História Sorte pra nós - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Depois das Onze
Personagens Gabie Fernandes, Thalita Meneghim
Tags Dd11, Depoisdas11, Depoisdasonze, Gabie, Thalita
Visualizações 101
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - "Vamos casar..."


Fanfic / Fanfiction Sorte pra nós - Capítulo 34 - "Vamos casar..."

P.O.V (Rafa)

Assim que terminei de resolver alguns problemas da Dia fui direto para o apartamento da Gabie, liguei para seu celular e ninguém atendia. Desci do carro e o porteiro autorizou minha entrada, quando cheguei no apartamento a tia Juci me avisou que ela estava no quarto. Entrando no quarto eu vi a Gabie deitada, dormindo tranquilamente. Me aproximei e a acordei.

- Eu nem demorei tanto assim. – falei a encarando.

- Que saudade amigo. – ela disse e pulou nos meus braços.

- Também estou com saudade. – falei enquanto nos abraçávamos.

- Por que não quis ajudar na noite do noivado da Thali? – ela me perguntou se soltando do abraço e me encarando.

- Achei aquilo tudo muito impulsivo, fiquei com bastante medo de vocês se magoarem! Desculpa, miga. Eu deveria ter sido o primeiro a te ajudar. – eu disse arrependido.

- Ta tudo bem, amigo. O André foi incrível com a gente! A propósito vocês já fizeram as pazes? – ela me perguntou.

- Marcamos um jantar daqui a pouco. Ele realmente é incrível, não sei se o mereço. – falei.

- É claro que você o merece! Você também é incrível, para de coisa. Ta só querendo ouvir elogios né? – ela me perguntou rindo.

Fiquei mais algum tempo com a Gabie, ela me contou tudo o que aconteceu no final de semana, eu fiquei ainda mais arrependido por não ter ido junto com eles. Estou mais tranquilo depois de ter me acertado com ela e por saber que minhas duas amigas agora estavam juntas e felizes, combinamos de jantar os quatro amanhã. Me despedi da Gabie e fui me arrumar para o jantar de reconciliação com o André.

P.O.V (Thali)

Estava tão cansada que acabei só acordando no outro dia. Levantei, me arrumei e resolvi ligar para a Gabie. Vi que tinha infinitas mensagens do Gabriel, mas ignorei todas elas.

****LIGAÇÃO GABIE****

Thali: Bom dia meu amor

Gabie: Bom dia. Resolveu aparecer?

Thali: Desculpa, ontem estava muito cansada.

Gabie: Aham.

Thali: Nós precisamos nos encontrar, quero conversar contigo pessoalmente.

Gabie: Certo, passa aqui daqui a pouco e nós vamos para algum lugar.

Thali: Tudo bem, quando tiver chegando te mando uma mensagem, beijo.

****LIGAÇÃO FINALIZADA****

Ela desligou na minha cara? Ela com certeza ta muito chateada por alguma coisa. Tomei café e fui direto pra casa da Gabie, chegando lá enviei uma mensagem e ela desceu.

- Bom dia. – ela disse entrando no carro.

- Bom dia! Sem beijinho? – perguntei com voz de neném.

Ela apenas me deu um selinho e eu fiquei a encarando sem entender o motivo do mal humor.

- O que aconteceu contigo? – perguntei.

- Eu que te pergunto. Você sumiu o dia inteiro ontem e ainda não me contou como foi as coisas com seus pais. – ela me disse revoltada.

- Desculpa, já falei que acabei pegando no sono! E eu não consegui falar para eles, me perdoa. Mas eu fiquei com muito medo da reação deles, não quero decepcionar meus pais! – falei com os olhos cheios de lagrimas.

P.O.V (Gabie)

Ao perceber a Thali ali tão sensível, tão triste eu não pude ser grossa com ela, também não podia força-la a nada. Engoli toda a minha decepção por ela não ter contado para eles.

- Amor, não fica assim! Nós vamos com calma, ta? Quando tiver preparada você conta para eles, sem pressão! – falei tentando parecer animada.

- Você não ta chateada? – ela me perguntou.

- Claro que não, você precisa de um tempo. – eu disse.

