História Sword Art Real - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sword Art Online
Personagens Kirigaya Kazuto, Kirigaya Suguha, Klein, Lisbeth, Personagens Originais, Silica, Sinon, Yui, Yuuki Asuna, Yuuki Konno
Tags Ação, Aventura, Comedia, Drama, Mistério, Revelaçoes, Romance, Suspense
Visualizações 118
Palavras 3.100
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal!
Antes de tudo quero explicar o motivo de minha ausência:
Pra quem viu o capítulo passado, eu havia dito nas notas finais que meu PC tinha quebrado.
Então, ele demorou pra concertar, pois eu tive que juntar dinheiro primeiro e depois mandar pro técnico, dai demorou muito nesse processo.
Mas agora estou de volta!

Bom, tenham uma ótima leitura!

Capítulo 62 - Uma Tragédia Terrível!


Fanfic / Fanfiction Sword Art Real - Capítulo 62 - Uma Tragédia Terrível!

ANTERIORMENTE...


Heathcliff contou tudo aos pais de Kirito e de Asuna, e contou informações que até mesmo Kirito e Asuna ficaram impressionados. Depois de tudo esclarecido, a primeira ordem do rei foi mandar dobrar a segurança depois que soube sobre a possibilidade do risco de assassinato. Mas Kirito e Asuna não escaparam das broncas que receberam dos pais e até mesmo a irmã de Kirito deu bronca nele. Tempos depois, Heathcliff estava na sua sala...

Heathcliff - Que bom que aqueles dois sofreram aminésia sobre o que aconteceu em relação a eles terem ido pra aquele outro mundo, o mundo de Alfheim...

Heahtcliff - Não seria nada bom eles souberem de informações sigilosas que envolvem outras dimensões.

Pensamento de Heathcliff - Provavelmente o grande evento se aproxima, e os deuses estão preocupados com o plano de dominação das trevas...

Heathcliff - Aguardem Kirito e Asuna... logo chegará o momento em que vocês descobrirão toda a verdade....

 

ATUALMENTE...

 

KIRITO ON


O dia havia sido complicado, no final tivemos que voltar e de uma forma inovadora: Usando o cristal de teleporte. Quando chegamos levamos umas broncas pelos nossos pais e pela minha irmã, e eles haviam aumentado a segurança no palácio, pois o heathcliff avisou sobre a ameaça de morte que os pais de Asuna estavam sujeitos. Já sabemos que Zack e o pai dele está envolvido, e amanhã mesmo iremos acabar com eles. Bom, nós estávamos dormindo, mas então eu acordei no meio da madrugada e senti que Asuna não estava na cama, mas ai eu a vi no meu armário fazendo algo meio constrangedor...

Kirito - Asuna? MAS O QUE É ISSO? - eu levo um susto quando vejo

Asuna - Ah, olá amorzinho, você acordou? - ela pergunta como se tudo aquilo fosse normal - Bom, como você estava dormindo e eu não queria te acordar pra não atrapalhar seu sono, eu decidi pegar algumas de suas cuecas pra mim brincar. - ela falava alegremente  e de forma inocente

Kirito - Isso é maluquice Asuna. Ficar cheirando minhas cuecas...

Asuna - Eu não to só cheirando, veja só... - ela começa a passar a língua na região da frente - Viu? Quando você for usar, vai se sentir mais confortável. - ela falava sorridente

Kirito - Para com isso ai e vem dormir logo... - eu estava meio constrangido por aquilo, a Asuna leva esse negócio de perversão muito a sério

Asuna - Ta bom amorzinho! - ela responde alegremente, guarda minhas cuecas e vem pra cama se deitando do meu lado

Kirito - Ótimo... boa noite...


Fico mais tranquilo, ela apaga o abaju e quando eu penso que não, eu abro os meus olhos e vejo a Asuna virada pra mim dormindo tranquilamente, e também percebo que a camisola dela estava solta, e então sem querer eu vejo os peitos dela, e percebo que eles estavam durinhos. Nessa hora eu fiquei excitado, meu rosto ficou vermelhinho e meu membro estava ficando ereto. Nesse momento, a Asuna colocou a mão bem na região do meu membro, mas ela continuava dormindo..

