História Something to Hold On - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtansonyeondan, Beyondthescene, Got7, Jaebamyeom, Jikook, Jjproject, Kookmin, Markson, Namjin, Nerdjin, Punknamjoon, Sope, Sugahope, Taegi, Taehope, Taeyoonseok, Vhope, Yoonseok
Visualizações 62
Palavras 4.596
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeonghaseyo 😸

Consegui \o/ Eu falei que poderia demorar mais vou atualizar ;u;
Esse Cap fico mais longo do que eu esperava °u°
Espero que gostem 😜

Boa leitura 📖

Capítulo 10 - Amor Perfeito


Fanfic / Fanfiction Something to Hold On - Capítulo 10 - Amor Perfeito

Amor-Perfeito (Viola Tricolor)

A flor Amor-perfeito significa amor romântico e duradouro. As combinações de três cores que surge nas delicadas flores é a razão para também ser designada por "Erva-da-trindade", uma referência à Santíssima Trindade. É uma delicada flor de origem europeia que atinge no máximo 15 cm de altura. O fato de ser redonda e achatada faz com que muitas vezes seja uma flor que se parece com uma face humana.

O Amor-perfeito é símbolo da glorificação do trabalho. Na mitologia grega é dedicada a Atena (Minerva), deusa da estratégia militar, da sabedoria e das artes.

Em francês, o nome da flor é "Pensée", termo que significa "pensamento" e os amantes davam estar flor como presente antes de se ausentarem durante tempo indefinido, como garantia de que o seu amor nunca cairia no esquecimento. As aveludadas flores estão associadas à reflexão, ao pensamento e às recordações amorosas.

Em muitas ocasiões é oferecida por aqueles que pretendem transmitir a mensagem de um amor que nunca será esquecido. Um amor poderoso, cujas lembranças permanecerão no pensamento.

O Amor-perfeito está associado ao amor de mãe. Para o Dia das Mães é a mensagem simbólica de um amor que não se acaba. É infinito.

As variadas cores tornam essas flores especiais. As singulares combinações de cores variam entre amarelo, branco, laranja, marrom, vermelho e outros tons diversos que vão do azul ao roxo muito escuro.

De origem europeia e de nome botânico "Viola tricolor", o Amor-perfeito é uma planta rasteira e selvagem que tem preferência por climas mais frios. Na época mais quente do ano as flores perdem o vigor.

 

_____________________________________

 

 

POV Namjoon

 

Eu já estou observando Seokjin dormir a alguns bons minutos, vinte eu acho, na verdade não sei ao certo quanto tempo se passou até porque me perdi observando seus lábios cheinhos entreabertos, sua franja que estava caindo sobre os olhos fazendo com que meus dedos formigassem na vontade de arrumá-la e sentir a maciez do seu cabelo sob meus dedos novamente. Outra coisa que me prendeu foi o jeito que seu peitoral subia e descia em uma respiração calma e relaxada que se mistura ao som dos aparelhos presentes no quarto, velar o sono de Seokjin se mostrou um obstáculo para minha sanidade.

Devo admitir que nesse momento tudo o que eu enxergo é ele, e apenas ele, deve soar clichê, mas não deixa de ser verdade, tudo que eu vejo a sua volta são borrões, enquanto ele continua nitidamente ali dormindo tranquilamente.

Desde o momento que esse garoto esbarrou em mim eu fico cada vez mais intrigado e com vontade de saber mais sobre ele e suas peculiares flores, de algum modo ele prende minha curiosidade e atenção, faz com que eu queira que ele se aproxime e faz com que eu queira me aproximar também e isso me deixa um pouco apreensivo, mas ao mesmo tempo me empolga saber que mesmo depois do universo ter pegado o meu coração e dançado o ragatanga em cima dele eu ainda consigo sentir confiança e segurança em alguém além de Jungkook e minha mãe, e não me pergunte como eu sei o que é o ragatanga.

-Joonie? O que você ainda está fazendo aqui? Já deve ser tarde, cadê o Suga? –Jin falava me fazendo perceber que eu estava divagando mentalmente de novo enquanto o encarava, coro levemente enquanto ele se arrumava na poltrona simples que estava deitado enquanto coçava os olhos e se espreguiçava para espantar o sono, ação essa que eu achei muito adorável.

