História Tell me What is Love (D.O.- EXO) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Exo, Kyungsoo
Visualizações 73
Palavras 2.249
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pessoal, vocês não tem idéia da correria que minha vida está, são tantos trabalhos escolares,são tantos coisas acontecendo,aigoo, eu realmente não tive tempo para escrever, então peço que me perdoem,mas aqui está mais um capítulo, e (ainda tenho outras fics para atualizar..) espero que gostem!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Não podia acreditar no que ele estava me dizendo,como ele podia dizer isso tão calmamente?!

-C-como assim?

-Você é surda? -Ele pergunta fechando a cara -Eu disse que os empregados morrem,mas acho que minha mãe não te disse isso,né?

-N-não senhor...-Eu estava apavorada, eu era uma empregada, eu iria morrer também? Não...tinha empregados vivos...ele está brincando comigo?

-Se ela não disse,não diga à ela o que te contei ou nós dois teremos problemas, está bem?

-Sim -Disse me concentrando em limpar o quarto dele o mais rápido possível, só queria sair dali,ele não parava de me olhar e isso me deixava nervosa

-Não limpe tão rápido, a pressa é a inimiga da perfeição

-Com licença,eu já acabei -Digo me preparando para sair de seu quarto,mas ele se levanta estendendo o braço na minha frente

-Não acabou ainda

-O que eu deixei de limpar,senhor? -Pergunto confusa

-Isto - Ele diz pegando uma xícara de chá que estava em uma mesinha no quarto, e a soltando no chão, vejo o objeto cair e se separar em vários pedaços ao colidir com o chão, além de estar todo molhado de chá, qual era o problema dele?

-Limpe -Ele ordenou

-Por que você fez isso? Não tem motivos para...-Iria falar,mas ele me interrompeu

-Eu mandei você limpar,é melhor ser uma boa empregada e limpar,se não,não terá dinheiro para pagar o tratamento ou...O enterro da sua mãe

Ao ouvi-lo dizer aquilo,senti meus olhos ficarem úmidos, o que eu havia feito para ele? Por que me tratava assim? Eu não podia me desesperar...só ignore e pense na sua mãe, tudo isso é para o bem dela...

Me abaixo e começo a limpar aquela bagunça, pegando os cacos com as mãos, não me importando se iria me machucar, eu só queria sair dali

-Você pega cacos de vidro sem cuidado, está querendo se machucar? -Ele perguntou me encarando, enquanto eu levantava

-Você já me machucou o suficiente, senhor -Disse deixando algumas lágrimas caírem

-Não tanto quanto eu gostaria,querida -Ele disse sorrindo e passando a mão pelo meu rosto,e então sai correndo daquele quarto o mais rápido possível, queria ir embora, queria sair dali e voltar para casa, mas não podia...

-Você está bem? -Um dos empregados perguntou ao me ver descer as escadas

-Ah...sim -Disse secando minhas lágrimas

-Hm...ok -Ele disse se retirando.

Após terminar algumas coisas, fui até a frente da mansão e me sentei para pensar um pouco, eu procuraria por um emprego novo, ou aguentaria as palhaçadas daquele moleque?

-Olá? -Quase dei um pulo ao ver um menino à minha frente

-Ah...Olá, quem é o senhor?

-Oh,senhor não, por favor! Eu sou tão novo quanto você, você é empregada aqui? Nunca te vi aqui antes

-Sou nova aqui...

-Ah sim,deixe eu me apresentar, eu me chamo Zhang Yixing, mas se você quiser me chamar só de Yixing, pra mim está bem -Ele disse sorrindo e estendendo a mão,que covinhas fofas

-JongMi...-Disse estendendo a mão e o cumprimentando -Veio ver alguém? O Senhor Do e a senhora estão fora...

-Eu vim para ver o Soo - Ele diz soltando minha mão

-Quem?

-O Soo, o Kyungsoo

-Ah sim...ele está no quarto

-Então vamos lá!

