História SLAVE TO LOVE - Capítulo 12


Escrita por: ~

Visualizações 28
Palavras 885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii 😉
Autora inspirada 😚😚😚😚

Capítulo 12 - A hora da verdade


Fanfic / Fanfiction SLAVE TO LOVE - Capítulo 12 - A hora da verdade

A hora da verdade 

 

 

CHRIS

 

Meu Deus do céu !!!

E agora o que vou fazer ?! 

Mariane quer me conhecer e o pior é que pego de surpresa, não consegui me desvencilhar da situação, inventar algum pretexto. 

E estúpido, ainda sugerido dia seguinte !!!

Puta merda !!!

Eu sabia que essa hora ia chegar, mas não estava preparado para ela.

Idiota. 

Ela vai se sentir ludibriada e vai me odiar !!!

E essa com certeza, vai ser a pior coisa que pode me acontecer. Porém, como  vou mudar os fatos ?

Nesses três meses, eu tentei conversar com ela, mas os as coisas acabavam sempre se encaminhando para outros assuntos e nunca surgiu o momento adequado. 

Preciso de ajuda ... Julian !!! Vou ligar para ele. 

De fora da situação e pragmático como é, vai me aconselhar de maneira correta. 

É isso. 

O que eu não posso é perder a Mari, sem ter tido a chance de lutar por ela.

 

 

COLIN 

 

Após mais um final de semana e o começo de semana sem graça, decidi chamar Maya para sair, em uma última tentativa 

O que de pior pode acontecer ?

Até porque o não, eu já tenho. 

Bati à porta da sala dela e esperei que ela me desse permissão para entrar. Assim que o fez, abri a porta e me encostei ao batente. Será mais fácil para sair, assim que ela me rejeitar. 

Sorri sem humor. 

Ela estava estudando um relatório e demorou alguns segundos para levantar a cabeça e me encarar. 

- Oi. Atrapalho ?- perguntei com um sorriso. 

- Oi, Colin. De forma alguma, entre. – retribuiu o sorriso e meu coração disparou. 

Que poder essa mulher tem sobre mim !!!

- Ah, não ... quero só te fazer um convite. – percebi o olhar dela se tornar sério – Quer sair para jantar comigo hoje? 

Ela se levantou e se aproximou de mim.

- Colin ...

- Olha, tudo bem. – disse rápido para evitar uma humilhação maior – Deixa pra lá, eu ...

- Colin !!! Sim.- me interrompeu, tocando meu braço levemente. 

- Sim ? O quê ?- questionei atordoado. 

- Sim, eu quero sair para jantar com você. – seu sorriso tomava o rosto todo.

- Ah, sim. – disse enrubescendo – Passo para te pegar às 20h, ok ?

- Ok.

Saí o mais rápido que pude, com medo que ela mudasse de ideia ao ver o quão idiota fui.

Ok universo, espero que isso não seja uma brincadeira de mal gosto !!!

De volta ao meu escritório, tratei eu mesmo de fazer a reserva em um badalado restaurante especializado em massas, comida preferida dela. Quero que tudo seja perfeito, preciso aproveitar essa chance que a vida está me dando. 

Vou mostrar à Maya que posso ser o companheiro que ela precisa. 

 

 

QUINTERO

 

Cansado. 

É assim que me sinto quando olho ao meu redor e me vejo cercado por esses imbecis. Até mesmo meu sobrinho Pablo, que deveria herdar o comando dos negócios, é idiota. 

Isso se não for, o mais idiota de todos eles !!!

O único que me traz alento é Julian. Pena que não é da família, não tem meu sangue. 

Todavia, aposto que se meu filho Estevan estivesse vivo, seria como ele. Altivo, inteligente e pragmático. 

Focado nos negócios e sem medo de sujar as mãos, para o bem da organização.

Confesso que quando ele apareceu, desconfiei do rapaz que teve que fugir do seu próprio país, jurado de morte por uma quadrilha de apostadores de jogos. Contudo, as pesquisas feitas pelo meu pessoal, mostraram que ele realmente teve a ousadia de roubar algumas centenas de libras, de um dos maiores apostadores do Reino Unido. 

Fora a ficha de pequenas contravenções que ele tinha desde adolescente, que foram piorando com a idade.

Julian conquistou minha confiança e meu afeto.

A único usa que me faz teme-lo em determinados momentos, é a frieza ou crueldade, que vejo em seus olhos em certos momentos. É como se ele desligasse a humanidade que há nele e passasse a agir como uma máquina, feita para conseguir o que deseja a qualquer custo. 

E Pablo não sabe lidar com esse lado de Julian. Afinal, não há nada que o prenda, nenhum familiar, nada que sirva de freio para sua ambição desmedida. Portanto, se meu sobrinho se tornar um empecilho, ele será esmagado sem pestanejar. 

Assim, como qualquer pessoa que se interpuser no seu caminho. 

Sendo assim, rezo para que Pablo aprenda o mais rápido possível, como ser e agir como um verdadeiro homem de negócios. E assim, possa tomar o comando da organização de verdade, sem que eu tenha que entrar em guerra com o meu irmão. 

Juarez não percebe que Pablo é diferente. Nunca percebeu e exige que o filho, na ausência do meu Estevan, assuma a organização. Porém, Pablo não tem o sangue -frio necessário para realizar determinadas coisas e acaba criando problemas e dando prejuízos. 

E como posso entregar um negócio de milhões de dólares, nas mãos de um fracote, que está sempre se metendo em confusão ?!

Aliás, às quais eu e Julian, desde que começou a trabalhar para mim, temos desfeito ou tentado consertar.

 Depois da implantação desse novo local de entrega de mercadoria, sob o comando de Julian, vou me aposentar e aproveitar o que me resta de tempo. 

 

 


Notas Finais


Beijos de luz 💋💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...