-Taehyung e Hoseok ainda estão com o seu irmão em sua casa, mas, se não me engano daqui a pouco eles voltam e você poder ir para casa descansar decentemente e se alimentar corretamente também, eu e Kookie ainda iremos com você, já avisamos a nossa Omma e eu passei mais cedo em casa e peguei algumas mudas de roupas para eu e ele. E o Kookie foi ao banheiro, ele já deve estar voltando a proposito. –Falo em um tom calmo me aproximando de Jin e me agachando olhando para sua carinha amassada de sono, fofo.  –Você está se sentindo melhor? –Olho de relance para o relógio que estava pregado de mau jeito na parede do quarto e vejo que já são uma e meia da manhã, Taehyung disse que voltaria com Suga às uma e trinta e cinco, faltavam apenas cinco minutos para os três chegarem e ser à vez de Seokjin ir descansar, os três tinham ido umas seis e meia da tarde, Tae disse que 7 horas seriam o suficiente para Suga tomar banho, comer e descansar, Yoongi aceitou sem protestar.

-Eu já disse que vocês não precisam ir comigo, eu vou ficar bem, você e o Kookie tem que descansar para ir para aula, já nos ajudaram o suficiente Joonie. –Jin esboça um sorriso gentil e eu rio anasalado bagunçando seus cabelos carinhosamente.

-Nós vamos sim, Jungkook disse que quer ficar com você por enquanto, e nós nos preocupamos com você e queremos te ajudar nesse momento delicado. –Vejo suas bochechas ruborizarem levemente o que me faz sorrir minimamente antes de continuar– Além do mais, você é um teimoso de primeira, se fosse sozinho não iria descansar de modo apropriado, posso te conhecer a pouco tempo, mas já percebi essa sua teimosia Senhor Kim Seokjin –Deixo um riso escapar diante do seu olhar de indignação e do bico que se formou em seus lábios, ele simplesmente fica adorável assim, ainda mais com as bochechas vermelhinhas.

-Eu não sou teimoso! Só estou preocupado com o meu Appa oras! –Cruza os braços aumentando o bico em seus lábios me fazendo rir um pouco mais –Aliás, ele acordou em algum momento? –Pergunta mudando a expressão para uma mais muxoxa e triste, suspirei vendo sua expressão entristecida, se eu pudesse fazer alguma coisa para ajudar seu pai e tirar essa expressão muxoxa dele eu faria sem pensar duas vezes.

-Eu lhe disse que se ele acordasse, eu te chamaria, mas infelizmente isso ainda não aconteceu... –O vejo abaixar o olhar para o chão enquanto continua com aquela expressão entristecida e isso me incomodou um pouco, então vasculho minha mente a procura demais alguma coisa que aconteceu durante seu sono, até que me lembro de uma pequena coisa... -Mas ele ficou murmurando algumas coisas que não pude distinguir com clareza, exceto por duas coisas, que foram o seu nome e o de Yoongi.

-Isso deve ser bom não? Pode ser que ele acorde logo então. –Fala baixinho enquanto seu rosto adquire uma expressão mais alegre e isso me faz suspirar um pouco aliviado enquanto ele me olhava com um pequeno sorriso, nesse momento confesso que me perdi em seu olhar e que provavelmente teria feito algo mais não fosse o som da porta se abrindo, isso foi à brecha para eu desviar meu olhar do dele e olhar para a porta e vendo Kookie acompanhado juntamente de Tae, Hope e Suga entrando e sorrindo quando olha para Seokjin, me levanto arrumando minha postura ficando do lado da poltrona e Jin também se levanta em seguida fazendo uma pequena careta, provavelmente de desconforto por causa da posição que estava dormindo.

-Jin-Hyung! Você acordou, está se sentindo melhor?- Jungkook caminha animadamente até Jin o abraçando enquanto este sorria carinhosamente e retribuía o abraço afagando seus cabelos, percebi no instante que Jungkook abriu a porta que suas bochechas estão levemente rosadas, provavelmente por causa de sua timidez e também o fato de ainda ficar acanhado na presença de Tae, Hope e Suga, mas espero que ele se acostume, eles parecem ser pessoas legais.

