que pela primeira vez, as coisas parecem normais.

- Faz muito tempo que não o vejo... Com tudo o que estava acontecendo... Nem tive tempo pra isso...

- Pois hoje a noite você reverá a todos, pelo menos as meninas. - Ela diz e sorri novamente,  seu sorriso parece não haver preocupação, mas sei que ela está preocupada.

Após essa conversa, eu peguei o carro da Rosa e fui atrás deles, um de cada vez e quero ser eu mesma novamente, a Marilyn de mais de um ano atrás que estava no colégio e viveu tantas aventuras e amores... Parei em frente a casa do Leigh, que futuramente também será a casa da Rosa, toquei a campainha e percebi que a muito tempo não ia naquele lugar... Estava como antes, não mudou nada...

- Marilyn? - Leigh disse ao me ver  na porta.

- Lysandre está aí? Eu preciso falar com ele... - Respondi, seu rosto parecia confuso talvez por ser cedo demais.

Rosalya não conseguiu dormir direito de tão ansiosa que estava e me fez acordar de madrugada para ver se ela ficava bem no vestido, na verdade, eu já estava acordada.

- Sim... Não foi a Rosa que te mandou aqui pra ver se eu estava organizando algum tipo de evento com strippers na minha casa não é? 

- Não - Eu sorri. - Claro que não, mas eu espero que não esteja. - Ele sorriu também. 

- Lysandre ainda está dormindo... Depois do que aconteceu com ele... Acho que ele precisa descansar bastante pra amanhã... Faço questão de que ele esteja lá amanhã,  nesse dia tão especial pra mim... Mas não sei se será possível... - Suas bochechas ficaram coradas por um tempo.

- Ele estará lá, tenho certeza... 

Rosa disse ao Leigh que Lysandre foi vítima de um fã maluco, o corte não foi tão profundo mas houve uma hemorragia muito intensa e ele poderia ter morrido se minha tia não fizesse nada... Ela não pôde cura - lo por algum motivo que não entendo direito... Mas ela fez os pontos e ele insistiu que não precisava ir ao médico. Me pergunto se Leigh seria tão gentil comigo se soubesse que eu que fiz isso.

- Bom, entre, meu irmão ficará Feliz em vê - la.

Eu entrei e me sentei no sofá, Leigh disse que faria um chá enquanto esperávamos Lysandre acordar, a casa realmente não havia mudado nada. E então ouvi uma voz vinda do quarto do Lysandre.

- Marilyn... - A porta estava fechada, e o som foi bastante abafado.

O segui, meio que impulsivamente, peguei na fria maçaneta da porta e a virei, lá estava ele, deitado na cama, seu rosto parecia suar e seus olhos continuavam fechados, acredito que ele ainda está dormindo. Fechei a porta e me aproximei lentamente antes de sentar na beira da cama.

- Oi... - Passei a mão em seu rosto molhado e vi seus olhos se abrirem, uma lágrima desceu em meu rosto ao pensar na situação em que o fiz passar.

- V-Você é real? - Ele sussura.

- É claro que sim... Eu sinto muito... Sinto muito, Lysandre...

- Está tudo bem... Você está bem não é? 

- Estou... - Ele sorriu levemente.

- Então está tudo realmente bem... - Ele sorriu novamente até gemer de dor e colocar a mão no curativo em sua barriga.

- Eu... Eu posso resolver isso. - Disse, me levantando da cama ainda mantendo os olhos nele.

- Sua tia já tentou... Não deu certo...

- Eu consigo. - Ele me olhou sério. - Eu vou ficar bem.

Fechei os olhos colocando minhas mãos sobre o o curativo, havia uma energia muito forte dentro dele mas não dei muita atenção, respirei fundo, e deixei os meus poderes agirem por um tempo até finalmente abrir os olhos e o olhar.

- Funcionou? - Ele perguntou.

- Eu não sei... Acredito que sim...

Quando tiramos o curativo a ferida havia cicatrizado, ele se levantou.

- Não dói mais. 

Lysandre me abraçou forte e eu retribuí o abraço espontaneamente, era bom abraça - lo outra vez, e agora, sem facadas. 

- Mas... Você está bem? - Lysandre perguntou.

- Sim... Graças ao Castiel... O Castiel... - Eu o soltei e abri novamente a porta. -Eu já volto, tenho que resolver uma coisa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...