Ela ligou  o carro e resolvemos ir pra Dia, chegando lá nós gravamos vídeos para o retorno do Depois das Onze, anunciamos também que faríamos live respondendo perguntas dos bacanas. Depois de editar os vídeos, nós iniciamos a live, algumas das perguntas eram sobre o Castanhari e isso visivelmente irritava a Thali, outras eram sobre o noivo da Thali e isso também me deixava chateada, mas nós duas conseguimos disfarçar, nos despedimos dos bacanas e finalizamos a live.

P.O.V (Thali)

Depois da live eu perguntei pra Gabie se ela queria carona de volta pra casa, mas ela me disse que nós tínhamos um jantar marcado com o André e o Rafael, então nós fomos da Dia direto para um restaurante mexicano. Chegando lá nós nos juntamos ao casal mais animado do local.

- Que animação é essa amigos? – perguntei.

- Vamos casar! Estamos n o i v o s! – o André anunciou empolgado.

- O que? – Gabie perguntou.

- Nós reatamos e eu pedi o André em casamento, ele é muito incrível e eu não posso perder mais nenhum segundo sem ele. – o Rafa disse.

- Uau, que declaração! Estou tão feliz por vocês. Motivo de comemoração. – falei enquanto pedia bebidas para o garçom.

- Vocês aceitam serem nossas madrinhas, testemunhas? – o Rafa perguntou sorridente.

- Óbvio, amigo! Só tenho que pensar no vestido. – falei.

- Será uma honra. Agora perdemo a Thali no jantar, vai ficar apenas pesquisando vestido. Você despertou a fera, Rafinha. – Gabie disse.

As bebidas chegaram, brindamos em comemoração ao noivado dos dois e também ao que estava vivendo com a Gabie. Jantamos, rimos e conversamos bastante, foi uma noite muito agradável. Nos despedimos dos meninos e eu levei a Gabie até o prédio dela. Chegando lá senti uma vontade enorme de dormir com ela, acho que me acostumei a compartilhar a cama.

- Posso dormir contigo? – perguntei.

- Não combinamos de ir devagar? – ela disse.

- Você tem razão! – falei decepcionada.

P.O.V (Gabie)

Quando o André anunciou que estava noivo do Rafa eu senti uma pontinha de inveja. Fiquei imaginando que tão cedo eu não poderia viver aquilo com a Thali, mesmo já estando preparada para um casamento com ela. Durante o jantar sempre que eu tentava ser carinhosa eu podia notar que ela desviava, acredito que com medo de que alguém notasse o nosso envolvimento e aquilo me irritava. Fomos embora juntas e assim que ela estacionou me pediu para subir, mas eu estava muito chateada com a situação. Então neguei, dei um selinho nela e desci do carro, fui caminhando até o elevador, mas me arrependi por ter dito aquilo pra ela. Liguei pra Thali e implorei pra que ela voltasse, não demorou muito pra ela estacionar o carro e vir em direção a mim, nos beijamos e fomos direto para o meu apartamento, entramos abraçadas e demos de cara com a minha mãe assistindo TV.

- Oi, tia Juci! – a Thali disse toda envergonhada.

- Boa noite minha nora. – minha mãe foi em direção a Thali  e a abraçou.

P.O.V (Thali)

Quando tia Juci me chamou de nora eu perdi o chão, era a primeira vez que alguém de fora do nosso ciclo sabia que estávamos juntas. Aquilo me assustou um pouco, mas me fez muito feliz, afinal pelo menos ali na casa da Gabie nós poderíamos ser nós mesmas. Tia Juci veio em minha direção e me abraçou.

- Fico muito feliz por vocês! Não a machuque. – tia Juci disse em meu ouvido.

Apenas confirmei com a cabeça em sinal de que não a machucaria, ela saiu da sala nos deixando sozinhas. Eu e a Gabie decidimos assistir filmes, ela preparou o brigadeiro e eu escolhi um filme para nós. Fomos para o quarto dela, coloquei o filme e deitamos na cama. Percebi que ela estava com o pensamento distante, então grudei o meu corpo no dela.

- Eu estou apaixonada por ti. – falei no ouvido dela.

- Eu te amo! – ela me respondeu meio desanimada.

Imaginei que ela estava apenas cansada então ignorei o desanimo dela. Ficamos ali trocando carinhos enquanto o filme passava, e sendo sincera coloquei qualquer filme, pois eu sabia que não assistíramos nada. Fiquei rezando para que momentos como aquele fossem frequentes e que o nosso relacionamento durasse uma eternidade. Percebi que a Gabie dormiu, desliguei a televisão e também fui dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...