-Eu estou me sentindo melhor sim Gukkie, obrigado. –Jungkook se afasta dando seu melhor sorriso de coelho ”Parece que Kookie arranjou mais um irmão para cuidar dele” penso deixando um sorriso mínimo escapar quando Kook se afasta de Jin e vem até meu lado abraçando meu braço devido a sua timidez, talvez demore um pouquinho mais do que pensei pra ele se habituar aos três afinal.

 

 

POV Jin

 

 

Rio anasalado do jeitinho tímido de Jungkook, mas que garotinho fofo, vontade de querer colocar ele em um potinho não me falta.

-Está me trocando na cara dura mesmo Seokjin? Nossa, que consideração em. – Desvio meu olhar de Kook para Suga que está junto de Tae e Hobi, estes que alias estão quase grudados em Yoongi, rio anasalado da sua cara emburrada juntamente com os braços cruzados, nem parecia que ele que era o irmão mais velho.

-Para de drama Suga você sempre vai ser meu irmão mais velho acido e rabugento que eu amo. - Sorrio e ele revira os olhos rindo baixinho vindo até mim e bagunçando meus cabelos em um ato carinhoso que me faz rir.

-Seu pirralho ingrato, descansou um pouco? Você está mais pálido, esta na hora de ir para casa comer algo descente e descansar em um lugar confortável, só quero ver sua cara aqui às nove da manhã me ouviu?–Ele fala deixando a preocupação transparecer, mesmo Yoongi sendo meio ácido e duro às vezes, ele não consegue esconder sua preocupação comigo e com o Appa, eu acho isso fofo.

-Mas Yoonie eu quero estar aqui quando o Appa acordar!- Falo fazendo birra, eu não quero ir para casa e deixar ele aqui sozinho, mesmo que provavelmente ele não vá ficar sozinho porque Hoseok e Tae provavelmente não vão embora e irão ficar aqui até amanhã com ele, mas esse não é o ponto, o ponto é que eu não quero ir para casa e ficar longe do Appa, e se alguma coisa acontecer enquanto eu estiver em casa? Eu quero estar aqui com ele.

-Jinnie... - Yoongi suspira e me abraça carinhosamente, retribuo o abraço envolvendo meus braços em volta do seu abdômen escondendo o rosto no seu ombro sentindo uma vontadezinha de chorar aparecer, mas a seguro fechando os olhos escutando sua fala baixinha.

-Eu sei que estamos em um momento delicado e que você está preocupado com o Appa e comigo, mas você tem que pensar em você também, você está mais pálido que o normal e tenho certeza que está morrendo de cansaço, essa poltrona é um péssimo lugar para dormir, me escute e vá para casa e só volte amanhã quando estiver melhor, se algo acontecer com o Appa eu, Tae ou Hobi iremos ligar para você okay. Você não pode ficar doente agora, já basta o Appa, então vá okay. Namjoon e Jungkook estarão com você, você não vai ficar sozinho, se tiver algum pesadelo e quiser me ligar você pode também, sei que Appa vai entender caso acorde e não veja você aqui, ele também se preocupa com você e quer o seu bem. –O aperto enquanto ele afaga meus cabelos me apertando um pouco mais, algumas flores caíram de meu cabelo, mas eu nem liguei.

-Tá bom Yoonie, mas, por favor, se acontecer qualquer coisa você tem que ligar na hora tá bom, e amanhã eu vou trazer um pouco de sopa para o Appa, eu sei que ele é meio teimoso pra comer a comida do hospital. - Suga deixa um riso baixinho escapar e isso me faz sorrir um pouquinho, me afasto um pouco e beijo sua testa carinhosamente o olhando aumentando meu sorriso. –Obrigado Yoonie, eu vou tentar descansar, e você também, não fica se preocupando o tempo todo, tudo vai melhorar, eu espero. –Sussurro a ultima parte enquanto me afasto de Yoongi, mas acho que ele acabou escutando, pois o escutei rir.

-Pode deixar Omma, agora vai, anda antes que eu te chute desse quarto, ah quase me esqueci, vocês irão com o meu carro, Namjoon disse que sabe dirigir, aliás... – Suga olha para Namjoon com um olhar estranho a meu ver. –Cuide bem do meu irmão, se algo acontecer com ele eu vou te esganar. –Namjoon só fala um “tudo bem” em tom baixo. –Ah outra coisa, seu irmão pode ficar no meu quarto se ele quiser, a cama é bem espaçosa.

