História Sit on my face - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Taeyong
Tags Bottom!taeyong, Crossdresser!taeyong, Jaeyong, Lemonadies, Pwp, Top!jaehyun
Visualizações 486
Palavras 901
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIE (⌒▽⌒)☆
Olha só eu aproveitando esse feridão para escrever mais Jaeyong porque Jaeyong é vidinha ❤
Tive a ideia vendo pele milésima vez o clipe Sua Cara da Anitta com a Pabllo Vittar (AMO ESSE MÚSICA GENTE)
Aproveitem :))

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Senta na minha cara.

Taeyong ergueu os olhos onde sua cabeça estava descansada no peito forte de marfim de Jaehyun; e seus bonitos e grandes olhos castanhos se arregalaram.

O q-que?

Sente-se no meu rosto. – Jaehyun repetiu e deu de ombros. – Eu pensei que era muito simples de entender.

O rosado olhou para ele com confusão, um leve rubor tingindo suas bochechas adoráveis.

Tá falando sério?

– Sim. – Jaehyun lambeu os lábios cheios, sorrindo. Ty, essa maldita saia de pregas está me deixando louco, eu só quero te comer com a boca. Vamos, baby.

Taeyong corou mais forte, olhando para a saia curtinha e cor-de-rosa que usava durante todo o dia. Ele não sabia que tinha um efeito tão grande em Jaehyun.

Não! – Taeyong riu, balançando a cabeça. – Eu vou te esmagar, você vai sufocar.

– Não, não vai, baby, vamos. – Jaehyun deslizou as mãos pela parte de trás da saia do rosado, apertando sua bunda. – Por favorzinho, hyung, eu quero provar você.

– Mas eu provavelmente farei barulhos realmente embaraçosos, Jae-ah.

O mais alto sorriu.

– Exatamente.

Taeyong hesitou, olhando para seu namorado e mordendo o lábio inferior enfeitado por gloss.

– Tudo bem. – Ele disse finalmente, balançando a cabeça de fios róseos. – Eu vou fazer isso.

Na segunda vez que as palavras saíram da sua boca, Jaehyun o colocou com um joelho de cada lado sobre seu rosto, puxando-o novamente pelos quadris. Jaehyun murmurou algo sem sentido, deslizando as mãos afoitas sob a saia de preguinhas de Taeyong e brincando com a bainha de sua calcinha de rendinha branca antes de descê-la. Ele amassou a pele macia, cavando as unhas ligeiramente e sorrindo quando Taeyong ofegou.

– Um bumbum tão bonito, todo meu. Eu vou fazer você se sentir tão bem, baby.

Taeyong tomou uma respiração trêmula, movendo-se para mais perto do rosto de Jaehyun, o mesmo agarrou seu quadril estreito com um pouco de força fazendo o rosado gemer baixinho, logo depois empurrou a saia de preguinhas para cima, sem se preocupar em tirá-la, pois era a razão pela qual estavam nessa situação em primeiro lugar.

Ele beijou a coxa interna de Taeyong, chupando fortemente contra a pele perfeita como porcelana fazendo uma marca que mais tarde se tornaria um chupão, e Taeyong gemeu. Ele se contorceu, empurrando seu traseiro para trás, e Jaehyun deu um tapa levemente.

– Seja paciente, princesa. – Ele disse, com a voz rouca.

Ele queria fazer isso o dia todo, e agora era difícil para ele se conter. Ele afastou as bochechas fofas da bunda de Taeyong, e lambeu uma longa faixa sobre a entradinha do rosado. Taeyong engasgou alto, empurrando para trás, e o mais alto o segurou, ele empurrou a língua para dentro do rosado, o preparando um pouco antes de realmente foder ele.

Taeyong era só gemidos e pequenos suspiros, suas costas arqueadas e gemidos saindo livremente de sua boquinha enquanto Jaehyun trabalhava. Ele podia sentir a língua do namorado o penetrando, e aquilo era o céu.

O moreno adorava isso, ele adorava ver Taeyong assim, tão desesperado e necessitado e uma bagunça de gemidos, e ele amava a sensação da bunda do rosado em suas mãos e seu gostinho doce.

– Mmh, caralho, baby. – Ele rosnou, massageando a carne das nádegas e lambendo sua entradinha pulsante, arrancando vários gemidos de Taeyong. – Seu gosto é tão bom, porra.

O rosado estava praticamente cavalgando em seu rosto, rebolando em sua língua molhada, tentando controlar a si mesmo apesar da quantidade de prazer que ele estava sentindo. O mais baixo soltou uma risadinha leve quando Jaehyun bateu no seu traseiro, balançando os quadris.

Daddy. – Ele gemeu manhoso, sua respiração falhando um pouco.

Jaehyun gemeu contra sua bunda, empurrando sua língua mais fundo do que antes.

– Porra, diga de novo.

Taeyong choramingou, contorcendo-se na boca de Jaehyun, o mesmo o segurou ainda, cravando as unhas em suas nádegas carnudas.

– Daddy, por favor, ahm, você me fode tão bem com sua língua. Me sinto tão bem, daddy.

Jaehyun envolveu seus braços em torno do quadril de Taeyong, puxando-o para baixo, o rosto de Jaehyun se enterrando completamente no meio do seu traseiro, devidamente comendo-o.

Taeyong ofegou e depois riu com a mudança, se esfregando lentamente na língua de Jaehyun. O moreno fez um carinho em seu bumbum antes de lhe dar um tapa estalado, fazendo Taeyong ir um pouco para frente e rir ofegante.

– Daddy, eu vou g-gozar. – Taeyong gemeu, estremecendo, num conflito entre se afastar do prazer ou se render a ele.

– Goze princesa, goze apenas da minha língua estar fodendo sua bunda. – Taeyong gemeu alto, e ele não havia nem tocado no seu pau, agora branco de gozo junto com sua saia e barriga.

Ele levantou de cima do rosto do seu namorado, pegando uma das camisetas pretas de Jaehyun que estava no chão e enxugando-se, rindo com os protestos do moreno.

– Mmh. – Jaehyun gemeu, lambendo seus lábios e sorrindo. – Você tem um gosto tão delicioso, Ty. Quer provar?

Taeyong encolheu os ombros, sorrindo e beijando Jaehyun com força. Jaehyun gemeu durante o beijo, suas línguas chocando e o gosto de Taeyong compartilhado entre suas bocas.

– Boa princesa. – Ele murmurou, beijando o rosado no nariz que soltou uma risadinha. – Agora use essa boquinha e ajude o seu daddy a se aliviar, hm.

Taeyong concordou com um sorrisinho malicioso nos lábios de gloss e não demorou para estar de quatro sobre a cama com o pau de Jaehyun fodendo sua garganta.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. tchauzinho (๑・ω-)~♥”


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...