História Sobrinha - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Pattie Mallette
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette
Tags Blanche Mq Bieber, Indecisa, Romance, Traição
Visualizações 47
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa LEITURAAA a !!

Capítulo 5 - Me prove que não quer!


Fanfic / Fanfiction Sobrinha - Capítulo 5 - Me prove que não quer!

Eu tenho medo de que eu goste

E enlouqueça- Shakira ( Perro Fiel)

 

_ Justin, Justin, Justin... É assim que você trata a sua sobrinha? Bom saber disso._ Jaxon diz encostado na parede balançando cabeça com braços cruzados, me encarando, não tenho culpa de ter uma sobrinha gostosa que mexe comigo de uma forma estranha._ Blanche... Ah, que tal você ir se arrumar enquanto eu converso com o meu irmão, hum? _ Ele diz olhando para Mag, eu sei esse olhar, ele também pensa a mesma coisa que eu, pelo visto não somos tão diferentes.

_ Maninho... O que faz aqui._ Digo pegando maçã e mordendo, fico de frente pra ele. 

As vezes não entendo por que o meu próprio irmão me odeia tanto, ah me lembrei, dormir com a única namorada que ele se importou, não tenho culpa se todas as mulheres me querem, não posso negar o que elas querem, não é verdade? 

_ Blanche está de saco cheio de você. _ Ele diz se aproximando de mim, se ele pensa que me assusta, está muito enganado. 

Ele pode ser todo esse rapaz playboyzinho, mas eu sou bem melhor que ele e sempre vou ser, ele até pode tentar me superar, mas nós dois sabemos que eu sempre vou ser melhor em tudo.

_ Por que você não desisti Jaxon, nós sabemos que você nunca vai me superar._ Digo sorrindo sem mostrar os dentes.

_ E por que você não coloca nessa sua cabecinha de velho que eu não quero ser melhor que você, isso não é um jogo de quem ganha e perdi Justin... Sabe, eu só queria o meu irmão de antes de volta em vez desse babaca!?_ Jaxon abaixando olhar me fazendo rir.

_ Aí aí, mas uma vez você tentando fazer a mesma coisa de sempre e porque você não coloca nessa cabecinha sem cérebro que eu nunca vou ser o mesmo  de antes? Hum?_ Digo batendo em sua cabeça, saindo dali, antes que ele venha com papinho de sempre, falando que eu deveria voltar ser como  antes, as coisas nunca são como antes, por mais que eu tente ser como antes, sempre vai ter uma coisinha fora do lugar e eu não estou afim de colocar no mesmo lugar!?

Vou até a minha casa, me deito e fico encarando o teto. Depois de alguns minutos refletindo as coisas, resolvo corrigir o trabalho dos alunos, eu posso até ser mulherengo, mas sei das minhas responsabilidades, por mais que eu não goste delas.

_ Justin?_ Blanche bati na porta, sinto que ela vai ser o meu pior pecado, eu estou tentando evitar o máximo ela, é impossível evitar-la quando ela não sai do meu pé.

_ Que é Blanche?_ Digo revirando os olhos._ Entra._ Ela abri a porta sorrindo.

_ Quero a sua opinião como está o vestido?_ Ela diz virando o corpo, ela estava com vestido preto totalmente colado e um salto preto, o vestido deixou a sua bunda mais visível.

_ Ué? Nada de mais._ Tento disfarçar que ela está gostosa.

_ Eu sei o que você quis dizer com “ Você é o meu problema”._Ela diz  sussurrando no meu ouvido, passando mão no meu ombro, desce de leve as mãos pela minha barriga e finalmente sinto sua não no meu pau, ela aperta de leve e morde o nódulo da minha orelha  me fazendo arrepiar e fechar os olhos com os movimentos de sua mão sob o meu pau._ Deveria pensar antes de falar as coisas para mim titio._Ela diz fazendo carinha de anjinho e sai correndo do quarto. Não posso ter ficado duro com simples toque dela, você só deve ter ficado doido Justin penso comigo mesmo 

Depois desse acontecimento resolvo passar água no corpo pra ver se a minha situação melhora. Como já estava anoitecendo, faço lanche e vou dormir, pois toda sexta-feira não saio de casa, mas sábado para domingo viro a noite.