-Ya! Suga para de ameaçar o Namjoon, vai ficar tudo bem, e vê se toma cuidado com esses dois ai.. - Falo apontando pra Hope e Tae que arquearam as sobrancelhas me olhando. – Eles podem parecer anjos, mas Lucífer também já foi um. –Rio com a cara de falsa indignação dos dois, enquanto Yoongi olhava dos dois para mim com cara de interrogação, é incrível como é lerdo pra essas coisas.

-Nossa Seokjin, assim você nos magoa estamos aqui só pra ajudar você e o Yoongie-hyung. –Tae fala fazendo bico e eu reviro os olhos rindo, como se essa carinha inocente dele me enganasse, conheço essa peça há muito tempo.

-Isso mesmo Jin, nós só queremos ajudar a seu irmão, não vamos rouba-lo de você. –Hobi fala sorrindo enquanto Tae passava o braço pela cintura dele o abraçando de lado.

-Uhum, sei qual é a de vocês. –Rio e me virando para Namjoon e Kook, alias Jungkook estava com uma mochila do Iron Man nas costas, eu nem tinha reparado nisso, deve ser aonde as roupas dos dois são e essa mochila deve ser do Kook, Namjoon não me parece do tipo que gosta de um super-herói nesse nível. –Podemos ir se quiserem...

-Vamos então, você tem que descansar Sr. Cabeça Dura. –Namjoon fala me olhando com um sorrisinho antes de se dirigir para a porta do quarto e a abrir saindo acompanhado do Kookie.

-Fecha a boca antes que comece a babar. –Tae fala em tom provocativo, e eu bato no seu braço o fazendo rir, bobão.

-Jin, aqui a chave do carro, Namjoon se esqueceu de pegar, agora tchau. –Ele me da à chave e um breve abraço antes de literalmente me empurrar pra fora do quarto hospitalar falando que não queria ver a minha cara antes das nove da manhã.

Simplesmente rio do seu jeito “carinhoso” e me dirijo até Namjoon que estava perto da porta do quarto junto com Kookie que aparentemente estava com sono, pois estava esfregando os olhinhos e bocejando, “ai mais que eu ainda morro com o tamanho da fofura desse garoto” me aproximo deles e cutuco Namjoon lhe estendendo a chave em seguida.

-Ah, sabia que tinha esquecido algo, obrigado Jin. –Ele sorri minimamente e pega a chave começando a caminhar para o estacionamento acompanhado de Kookie e eu fui atrás deles, parando pra reparar agora, olhando os dois assim de costas e até fofo, porque as roupas do Jungkook são fofas e lhe dão um ar infantil e adorável e a mochila do Iron Man em suas costas realçava esse ar infantil, enquanto as roupas do Namjoon são todas pretas e dão a ele um ar misterioso, esses dois de algum modo estranho realmente combinam.

 

 

_____________________________________

 

 

POV Namjoon

 

 

Estou dirigindo há uns 5 minutos, e nesses 5 minutos o retrovisor interno me pareceu uma das coisas mais interessantes de sempre, até porque, ter a visão de Seokjin cantar baixinho enquanto fazia carinho nos cabelos de Kook enquanto ele estava deitado em seu colo era uma cena e tanto, e sua voz... Como posso explicar? Ele tem uma voz tão suave, que se eu não soubesse que ele é o dono, diria que essa voz pertence a um anjo.

Vendo os dois assim me fez lembrar a época antes do meu Appa sumir, me lembro de que era tudo tão alegre e animado, nossa Omma ficava conosco praticamente o dia inteiro, porém agora nem tempo pra tomar café da manhã conosco ela tem direito, suspiro voltando minha atenção para a estrada, ainda faltavam mais uns cinco minutos até a casa de Jin, eu sabia aonde era, pois o acompanhei da ultima vez e ainda lembro-me onde é.

-Está tudo bem Namjoon?- Escuto a voz baixa quase beirando ao sussurro de Seokjin, olho para o espelho retrovisor e percebo que seus olhos estavam travados em mim com um semblante preocupado.

