História Teu olhar me fascina - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo(alfa Ômega Beta), Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Kristao, Longfic, Sulay, Vamp, Vamp Prince, Xiuchen
Visualizações 19
Palavras 3.145
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie baby's Wolf. Desculpem a demora com o capítulo, mas como a maioria sabe minha escola não da sossego, além de eu ter ganhado um cachorrinho lindo. Bom, espero que gostem do capítulo. Chu 😘😘😘

Capítulo 4 - Bobo da corte


Fanfic / Fanfiction Teu olhar me fascina - Capítulo 4 - Bobo da corte

~ Naquele mesmo dia

             P.O.V. BAEKHYUN

O sol adentrava as lindas cortinas de coloração brancas, com alguns enfeites em vermelhos. Era tão lindo que meus olhos brilhou ao ver toda aquela decoração. Porém por um minuto me lembrei que o local que antes eu estava não tinha cortinas, e sim uma simples janela que dava de vista a um campo florido.

Olhei para o lado a procura de alguém, mas apenas vi a imagem de uma mulher com cabelos negros acima dos ombros, com um sorriso retangular nos lábios e logo atrás de si um homem alto, branco como leite, assim como a mulher há frente. Meus olhos ficaram vidrados nos dois, logo notei que ambos não eram estranhos para minha pessoa.

- Appa? Omma? - perguntei enquanto via os mesmos assentirem enquanto davam sorrisos lindos em minha direção - Por que vocês foram embora? - perguntei enquanto via meu appa abaixar a cabeça, enquanto minha omma movia seus lábios dizendo algo que não consegui ouvir - Não entendi? - ela repetiu, mas da mesma forma não ouvi, mas logo em seguida sua voz forte soou por todo o quarto, "Vocês está em perigo, filho, aqui dentro tem perigo" e por fim a imagem dos dois sumiram, e eu só vi o escuro da noite naquele local.

                           [……]

Levantei assustado de minha cama. A primeira coisa que fiz foi olhar para o lado e ver a janela aberta, sem cortinas e sem coisas do tipo que tivesse no sonho, ou pesadelo.

- Então foi apenas um sonho, não estou em perigo - falei comigo mesmo enquanto passava as mãos em meu rosto tentando tirar inutilmente as gotículas de suor.

- Você está em perigo - logo ao lado estava um homem alto, que eu nem ao menos sabia da existência - Ao certo as pessoas que estão ao seu lado, ou que vão ficar do seu lado está em perigo - falou enquanto se levantava e se aproximava - Me chamo Kris Wu Yifan, não quis te assustar, mas apenas estou dizendo a verdade.

- Como sabe que as pessoas que estão do meu lado estão em perigo? - perguntei enquanto olhava para minhas vestes, eram diferentes, apenas um simples roupão que cobria grande parte das minhas pernas.

- Não poderei te contar agora, apenas quando acontecer, aí terei certeza que estarão em perigo - falou virando de costas e seguindo em direção a porta - Ou apenas passarão do perigo, depende da sua escolha, Baekhyun - por fim saiu da sala me deixando totalmente confuso.

Me levantei da minha cama apenas para tomar uma água, já que percebi que tinha uma jarra encima da pequena mesa ao lado, provavelmente tinha água no local. Tomei do líquido e me sentei na cama. "Como será que os meninos estão?", Perguntei a mim mesmo enquanto ia em direção da porta de onde o mesmo homem tinha saído.

Aquele rapaz deveria ser apenas um serviçal, certo? Porém serviçais não usam tais roupas lindas e luxuosas. Poderia ser confundido fácil por um príncipe, mas tinha apenas 3 príncipes, certo? Bom, não me recordo de ninguém dizendo que tinha mais príncipes, apenas me recordo do bobo dizendo que tinha que ter pelo menos 6 pessoas em cada tribo. Talvez o três príncipes tivesse seus fetiches de se casar com dois homens, ou duas mulheres cada um. Aí depende da sexualidade ou questão financeiras de cada um.

Me dirigi em direção a porta, após abrir a mesma olhei para os dois lado vendo se tinha alguém acordado ou coisa do tipo. Até porque notei antes de sair do quarto que já era noite, eu tinha dormido até de noite naquela enfermaria. Não estava reclamando, mas como será que minha tribo de virou sem mim essas horas.

- Não me lembro aonde é meu quarto, esse castelo é tão grande - praguejei enquanto andava em um corredor que não parecia ter fim - Acho que irei voltar a enfermaria e dormir por lá - me virei para trás novamente, mas foi grande minha surpresa de ver o bobo parado em frente a porta da enfermaria me encarando com um sorriso de canto - Não se aproxima - falei assustado enquanto via o mesmo dar passos pesados em minha direção - NÃO! - gritei praticamente enquanto começava a correr na direção contrária do bobo.

