História Tentando curar um endemoniado - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, G-Friend, Got7
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yuju
Tags Chaelisa, Crack!fic, Demônio, Homofobia, Jensoo, Markson, Menção Taegi, Menção Vkook, Menção Yoonkook, Namjin, Sinju, Vhope, Yoonmin, Yugbam
Visualizações 48
Palavras 818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NOS VEMOS NAS NOTAS FINAIS RS

Capítulo 14 - 14


– O que você quer comigo? – perguntei.

– Você vai ter que cuidar de mim até eu me recuperar.

– OI? – olhei-o não acreditando no que disse.

– Perdoa Jinyoung, mas ele vai passar um mês na casa da avó dele. Então fique com outra pessoa. – disse Hoseok.

– Ah, vai ser um prazer conhecer a avó dele. – riu e eu revirei os olhos.

– Não enchendo meu saco, pode ficar lá em casa. – falei, cruzando os braços.

– É sério? Obrigada então. – "Filho de uma puta".

* * *

Uma semana depois

– YOONGI! – chamou Jinyoung.

Subi correndo e entrei no quarto de hóspedes.

Qual é a senha do wi-fi? – cantarolou, me estendendo o celular.

Peguei o celular de digitei a senha, logo devolvendo o celular dele.

– Obrigado. – sorriu.

Jinyoung recebeu alta hoje, minha mãe voltou e Yumin foi 'pra casa dela, Jinyoung ganhou um celular novo à uns dias atrás e eu sou o empregado dele, olhem que top.

– Irei sair agora, qualquer coisa me mande mensagem. – falei, anotando meu número em um papel qualquer que estava em cima do criado-mudo.

Saí do quarto e desci, logo saindo de casa. Eu preciso respirar um pouco, me isolar, sei lá, fazer algo que preste sem ser dentro de casa.

Andei sem rumo, já que não sabia para onde ir. Estava frio, não estamos no verão? Mas que porra.

– SUGA HYUNG! – alguém chamou, me virei e vi quem me chamava, Jimin.

– Ah, oi. – falei, sem ânimo.

– Tudo bom? O que houve? – perguntou, se aproximando.

– Estou bem, não houve nada. O que faz aqui?

– Estou indo no mercado comprar bombons para o Hobi hyung. – disse, pondo as mãos no bolso do casaco – E o Jinyoung, está bem?

– Ah sim, ele está bem. – falei, dando um suspiro cansado.

– Você não 'tá nada bem, quer chocolate também? – perguntou.

– Não, obrigada. – falei e ele sorriu, me dando um selinho.

– Depois nos vemos. Até mais hyung! – se despediu e desceu a rua.

– Até. – sussurrei para mim mesmo e deixei um sorrisinho escapar.

Continuei andando, desci outra rua, acho que chego em alguma cidade só andando, rs.

– SAAAAAAI DA FRENTE SATANÁÁÁÁÁS! – gritou alguém, logo uma bicicleta me atropelou e o ciclista e eu caímos, eu na calçada e o cara no meio da rua.

Tudo girou, literalmente, só deu tempo ver um caminhão vir em alta velocidade e iria atropelar o carinha lá, estirado no meio da pista. Me levantei, cambaleando, e corri em direção ao rapaz, me jogando nele e nos arrastando até o outro lado da rua.

– Ai misericórdia, eu 'tô vivo? – perguntou o cara, olhando para os lados.

– Sim, graças a mim. – falei, fazendo o mesmo rir.

– Valeu aí mano, agora...cadê minha bicicleta? – perguntou, olhando para o meio da rua e arregalando os olhos.

Olhei na mesma direção, a bicicleta estava estraçalhada.

– Ai meu Deus, MINHA BIKE NÃO! – gritou, me empurrando para o lado e se levantando, correndo até a bicicleta estraçalhada.

– Não têm mais jeito não. – falei, me levantando e limpando minha roupa.

– A CULPA É SUA! – gritou, quase jogando os restos da bicicleta em mim.

– Por quê minha? Você que estava pedalando e não eu. – falei, fazendo o mesmo jogar algumas partes da bicicleta em mim – OLHA QUE EU CHAMO A POLÍCIA, SEU AGRESSOR!

– CHAMA QUE EU DIGO QUE VOCÊ QUEBROU MINHA BICICLETA E QUEM VAI SE FERRAR É VOCÊ! – gritou de volta, jogando mais partes da bicicleta em mim.

– CHEGA! – gritou uma garota de cabelo preto e curto, com uma roupa de trabalho – VOCÊS ESTÃO FAZENDO MUITO BARULHO!

– MAS A CULPA É DELE! – gritou o cara, apontando para mim.

– NÃO ME INTERESSA DE QUEM É A CULPA, SÓ QUERO QUE PAREM DE GRITAR EM FRENTE A CAFETERIA! – gritou a baixinha.

– Acho que já vou indo, tchau pessoas. – sorri falso e subi a rua, querendo voltar para minha casa.

– É, também vou indo. – disse o cara.

Olhei para trás e lá estava ele vindo atrás de mim.

– Está me seguindo? – perguntei, ficando ao lado dele.

– Claro que não, estou indo para casa. – respondeu, cruzando os braços.

– Ata.

* * *

Paramos e esperamos o sinal fechar.

– Qual seu...nome? – perguntou, hesitando.


– Por quê eu deveria falar?

– Ah, sei lá. Só responde.

– Meu nome é...

– YOONIE HYUNG! – ouvi alguém me chamar e logo um ser parar ao meu lado, ofegante.

– Tae? O que houve? – perguntei, preocupado.

– Nada, só te vi e corri até aqui. Quem é o ser ao seu lado? – perguntou, olhando o carinha ao meu lado.

– Eu também não sei.

– Youngjae, meu nome é Youngjae. – disse, atravessando a rua e dobrando.

Olhei o garoto e ele entrou em um prédio, provavelmente mora ali.

– Então 'tá, vamos para casa. – falei, mas Tae me puxou.

– Estou com o Jimin, então vamos esperar ele, ok?

– 'Tá...

* * *

Adivinhem quem pintou o cabelo de castanho? Isso mesmo!

– JIMIN, VOCÊ 'TÁ DI-VO-SO! – disse o cabeleireiro, batendo palmas e sorrindo.

– Está bem...bonito. – falei, vendo o mesmo corar.

– Obrigada, hyung. – disse, dando um sorrisinho fofo.

"Park Jimin está me deixando louco, só não bato nele porque ele é fofo...aish!".


Notas Finais


*desviando das pedras* CALMA, ABAIXEM AS PEDRAS, ARMAS, FACAS E TALZ

EU DEMOREI PRA POSTAR? SIM, DEMOREI. PQ DEMOREI? BLOQUEIO CRIATIVO E PREGUIÇA Q

então seres, me perdoem msm o cap bosta (cadê a novidade?), eu prometo que o próximo será melhor sz

BOM, VOU INDO SE NÃO MINHA MÃE ME MATA KABDKWBDIS
ATÉ BB'S

(Edit1 rs: AIN PESSOAS, OBREAGADA PELOS 32 FAVORITOS ^^ AMO VCS, SZSZ)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...