-Está sim Seokjin, só estava divagando sobre algumas coisas, não precisa se preocupar. –Paro no sinal vermelho e olho para trás rapidamente tendo a visão de Kookie dormindo com a cabeça no colo dele enquanto o mesmo ainda cardava os dedos entre os cabelos dele. –Parece que ele realmente gostou de você. -Falo deixando um pequeno sorriso escapar voltando a olhar para o sinal e percebendo que o mesmo já abriu, acelero antes que algum carro comece a buzinar, continuo a dirigir tentando manter meu foco somente na rua, mesmo que Seokjin me fizesse desviar meu olhar por alguns míseros segundos para a parte traseira do carro.

-Isso é bom, Kook é um garoto adorável e muito gentil, tenho certeza de que se não fosse sua timidez teria muitos amigos. - Ele falou mantendo a voz baixa e eu podia sentir seu carinho por ele sendo transmitido pelo seu tom baixo, e pude identificar o mesmo carinho que a Omma tem com Kook quando ela está em casa, parando para pensar agora, Seokjin age como se realmente fosse uma Omma, pode não ser proposital, mas não deixa de ser verdade, não que eu ache ruim, na verdade acho adorável de certo modo.

-Isso é verdade, mas ele de certo modo adquiriu certo receio de se aproximar dos outros por causa dos garotos que ficavam mexendo com ele também, mas agora ele não vai ter mais esse problema. - Falo convicto enquanto estaciono o carro no meio fio em frente à casa de Seokjin suspirando aliviado por finalmente poder tirar algumas horas de descanso.

 –Chegamos, finalmente, deixa que eu leve o Jungkook okay, e nem tente negar Sr. Cabeça Dura. –Desligo o motor saindo do carro e dando a volta indo abrir a porta para Seokjin que sai da maneira mais delicada possível para não acordar o Kook e segura a porta aberta para mim, agradeço e me espremo o pegando do modo mais gentil que consigo para não acorda-lo saindo com cuidado de dentro do carro me afastando um pouco do mesmo e em seguida olho para Seokjin lhe oferecendo um pequeno um sorriso de agradecimento, ele retribui o sorriso e fecho à porta do carro, e nesse momento eu bateria na minha própria testa se pudesse.

Agora, o porquê disso? Bem, é que eu me lembrei de que a chave do carro ainda esta na ignição e não tem como eu trancar as portas do mesmo com Kookie nos meus braços, e também me não me lembrei de pegar a mochila que estava com as minhas roupas e as do Kookie, a mochila estava no assento ao meu lado como eu pude esquecer-me disso.

-Hum... Jin, você... Poderia tirar a chave da ignição e bom trancar as portas, por favor? Acho que ainda prefiro conservar minha vida e seu irmão parece amar esse carro e aposto que ele me mataria se alguém o roubasse, e fora que seria grande falta de responsabilidade minha, ah e a  mochila que está com as minhas roupas e as do Kook está no banco do carona, você poderia pegar para mim? - Rio sem graça e Seokjin ri de um modo engraçado.

-Tudo bem Nammie, só me de uns segundinhos. –Seokjin fala ainda um pouco risonho indo até o lado do motorista o abrindo e retirando a chave da ignição e pegando a mochila no banco do carona em seguida saindo do carro e fechando a porta apertando o pequeno botão do controle no chaveiro e o carro um barulho não tão indicando que o mesmo estava devidamente trancado.

-Prontinho. - Seokjin sorri e começa a caminhar a minha frente falando um “vamos” enquanto ia de encontro à entrada de sua casa, que só agora notei ser cercada de flores, não que isso fosse alguma surpresa, afinal ele tem que tirar as flores que coloca em seu cabelo de algum lugar. –Namjoon? Pode entrar. –Seokjin chama minha atenção enquanto segurava a porta para eu passar, sorrio sem graça e entro tomando cuidado para não bater a cabeça de Kook em nada, isso já aconteceu uma vez e obviamente não foi nada agradável.