- Eu vou te pegar Baekhyun, vai ter o mesmo destino que seus queridos e falecidos país - falou tão próximo de mim que eu tinha medo de olhar para trás e ver seu rosto muito próximo.

- Não! - gritei novamente enquanto entrava em um quarto que eu nem ao menos sabia onde era, só sei que fechei a porta tão rápido que foi capaz até mesmo de ouvir um soco sendo desferido no local.

Fiquei sentado sobre o chão enquanto abraçava minhas próprias pernas. Isso não podia estar acontecendo, vim para esse palácio apenas para ajudar meu amigo e sou perseguido por um bobo, e um simples serviçal diz que estou em perigo, isso realmente não é um local para se viver.

- O que está fazendo aqui? - perguntou uma voz grossa atrás de mim, tive medo de me virar e ver o bobo alí, então apenas me mantive quieto olhando para porta prendendo até mesmo a respiração.

- Ele parece estar com medo, nem se mexe - falou uma outra voz não tão distante assim, mas ainda sim me deixava extremamente assustado.

Eu não poderia falar sobre o bobo, até porque iriam me chamar de louco já que o mesmo está na masmorra. Porém eu realmente o vi, eu senti que ele estava me seguindo, mas não posso dizer isso a eles porque os dois não vão acreditar.

- Baekhyun, o que aconteceu? - perguntou aquela primeira voz de antes, logo vi a imagem de Chanyeol se agachando em frente a minha pessoa - O que aconteceu? Você parece tão assustado - falou enquanto evitava tocar em mim, mesmo que fosse apenas para fazer um singelo carinho em meus fios, Chanyeol tinha que manter sua promessa de não encostar em nenhum ômega, há não ser seu próprio ômega.

- Nada, apenas senti ser perseguido e acabei entrando no seu quarto - falei enquanto me encolhia mais com o olhar do maior sobre mim.

A esse ponto eu não podia mais me achar o ômega corajoso e tudo mais, depois do que eu vi não poderei mais me fazer de ômega que não se importa com os gêneros. O medo já tinha consumido todo meu corpo, e isso estava me deixando totalmente bravo. Nunca abaixei a cabeça para ninguém, nem ao menos me senti com medo de alguém. Porém aquele simples bobo tinha feito toda minha coragem ir para o lixo. Como se todos esses anos de treino que tive para me manter forte em frente aos alfas, foram por água abaixo.

- Seria errado um dos empregados te pegar dentro de um quarto com dezenas de alfas - falou uma voz mais grossa que a do Chanyeol.

Me levantei do chão e finalmente olhei para as pessoas que estavam atrás de mim. Em meu ponto de vista era apenas duas pessoas que estavam no quarto, sem contar Chanyeol. Porém após eu olhar em direção da onde vinha todas aquelas vozes, me surpreendi ao ver no máximo 6 alfas me olhando sério. Bom, Sehun e Lay era um desses alfas que me olhavam sérios. Talvez fosse anormal qualquer ômega entrar em um quarto de uma tribo apenas de alfas.

- Acho que você tem que voltar para enfermaria - falou Chanyeol me tirando do meu pequeno transe.

- Tudo bem - falei enquanto dava uma última olhada nos vampiros. E como pensei, aquele moço que veio falar sobre perigo para mim estava muito chique, mas agora que o vejo no mesmo quarto que os príncipes tenho total certeza que o mesmo é um também.

Abri a porta do quarto novamente, porém me assustei ao ver novamente a imagem do bobo parado me olhando com um sorriso malicioso. Dei mais dois passos para trás e logo pude sentir a textura dura do corpo de alguém atrás de mim.

- Até que enfim, achei que não iria sair desse quarto nunca - falou enquanto se aproximava de minha pessoa, mas foi impedido tanto por Sehun e por aquele mesmo moço de antes, Kris.

- O que está fazendo aqui? Era para você estar na masmorra como o rei tinha dito - falou aquele moço que não era conhecido por minha pessoa, apenas tinha conhecimento de seu nome - Comunica o rei - falou para um empregado que eu nem ao menos tinha visto naquele quarto.

- Não será preciso, apenas quero levar o senhor Baekhyun ao seu quarto - falou com uma voz tão falsa que seria maldade os príncipes acharem que era verdade o que o bobo estava falando.

- Deixa que eu levo - falou o príncipe Chanyeol que estava logo atrás de mim com suas mãos em meus ombro evitando tanto contato com nosso corpo.