Kirito - Eu não aguentou mais... - disse bem baixinho e comecei a tirar a camisola dela sem ela acordar, até ela mostrar os peitos - Nossa...

Kirito - Asuna... - tiro o meu short, minha blusa e minha cueca, e então posiciono devagar o meu membro na boquinha dela - Asuna por favor...

Asuna - Ahn? Amorzinho? - ela percebe a situação na hora que acorda, mas não se abala - Já entendi... - ela começa a chupar devagarzinho o meu membro

Kirito - Isso....

Asuna - Goza em mim amorzinho? - ela me pediu de forma serena e eu não resistia a cara dela

Kirito - Só quero que você me alivie dessa situação...

Asuna - Faço isso com todo carinho pra você! - disse alegremente 


Ela para de chupar e tira o resto da camisola, depois disso, eu fico em pé fora da cama, e ela também, então ela se ajoelha diante de mim e começa a dar uma chupadinha gostosa de novo. Eu fico olhando pra ela, e isso me deixa mais excitado ainda, os peitos e a bunda dela me hipnotizavam... (Cortando essa parte....) Bom, havíamos terminado de fazer aquilo, e estávamos cansado, ela estava com a cara toda molhadinha, e quando eu ia pegar o sono, de repente algo me acorda...


Asuna - O que foi amor? - ela estava com uma cara sonolenta - Quer mais diversão? Se quiser eu não me importo.

Kirito - Não... Eu estou sentindo uma presença próxima de nós... Eu não sei o que é... Mas eu sinto que algo de ruim vai acontecer...

Asuna - Hm... o que será?

Kirito - É melhor você ir lavar seu rosto, vou por uma roupa

Asuna - A culpa é sua por ter gozado muito. Não deu pra eu engolir tudinho.

Kirito - E você não gosta?

Asuna - Gosto. - ela responde de forma serena

Kirito - Então por que me culpa?

Asuna - Porque eu te amo. 

Kirito - As vezes eu não te entendo... - ela começa a rir

Asuna - Ta bom, vou lavar meu rostinho... - ela se levanta toda feliz e vai ao banheiro, enquanto isso eu coloco uma roupa normal, dai ela voltou.. - Pronto meu amor..

Kirito - Ainda tem um pouco aqui... - passo o dedo em um dos mamilos onde tinha um pouco de (vocês sabem o que) - Pronto... - e então ela da uma chupada no meu dedo me surpreendendo - O que?

Asuna - Delicia... - ela faz uma cara pervertida

Kirito - Você é muito taradinha, viu?

Asuna - E você adora meu jeito de taradinha! - ela me da um selinho na hora

Kirito - Certo, agora vamos ver o que está acontecendo...

Asuna - Ok! - ela disse animada


Ela havia colocado um shorts curto que prendia minha atenção pra bunda e pras pernas dela diga-se de passagem, e uma camisa normal. Eu estava usando um shorts normal, e um camisa também. Então saímos do quarto e fomos dar uma volta no corredor. Estava meio escuro, mas iluminado pelas lamparinas do corredor. Eu tinha certeza de que havia uma presença ameaçadora por perto, por isso eu fiquei bem atento, enquanto Asuna estava meia relaxada e sorridente. 

Asuna - Não sabia que era tão bom andar com você durante a madrugada nos corredores do palácio. Vamos fazer isso mais vezes? - ela me pergunta com uma felicidade imensa na cara

Kirito - Asuna isso é uma ocasião especial. - eu me estranhei com o pedido dela 

Asuna - Mas é bom andar com você! - no momento ela abraça pelo lado

Kirito - Tudo bem, podíamos dar uma voltada lá fora pra tomar um ar fresco. Mas isso só depois que eu averiguar e tiver certeza que não tem nada aqui.

Asuna - Mas me fala ai. O que te levou a ter essas sensações? 

Kirito - Eu não sei direito, eu ia cair no sono e de repente era como se eu tivesse visto um vulto... Só sei que me deixou alerta.  