-Vem, o quarto do Suga é no andar de cima. –Ele tira os sapatos e eu faço o mesmo, me atrapalhando um pouco já que não pude usar as mãos, mas eu consegui e antes de eu começar a andar Seokjin deixou a mochila do Kook em cima do sofá e veio até mim e tirou os sapatos de Kook os colocando ao lado do seu, agradeço e ele sorri gentilmente. –Não foi nada demais Nammie, agora vamos antes que suas costas comecem a doer. –Jin se afasta e eu o sigo devagar observando cada detalhe por onde passávamos, a sala era relativamente espaçosa é divida por uma bancada que era da cozinha, sendo essa a clássica cozinha americana.

-Tome cuidado com a escada. –Rio anasalado do seu alerta enquanto subo devagar degrau por degrau com cuidado e lanço um sorriso convencido para Jin que ri e revira os olhos se encaminhando para uma porta preta a abrindo e entrando, “Deve ser o quarto do irmão dele” penso indo atrás de Jin e entrando no quarto notando a desorganizado que estava o lugar, não que o meu fosse uma completa perfeição, mas era mais arrumadinho que o do irmão de Jin.

-Prontinho, pode colocar o Kook aqui. –Minha atenção se volta para Seokjin que estava do lado de uma cama que provavelmente estava bagunçada, mas eu estava tão distraído que nem notei que ele estava arrumando a cama, atitude atenciosa de sua parte, eu ia falar que não precisava ele ter feito isso, mas provavelmente ele ia teimar e dizer que não foi nada.

-Obrigado Seokjin. –Adentro o quarto indo até a cama e deitando Kookie nela o cobrindo em seguida e sentando na beira da cama suspirando fazendo um cafuné em seus cabelos. -Durma bem Kook. –Sussurro e me inclino deixando um selar carinhoso em sua testa me endireitando em seguida olhando para Seokjin que olhava para mim sorrindo levemente e isso me faz franzir o cenho e inclinar a cabeça para o lado.

-É muito fofo esse jeitinho que você tem com o seu irmão, eu nem poderia imaginar que Kim Namjoon tem um irmão, e que é muito protetor com ele. – Jin deixa um riso anasalado escapar antes de prosseguir. –Kook tem sorte de ter você Nam. –Não consigo evitar sorrir minimamente.

-Obrigado Seok. - Jin murmura um “Não foi nada” e saiu do quarto e vou atrás fechando a porta com cuidado para não acordar Jungkook, suspirando aliviado, pelo menos posso relaxar um pouco agora.

-O que você acha de comer alguma coisa, aposto que está com fome, Kookie não vai acordar tão cedo, mas amanhã eu faço um bom café da manhã pra nós. –O jeito que Seok falou me fez rir anasalado e no mesmo instante ele arqueou ambas as sobrancelhas me olhando de modo, considerado por mim, engraçado. –Posso saber o que eu falei que foi engraçado?

-Nada demais, mas você parece uma Omma falando assim, na verdade você age assim até com seu irmão. –Falo risonho enquanto Seokjin fingia uma expressão indignada colocando a mão sobre o peito fazendo drama.

-E isso por acaso isso é ruim? Se eu não botar juízo nessas cabeças ocas quem vai, e você fique quieto se não taco meu tênis em você. –Rio do bico que ele faz em seguida levantando as mãos em sinal de rendição, mesmo eu sabendo que era brincadeira pelo seu tom de voz preferi prevenir.

-Eu não falei que era ruim. –Seokjin desfaz o bico soltando um riso divertido, realmente foi uma boa ideia a dos garotos para Jin descansar em casa, ele parece mais leve e solto aqui, é muito melhor velo assim, um sorriso se encaixa melhor em seu rosto.

-Hum tanto faz, eu vou fazer algo para nós comermos. -Depois de falar ele já ia se encaminhar para a o andar de baixo, mas eu segurei seu braço e ele me olhou com a testa franzida sem entender nada.

-Você vai primeiro, estava naquele hospital até agora e passou por muitas emoções intensas não acha? Precisa relaxar e um banho ajuda muito, e não precisa fazer um jantar completo, só dois lamens já será o suficiente, você tem que descansar Jinnie. –Falo em tom calmo e percebo suas bochechas adquirirem um leve tom rosado.

-Tudo bem, eu vou primeiro, mas se quiser ficar lá embaixo na sala ou no jardim que tem na parte de trás da casa você pode. –Ele fala meio envergonhado e eu sorrio levemente mesmo não entendendo o motivo da sua vergonha.