- Será ruim se alguém ver o contato que você está tendo com esse simples vampiro - falou enquanto olhava com o cenho erguido em minha direção - Que eu saiba você precisa ser um vampiro raro pra entrar no concurso.

- Você não é um vampiro raro? - perguntou o mesmo moço que estava em frente ao bobo o impedindo de fazer qualquer coisa comigo.

- Claro que sou, minha tribo inteira é - falei um pouco exaltado. Me recordo que todos da minha antiga vila faziam essas perguntas, minha postura e meu rosto eram tão femininos que desconfiavam.

- Prove que você é - falou enquanto sorria sínico em minha direção, mas eu sabia que tudo isso era um teatro para irritar minha pessoa, o que já estava conseguindo fazer com que eu me irritasse.

- Okay - falei com um sorriso malicioso nos lábios - Já que está pedindo - comecei a me concentrar em coisas que me fizeram ficar extremamente bravo, mas por um momento peguei em uma cicatriz muita pesada de minha vida. O dia que meus pais morreram me protegendo e nem ao menos receberam um enterro digno de guerreiros.

- Ow, que coloração brilhante, ou você está muito bravinho? Ah pequena ovelhinha, seus pais morreram por pura burrice, nossos soldados tinham chegado em menos de 5 minutos após a morte de seus pais, não era melhor eles terem esperado? - perguntou enquanto me fitava com um grande sorriso nos lábios.

- Eles morreram com honra, protegendo seu povo e a mim - falei com os olhos totalmente roxos florescentes, quando um vampiro ficava com essa coloração era bem ruim, além de estar muito bravo poderia ficar inconsciente enquanto batia em sua própria vítima.

- Não pequena ovelha, eles morreram sendo dois burros que não souberam esperar o socorro - sorriu abertamente ao ver me aproximando - Dois tolos.

- Cala boca! - gritei me aproximando com passos largos ao maior, porém senti dois pares de braços segurando os meus me impedindo de continuar o ato.

- Calma Baekhyun, não faça isso - falou o príncipe Chanyeol segurando um de meus braços, tentei me soltar mas o mesmo era muito forte, assim como o outro alfa que está segurando um de meus braços, no caso era Lay, alfa de Suho.

- Você tem que cuidar da sua tribo, Baekhyun, tem que cuidar do Xiumin - falou Sehun enquanto estava em minha frente com uma expressão de preocupação.

Após ouvir o nome do meu pequeno ser proferido pelos lábios daquele que se dizia príncipe, comecei a me acalmar por vontade própria. Xiumin já estava tendo muita pressão para sofrer com mais um atentado meu em questão dos guardas, ou o próprio bobo do palácio. Logo a coloração de meu olho começou a ficar vermelha, em um sinal mudo que eu estava me acalmando.

- Ótimo, agora que provou que é um vampiro raro irei te levar ao seu quarto - falou enquanto se aproximava, mas foi impedido por uma das mãos de Chanyeol, uma segurou meu ombro me fazendo dar um passo para trás, enquanto a outra estava escorada no peito definido do alfa lúpus.

- Não toque nele - falou com sua voz de alfa causando um pouco de arrepio em seus companheiros, admito que também senti um leve arrepio, mas foi por sua voz está próxima de meu ouvido fazendo com que um ventinho gelado entrasse em contato com o local.

- Tudo bem, o rei vai saber sobre isso - falou o bobo dando as costas, mas foi grande sua surpresa ao ver o rei ali parado lhe encarando - Rei? - perguntou com a voz carregada de medo.

- Para a masmorra, bobo, lhe avisei que era para subir até a masmorra, mas fui burro em acreditar que você realmente iria com suas própria pernas até o local - dois guardas do palácio apareceu ao lado do rei com lanças e armaduras de ferro - Está preso até que o próximo rei, que será meu filho, peça para lhe liberar - o bobo ficou um pouco pasmo com a fala do rei, mas logo foi preso por um dos guardas e começou a ser empurrado em direção a masmorra, mas óbvio que não perdeu a chance de me ameaçar.

- Eu juro que quando sair de lá, irei na vila lhe matar, Baekhyun! - gritou enquanto andava em direção a masmorra, ou melhor, era empurrado pelos guardas até a masmorra.

- Você nunca vai sair de lá, nunca irei autorizar sua volta ao palácio! - gritou o príncipe Chanyeol fazendo com que o bobo ficasse mais assustado e se debate-se mais.

Por fim o rei chamou mais alguns guarda de linhagem lúpus, e pelo que eu soube era apenas por aquelas semanas que os alfas lúpus estavam, mas logo iriam embora porque não era bem visto alfas lúpus em um castelo onde tem dezenas de ômegas, com linhagem fraca, mas ainda assim serem raras e adoradas por qualquer alfa.