-Vamos? Por que o senhor não vai sozinho?

-Porque você está aqui solitária e precisa de companhia, qualquer dia eu irei te apresentar a Li

-Quem é Li?

-Minha namorada -Ele disse dando um sorriso bobo

-Ah sim -Digo sorrindo - Quero muito conhecê-la -Digo subindo com ele para o quarto do Kyungsoo, bato na porta e ele logo abre

-Yixing, você demorou -Ele diz olhando para mim por uns cinco segundos e então olhando para seu amigo

-Me desculpe, houve um imprevisto -Ele diz entrando no quarto e me arrastando junto

-Posso saber por que você está trazendo minha empregada para dentro do meu quarto?

-Porque ela é legal e eu a convidei para entrar aqui?

-Você não pode convidar alguém pra entrar em um lugar que não te pertence,idiota! -Ele diz dando um soco no peito de Yixing, me assustei,porém o mesmo começou a rir

-Desculpe, mas eu gostei dela

-Que seja,eu preciso falar com você, sabia? -Ele diz se sentando

-Pode falar, só não demore por favor, tenho que me encontrar com a Li hoje -Ele diz se sentando na cama e me sentando ao seu lado,vejo Kyungsoo revirar os olhos

-Precisarei encontrar você e JongIn o mais rápido possível, tudo bem para vocês se for na sexta?

-Sim,eu o avisarei, você quer que eu leve a Li também? -Sobre o quê eles estavam falando?

-Se você quiser pode levar,mas não é necessário

-Entendi -Ele diz isso e se vira para mim,me encarando, eu somente escutava e os encarava com uma expressão confusa no rosto

-Você não prefere sair e ir completar o seu serviço? -Disse grosso como sempre

-Eu já terminei tudo o que tinha pra fazer, mas de minha companhia incomoda...-Digo me levantando para sair do quarto, porém Yixing segura meu braço e me puxa para si,me abraçando

-O que...

-Por que você está sendo com ela? Não seja grosso!

-Você não tem se meter com o que não é da sua conta!

-Atrapalho? -Ouço uma voz feminina e todos nós olhamos para a porta, uma garota muito bonita estava lá, porém nos olhava de um jeito não muito bom

-Am...

-Li! Não é isso que você está pensando! -Ele diz me soltando e se aproximando da garota, a beijando e a abraçando, ela parecia se acalmar

-Quem é? Por que estavam abraçados?

-Ela é a nova empregada do Soo,e ele já está a maltratando

-Ah Soo! Por que você tem que ser assim? -Ela diz se aproximando de mim e me abraçando também, o que é isso? Abrace Kim JongMi e ganhe dinheiro?

-Ai, vão se meter com que é da conta de vocês! Ela é minha empregada,não é nada de vocês!

ㅡ-Você quer ser nossa amiga? -Yixing me pergunta

-Ahn...sim

-Agora ela é! -Li grita

-A minha vontade é de jogar vocês pela janela do quarto,mas não é alto o suficiente pra vocês morrerem e eu não estou afim de pagar a conta do hospital de ninguém -Soo diz parecendo estar bravo,meu Deus, menino louco,pera..Soo não! KYUNGSOO! KYUNGSOO!

-O que foi? Que cara é essa? -Li diz e então eu percebo que todos estavam me encarando

-Ah, não é nada -Digo quando ouço meu celular tocar -Com licença

-Alô?

-Mi! Como você está?

-Chen,estou bem,por você está me ligando? Aconteceu algo?

-Nossa mãe passou mal,tive que sair do trabalho para trazê-la ao hospital -Ao ouvir isso, devo ter feito uma cara péssima,pois todos me olharam preocupados

-Ela está muito mal? Eu deveria ir aí? -Pergunto me levantando

-Não venha aqui,os médicos disseram que ela precisará ficar aqui esta noite, em observação, e eu irei dormir na casa do Minseok, tem algum problema você dormir sozinha?