Asuna - Você geralmente acerta em suas deduções meu amor - ela me da um beijo na bochecha - Então deve ser verificado mesmo! 

Kirito - Você com essa roupa me deixa excitado sabia? - ponho a mão na bunda dela - Principalmente esse seu shortinho... 

Asuna - Sério amor? Então vou usar mais vezes ele pra você! - ela ficou toda animada com minhas palavras 

Kirito - Sua safadinha... - eu falo bem no ouvido dela 

Asuna - Você também é... - ela também fala no meu ouvido e continua - Se quiser, quando voltarmos podemos ter uma noite de prazeres prolongada, o que acha? 

Kirito - Mas a gente acabou de fazer - eu respondo no ouvido dela 

Asuna - Mas eu não me importo, com você eu me sinto poderosa e segura. - ela respondeu

Kirito - Eu também... - pisco um olho pra ela, e ela entende o recado e fica feliz 

Asuna - Então você va... - ela é interrompida por um barulho no corredor do lado 

Kirito - O que foi isso? - eu já fico sério 

Asuna - Vamos lá ver! - ela também ficou séria 


Fomos correndo pra ver o que tinha acontecido, e quando chegamos lá encontramos um guarda no chão agonizando com um corte bem no meio da barriga, ele estava sangrando... Eu fiquei preocupado na hora e corri pra ajuda-lo, Asuna fez o mesmo me acompanhando.. 

Kirito - O que aconteceu aqui? - eu perguntei desesperado ao guarda que estava quase pra morrer com dificuldade pra  respirar 

Asuna - Então você estava certo meu amor? - ela ficou impressionada comigo 

Guarda - Ahr.. sh... rf.. - ele estava gemendo 

Kirito - Droga... - eu estava desesperado - Não tem nenhuma poção por aqui? - eu começo a revirar meus bolsos, e fico olhando desesperado de um lado pra outro - Asuna, vá pegar uma poção lá no nosso quarto! VÁ LOGO! - eu digo com certa autoridade 

Asuna - S-sim! - ela se assustou e correu 

Kirito - Espere só mais um pouco, ok? - eu fico olhando pro guarda

Guarda - assh... ehds.... - ele continuava gemendo tentando falar alguma coisa 

Kirito - Minha nossa... onde está Asuna? 


Eu estava cada vez mais preocupado até que ouço um grito rápido no corredor do meu quarto, e então eu inconscientemente vou correndo até lá, quando chego, vejo dois caras encapuzados e com túnicas negras tentando sequestrar minha Asuna. Eles estavam enrolando os braços deles no pescoço dela, e tampando a boca dela com a mão, tentando amarra-la com cordas. Eu nem pensei duas vezes e já cheguei dando uma voadora em um deles, e socando sem parar o outro.

Kirito - Você está bem? - eu pego A Asuna no meu colo, que estava tentando recuperar o folego com respiração pesada

Asuna - S-sim amor.. Obrigada! - ela me faz um sorriso de alívio pra mim, e eu não aguento e a beijo, mas meu beijo é interrompido por causa daqueles dois caras

Kirito - Quem são vocês? - eu fico sério olhando pra eles - O que querem? Andem! Respondam!! - eles não falam nada

Asuna - Kirito, eles me dão medo! Vamos atacar? - sinto a preocupação de Asuna, e nem penso duas vezes e falo 

Kirito - É melhor, antes que voltem a se reequilibrar totalmente.


Então partimos pra cima desses dois avançando como um foguete, eles se surpreendem, então demos uma voadora neles de forma bem sincronizada, depois começamos a espancar eles na cara com vários socos. Então os dois caíram no chão inconscientes. 

Kirito - Muito bem querida, mas ainda tem aquele guarda que está quase morrendo! 

Asuna - Vish! É mesmo! Vamos lá


Fomos então pro nosso quarto, pegamos uma poção, e corremos o mais rápido que podíamos até o local onde aquele guarda estava agonizando. Chegamos lá e nem pensamos duas vezes, colocamos a bebida na boca dele, até que ele consegue engolir um pouco e recupera seus sentidos, os ferimentos automaticamente vão se anulando, e ele começava a se mexer, abrir os olhos e o sangue para de jorrar... Aquele furo na barriga desaparece e finalmente ele volta a sua consciência plena. Nessa hora, ficamos aliviado...

