História Super Girls - Capítulo 13


Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Miraculous
Visualizações 102
Palavras 1.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olhe eu de novo! MaNaMa (Amanda) na área!!!

Personagem novo, emoções novas. Espero que as emoções que em vocês forem criadas ao lerem esses capítulo sejam boas, pois estou até agora acordada fazendo-o😉

Sejam sinceras. Espero que gostem, e não fiz revisão (estou quase morrendo de sonho não sei como estou acordada) então deve haver erros, amanhã eu a faço...

Boa leitura!

Capítulo 13 - Caio


Fanfic / Fanfiction Super Girls - Capítulo 13 - Caio

 

Caio Gude

 

É inspirador ficar perto dele, tem alto-estima e odeia gente pra baixo e certo demais, não se deixa levar sempre pelos seus sentidos, se deixa levar pelas emoções, sentimentos e o coração. Sabe ser persuasivo.

Um garoto rico mas nem um pouco filhinho de papai, Wilson Gude (seu pai) não tem apenas uma empresa. Sempre foi um pai presente, mesmo com todos os problemas e o trabalho, ama muito seu filho e passa por uma crise no casamento, já que desconfia de uma traição por parte da mulher.

Helena Jonlee Cashuior, de família rica, gosta de viver rodeada de luxo. Não liga muito para o enteado no dia-a-dia, mas adora dar palpites em sua vida, querendo até mesmo controlá-lo, se intrometer e ir contra os namoros do mesmo. Reencontrou o grande amor da sua vida, na qual passou à ter relações, mesmo comprometida/casada.

  Não é dizer que ela odeia a madrasta, mas preferia mil vezes que sua mãe não a tivesse deixado quando nasceu. Tem dificuldade em fazer amizades, ela tem amigos sim, mas são sempre os mesmos, por isso os valoriza muito.

 

  Geminiano, não gosta de opiniões que o contrariem, gosta de fazer as coisas de seu jeito e de seu tempo. É muito educado e gentil, mas sabe ser persuasivo. Odeia exatas, sua área é história ou mitologia, gosta de arquitetura, sonha em ir morar nos E.U.A. e se formar em Yale ou Havard. Em história. Adora os gregos e idolatra a mitologia. Sonha em viajar para a Grécia. Tem como melhor amigo Arthur Montenegro, mas é amigo também que Nino e Adrien.

 

 

Tem como hobbie andar de skate. Sabe grego antigo e é um dos melhores alunos de sua classe. Desconfia da traição de sua madrasta e faz de tudo para descobrir a verdade ao lado de sua namorada. 

 

 

Sexta-feira, dia 16/06/2017 às 6:30 em seu quarto.

 

O despertador tocava, Caio tossia, desligou o despertador.

 

 – Caio, escola.

– Tô passando mal! –Grita e se vira para a parede.

A porta de seu quarto se abre revelando uma cabeleira ruiva e grandes olhos verdes.

– Hmm, realmente está... – Diz e grita: – Wilson!!! Caio está passando mal!

– Manda ele ficar em casa ué! – Diz entrando no quarto revelando um homem com h maiúsculo, porte atlético, blusa social dobrada até os cotovelos, cabelos curtos, calça jeans, óculos, barba pela metade, já que estava fazendo a mesma. 

– Fazendo barba de novo?! Pra que fazer todo dia?! – Reclama Helena.

– Helena, sou um homem de negócios, tenho que este apresentável. Ter aparência confiante...você sabe! – Disse e fez uma pausa para abotoar a camisa e se sentou na cama do filho e o olhou, "a cara da mãe...", pensou e continuou: – Tá tudo bem filho?

– Acho que é só uma febre... – Disse dando um sorriso fraco.

– Fique em casa então, você não vai deixar de ser um dos melhores alunos da sua classe ou de tirar boas notas por uma falta... – Disse se levantando. – Bom, estou ido trabalhar. – Deu um beijo nele e em sua esposa e saiu.

– Agora de manhã estarei em casa, mas a tarde tenho encontro com amigas no clube...

– Tá. 

E ficou sozinho. Pensando...voltou à dormir.