[•••]

Acordo com meu celular tocando, quando pego para desligar vejo que é Blanche então resolvo atender.

Ligação On

_ Quer o que essa hora Mag._ Digo sonolento e com raiva.

_ Eu não sei onde que estou, tem um garoto estranho do meu lado, será que tem como me buscar?_ Se eu descobrir quem é esse garoto estranho, mato com as minhas próprias mãos.

_ Mando a sua localização e você vai pagar por ter me acordado._ Desligo em sua cara.

Ligação Off.

Levanto, faço o higiene matinal, passo água no corpo.   E vou buscar Blanche. Demora um pouco até eu chegar nela, vejo ela sentada na calçada, paro o carro e ela entra.

_ Oi._ Ela diz sorrindo, não retribuo o sorriso, talvez eu esteja um pouco puto por ela ter dormido com qualquer idiota. _ O que foi?_ Ela diz tocando o meu ombro, não a olho, apenas ignoro _ Pode me levar para comer algo?_ Nego com a cabeça.

Depois que chegamos em casa, começo a preparar o nosso lanche, enquanto ela toma o seu banho.

_ Tem remédio para dor de cabeça?._ Mag diz sentando no balcão.

_ Café._ Lhe entrego café e ela toma.

_ Obrigada. _ Ela diz me olhando e sorrindo, apenas ergo sobrancelha tentando entender por que ela está sorrindo para mim._ Para de me olhar assim Justin, você está estranho._ Por que será que estou estranho? Por que será? Não sei!

_ Qualquer coisa estarei no quarto, possivelmente dormindo então não inventa de ir pra lá._ Digo pegando café e saindo de perto dela, antes que eu comece fazer  algo que irei me arrepender.

 

POV Blanche Bieber.

Eu estava tentando não demonstrar que eu queria a mesma coisa que ele, porque sei que é errado transar com seu próprio tio e tenho certeza que ele também pensa a mesma coisa. Termino de tomar café e volto para o quarto. Mas eu não tinha nada para fazer, então vou até o quarto do Justin, lá tem coisas bem mais legais do que ficar no quarto. Quando chego, abro devagar a porta, dei graças a Deus que ele deixou aberta. Entro e ele estava dormindo feito anjo, me deito ao seu lado com cuidado para não acorda-la, fico de frente para ele.

_ Não podemos fazer o que nos queremos fazer, porque sabendo que é errado... Mas não entendo porque você tinha que nascer lindo além de gostoso, não poderia ser uma ou outra? Porque eu não sei por quanto tempo irei aguentar a não te tocar e vai ser toda sua culpa._ Digo passando a mão no seu lábio, querendo acordar ele.

_ E o que nos queremos?_ Ele diz abrindo os olhos me assustando, ele abri sorriso ao ver que levei susto.

_ Não acredito que me enganou Justin!_ Lhe dou tapa. 

_ Me diz o que você quer e o que eu quero?_ Ele diz aproximando o seu rosto do meu.

_ Eu não quero nada, não sei você._ Digo querendo desmentir o que tinha falado anteriormente, sei que ele ouviu tudo, então resolvi fazer algo inesperado por mim. 

Coloco o meu corpo em cima do seu sentando em cima do seu pau.

_ Nós queremos isso _Digo rebolando em cima do seu pau,  Justin fecha os olhos, me fazendo rir ao sentir que o seu amigo logo deu sinal. Justin aperta a minha bunda fazendo a minha intimidade ter mais contado com o seu pau.

_ E tem certeza que eu quero?_ Não tenho mais duvidas agora que estou sentindo o seu amigo dar sinal de vida, penso. Ele virá de posição me deixando por baixo.

_ Me prove que não quer!_ Digo sorrindo.


Notas Finais


Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...