História Supernatural - The Hunters - Capítulo 84


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jared Padalecki, Jensen Ackles, Supernatural
Personagens Bobby Singer, Castiel, Crowley, Dean Winchester, John Winchester, Lúcifer, Mary Winchester, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Dean Winchester, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Sam Winchester, Sobrenatural, Supernatural, Winchesters
Visualizações 59
Palavras 1.651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Queridos,

Os horários mais votados foram entre 17/18h de hoje, eu iria postar nesse meio termo mas por fim só cheguei em casa agora.

Boa leitura ❤

Capítulo 84 - Don't Cry Tonight


Fanfic / Fanfiction Supernatural - The Hunters - Capítulo 84 - Don't Cry Tonight

Ficamos as horas seguintes igual doidos procurando Patience através da câmera de segurança enquanto Jody ligava para os xerifes perguntando se haviam visto algo, mas nada.

O pai dela estava na mesa nos olhando aparentemente abalado, então ele teve uma idéia e saiu correndo até seu quarto. Depois de alguns minutos ele retornou com um mapa e um saquinho.

- Quando eu era criança minha mãe me ensinou e usar as Gemas Litomânticas para encontrá-la enquanto ela caçava.. - Ele disse estendendo o mapa sobre a mesa e tirando algumas pedrinhas do saquinho.

- Uau, você fazendo magia.. - Dean disse ironizando.

- Desespero.. - Ele respondeu



Depois de um tempo enquanto James tentava encontrar a menina no mapa, seguimos até o local onde a magia nos apontou.

Chegando la encontramos Patience amarrada e o homem não estava lá, Dean fez um sinal para que eu seguisse por um lado e Jody por outro enquanto ele entrava em outro cômodo procurando o monstro e James desamarrava a menina.

Estava tudo em silêncio enquanto vasculhavamos a casa até ouvir Patience dizer algo gritando.

Eu voltei para o cômodo e me deparei com James caído, mas ainda vivo, o Espectro então que o havia derrubado veio em minha direção.

- Kat! - Patience gritou - A faca! - então eu vi uma faca no chão onde o Espectro já estava o pegando, porém deu tempo para que eu chutasse sua mão fazendo ele jogar a faca e tentasse reagir com a arma dando um tiro que foi desviado quando ele bateu no meu braço.

Ele me agarrou pela minha mão e puxou me para perto dele me agarrando pelo cabelo com a outra mão, e começou segurar meu pescoço me fazendo sufocar e desmaiar.


Acordei alguns segundos depois no chão enquanto via ele bater em Jody que caiu atordoada e em seguida ele foi atrás de Dean.

- Dean! - Patience apenas gritou seu nome o que foi suficiente para que ele assustasse e assim desviasse do golpe do Espectro.

Eles começaram uma luta enquanto eu ajudava Jody e por fim Dean o matou enfiando a faca em sua barriga.



- Vocês estão bem? - Ele perguntou vindo até nós duas e nós assentimos, o nariz de Jody sangrava e eu ainda estava com falta de ar... Mas estava bem, arrumamos e fomos embora daquele lugar.

---




Estávamos do lado de fora da casa de Patience se preparando para ir embora quando ela veio e começou a nos agradecer.

- Você já pensou no próximo passo? - Eu perguntei

- Bom.. meu pai disse que acha melhor eu ignorar meu dom.. viver uma vida normal.. - ela disse e eu e Jody ficamos olhando indignadas, e achamos que Dean faria o mesmo, mas pelo contrário.

- Ele tem razão.. - Dean disse e eu e Jody ficamos olhando ainda mais perdidas - Essa vida de caçadas, monstros.. não tem felicidade nela.. Nada é bonito, é tudo horrível e um horror - nesse momento eu deixei me abalar pelo seu comentário, ele podia ter razão mas ele era o motivo da minha única felicidade nessa merda de vida.. porque pra ele não significava isso também?

Eu apenas fiquei quieta e entrei no carro seguida de Dean. Jody demorou um pouco pois conversou algo com ela, mas entrou logo em seguida e então partimos, deixando Jody em casa e voltando para o Bunker.

---



Eu entrei no bunker sem falar com Dean e comecei a conversar com Sam sobre os progressos dele com Jack.

Ele havia me dito sobre Jack só provar ser mais bom e seu medo de ser mal.

- O menino já foi para o lado negro? - Dean entrou ironizando do jeito dele com as malas

- Não.. - Sam respondeu enquanto eu estava encostada na mesa e Sam se levantava - mas ele ta todo ferrado..

- Que pena.. - Dean respondeu

- Não.. na verdade ele ta todo ferrado por sua culpa.. - Sam disse se exaltando

- Minha culpa? - Dean perguntou sem entender enquanto eu olhava percebendo que não sairia coisa boa dali

- Você disse que o mataria Dean..? - Sam disse

- Não foi bem assim..

- Foi como então?

- Eu só disse a verdade.. Que ele é uma aberração e eu sei como isso termina Sam.. isso termina mal. - Eu me lembrei que havia escutado essa parte quando me aproximei do quarto de Jack

- Não terminou mal comigo.. - Sam disse

- Como?