Guarda - Obrigado senhor Kirito e Senhorita Asuna! - ele estava aliviado também 

Kirito - O que aconteceu? 

Guarda - Uns intrusos muito estranho veio aqui e me obrigou a dizer onde era o quarto do Rei. Eu havia negado falar, eles me obrigaram, então tentei lutar, mas foi inútil, eles me derrotaram na mesma hora. 

Asuna - Do Rei? Então isso quer dizer que meus pais estão em perigo? - ela já fica preocupada - Kirito-kun, vamos pro quarto dos meus pais rápido!

Kirito - Sim! - eu também fiquei preocupado 


Fomos correndo pro quarto dos pais de Asuna, mas quando chegamos lá, vimos a coisa mais horrível das nossas vidas... Algo inimaginável aconteceu... Os pais de Asuna morreram! Ambos estavam mortos na cama sangrando, e o mais estranho: Não tinha ninguém além deles, a janela do quarto estava aberta, provavelmente os assassinos fugiram. Mas a cara de Asuna de chocada fez ela começar a chorar, ela cai no chão de joelhos lacrimejando. Eu fiquei aterrorizado e sem reação na hora também... 

Asuna - Pa-pa-papai, Ma-ma-mamãe... V-vo-vocês mo-mo-mo-rre-ram ?? - lagrimas caiam de seu belo rostinho e isso me deixou triste também por ela 

Kirito - Meu amor.. Não fica assim não, eu também estou chocado. - eu me agacho e abraço ela por trás, mas foi um abraço sentimental 

Asuna - Kirito-kun.. Eu não aguento mais, eu vou... eu vou... - ela vira pra mim e me abraça bem forte e começa a chorar nos meus braços - Eu não sei o que fazer, sinceramente eu não sei... Meu amor por favor, me ajuda, eu não sei mais... - ela começa a chorar intensamente, e eu abraço ela de maneira mais firme 

Kirito - Vou ficar com você até o fim, não se preocupe. Vou fazer aquele que matou os seus pais pagarem pelo que fizeram, e pagarem com a vida. Isso não vai ficar impune, eu te prometo. - eu disse com sinceridade 

Asuna - Kirito-kun... - ela continuava lacrimejando e me abraçando forte 

Kirito - Eu sinto muito pelo que ocorreu com seus pais meu amor... Meus sentimentos. - abaixo a cabeça na hora de falar isso, e ela continua me abraçando. 

Guardas - Senhorita princesa!! - de repente chega alguns guardas na porta, e eles ficam chocados pelo que viram 

Asuna - Mamãe e Papai se foram.. - ela começa a chorar mais, e começa a gemer bastante 

Kirito - Fique aqui Asuna. - eu solto ela devagarzinho 

Asuna - Onde você vai? - ela olha pra mim com uma cara de choro 

Kirito - Vou vingar os seus pais por você. - digo com determinação. 

Asuna - Mas você?? NÃO! NÃO VAI! E se eles fizerem alguma coisa com você também? - ela grita, e eu consigo sentir esse sentimento dela. 

Kirito - Não se preocupe. Eu estou fazendo isso por você. - Essa foi minha última frase e eu saio dali 

Asuna - Não Kirito! Não NÃO!! NÃÃÃÃO!!! - ela ficou chorando lá no chão sem ter forças pra levantar e me impedir

 

KIRITO OFF 
 

NARRADOR ON


Na manhã seguinte, todos do palácio já sabiam da notícia, e ela estava rapidamente se espalhando pela cidade de algade. Asuna estava chorando, e o corpo dos dois já estava dentro de um cachão, porém.. Ainda permanecia no Palácio. Os pais de Kirito souberam da notícia e foram pra lá imediatamente. Nos jornais da cidade a manchete principal dizia "Uma Tragédia Terrível!". Enquanto Asuna estava chorando e muito triste tanto por fora quanto por dentro. 