-Não se preocupe, eu posso dormir sozinha, amanhã antes de vir para o trabalho eu passarei aí, está bem?

-Sim pequena,cuide-se, eu preciso desligar

-Ok,beijo Chen -Digo desligando, não acredito que ela está piorando...

-O que houve? -Li me pergunta, mas eu não estava querendo ouvir outras piadas sobre minha mãe

-Nada demais...eu vou ir ver se os empregados precisam de ajuda -Quando estava para sair do quarto, uma voz me faz parar

-O que aconteceu com sua mãe? -Kyungsoo...

-Ela passou mal novamente -Digo sem encará-lo

-Por que você não vai vê-la agora? -Aquilo era mais uma encenação dele?

-Porque estou no meu horário de trabalho senhor...não se preocupe

-Você está liberada para ir -Ele disse se levantando

-I-isso é sério? -Digo o encarando com os olhos arregalados

-Sim, você é surda? -Tava bom demais né...

-Você quer uma carona? -Yixing meu se pergunta sorrindo

-Não precisa, eu posso ir de ôni...

-Eu vou te levar,tire esta roupa de empregada e esteja pronta em dez minutos -Aquele era mesmo o Kyungsoo?

-Não precisa...

-Eu não irei repetir,vá logo

-Vá e aproveite a bondade dele! -Yixing grita e então Li e eu damos risada vendo soo revirar os olhos

-Obrigada Soo -Digo sem perceber que o chamei assim,e então vejo o casal ali sorrir e meu chefe arregalar os olhos olhando pra mim, ao perceber o que fiz, saio do lugar correndo e então vou me trocar.

Ao estar pronta, desço as escadas e o encontro lá, como disse que estaria

-Me desculpe pela de...

-Se você continuar falando vai demorar mais ainda -Ele saiu de casa para e então abriu a porta de um carro e entrou, presumo que aquele carro seja dele e não dos pais.

Entrei no carro e então lhe passei o endereço de onde ficava o hospital, era um pouco longe e aquele silêncio estava me incomodando, porém enquanto eu pensava em puxar assunto, ele foi mais rápido

-A quanto tempo sua mãe está doente? -Ele perguntou sem tirar os olhos da estrada

-A alguns meses...por que?

-Eu estou tentando ser legal e puxar assunto, prefere o Kyungsoo grosso? Não né? Mas não pense que eu irei te confortar ou algo assim,não sou tão bonzinho

-Não entregue seu discurso, já estava começando a desconfiar dessa sua bondade -Disse o encarando

-Mas que empregada mais atrevida...você e seu irmão trabalham mais para cuidar da sua mãe do que pra ter dinheiro pra vocês mesmos né?

-Sim,é o mínimo que eu posso fazer pela mulher que cuidou de mim

-Ah, não sei se eu faria isso pela minha -Aquele clima estava melhorando,você tinha que ser assim Kyungsoo?

-Por que você é tão frio com todos ao seu redor? É sua mãe!

-Ela fez algo para merecer o meu amor? -Ele disse tirando os olhos da estrada por um segundo para me olhar, mas logo continuou olhando para frente

-Ela não...foi uma boa mãe?

-Se ser uma boa mãe é só brigar com seu pai,traí-lo,tentar te comprar com dinheiro, te deixar ser cuidado por empregadas e nunca demonstrar amor verdadeiro, porra, ela é excelente, sério que você não sente o quanto ela é falsa com todos?

-Não...eu pensei que...-Minha voz morreu, eu não sabia o que responder

-Você é tão ingênua -Ele disse apertando minha bochecha, mas não pensem que foi pra brincar, foi pra machucar,ele apertou forte -Pessoas assim me irritam

-Aí Kyungsoo! Você gosta de me machucar né? É legal pra você? Seu sádico!

-Você nem viu esse meu lado ainda,e pare de gritar,é irritante,acho que ouvir sua voz gemendo seria menos irritante!

