História Tempos de guerra - A dor do passado - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 809
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Obrigado para quem está acompanhando a série '-'

Capítulo 3 - Sená Sés


*04:30 da manhã*

*Kame :- Rápido, evacuação!

Pamy :- Câmbio, Kame, todos já entraram nos caminhões. 

Kame :-Entendido.

*Kame olha para Ana com olhar de ódio, e jura vingança na frente de de todos. 

Kame :- EU VOU TE DESTRUIR, SUA MALDITA!!!!

Ana :- Você é o próximo! 

*Ana abre as asas para atacar Kame, mais Clyde segura ela pelo ombro. 

*Kame leva todos de volta para a base da S.I.C.

*12:00 da tarde*

*Kame está no antigo escritório de Martes... e Pamy vem consolar à ele.

Pamy :- Poxa, não gosto de te ver assim...

Kame :- Eu sei, eu sei, mais tá difícil de superar...

Pamy :-.... Eu sinto muito...

Kame :- Também sinto falta dele...

Pamy :- Foi por isso que você veio aqui? 

Kame :- Não, é porque foi aqui! 

Pamy :-Aqui o que? 

Kame :- Onde ele me adotou, não está lembrada? 

Pamy :-Ah, sim eu me lembro disso, meu tio gostava muito de você, você era o orgulho dele...

Kame :- É... eu sei, ele era meu padrinho desde o nascimento, foi ele que me acolheu quando meus pais morreram na guerra Ômega...

Pamy :-É, meu tio tinha um coração muito grande, ele também cuida de mim desde que meus pais foram assassinados pela Estrela Cadente... ele podia ser meio desmiolado de vez em quando, mais também era muito sábio...

Kame :- Falando nisso, ele nunca me respondeu uma coisa...

Pamy :- Oque? 

Kame :- Oque eu faria se alguém matasse ele...

Pamy :- Oque você vai fazer?

*Kame aponta para a espada de Martes e fala:- Esta vendo essa espada?

Pamy :- Sim...porque?

Kame :- Sr.Martes me disse que ele fez aquela espada com a cauda do híbrido que matou o pai dele...

Pamy:- Oque pretende fazer? 

Kame :- Vou matar a maldita híbrida que matou o Sr.Martes, e vou fazer uma arma com a asa dela!

*James entra no escritório e fala:-Com licença, o funeral já vai começar...

Kame :- Certo, vamos Pamy. 

*Enquanto isso na cidade...

Clyde :- Vamos gente, temos que ajudar os feridos. 

Ema :-Tá então...

Jake :- Se é que tem feridos. 

Ana :- Ele tem razão, não consigo sentir a energia de ninguém.

Clyde :- Então quer dizer que estão todos mortos...

Jake :-Clyde, quem era aquele cara? 

Ema :- É mesmo, quem é esse cara?

Clyde :- Eu não sei explicar...

Ana :- Espera, escutem!

"Socorro, alguém me ajuda... por favor..."

Ema :- Olha, ali, é uma criança...

*Eles chegam na criança, mais ela está quase morta...

Jake :- Essa não, chegamos tarde...

Ana :- Espera, eu vou te curar...

*Ana cura a criança...

Jake :- Olha aí, nada mal, pra uma suicida...

Ana :- Vai se foder...

Ema :- Qual é seu nome? 

Criança:- Eu não lembro, bateram muito forte na minha cabeça...

Clyde :- Você lembra onde é sua casa? 

Criança:-Sená...Sená Sés, eu moro em Sená Sés...

*A criança desmaia, Ema então coloca ela nos braços...

Ana :- Sená Sés? Eu sei onde fica, mais é meio longe...

Ema :-Você não pode levar a gente voando? 

Ana:-Não, nem ferrando! 

Clyde :- Então vamos de carroça....

Jake :- Não vai dar, os cavalos fugiram...

Clyde :- Então vamos andando...

*Enquanto isso no funeral...

*16:00 da tarde*

General Kazrad:- Hoje estamos enterrando um grande homem, e pessoalmente, um grande amigo, ele além de um homem corajoso, que na hora de uma luta preferia usar uma espada, que usar um fuzil, ele também cuidava pessoalmente de seus soldados, ele os tratava não como seus subordinados, mas os tratava como seus próprios filhos, mais um dia perdemos um amigo pela brutalidade e violência dos monstros, como seu último pedido, Martes pediu para que sua sobrinha Pamy Caroto, seu afilhado Kame San e seu filho adotivo James fossem promovidos para Tenentes de Elite I, e assim será feito,  descanse em paz Jonh Martes Caroto.

*Assim que Martes foi enterrado Pamy, James e Kame foram promovidos pelo General Kazrad para Tenentes de Elite I.

*Clyde e os outros chegam em Sená Sés... e são recebidos por um dos monstros da cidades...

Morador:- Quem são vocês, oque querem? 

Clyde :- Calma, viemos em paz, estamos apenas aqui para entregar essa criança que estava na cidade...

Morador:- Na cidade que foi atacada de madrugada pela S.I.C...

Clyde :- Sim, mais quem é S.I.C? 

Morador:- Não sei explicar, mais o ancião sabe.

Clyde :- Podemos falar com ele?

Morador:- Sim, e meu nome é Zac...

*Clyde foi falar com o ancião...

Ancião:- Então, fiquei sabendo que vocês estão procurando um lugar para morar...

Clyde :- Sim, mas como o senhor sabe. 

Ancião:- Aqui é uma cidade de refugiados, e você estavam fugindo da S.I.C, não é? 

Clyde :- Sim, mas o que é a S.I.C? 

Ancião:- São uma sociedade de humanos imperialistas que pretendem exterminar todos os monstros e híbridos...

Clyde :- Ah ;-;

Ancião:-Vejo que você é seus amigos são fortes, vocês gostariam de ficar em Sená Sés? 

Clyde :- Adoraríamos

Ancião:- Em troca de morarem aqui, podem proteger a cidade. 

Clyde :- Ótima idéia!

Ancião:- Além disso, eu agradeço por trazer a criança de volta...

Clyde :- De nada '-'

*Clyde fala para seus amigos. :- Amigos, encontramos, encontramos nosso novo lar!

Continua...

 




Notas Finais


Obrigado por lerem, próximo capítulo vindo em breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...