-Acho que quero ver esse jardim que você falou, deve ter muitas das flores que eu já te vi usar no seu cabelo. –Sorrio acariciando gentilmente a pétala de uma das poucas flores que restaram em seu cabelo, aliás, já estão bem muchinhas.

-E-eu vou te levar até lá. –Ele fala de modo tímido e eu aceno positivamente, descemos até o andar de baixo e ele me guia até a cozinha a adentrando e indo até uma porta de vidro simples de deslizar, pelo vidro já dava para observar a diversidade de flores que havia naquele lugar junto de uma cerca branca que separa os fundos dessa casa com as do lado. Estava tão distraído olhando para as flores que nem percebi o momento que Seokjin deslizou aquela porta de vidro, fazendo com que vários aromas agradáveis e diferentes invadissem minhas narinas. -Cheiro bom não é? Apesar de ter vários tipos de flores juntas, a junção dos aromas não fica enjoativa, pelo menos para mim, e para você? Se preferir pode ficar na sala... –Ele fala olhando para as flores entrando no espaço mediano que era os fundos da casa, enquanto eu fiquei no mesmo lugar observando ele agachar em frente a um cercado que continha diversas flores para começar a acariciar as pétalas de um lírio laranja solitário.

-Eu gostei, aqui é agradável, e o aroma me acalma de certo modo... Você cuida de todas elas?- Pergunto curioso e ele me olha deixando um pequeno sorriso brotar em seus lábios e nesse momento percebi que o olhar de Jin está totalmente calmo e sereno, como se nada do que ocorreu mais cedo existisse, parece que esse jardim é o pedaço de paz e tranquilidade de Seokjin, esse garoto só me surpreende e me encanta cada vez mais.

-Cuido sim, eu gosto de cuidar de todas elas, me relaxa e me faz esquecer os problemas. –Aceno positivamente e ele suspira se levantando olhando para o céu parcialmente nublado, eu gosto do tempo assim, o vento consideravelmente forte é bom e aqui nesse espaço ajuda a espalhar o aroma das flores. –Eu vou tomar banho, quando eu acabar venho avisar você. –Ele sorri e passa por mim indo para o andar de cima.

 

-Kook vai gostar desse lugar. –Murmuro para mim mesmo finalmente adentrando o jardim bem cuidado, caminhando pelo caminho de pedra que tinha ao longo da grama enquanto passava meus olhos por cada centímetro dali respirando fundo e fechando os olhos aproveitando o vento agradável juntamente dos aromas, abro os olhos novamente e olho ao longo do lugar novamente saindo do caminhozinho de pedra e indo para a grama que tinha ali e me deitando observando o céu e as nuvens cinza, fiquei desse jeito aproveitando o lugar até Seokjin vir me chamar, foi um pouco vergonhoso porque eu estava cantando um dos meus raps favoritos quando ele apareceu, não estava cantando alto, mas aposto que ele ouviu, pelo pequeno sorriso em seu rosto ele percebeu.

Essa madrugada está sendo cada vez mais constrangedora para mim.


Notas Finais


That's all folks!
Sorry se não estiver lá essas coisas, vou tentar melhorar no próximo Cap ><
Não me abandonem ;u;
Até o próximo Capitulo meus bebês :3
Ah, talvez a próxima att seja na Yoonjin ;u; ou na V-hope, não sei qual ainda ><

•Rҽςօʍҽղժօ•

🐺Meu Doce Amargo Híbrido☀

📜Sinopse:
Min Yoongi, o garoto mais quieto e rabugento da escola. Todos sabiam que ele não era comum. Era um híbrido, e havia sofrido muito por isso, já acreditava que era uma deficiência.
Sua vida estava sempre complicada, colégio, trabalho, casa e familiares que o julgavam por ser o que era.
"Não foi escolha minha nascer híbrido! " ele disse isso antes de ser posto para fora. Sim, para fora de casa, e agora era obrigado à passar frio e fome.

Taehyung e Hoseok, irmãos postiços que acabaram de se mudar encontraram o pobre cão, que sem muitas opções, aceitou a ajuda dos irmãos. Queira Deus que essa história dê certo.

🔗Link:https://spiritfanfics.com/historia/meu-doce-amargo-hibrido-10589441

See ya later 😋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...