Sra. Kirigaya - Nós sentimos muito pelo que ocorreu com seus pais Asuna-san. - A mãe de Kirito lhe da um abraço

Asuna - Obrigada mas... Eu não sei se isso pode me consolar.. - ela ainda lacrimejava 

Suguha - Asuna, onde está o Kirito? 

Asuna - Ele saiu, disse que iria se vingar por mim, e me deixou sozinha... - ela começa a gemer chorando 

Sra. Kirigaya - Como é que é? Se vingar? 

Asuna - Ele foi atrás dos assassinos por mim. 

Sra. Kirigaya - Se tratando de assassinos, ele pode está em perigo! - ela já fica preocupada 

Asuna - Eu tentei para-lo mas foi inútil... ele me deixou chorando. eu num pude fazer nada, e nem teria forças pra fazer, já que eu estava e ainda estou arrasada por dentro.. - ela continua se lamentando 

?? - Não diga isso... - uma voz surpreende a todos ali presente

Asuna - Ki-ki-ri-to ?? - Nesse momento Asuna fica de boca aberta e chocada com a situação de Kirito, ele estava todo machucado e sangrando, além de suado, sujo e arrebentado 

Sra. Kirigaya - O que aconteceu com você meu filho? - ela também fica perplexa com a situação 

Suguha - Meu irmãozinho fez besteira de novo... - ela estava com uma cara decepcionada - Mas tudo bem... - ela se aproxima de Kirito 

Kirito - Suguha? - ele fica surpreso ao ver sua irmã 

Suguha - Não se preocupe.. - ela então faz uma magia que cura Kirito na mesma hora e o deixa todo limpinho - Pronto... Agora se sente melhor? 

Kirito - Sim, obrig.. - antes dele terminar de falar, Asuna pula em seus braços 

Asuna - Meu amorzinho! Eu estava preocupada! - ela começa a chorar nos braços dele - Por que você sempre faz essas loucuras? Por que?

Kirito - Pra te ver feliz e tranquila. - a resposta surpreende Asuna e o mesmo o abraça com força - Pra te livrar do perigo de você ser a próxima. Zack e o Pai dele estão mortos, fique tranquila. 

Asuna - Você realmente os matou? - ela fica surpresa 

Kirito - Sim. Agora não importa o motivo, quem triscar em você ou alguém que você ama, pagará com a vida. 

Asuna - Você tem razão... Mas agora eu não quero pensar em mortes, quero me aliviar dessa dor que estou sentindo apenas... - ela o abraça fortemente e ele a acolhe


Alguns dias depois, o Reino todo, aliás, o mundo todo soube da notícia... Passou-se 1 mês depois daquele acontecimento, e Asuna ainda guardava remorso do acontecimento, mas ela já estava voltando a ter sua vida normalizada aos poucos. Kirito a ajudava muito sempre dando conselhos e ficando do lado dela. Eles, obviamente, ficaram sem ir pra cama pra fazer certas "coisas" durante esse período, mas logo logo voltariam a fazer. Agora, ambos estão no vasto quintal do palácio apreciando a vista em um piquenique, e Kirito ainda mostrava-se preocupado com sua amada.. 

Kirito - Meu amor, como você se sente hoje?  - ele pergunta com toda paciência e atenção do mundo olhando fixamente pra ela de modo agradável 

Asuna - Meu amorzinho, eu ainda estou um pouco abalada, mas graças a você, eu estou conseguindo superar isso. - ela se aproxima dele com uma cara feliz e o abraça 

Kirito - Eu sei que conseguirá vencer aquilo. Agora é hora de pensar no futuro.. - eu a puxo pra mais perto de mim, e faço ela sentar no meu colo, ficando de frente pra mim 

Asuna - Sim, no futuro! Um futuro maravilhoso que vamos construir juntos! - ela o beija com todo seu sentimento, e ele a retribui... 

 

CONTINUA...


Notas Finais


Olá novamente!
O que acharam do capítulo? Comentem ai!

Obrigado por Lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...