História Só uma garota inocente - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Bruxa de Blair, A Garota da Capa Vermelha, A Hospedeira, Among the Sleep, Corpse Party, Fran Bow, Jeff The Killer, Lucius, Slender (Slender Man)
Personagens Jeff, Lucius, Mr. Midnight, Personagens Originais
Tags Pessoas Boas Nesse Mundo
Visualizações 9
Palavras 535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6


Acordo num hospital estranho e sento na cama, era todo branco parecendo uma ala psiquiátrica dos manicômios, um médico entra com uma prancheta nas mãos.

- Boa noite senhorita, está se sentindo bem ? - ele pergunta abrindo um sorriso.

Confirmo com a cabeça olhando em volta.

- Vou lhe fazer algumas perguntas, ok ?

- Tá - respondo.

- Qual é o seu nome ?

- Maxine Lost - digo.

- Idade ?

- 14 anos.

- Data de nascimento ? - ele anota tudo que eu falo.

- 31/10/2003 - digo.

- Tipo sanguíneo ?

- Pra quê ?

- Você chegou aqui com um ferimento aberto saindo para sangue e perdeu muito - ele escreve algo.

- Eu não me lembro disso.

- Sério ?

- Sim.

- Onde você mora ? - ele senta na cadeira ao lado da cama.

- … - não respondo olhando para a janela vendo a noite e a lua cheia no céu.

- Você tem alguém ? - ele pega o meu braço que não está engessado.

Olho para ele que abre um sorriso mas solto meu braço.

- Moro em um orfanato.

- Você órfã, sinto muito, Maxine - ele levanta.

- …

Ele sai do quarto fechando a porta e levanto ao mesmo tempo, olho pela janela da porta e vejo que tem muitos enfermeiros e médicos passando.

* É melhor esperar.

Volto para cama e o mesmo médico entra.

- Oi Maxine, eu tenho uma notícia para lhe dar.

- Qual ? Vão me dar alta ?

- Não, você ainda não está bem, por conta do braço - nem tinha me lembrado do ferimento e agora que ele diz começo a sentir dor. - Você está grávida.

- Sério ? - digo.

- Sim, seu teste de gravidez deu positivo.

Respiro fundo e ele sai do quarto.

* Eu já sabia…

---------------------------

- Onde ela está ?! - ouço uma voz familiar gritar no corredor.

- Ela está descansando no quarto, não pode vê-la - reconheço a voz do médico.

- Ela é minha sobrinha, tenho que vê-la !

* Tia Miranda !

Tia Miranda é a única no mundo que se importa comigo, mas ela foi viajar com o marido e seu filho pequeno de cinco anos.

Sinto falta dela…

Ela entra no quarto super feliz ao me ver e me abraça com força.

- Ah, minha garota - ela disse passando a mão nos meus cabelos curtos e negros.

- Senti sua falta, tia - digo quase chorando e quando ela para de me abraçar vejo que já está chorando.

- Calma tia.

- Maxine, o que fizeram com você ? - disse.

- Nada tia.

- Soube que está grávida, é verdade ?

- Sim…

- Quem é o pai ? - disse alegre.

- Jason, mas eu fui estuprada - logo ela tira o sorriso do rosto.

- Oh. Você não está pensando em aborta-lo, está ?

- Sim.

- Não Maxine, você gosta de crianças, por que tirar a vida de uma ? - disse limpando as lágrimas.

- Eu sei - respiro fundo. - Tudo bem, vou cuidar dele ou dela - toco a minha barriga.

- Ótimo, quando vão dar alta nela ? - pergunta para o médico.

- Dois dias.

- Ótimo, agora tenho que ir, amanhã seu tio e seu primo vão te ver, ok ? - ela se levanta.

- Ok.

Ela sai do quarto e me viro na cama, respiro fundo e durmo pelo cansaço.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...