- Vamos, irei lhe levar até o quarto - falou Chanyeol logo atrás de mim com uma expressão raivosa. Por um momento pensei em negar ir junto do maior até o meu quarto, mas eu teria que ir logo ver os meninos e pergunta para Xiumin se o mesmo estava bem.

- Estou indo - falei simplista enquanto começava a seguir os passos do maior.

O local onde estávamos indo não se parecia nem um pouco com o quarto da nossa tribo. Porém a única coisa boa disso era que todas as ômegas estavam dormindo, então nenhuma delas iriam ficar falando coisas impróprias de ambos.

- Primeiro vou te levar para um local que sempre me acalmo quando fico por lá, e depois irei te levar ao seu quarto, já que amanhã você tem que estar disposto para o concurso - falou enquanto andava em direção ao local que eu nem ao menos sabia onde era.

Uma coisa que gosto em ser vampiro é o motivo da cura rápida em apenas uma olhada mortal de um vampiro médico. Após Lay olhar daquela forma para o alfa lúpus, automaticamente olhou em minha direção, fazendo com que meu braço curasse em apenas um instante, assim como Suho também ajudou no começo do dia.

- Agradeça o príncipe Lay por ter curado meu braço naquela hora - falei para o maior que parecia distraído apenas querendo chegar ao destino.

- Claro - falou não dando muita importância ao assunto, apenas dei de ombros e continuei seguindo o mesmo.

Esses olhares apenas funcionam quando se é um alfa olhando para um ômega, se for dois alfas não surtira efeito. Assim como só ômegas podem curar 100% um alfa, mas podem curar 50% um ômega também, portanto que sejam conectados de alguma forma. Vampiros são coisas totalmente complexas, sim, coisas, até porque deixamos de ser humanos a muito tempo ou até mesmo nascemos dessa forma. Me recordo que da última vez que conversei com um humano foi quando eu tinha apenas 7 anos de idade. Nessa época meus pais não eram mais vivos e eu já estava vivendo na aldeia ao lado. Me recordo que o humano foi bem educado comigo, e nem ao menos se assustou com a mutação de olhos, apenas achou incrível, mas foi morto no outro dia por um vampiro. Humanos não eram aceitos em nossas vilas, assim como não éramos aceitos nas vilas dos humanos.

- Chegamos - falou o príncipe Chanyeol enquanto olhava para frente, pude ver a visão do jardim que antes eu estava vendo da janela da enfermaria. Realmente era um local que deixava as pessoas calmas.

- É lindo esse lugar - falei enquanto me aproximava mais até sentir a textura da grama em meus pés descalços - Gostei - sussurrei apenas para que eu ouvisse, mas foi em vão já que Chanyeol é um alfa de linhagem boa.

- Ah Yo... - Chanyeol parou no meio do caminho do nome, mas foi possível ouvir um Yo, apenas não sabia a continuação do nome - Yoona, ela gostava desse lugar.

- Namorada? - perguntei olhando de relance para o maior que tinha o olhar baixo em direção as rosas próximas.

- Amiga de anos, ela era legal, mas se foi a muito tempo - falou com um ar triste e suspirando em seguida.

- Meus pêsames - falei baixo ouvindo uma risada anasalada do maior.

- Ela não morreu, apenas foi embora para algum lugar que eu não sei onde é e também não me importo, sei que ela sabe se cuidar muito bem sozinha - falou com um sorriso nos lábios totalmente feliz - Bom, é melhor voltarmos, você já parece bem calmo - falou se aproximando de minha pessoa e colocando uma de suas mãos em uma das minhas bochechas rosadas.

- Chanyeol, acho melhor não… - fui impedido de continuar minha fala após sentir os lábios do maior pressionados sobre os meus.

       Tentei empurrar o corpo maior de minha frente, mas era em vão já que Chanyeol tinha o dobro de minha força, e ainda tinha um poder sobre mim como ninguém nunca teve. Sempre que eu estava do lado dele me sinto tão inferior. Pior, me sinto um lixo praticamente, Chanyeol tem esse sorriso lindo, mas apenas por algumas horas que fiquei consigo só recebi no máximo um sorriso. Algumas pessoas diziam que o príncipe da nossa vila era realmente encantador, mas para mim ele é apenas uma pessoa que me despreza. Que está comigo por dó, deixou que minha tribo entrasse por caridade. Tudo isso me deixa extremamente confuso e até curioso para saber quem Chanyeol realmente é. "O que tem dentro desse coração gelado, que está se disfarçando com uma simples máscara?"…


Notas Finais


É isso, espero que gostem. Chu 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...