História Sou seu Pior Pesadelo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Famí­lia, Luta, Magia, Mistério
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 1 - Primeiro dia na Escola


Fanfic / Fanfiction Sou seu Pior Pesadelo - Capítulo 1 - Primeiro dia na Escola

 Não faz muito tempo que me mudei pra cá, e ainda não tenho lembranças do que ocorreu na minha cidade original. Meu nome é Kitty, tenho 12 anos e já sou depressiva. Tenho muitas lembranças boas e algumas são runs.

(Pai) Já chegamos!
(Mãe) Finalmente!!!
(Kitty) Já vou escolher o meu quarto e arrumar onde vou ficar.
(Pai) Ok filha.

 Escolhi o melhor quarto que eu mais gostei. Tinha uma porta e me perguntei aonde essa porta poderia levar, deixei de pensar sobre isso e meu pai me ajudou a arrumar meu quarto, o armário ficava na parede da direita e minha cama no lado esquerdo do quarto. Eu amo preto e roxo, então alguns dos meus cadernos eram pretos e outros roxos. Alguns dos cadernos pretos tinham desenho de caveira, os roxos, eu que criava a capa.
 Quando terminei de arrumar minhas coisas, peguei meu celular e meu fone de ouvido e comecei a escutar música e minha mãe...

(Mãe) Filha... tá tudo bem?
(Kitty) Que? Sim mãe, não se preocupe comigo!
(Mãe) Amanhã vai começar suas aulas.
(Kitty) Ok, mas a escola não tem uniforme?
(Mãe) Não querida, pode ir do jeito que você quiser!

 Deu meia-noite, todos estavam, dormindo menos eu. Eu fui direto pra cozinha, peguei o estilete e comecei a me cortar. Depois que eu terminei de me cortar, limpei o sangue da pia pra ninguém descobrir. Eu me cortava escondida pra ninguém saber.
 No dia seguinte, era o grande dia, escola. Peguei uma meia calça, calça jeans rasgada, tênis preto, camisa de manga curta preta e meu casaco preto.

(Pai) Tenha uma boa aula!
(Kitty) Obrigada, eu acho!

 Cheguei dentro do Colégio e todos olharam pra mim e diziam que eu era estranha, como pode uma garota de 12 anos como ela estudar no 7° ano. Entrei dentro da sala e fui bem recebida pela professora Jane.

(Prof. Jane) Seja bem vinda querida. Sente-se aqui.
(Miguel) Professora?
(Prof. Jane) Sim Miguel?
(Miguel) Por que você vai colocar essa estranha aqui na frente?
(Prof. Jane) Ela não pode ser chamada de estranha e nem de qualquer nome. Vou responder sua pergunta: porque eu sei como ela se sente!

 Depois quando a professora respondeu o garoto, ele se calou, não falou nada durante toda a aula. Na hora do intervalo, Miguel e toda a minha sala foi até mim dizendo:
"Doentia, estranha, burra, besta, Praga, demônio..."

(Helena) Que porra tá acontecendo?!
(Lara) Essa estranha.
(Lucas) E o que tem ela?

 Ninguém respondeu.

(Kenny) Se a gente ver vocês chamando essa garota de estranha e de mais coisas... vamos contar tudo pro diretor!!!

 Todos saíram de perto. Fiquei me perguntando por que eles me defenderam.

(Helena) Tá tudo bem?
(Kitty) Acho que sim. Melhor eu indo. Valeu.

 Pelo menos aqueles três não me acharam estranha. Quando terminou a aula, os que me ajudaram me viram.

(Helena) PERA AE GURIA!
(Kitty) *Parei*
(Kenny) Agente pode te acompanhar?
(Kitty) Tanto faz. *dou de ombros*

 Enquanto a Dēka e o Lucas iam pras suas casas, eu e o Rodrigo íamos juntos. Dēka e Rodrigo tinham 16 anos, já o Lucas 17.

(Kenny) Então... err...
(Kitty) Me espera aqui.

 Fui até um mercadinho e comprei uma coca cola e peguei dois canudinhos, um pra mim e o outro pra ele.

(Kitty)Quer?
(Kenny) Valeu. *toma um gole*

 Não esperava que eu ele fôssemos vizinhos, ele morava na casa do lado. Ele foi lá em casa e minha mãe atendeu a porta enquanto eu estava no meu quarto escutando música. Ele bateu na minha porta e deixei ele entrar, na moral, o cara era foda.

CONTINUA 

Notas Finais


(Espero que gostem, valeu)q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...