 

 

 

 

 

Acordou daí duas horas, estava sozinho em casa, e com fome. Pegou seu celular e lia as mensagens enquanto tomava coragem para se levantar. Topou com uma mensagem de Nino, provavelmente mandada na hora do intervalo: "Cara, cadê você? Porque não veio pra escola? Entrou uma aluna nova hoje!". Respondi: "Passando mal. Nome?" Ele respondendo sete minutos: "Samyra, prima da Mari. Interessado?". Ele perguntou, sorri frustado, mesmo que estivesse, sou SUPER ruim com garotas, péssimo em relacionamentos. Elas dizem que eu sou insensível por não lembrar das datas ou não reparar na roupa nova...besteira, coisas fúteis, me lembro de quando terminei com uma garota até legal, mas ela teve a má sorte (pra ela claro) de dizer que a mitologia grega era uma merda, que era igual conto de fadas, incrédulo olhei pra ela e só disse: "sai daqui, nunca mais repete isso" e nunca mais nos vimos. Falar mal da mitologia grega, ah, isso eu não admito! 

Após esse flashback respondi Nino: "Nem a conheço cara. E mesmo assim, desisto das mulheres. Você sabe..." Não estava mesmo a fim de falar sobre todos os meus antigos relacionamentos, digo, fracassos amorosos, cujo todos terminaram de terrível forma: eu levando um fora, ou saindo magoado por causa de palavras ofensórias à mitologia grega.

"Ok então. Melhoras cara, depois te passo o que teve." "Ok." Respondi. 

Estava mais acordado agora, me levantei, calçei os chinelos, fui até a cozinha, bebi água, um copo de suco e umas bananas. Comi-as, bebia o suco quando foi surpreendido por um ruído e um "estrondo", parecia alguém abrindo e pulando uma janela, peguei uma faça e fui em direção aos quartos. No corredor olhei para os dois lados, decidi ir olhar primeiro no meu quarto, quando fui olhar no meu banheiro, algo é colocado no meu nariz. Meus olhos são vendados e deixo a faça cair no chão. Desmaio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já acordado percebo que estou em um lugar pouco iluminado, há conversa não muito longe e meus pulsos estão amarrados. Mesmo com o lugar pouco iluminado uso de minha visão noturna para ver melhor; vejo Lerina, Marcella, Geovana, Vitória, Cristina, Serena, Emanuelle, Katruen, um garoto ruivo -que por sinal era o único ali-, e uma menina de cabelos lisos e castanhos, cujo não reconheço. Pigarreio para chamar a atenção. Todos me olham.

– Poderiam me desamarrar?

O garoto ruivo se dispõe à me ajudar, agradeço e pergunto seu nome.

– Arthur. Arthur Montenegro. E você?

Olho desconfiado para ele. O mesmo diz em sua defesa:

– Olha, também fui sequestrado.

Mais aliviado, mas ainda desconfiado respondo:

– Caio...Caio Gude.

 

 

 

 

 

– Sente-se com a gente Caio, aguardo só mais algumas pessoas para poder começar.

– Começar o quê?

– A explicação, claro. Ou não quer saber o porque disso tudo?

– Sim, mas realmente é preciso esperar? Odeio esperar.

– Calma, tenha calma. 

 

 

Com isso Caio se senta entre Arthur e Geovana. Ia puxar papo com o garoto mas o mesmo flertava Katruen do outro lado da mesa, esse era conquistador, ah se era, dava para ver em seu olhar. Virou-se para Geovana.

– Ãan...oi.

– Oi.

– Tem ideia do que é isso aqui?

– Não.

– Acha que pode demorar? Sabe...estou passando mal, minha madrasta não ia gostar de saber que não estou em casa...

– Não, não sei.

– Falta muita gente ainda?

– Não sei.

– Hmm, então tá.

 

 

Não conversava com Geovana na escola e só a conhecia de vista, então não sabia sobre o quê conversar com ela. Cansado de respostas secas e foras, ele se calou e ficou apenas ouvindo a conversa dos outros.

 

 

 


Notas Finais


Aí gente, realmente me dedilhem por qualquer erro, prometo consertar amanhã depois da escola, é que to super cansada, se não revisava agora, tenho só CINCO HORAS DE SONO! Senhor, me ajuda!


Fuiiii!!!
Bye, partiu cama!

Bjus! 😘💤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...