História Spilled Blood- J-hope (Bts) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 43
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Incesto, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei com mais um capítulo, então gente essa fanfic vai ter uma pegada 13rw, porém vai ter uma pegada diferente também
Mas é isso

~Boa leitura~

Capítulo 2 - 02


Fanfic / Fanfiction Spilled Blood- J-hope (Bts) - Capítulo 2 - 02

Eu estava lá passando a mão pelas coisas dela, tudo e lembrando de risadas, piadas, choros, que eu presenciei alí

- Lembra que eu disse, que havia achado uma coisa? - Falou Jin me retirando de meus pensamentos, e eu apenas afirmei com a cabeça- Eu achei isso- me mostrou um pendrive- Não sei o que é mas queria alguém comigo para ver, não sei se aguentaria ver sozinho.

- Ah sim, vamos ver o que é vai que tem algo que precisamos saber aí- Falei indo em direção ao mesmo e pegando o pendrive- Vamos colocar no seu computador

- Vamos- o mesmo levantou da cama onde estava sentado, e foi até o seu quarto que era ao lado ligando seu Notebook e logo em seguida eu coloquei o pendrive, abrimos a pasta de arquivos. E havia vários arquivos de áudio, clicamos no primeiro e então:

~Áudio on~

Eu não sei nem como começar isso, mas como ninguém vai ouvir então não vou nem me vou falar "Oi" ou essas coisas. Esses áudio são meus últimos desabafos, meus últimos momentos de vida, então se alguém achou esse pendrive vai entender como foram meus últimos momentos de vida

Vamos começar com um dos motivos disso ter acontecido.

Eu amava muito alguém, amava acima de tudo, o amava mais do que me amava, e o que aconteceu? Ele terminou comigo porque eu não queria transar com ele. É incrível como as pessoas ligam pra isso, eu nunca liguei, sou virgem ou melhor era, mas quando eu era nunca tinha vergonha de assumir isso, mas Hoseok não era e tinha suas necessidades como homem eu entendo, mas terminar comigo por causa de sexo? Aí já foi a gota d'água, aquele dia foi certamente o pior dia da minha vida, perdi o meu amor e meu melhor amigo, chorei a noite inteira, e de madrugada quando havia pegado no sono ouvi Jin entrar em meu quarto e falar

- Não sei o que está acontecendo minha pequena, mas vai passar.… eu sei que vai

Ele falava e passava a mão em meus cabelos, eu não estava totalmente consciente mas também não estava totalmente adormecida.

~Áudio off~

Senti o olhar furioso dele sobre mim, eu realmente me arrependia de ter feito aquilo.

- É sério isso Hoseok? Eu sempre confiei em você, e você decepcionou ela desse jeito? Sério mesmo?- Falou praticamente berrando, com lágrimas nos olhos

- Desculpa… No dia eu perdi a cabeça, terminar com ela foi um impulso, eu não tinha essa intenção- Abaixei a cabeça envergonhado, eu também a amava, mas fiz isso com ela, eu fui um idiota

- Hoseok, você tem noção o que você fez? Isso foi o começo do fim pra ela!!! - Ele continuava berrando.

- Eu sei Jin, para de me fazer sentir mais culpa do que eu já tô sentindo! Vamos continuar escutando.

- Ok - Ele apertou o play novamente!

~Áudio on~

"Eu já tentei de várias formas falar com ele, ligação, mensagem, e-mail, se duvidar até sinal de fumaça eu já mandei, mas nada, acho melhor eu seguir em frente"

Foi exatamente o que eu pensei, e eu fiz isso, quando eu fiz eu conheci um menino muito legal, romântico e engraçado kkkk.

Sabe eu sempre achei que ele não iria me decepcionar, mas como sempre eu sou a trouxa da história, a babaca que ama muito, não chegamos a ser namorados ou coisa do tipo, a gente ficou algumas vezes mas éramos apenas amigos, estou falando dele Kim Taehyung, aquele guri arrancava suspiro de todas na faculdade, mas ele me escolheu para andar, pra cima e pra baixo com o mesmo, eu me sentia especial, muito especial, apesar de tudo ele era uma pilastra para mim, me mantinha viva, mas chegou uma garota nova na faculdade a Min-Hee, e como eu esperava ele me trocou, na primeira chance que teve, mas sabe? Eu o perdôo, não é culpa de ter enjoado de mim, não é culpa dele se eu sou tão insuportável que nem manter uma amizade eu consigo, não é culpa dele, a culpa é minha.

~Áudio off~

- Nem olha pra mim, não sei quem é esse Kim Taehyung!- Falei me defendendo, afinal iria sobrar para mim

- Eu sei que você não conhece, ele é meu amigo, que o apresentou para ela fui eu….

Naquele momento decidimos continuar ouvindo, ela contou algumas coisas meio sem sentido, mas o que me chamo a atenção foi que em nenhum dos áudios ela não parou de citar meu nome.

~Áudio on~

"Nessa última semana eu tenho me aproximado muito do meu irmão, ele realmente tá conseguindo me animar, depois de tanto tempo eu tô conseguindo sorrir verdadeiramente, a minha vontade de viver esta muito maior"

E adivinhem, depois de pensar isso eu me ferrei novamente, Jin começou a sair todos os dias, passar noites, e até semanas fora de casa, eu me sentia sozinha novamente, ninguém para me ouvir, ouvir minhas reclamações. Mas teve um dia que ele chegou bêbado em casa, e eu como um boa irmã fui ajudá-lo, mas adivinhem, a gente discutiu e ele falou tudo o que estava entalado em sua garganta desde a morte de nossos pais.

- S/n para, para de tentar ser perfeita, ambos sabemos que você não é, eu tô cheio, cheio de cuidar de você como se fosse minha filha, eu sou jovem, tenho que curtir a vida, mas não eu fico dentro de um apartamento cuidando de uma pirralha mimada, e por qual motivo? Nem eu sei ao certo, você sempre foi um fardo, se você não tivesse pedido para a mãe e o pai irem te buscar naquela droga de festa do pijama eles estariam vivos, eles morreram por sua culpa! SUA!- Falou com a boca meio torta por conta da bebedeira

- Jin…- Falei com a minha visão já embaçada por conta das lágrimas- I-sso não é verdade- Falei tentando o ajudar

- Para de tentar me ajudar, eu sei me virar- Falou arrancando seu braço de minha mão, assim que o mais velho fez isso eu corri para o meu quarto - Isso se tranca, e chora igual a um bebê, é isso que você sempre faz né!!!

Naquele dia eu me senti tão inútil, me senti mais culpada pela morte de meus pais que nunca, mas sempre dizem que bêbado fala a verdade não é? Então Jin havia guardado aquilo por anos dentro dele, não o culpo também, sempre fui um empecilho na vida de todos, até aqui, Jin, Hoseok, Taehyung. Eu queria sumir, desaparecer, ou só ter alguém para me escutar, mas como sempre ninguém estava lá

~Áudio off ~

- Desculpa… nunca foi a minha intenção, eu não achava isso de você, você era meu anjo, minha princesinha, desculpa…. - O mais velho deixava suas lágrimas caírem na mesa do computador, enquanto eu o olhava, nós vacilamos com ela, a deixamos ir, ela estava aqui e não percebemos que precisava de um ombro amigo, alguém, só estamos pagando pelos nossos atos


Notas Finais


Espero que tenham gostado
E até o próximo capítulo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...