- Quando eu era uma aberração Dean.. quando eu bebia sangue de demônio... Você não desistiu de mim, e eu não terminei mal.. Então que tal você me ajudar a ajudá-lo??

- Talvez ele esteja certo Dean.. - Eu disse cortando tentando amenizar, mas parece que Dean ficou mais bravo

- Sabe eu sei que vocês querem usá-lo como algo grande e tudo bem... Mas não finjam que se importam com ele.. Por que ele não merece ok? - Dean disse agora gritando comigo e com Sam.

- Por que ele não merece se Sam mereceu? - Eu respondi agora puxando a briga e ele se virou contra mim gritando também

- Por que ele é diferente.. Eu olho para ele e vejo todos que perdemos.. !

- Mary se trancou com Lúcifer por escolha dela..! - Eu disse - E Cas..

- Cas o que? - Ele disse me cortando - ele fez promessas falsa a Cas sobre a terra ser um paraíso, ele o iludiu.. e o que aconteceu com Cas, eim!? - ele dizia gritando e antes que eu pudesse responder ele ja respondeu - Ele está morto! - estávamos com lágrima nos olhos e eu estava muito chateada por ele gritar comigo daquela forma - Vocês podem ter esquecido disso, mas eu não!!

Ele disse e então saiu, eu só pude escutar o barulho do Impala acelerando.

- Sinto muito - Sam disse ao ver que escorria uma lágrima

- Tudo bem - Eu disse e sai

Desci até a garagem e montei no carro reserva que havia lá enquanto procurava a localização dele pelo celular, foi quando vi que ele estava na nossa casa.

Dirigi o mais rápido que eu podia mas estava uma chuva forte e eu sabia como Dean corria, eu jamais o alcançaria.

Cheguei depois de alguns minutos e vi o Impala estacionado na frente da casa, desci e entrei toda molhada procurando por ele.


~ 3º Flashback / Capítulo 79 - Vira-tempo

- Dean! - Eu gritava enquanto entrava

Subi até o segundo andar e vi ele agachado no chão de um dos quartos que seria o nosso com uma garrafa de whisky na mão enquanto ele chorava.

- Dean! - eu disse entrando no quarto enquanto meu coração era destruído vendo ele naquele estado.

Me agachei a sua frente e ele me olhava levemente bêbado com os olhos vermelhos e carregados de lágrimas.

- Me perdoa.. - ele disse com a voz trêmula

- Tudo bem Dean.. desculpa ter te pressionado - Eu disse e o abracei toda molhada passando minhas mãos por trás da sua cabeça fazendo carinho enquanto ele afundava seu rosto em meus seios e começou a chorar desesperadamente.

- Eu... - ele começou a dizer chorando - Eu.. não aguento.. não mais - Ele disse chorando - Mamãe, papai, Bobby, Cas e mamãe novamente.. E o Cas.. - ele disse olhando para mim e respirando fundo de novo

Eu então encostei meu rosto sobre o seu deixando nossa testa e nossos narizes encostados enquanto ele respirava fundo e eu sentia o cheiro do whisky vendo ele se acalmar levemente apenas com nosso silêncio.

- Eu estou aqui, e não saio daqui.. - eu disse ainda de olhos fechados e ele sorriu balançando a cabeça positivamente

- Eu sei.. - ele disse e me abraçou

Eu sentei no meio de suas pernas e encostei no seu ombro enquanto ele fazia carinho em minha cabeça e me esquentava por estar levemente molhada ainda, e acabamos dormindo alí no chão mesmo.

Acordei pela manhã com a cabeça em um travesseiro de cobertores improvisado e coberta por outro cobertor que Dean tinha no Impala com um barulho de construção.

Me levantei e me dirigi até o quarto no fim do corredor e lá estava Dean com uma blusa de manga curta branca toda suja de pó e seu rosto também tinha manchas pretas de sujeira no rosto todo suado, ele estava marretando a parede destruindo a primeira camada dela que havíamos planejado de refazer para colocar os símbolos de proteções.

- Ei.. - eu gritei e ele parou de bater a marreta contra a parede me olhando - O que você ta fazendo?

- Estou começando a construir nossa casa. - Ele disse e voltou a bater então eu fui em sua direção pegando em seu braço e fazendo ele parar novamente.

- E decidiu isso assim do nada..? - eu perguntei sem entender

- Sim... - ele disse me olhando fixamente - Se tem uma coisa que eu mais aprendi na minha vida que se a gente não aproveitar logo, a gente perde essa chance com quem mais amamos.. - ele disse me abraçando pela cintura todo suado após deixar a marreta no chão - Então eu não quero perder mais nenhum segundo com você.. - ele finalizou e eu o sorri o beijando em seguida..

- Onde tem outra marreta? - eu perguntei e ele sorriu surpreso pela minha vontade

- No carro - Ele respondeu então eu desci e peguei a outra marreta voltando para a casa.

Parei ao seu lado e coloquei um óculos de proteção o que fez ele sorrir, sou mais cautelosa..., E então comecei a bater na parede a destruindo com cuidado.

Passamos a tarde toda só para tirar a primeira camada de um único quarto, mas já era um começo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...