-O que você disse?! Seu...! -Com certeza eu estava vermelha, queria jogá-lo do carro em movimento, mas não seria possível, porque o carro havia parado,tínhamos chegado ao hospital.

-Muito obrigada pela carona,pode ir pra casa

-Cala a boca, eu vou ver sua mãe -Ele disse saindo do carro antes que eu pudesse responder,meu Deus, que garoto amável -Sai logo!

-Tá! -Disse saindo do carro e então fomos até o hospital, passamos na recepção e então pegamos o elevador, ficar sozinha com ele dentro de um lugar onde não poderia sair era amedrontador, ele iria me matar ali dentro!

-Que cara é essa de pânico? -Ele disse apertando o botão do elevador e então vemos as portas se fecharem -Parece aquelas meninas que sentam do lado do cara que gostam e ficam em pânico

-Ah sim,até porque eu estou super apaixonada por você...-Eu não sei o que houve, como eu poderia estar o respondendo? Ele iria me bater muito?

-Eu sei que está,da pra ver pelo seu rosto-Ele diz me encarando

-Pelo meu rosto?...-Digo colocando as mãos no rosto -O que tem ele?

-Está vermelho

-Não está -Digo tapando minhas bochechas

-Claro que está

-Não está!

-Pois agora vai ficar -Ele diz se aproximando de mim, aproximando nossos rostos, eu conseguia sentir sua respiração, aí meu Deus, ele...ele não vai...E então as malditas portas do elevador se abrem e ele simplesmente sai, sorrindo e gritando um "Vamos"

AH DO KYUNGSOO, COMO EU TE ODEIO

-Não vai falar besteira perto da minha mãe... -Disse ainda sem jeito, deveria estar parecendo um tomate

-Eu sei -Ele disse simplesmente entrando no quarto, eu poderia jogá-lo pela janela? -Você é a mãe da JongMi? -Minha mãe estava acordada, menos mal...porém ela nos encarou confusa

-Mãe, ele é meu patrão, Do Kyungsoo, e ele se ofereceu para me trazer para vê-la

-Ah sim...muito obrigada Kyungsoo, és um rapaz muito gentil -Minha mãe disse sorrindo, super gentil mãe, você nem faz idéia

-Não precisa agradecer senhora Kim,você não faz idéia do quanto sua filha estava preocupada

-Filha...JongDae te avisou? Eu disse a ele que não precisava se preocupar,eu estou bem

-Mãe, sempre que sentir mal nos fale,eu e Chen vamos sempre ajudá-la

-Vocês deveriam seguir suas vidas e parar de se importar comigo,já disse -Ela disse suspirando

-Não diga isso mãe, as pessoas que amamos vem sempre em primeiro lugar, são sempre nosso tesouro -Disse beijando sua testa.

Acho que ficamos ali até o anoitecer, Kyungsoo e minha mãe conversavam animadamente, e sinceramente, aquilo não parecia uma encenação, era como se ele realmente tivesse gostado dela,mas eu não poderia afirmar nada,afinal aquele era o homem que adorava me machucar e que eu mal havia conhecido.

-Para onde você vai agora? -Ele me perguntou quando entramos no carro

-Para minha casa

-Você vai ficar sozinha? Seu irmão não estará lá, certo?

-Sim...por que? Está preocupado? -Perguntei com esperanças dele ter um coração

-Não, tô pensando em pregar umas peças em você, você é do tipo que assusta até com a própria sombra

-Aish... -disse e ele deu um sorrisinho, dirigiu até minha casa,e embora estivéssemos em silêncio, não era desconfortável, era como se ele tivesse dado uma trégua

-Eu vou ficar na sua casa hoje

-O quê? -Disse arregalando os olhos e o encarando

-É...E não é só isso,vou terminar o que comecei no elevador

-O que você quer di...-Não consegui terminar minha frase,pois ele simplesmente se inclinou e selou nossos lábios 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...